Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2022

Medo? Nunca mais!

Imagem
Salmo 56 3, 4 e 9 “Em me vindo o temor, hei de confiar em Ti. Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei. Que me pode fazer um mortal? No dia em que eu te invocar, baterão em retirada os meus inimigos; bem sei isto: que Deus é por mim.” Sabe, muitas vezes, você já começa o dia apavorado. Realmente, estamos vivendo tempos difíceis. O medo se faz presente, não só da violência, mas das loucuras que pairam na sociedade. Pode ser o medo de perder o emprego, medo de ser mal compreendido, medo de ficar sozinho... O medo foi o primeiro sentimento que veio do inferno para atacar o homem. É isso mesmo! O medo tem origem espiritual. Em  2 Timóteo , está escrito que Deus não nos dá espírito de medo, mas de amor, moderação e poder. Se o medo é um espírito maligno, temos que lidar com ele espiritualmente. Quando vier aquela angustia, aquela insegurança, aquela incerteza, dobre o seus joelhos e pratique o que está escrito no Salmo que acaba

Aprendendo a contar os dias...

Imagem
Salmo 90.12: “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos um coração sábio.” . Sabe, eu tenho uma história com essa passagem. Essa Palavra está na música “Ensina-me”, do Renascer Praise 6. Eu já falei sobre isso em outros Pensamentos, mas, hoje, vou colocar um trecho da letra para vocês. É uma linda oração: Ensina-me a entregar os meus caminhos, em tuas fortes mãos e, simplesmente, nelas descansar. Ensina-me que o teu amor, teu amor, Senhor nunca falhará, insistirá em me fazer feliz. E se eu cair, não resistir e até desanimado me prostrar. Sentirei teu braço forte, ouvirei tua voz de amor. Teu Espírito me faz ressuscitar. Ensina-me que tudo coopera para o meu bem, Ensina-me, ensina-me, ensina-me a viver.   Certo dia, eu disse para uma pessoa: “Eu não sei o que você está fazendo da tua vida, mas eu sei o que eu fiz da minha! Eu sei para onde eu a dirigi e a quem eu busquei! Por isso, nós temos forças para ficar em pé!”. Existem pesso

Não fuja, supere!

Imagem
Lucas 24. 45 a 49: “Então, lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras; e lhes disse: Assim está escrito que o Cristo havia de padecer e ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia e que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados a todas as nações, começando de Jerusalém. Vós sois testemunhas destas coisas. Eis que envio sobre vós a promessa de meu Pai; permanecei, pois, na cidade, até que do alto sejais revestidos de poder.” Jesus estava explicando aos seus discípulos que já estava registrado, nas Escrituras Sagradas, a missão que Deus tinha para Ele na terra: padecer e, ao terceiro dia, ressuscitar dentre os mortos. Naquele momento, eles foram libertos da dor, das frustrações, do sentimento de abandono e da incompreensão relacionada aos planos superiores do Senhor. Eles foram consolados e iluminados em seu entendimento. Eles perceberam que Jesus estava cumprindo a revelação dada aos profetas e, acima de tudo, cumprindo a vonta

A entrega de Ana

Imagem
1 Samuel 1.1 a 5, 9 e 10 “Houve um homem de Ramataim-Zofim, da região montanhosa de Efraim, cujo nome era Elcana, filho de Jeroão, filho de Eliú, filho de Toú, filho de Zufe, efraimita. Tinha ele duas mulheres: uma se chamava Ana, e a outra, Penina; Penina tinha filhos; Ana, porém, não os tinha. Este homem subia da sua cidade de ano em ano a adorar e a sacrificar ao Senhor dos Exércitos, em Siló. Estavam ali os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, como sacerdotes do Senhor. No dia em que Elcana oferecia o seu sacrifício, dava ele porções deste a Penina, sua mulher, e a todos os seus filhos e filhas. A Ana, porém, dava porção dupla, porque ele a amava, ainda mesmo que o Senhor a houvesse deixado estéril. Após terem comido e bebido em Siló, estando Eli, o sacerdote, assentado numa cadeira, junto a um pilar do templo do Senhor, levantou-se Ana, e, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente.” Apesar de ser muito amada pelo esposo, Ana chorou o choro de u

Sete aspectos importantes sobre o jejum

Imagem
Hoje, eu separei um tempinho para falar com vocês sobre jejum! É claro que jejuar envolve muito mais do que se abster de algo. É um período de oração, de santificação e de buscarmos mais ao Senhor! Muitas pessoas têm me perguntado sobre a importância dele. Eu separei alguns aspectos que a Bíblia nos mostra. 1º) Jejum é uma arma espiritual Daniel 10.1 a 3 e 12 a 14: “No terceiro ano de Ciro, rei da Pérsia, foi revelada uma palavra a Daniel, cujo nome é Beltessazar; a palavra era verdadeira e envolvia grande conflito; ele entendeu a palavra e teve a inteligência da visão. Naqueles dias, eu, Daniel, pranteei durante três semanas. Manjar desejável não comi, nem carne, nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com óleo algum, até que passaram as três semanas inteiras. Então, me disse:  Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tua

Dois passos para ficar mais perto de Deus

Imagem
Sabe, queridos, eu tenho o hábito de tirar dúvidas das pessoas no meu perfil do Instagram. Eu percebi que a maioria está buscando ter um relacionamento mais profundo com Deus, mas não sabe como.  Então, eu decidi falar sobre isso neste post. Hoje, eu quero te convidar a meditar comigo no livro de  Atos . Jesus morreu e depois ressuscitou, mas nem todos acreditaram. Os discípulos estavam inconsoláveis, afinal de contas, Jesus era pastor, mestre e amigo deles. Eles testemunharam tantos milagres! Imagine andar com o Filho de Deus 24 horas por dia! Sentir aquela presença, sempre ter uma palavra de vida, viver aquelas experiências e, depois, simplesmente, não ter mais nada!? Eu imagino que eles tenham ficando perdidos: "O que eu faço agora? Para onde eu vou? Eu sei que Deus existe, mas eu preciso de algo tangível, preciso de uma resposta imediata!". Talvez, você esteja nesta situação! Obviamente, você não teve o privilégio de caminhar com Jesus Cristo, como os d

Não é questão de necessidade, é questão de fé!

Imagem
Hebreus 11.6: “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.” O que Deus me ensinou, ao longo de todos esses anos dedicados ao ministério, é que quem vive milagres não é aquele que precisa, mas aquele crê! Muitas vezes, nós questionamos: "Senhor, essa pessoa recebeu tantos milagres, mas aquele que está em uma condição muito pior não recebe nada! Isso é injusto! Por que isso acontece?". Isso acontece, porque o outro não quer depender de Deus ou, simplesmente, rejeita as oportunidades que o Senhor entrega! Quer viver milagres, mas não quer ter relacionamento com o Deus do milagre! Isso não existe! Um depende do outro! Alias, eu não sirvo a Deus pelo que Ele pode me dar, mas pelo o que Ele é! Não é uma relação de troca, é uma relação de amor! Voltando ao assunto... Eu aprendi que o milagre vem através da transformação que a fé já produzi

Quem disse que a solução está distante?

Imagem
João 5. 1 a 9: “Passadas estas coisas, havia uma festa dos judeus, e Jesus subiu para Jerusalém. Ora, existe ali, junto à Porta das Ovelhas, um tanque, chamado em hebraico Betesda, o qual tem cinco pavilhões.  Nestes, jazia uma multidão de enfermos, cegos, coxos, paralíticos [esperando que se movesse a água. Porquanto um anjo descia em certo tempo, agitando-a; e o primeiro que entrava no tanque, uma vez agitada a água, sarava de qualquer doença que tivesse]. Estava ali um homem enfermo havia trinta e oito anos. Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim há muito tempo, perguntou-lhe: Queres ser curado? Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada; pois, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.  Então, lhe disse Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda. Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar. E aquele dia era sábado.” Mesmo estando próximo ao local da cura – o tanque de

Segredos para uma família feliz!

Imagem
Às vezes, nos sentimos azaradas perto de outras pessoas que tiraram a “sorte” e têm uma família maravilhosa. Mas será mesmo? Será que é tudo uma questão de sorte? Não! Famílias bem-sucedidas não acontecem por acaso. É preciso combinar energia, talento, vontade, visão e determinação do casal. As coisas que realmente importam demandam tempo, reflexão, planejamento e definição de prioridades, sempre baseados na visão de Deus para o nosso casamento, para nossa família. É necessário trabalhar nisso e fazer sacrifícios. Você precisa querer e pagar o preço. Pagar o preço diz respeito, entre outras coisas, a desenvolver algumas qualidades que você deve ter. Por exemplo, você precisa saber ouvir, ser do tipo que aprende sempre, ser um estudante perpétuo, não se cansar de fazer perguntas, estimulando o cérebro das pessoas da família. Valorize também as diferenças! Seja coerente e procure viver todos os princípios que você ensina. Tenha aquela humildade que toca, transforma e suaviza o c