Páginas

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Será no tempo e do jeito d'Ele



João 12.9 a 11: “Soube numerosa multidão dos judeus que Jesus estava ali, e lá foram não só por causa dele, mas também para verem Lázaro, a quem ele ressuscitara dentre os mortos. Mas os principais sacerdotes resolveram matar também Lázaro; porque muitos dos judeus, por causa dele, voltavam crendo em Jesus.”

Lázaro era um homem íntegro e de bom coração, pois sempre hospedava Jesus e sua comitiva durante suas viagens a Jerusalém. Cristo o considerava um grande amigo.

Como as Escrituras Sagradas nos mostram, ele adoeceu e morreu.

João 11.1 a 26: “Estava enfermo Lázaro, de Betânia, da aldeia de Maria e de sua irmã Marta. Esta Maria, cujo irmão Lázaro estava enfermo, era a mesma que ungiu com bálsamo o Senhor e lhe enxugou os pés com os seus cabelos. Mandaram, pois, as irmãs de Lázaro dizer a Jesus: Senhor, está enfermo aquele a quem amas. Ao receber a notícia, disse Jesus: Esta enfermidade não é para morte, e sim para a glória de Deus, a fim de que o Filho de Deus seja por ela glorificado.

Ora, amava Jesus a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro. Quando, pois, soube que Lázaro estava doente, ainda se demorou dois dias no lugar onde estava. Depois, disse aos seus discípulos: Vamos outra vez para a Judéia. Disseram-lhe os discípulos: Mestre, ainda agora os judeus procuravam apedrejar-te, e voltas para lá? Respondeu Jesus: Não são doze as horas do dia? Se alguém andar de dia, não tropeça, porque vê a luz deste mundo; mas, se andar de noite, tropeça, porque nele não há luz.

Isto dizia e depois lhes acrescentou: Nosso amigo Lázaro adormeceu, mas vou para despertá-lo. Disseram-lhe, pois, os discípulos: Senhor, se dorme, estará salvo. Jesus, porém, falara com respeito à morte de Lázaro; mas eles supunham que tivesse falado do repouso do sono. Então, Jesus lhes disse claramente: Lázaro morreu; e por vossa causa me alegro de que lá não estivesse, para que possais crer; mas vamos ter com ele.

Então, Tomé, chamado Dídimo, disse aos condiscípulos: Vamos também nós para morrermos com ele. Chegando Jesus, encontrou Lázaro já sepultado, havia quatro dias. Ora, Betânia estava cerca de quinze estádios perto de Jerusalém. Muitos dentre os judeus tinham vindo ter com Marta e Maria, para as consolar a respeito de seu irmão. Marta, quando soube que vinha Jesus, saiu ao seu encontro; Maria, porém, ficou sentada em casa.

Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão. Mas também sei que, mesmo agora, tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá. Declarou-lhe Jesus: Teu irmão há de ressurgir. Eu sei, replicou Marta, que ele há de ressurgir na ressurreição, no último dia. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto?”

Como algo ruim pode contribuir para a glória de Deus? Você pode se perguntar isso todos os dias! Mas existe somente uma resposta: Os caminhos do Senhor são mais altos que os nossos!

Lázaro estava morto há quatro dias. Marta, ao ver Jesus, em vez de se alegrar, ficou indignada: “O Senhor poderia ter evitado esta grande dor, mas não evitou”.

Jesus não chegou a tempo de propósito? Jesus deixou Lázaro morrer de propósito? Jesus os deixou sofrer de propósito? Não... Mas com um propósito!

Romanos 8.28: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

Aquela morte era necessária para que um novo homem nascesse! Depois de sair daquela sepultura, Lázaro foi desatado e nunca mais foi o mesmo!

Você está aqui, porque o Senhor quer ter libertar de todas as amarras espirituais e emocionais que têm te impedido de avançar!

Hoje, eu vou citar algumas:

1- Vaidade

Marta estava aprisionada em suas vaidades, em sua arrogância, em sua necessidade de dar explicações. Em vez de se abrir para ser consolada, de buscar uma solução, ela tira satisfações com Jesus!

“Quando souberem o que aconteceu comigo...”. Muitas vezes, ficamos mais preocupados com a opinião dos outros, com o nosso orgulho, com o nosso ego, do que em viver uma verdadeira transformação!

Ficar revoltado e desesperado não resolve! Se Deus permitiu que você passasse por esta situação, tenha paz, porque tudo isso vai cooperar para o seu bem!

Mateus 6.10: “Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu...”.

Será tudo no tempo e do jeito d’Ele, a sua parte é confiar! A sua parte é fazer desta oração a sua verdade!

2- Frustração

Maria, a outra irmã de Lázaro, veio com o mesmo discurso, mas em um tom de decepção, porque suas expectativas foram frustradas.

Mesmo com dor, ela humilhou-se na presença de Jesus e o adorou. Assim, ela encontrou consolo e solução.

João 11.32 e 33: “Quando Maria chegou ao lugar onde estava Jesus, ao vê-lo, lançou-se-lhe aos pés, dizendo: Senhor, se estiveras aqui, meu irmão não teria morrido.  Jesus, vendo-a chorar, e bem assim os judeus que a acompanhavam, agitou-se no espírito e comoveu-se.”

Muitas vezes, ficamos aprisionados em nossos erros, pois não nos sentimos merecedores das promessas e das bênçãos do Senhor.

Salmos 103.12: “Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões.”

Nós vencemos a frustração quando nos abrimos para o cumprimento dos propósitos de Deus, independente do nosso passado!

Tiago 1.2 e 3: “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.”

3- As opiniões contrárias

João 11.39 e 40: “Então, ordenou Jesus: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. Respondeu-lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus?”

O que falam de você expõe somente o que há no coração de quem fala. A última palavra é a do Senhor!

Depois daquele milagre, Lázaro não era mais somente um amigo de Jesus, mas uma pregação viva!

Se você está vivendo o seu maior pesadelo, prepare-se para viver o seu maior sonho!

Persevere, porque a fé vence o mundo! Sua esperança no Senhor jamais será frustrada!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Ressurreição para uma nova vida!



Ressurreição é a morte e o surgimento de uma nova vida. Ou seja, o que havíamos vivido até então ficou definitivamente para trás... Simplesmente, não existe mais!

Essa nova vida que recebemos em Jesus requer novos pensamentos, sentimentos e reações! Se a quisermos, não podemos mais ser os mesmos! Não podemos mais querer voltar para um passado que não tem futuro!

Filipenses 3.13 e 14:  “Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”

Para ressuscitarmos, muitas vezes, precisamos enterrar nossos planos! Esta em nós o poder de escolha: ressuscitar para uma vida medíocre, carregada de ressentimentos ou para uma vida melhor! Só vive uma nova vida quem sai definitivamente do ambiente de morte!

Paulo tinha outro nome – Saulo –, era respeitado, bem relacionado, tinha projeção social, era desenvolvido intelectualmente, foi um grande estudante da lei... Mas, assim como muitos de nós, não sabia que precisava ressuscitar, que precisava de libertação.

Naquela época, existiam homens que não tiveram a mesma formação intelectual e que, diferente dele, tiveram experiências profundas e pregavam com liberdade e sabedoria, como Estêvão, por exemplo. Saulo, em sua ignorância, ordenou seu apedrejamento.

Durante sua viagem em direção a Damasco, ele foi surpreendido por uma luz e pela voz de Jesus Cristo. Depois daquela experiência, ficou cego!

Durante três dias, ele entrou em contato com a escuridão que havia dentro de si, com o ambiente de morte que ele gerou! Ele percebeu que sua religião o tornou uma pessoa sanguinária e cruel! Naquele momento, entrou em contato com suas verdades e percebeu que suas percepções e sentimentos estavam distorcidos!

Após receber a palavra de um profeta, seus olhos se abriram. A palavra profética nos direciona. Saulo, até então, achava que a solução estava em suas próprias mãos.

Saulo se tornou Paulo – de perseguidor para seguidor de Cristo – quando teve uma experiência transformadora, quando ressuscitou para uma nova vida! Ele nunca mais foi o mesmo.

Esse mesmo homem que respirava ameaças e morte escreveu 1 Coríntios 13! Ele definiu o amor como ninguém, sabe por quê? Porque ele foi transformado pelo amor de Deus! Em vez de matar, passou a salvar! Ele morreu e ressuscitou para uma nova vida!

Para vivermos uma nova vida, precisamos, assim como Paulo, renascer verdadeiramente em Cristo e para Cristo, sabendo que isso é muito mais do que simplesmente acreditar que Deus existe!

Mas, para isso, é necessário ser cheia do Espírito Santo, ter a mente transformada e entregar nossas vidas nas mãos do Senhor!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Jesus, o verdadeiro sentido do Natal


Isaías 9.1 a 7: “Mas para a terra que estava aflita não continuará a obscuridade. Deus, nos primeiros tempos, tornou desprezível a terra de Zebulom e a terra de Naftali; mas, nos últimos, tornará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, Galiléia dos gentios.

O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz. Tens multiplicado este povo, a alegria lhe aumentaste; alegram-se eles diante de ti, como se alegram na ceifa e como exultam quando repartem os despojos.

Porque tu quebraste o jugo que pesava sobre eles, a vara que lhes feria os ombros e o cetro do seu opressor, como no dia dos midianitas; porque toda bota com que anda o guerreiro no tumulto da batalha e toda veste revolvida em sangue serão queimadas, servirão de pasto ao fogo.

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz; para que se aumente o seu governo, e venha paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para o estabelecer e o firmar mediante o juízo e a justiça, desde agora e para sempre. O zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto.”

No capítulo 9, Isaías – um dos maiores profetas messiânicos – fala sobre uma situação de obscuridade. Os habitantes da região da Galileia, além do Jordão, foram oprimidos pelos midianitas. Eles estavam em uma situação deplorável, de escassez e sem esperança.

Assim, muitas vezes, é o nosso estado, não físico, mas espiritual. Muitas vezes, nos encontramos em um estado de dor, de tristeza, de destruição e de instabilidade interior. Estado em que nos sentimos desprezados, assim como Jesus Cristo na cruz do Calvário, onde Ele foi humilhado e agredido.

Os moradores daquela região estavam passando por uma situação, humanamente, irreversível, mas uma palavra profética foi liberada: “Haverá solução!”.

Por isso, hoje, você receberá luz! Uma luz transformadora! Uma luz que vai brilhar na sua vida, na sua casa, no seu trabalho... Uma luz que dará fim às trevas.

O abandono não existirá mais, porque o Messias te agasalhará e te levará para um novo tempo.

O jugo opressor, o que tem te massacrado, o que tem te colocado em uma cama de depressão, as palavras que te desestabilizaram e a rejeição não farão mais parte da sua vida. Não passarão de meras lembranças. Existe uma palavra liberada: “A luz vai ofuscar estas trevas!”.

Isso significa que, neste Natal, Jesus Cristo quebrará da sua vida tudo o que te impedia de ir além e vai iluminar os seus caminhos.

Isaías anunciou: “Um menino nos nasceu, um filho se vos deu!”. É o menino Jesus! Aquele que, no Natal, traz um significado para nossas vidas maior do que presentes e ceias fartas! O Natal é o nascimento de Jesus Cristo dentro de nós, porque, em Mateus 28, Ele disse: “Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.”.

E o profeta messiânico continua: “E o Seu nome é Conselheiro!”. Ele vai te aconselhar e te conduzir ao caminho do amor e da vida!

“O nome d´Ele é Deus forte!”. É o Deus forte que está em 1 João 4.4: “...maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo. ”. É o Deus forte que está em Hebreus 13.8: “Jesus Cristo, ontem e hoje, é o mesmo e o será para sempre.”. É o Deus forte que está em 2 Crônicas 32.8: “Com ele está o braço de carne, mas conosco, o Senhor, nosso Deus, para nos ajudar e para guerrear nossas guerras...”.

Ele é indestrutível, inabalável e imutável. É o nosso fundamento e a nossa sustentação. Aquele que n´Ele crê jamais será abalado.

“O nome d´Ele é Pai da Eternidade!”. O Natal é a esperança da salvação eterna. É saber que o morrer é ganho, e que o viver é Cristo. Natal é saber que Ele nasceu, morreu e, ao terceiro dia, ressuscitou. Hoje, o nome d´Ele está acima de todo o nome. Ele virá com poder e grande glória. Quando este dia chegar, todos os olhos verão e todas as línguas confessarão que Ele é o Senhor.

“Ele é o Príncipe da Paz!”. Ele tem para nós a paz que excede todo o entendimento. Ele tem paz em dias de angústia,  paz em dia de escassez, paz em dias de enfermidade, paz em dias de crise, paz em dias de guerra, paz em todo o tempo...

Este e todos os Natais são de Cristo! Que o aniversariante possa nascer e habitar dentro do seu coração.

Que a luz de Jesus Cristo brilhe na sua casa e te conduza em todos os seus caminhos! Ele é o plano perfeito! Pense nisso!

Feliz Natal!

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

Jesus, o nosso bom samaritano


Hoje, nós vamos meditar em uma das parábolas mais conhecidas entre os cristãos.

O que são Parábolas? São histórias que Jesus contava aos seus discípulos e seguidores para ajudá-los a compreender o Reino de Deus, seus valores e a importância da meditação na Palavra de Deus, através de situações do cotidiano, ou hipotéticas.

Vamos à nossa leitura?

Lucas 10.26 a 37 “Então, Jesus lhe perguntou: Que está escrito na Lei? Como interpretas? A isto ele (interprete da lei) respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.  Então, Jesus lhe disse: Respondeste corretamente; faze isto e viverás. Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: Quem é o meu próximo?

Jesus prosseguiu, dizendo: Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto. Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo.  Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo.

Certo samaritano, que seguia o seu caminho, passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele. E, chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhes óleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele. No dia seguinte, tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu to indenizarei quando voltar.

Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-lhe o intérprete da Lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo.”

Na figura do bom samaritano, nós vemos que, muitas vezes, o nosso socorro não vem daqueles que têm uma formação técnica ou, até mesmo, teológica, mas vem daqueles que são transformados pelo Espírito Santo de Deus.

Também podemos perceber que o nosso socorro vem do Senhor Jesus. Ele é o nosso bom samaritano. Ele pagou um preço alto por nossas vidas e, ainda, deixou o Espírito Santo para que nós pudéssemos ser completamente restaurados e restituídos.

Ele nos livrou dos salteadores, curou nossas feridas, nos acolheu e nos deu uma nova perspectiva de futuro.

Como eu escrevi no início do post, essa parábola é muito conhecida entre os cristãos, mas decorá-la pode, no máximo, te tornar aquele sacerdote. Ela não pode ser apenas decorada, ela precisa ser uma verdade em sua vida. Aquele bom samaritano não tinha tanto conhecimento como os outros homens, mas ele fez a verdadeira pregação do evangelho!

Medite nesta Palavra! Eu tenho certeza de que ela vai trazer muitos outros ensinamentos preciosos, principalmente, sobre compaixão e misericórdia! O Natal é um bom começo para você exercitar estes princípios.

Pense nisso!

terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Vencendo o medo


Salmo 56.3, 4 e 9: “Em me vindo o temor, hei de confiar em Ti. Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei. Que me pode fazer um mortal? No dia em que eu te invocar, baterão em retirada os meus inimigos; bem sei isto: que Deus é por mim.”

Sabe, muitas vezes, você já começa o dia apavorado. Realmente, estamos vivendo tempos difíceis. O medo se faz presente, não só da violência, mas das loucuras que pairam a sociedade. Pode ser o medo de perder o emprego, medo de ser mal compreendido, medo de ficar sozinho...

O medo foi o primeiro sentimento que veio do inferno para atacar o homem. É isso mesmo! O medo tem origem espiritual. Em 2 Timóteo 1.7, está escrito que Deus não nos dá espírito de medo, mas de amor, moderação e poder.

Se o medo é um espírito maligno, temos que lidar com ele espiritualmente.

Quando vier aquela angustia, aquela insegurança, aquela incerteza, dobre o seus joelhos e pratique o que está escrito no Salmo que acabamos de ler: “E, vindo o temor, eu ei de confiar em Ti!”.

Invoque ao Senhor, abra o seu coração e fale do que você tem medo. Coloque esta situação diante daquele que está acima de tudo: “Senhor, eu sei que Tu és maior do que esta situação. Eu sei que Tu és poderoso para mudar isso. Tire este medo do meu coração! Ensina-me a enfrentar esta luta”.

Não se entregue mais ao medo. Não deixe que ele seja seu deus. O medo é um sentimento que veio para escravizar o homem, não para protegê-lo.

Quando nos deixamos tomar pelo medo, ficamos cada dia mais enfermos do corpo, alma e espírito.

No Renascer Praise 19, que é o CD que nós vamos gravar no dia 2 de novembro, no Citibank Hall, há um louvor que o Espírito Santo me deu. O coro é assim: “Espírito, me toma e não devolva. Tua vontade eu quero ser!”.

Peça para que Espírito Santo te tome e não te devolva mais para o medo. Clame: “Senhor Jesus, eu quero sentir a Tua presença. Eu quero sentir o Teu amor!”.

É assim que a gente enfrenta o dia mau, o dia da ameaça. Quando você clama a Deus, vem uma segurança no seu coração e uma ousadia, que só Deus pode te dar. 

A certeza de que o Senhor está com você está acima de tudo. Só vai acontecer o que Ele permitir. E Ele sempre tem o melhor.

Deus é por você!


Pense nisso!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Cansado ninguém avalia vida


Mateus 9.36: “Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor.”

Jesus, em sua passagem pela terra, ao ver as pessoas desgastadas pela religião que só cobrava e ameaçava, se moveu em compaixão.

Aquelas pessoas estavam naquelas condições por causa do excesso de cobranças.

Se você também está exausto, sobrecarregado e sem forças para continuar, veja o que Jesus fala em Mateus 11.28 a 30: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.”.

Sabe, minha filha Bispa Fernanda e eu temos um combinado! Quando estamos cansadas, nós não avaliamos a vida. Nós evitamos tomar atitudes decisivas, porque isso pode trazer um dano irreversível para nossas vidas!

Sabe, o cansaço só faz a gente enxergar as coisas com maus olhos! Tudo é pesado, tudo é chato, e nada está bom!

O cansaço faz com que a gente tome atitudes que nos afastam das promessas de Deus. Foi exatamente o que aconteceu com Moisés.

Quando estava cansado e desgastando, ele acabou “ferindo a Deus” como aquele povo fazia. Ele acabou ofendendo a Deus com sua incredulidade, com sua raiva, com sua falta de paciência, e perdeu a promessa. Não entrou na Terra Prometida.

Então, tome cuidado para que esse cansaço não destrua todas as áreas da sua vida!

Queridos, precisamos ir em direção a Jesus! Precisamos aprender com Ele!

Jesus Cristo é o nosso alívio! Ele mesmo disse: “Aprenda comigo, porque eu sou manso e humilde!”. O que é ser manso? É ser uma pessoa “improvocável”. É ser uma pessoa que não se rende às intimidações, porque tem como foco a missão que recebeu de Deus!

Precisamos também de humildade! Quando estamos cansados, não damos valor à opinião dos outros! Sabe, queridos, ser humilde não é ser uma pessoa necessitada, é ser uma pessoa aberta para aprender!

O humilde é assim: “Eu não sei! Não está dando certo do meu jeito. Senhor Jesus, ensina-me a passar por isso e a vencer. Eu não quero mais estar neste estágio de esgotamento. Ajuda-me!”

Se você está cansado, lembre-se de que julgo d’Ele é suave, e Seu fardo é leve!

Os religiosos da época de Jesus faziam um juramento que era conhecido como “tomar o jugo da Torah”. Ou seja, eles carregavam sobre si o peso da lei!

Jesus veio para trazer outra lei para nós: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei... O meu jugo é suave, e o meu fardo é leve”.

É isso que o Senhor tem para você! Venha renascer em Cristo! Você verá como é leve! É ter uma paz que não dá para explicar! É você passar por situações difíceis sem ser consumido pelo desespero! É ter a certeza de que Deus está no controle de tudo! É ser inabalável!

Nós não servimos a Deus por medo de sermos punidos, mas porque O amamos. A gente faz, porque ama! A gente doa, porque quer! A gente O busca, porque quer estar junto!

Estar com o Senhor faz com que tudo seja suave! Com Ele, a gente aprende a estar todo o dia de bem com a vida!

Aceite Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador, e você receberá, no seu espírito, essa leveza e assa suavidade!


Pense nisso! 

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Andando em aliança: é melhor serem dois do que um!


Eclesiastes 5.9 e 10: "Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante."

Existem pessoas que não sabem andar em grupo! Ninguém consegue prevalecer, estando sozinho! Por mais resistente que seja, sempre dois serão mais fortes que um! Por isso, nós sempre falamos da força do Corpo de Cristo!

Existem pessoas que são extremamente egoístas, inseguras e acabam ferindo outras, por medo de perder suas posições!

Vou dar uma dica: Não se compare com ninguém! Cada um tem uma missão na terra! Existem promessas de Deus para todo mundo! Na teoria, você diz: "Amém!", mas, na prática, é outra história... Vou citar alguns exemplos...

Existem meninas que brigam por causa do mesmo garoto! O mais impressionante é que todas elas receberam um sinal de Deus de que ele é o escolhido. Mas será que esta resposta veio do Senhor mesmo? Porque pode ser uma infinidade de situações que acabam iludindo. Elas confundem a voz de Deus com uma carência, com uma expectativa, com uma atitude, com um ato de gentileza, com uma postura... Pequenas coisas que as deixam obcecadas, a tal ponto de dizerem: "Bispa, se não for aquele, não será mais ninguém!".

Existem pessoas que são centralizadoras no trabalho. Não delegam tarefas, não dividem informações e ficam tão acumuladas, que precisam levar o serviço para casa! Ficar doente? Nem pensar!

O teu desejo de aparecer, de mostrar que você é o melhor só te torna alguém limitado! O grande ensina, treina e, por consequência, tem mais tempo para desenvolver outras aptidões.

Se você não souber lidar com todo o tipo de gente, sabe quando você será um bom gerente? Nunca! Porque você vai ter uma equipe despreparada, vai ficar atolado de trabalho, enquanto os outros não fazem nada e, ainda, vai ser o primeiro a levar bronca!

Será que na sua casa não é assim? Você se mata, enquanto seus filhos ficam de pernas pro ar! Você cuida mais da casa do que de você mesma! A raiz do seu cabelo já está escura, suas unhas estão descascadas...

Não custa nada seu filho arrumar a cama, guardar as roupas, lavar a louça, manter o ambiente limpo, guardar o que usou... Mas, não! Você é tão controladora, que prefere fazer tudo sozinha! Pare e pense: Não é melhor ensinar seus filhos e ainda ter um tempo com eles? É muito fácil aliar organização à diversão! Mesmo que eles façam o básico do básico, tudo fica mais leve!

Eu conheço mulheres que contratam faxineiras, mas, em vez de deixá-las fazendo o serviço, querem mostrar que limpam a casa muito melhor do que elas!

Será que não está na hora de mudar? Sinceramente, você é uma pessoa feliz? Não tem como ser feliz vivendo a vida dos outros, sendo escravo do que os outros pensam e, ainda, ser uma pessoa solitária.  Seja livre, em Jesus!

Aprenda a andar em comunhão! É melhor serem dois do que um! Este é um segredo que faz a diferença em todas as áreas da sua vida!

Dividindo, compartilhando, delegando, repartindo, você será uma pessoa mais completa e muito mais feliz!


Pense nisso!

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Tempo da espera x Tempo da perseverança


Romanos 12.2: “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável vontade de Deus.”.

Sabe, eu estava conversando com um pastor da nossa igreja da Flórida, nos Estados Unidos, e ele estava falando sobre seus filhos: “Eu tentei, eu tentei...”. E eu respondi: “Filhinho, tente mais uma vez!”. Ele insistiu: “Mas, bispa, eu já fui atrás, e nada!”. E eu rebati: “Vai mais uma vez, em nome de Jesus, porque, agora, você foi enviado debaixo desta palavra profética que eu coloco sobre você, com autoridade espiritual”.

Depois disso, ele acabou perdendo os planos de saúde, e a esposa engravidou. Ele veio até mim e disse: “E agora?”. Novamente, nós oramos e clamamos pela cobertura do sangue de Cristo. E eu o enviei: “Filhinho, tente outra vez!”. Os responsáveis pelo hospital teimavam em não liberar, mas eu insisti: “Você não vai desistir do seu milagre!”. O pastor respirou fundo e concordou comigo: “Esta bem, bispa. Eu vou perseverar!”.

Sabe o que aconteceu? Tudo foi liberado. A esposa deste pastor teve o bebê na melhor maternidade. Depois de alguns dias, veio mais uma bomba: a conta do hospital. Mais de 10 mil dólares! O desespero dele chegou ao extremo: “Meu Deus do céu! O que eu faço agora?”. Eu respondi, serenamente: “Deus vai dar uma saída, confie!”. E ele retrucou: “Não tem mais jeito... Fui ameaçado... gritaram, berraram comigo... Estou perdido!”.

No meio dessa loucura toda, eu insisti no livramento que o Senhor daria. Eu conheço o Deus a quem eu sirvo. Ele é fiel e justo para cumprir Sua obra em nossas vidas. Junto com a provação, vem o escape! Sabe o que aconteceu? Nossa esperança não foi envergonhada. Além de não precisar pagar a conta, ele recebeu uma ajuda mensal do governo.

Quantas vezes, o inimigo te mostrou milhares de motivos para você se conformar? O tempo é um dos maiores argumentos. Mas sabe de uma coisa? Desde quando, Deus só cura doença nova? Será que Deus só dá livramentos financeiros para quem se enfiou no buraco agora? 

Olha só o que está escrito em Hebreus 11.6: “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.”.

O tempo da espera é diferente do tempo da perseverança! Se você duvidou em algum momento da caminhada, perdeu! Tem que começar, novamente, o trabalho espiritual.

Existem pessoas que agem de forma engraçada... Ao me pedir conselho ou uma oração, algumas mulheres começam a reclamar: “Mas Bispa, faz dez anos que eu estou esperando para casar”. Mas elas estão orando por isso há apenas seis meses! Então, espera aí... Faz seis meses que você começou a orar e já está começando a reclamar? É muito pra cabeça, não é mesmo?

No período da espera, existem algumas atitudes que você precisa tomar:

Em primeiro lugar, não se conforme!

Eu não sei se sua enfermidade é genética, hereditária, se tudo mundo na sua casa é assim! Eu só sei que para Deus não há impossíveis. Eu não sei se este problema existe há 20, 30, 40 anos... Para Deus, não há impossíveis! Quem procura solução encontra Jesus! Quem procura culpado encontra mais problemas!

Em segundo lugar, creia!

A última palavra não é a do médico, é de Deus!

Em terceiro lugar, persevere!

Tiago 1.2 a 4:  “Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem que falte a vocês coisa alguma”.

Em quarto lugar, transforme-se pela renovação da sua mente.

Sabe o que está escrito em Provérbios 23.7? Que como imagina o homem em sua alma, assim ele é! Você acha que se imaginava morto debaixo do pé do gigante? Não! Ele imagina o gigante debaixo dos seus pés! Ele se enxergava capaz de vencer aquela batalha e venceu!

Comece a se enxergar entrando na igreja com aquela grinalda maravilhosa, comece a se enxergar trabalhando, comece a se enxergar curado, como aquele homem que estava preso a uma cama há 38 anos. “Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar” - João 5. 9.

Transforme sua mente, praticando a palavra, perseverando e resistindo ao diabo.

E, em quinto lugar, louve a Deus!

Deus habita nos louvores! Comece a encher todos os ambientes que você frequenta com a Glória do Senhor!

Pense nisso!

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Fugir? Pra onde?


Salmo 46.1 a 3: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. 

Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares; ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam”.

Querido, onde você tem se escondido? Tem muitas pessoas que começam a ficar ansiosas e acabam extrapolando! Olha, 90% dos casos de obesidade ocorrem por causa da ansiedade.

Sabe por que isso acontece?  Porque essas pessoas não têm para onde fugir! Não têm um refugio, então, começam a comer, comer, comer… Sem ao menos sentir o sabor. É um ciclo vicioso, porque se esquecem que comeram e voltam a comer de novo!  Como se aquilo fosse resolver os problemas.

Em alguns casos, o sofrimento é tanto, que há uma busca por algum tipo de compensação, ou algum tipo de prazer imediato. Algo que acalme a tribulação de seu coração, o nervosismo, a falta de segurança e a incapacidade de enxergar o futuro!

Quando você tem um refugio, em vez de se jogar na depressão, ou comer desenfreadamente, você vive o domínio próprio, que faz parte do fruto do Espírito Santo.

Tem gente que tranca a boca e vai secando… secando… secando, porque não sabe encarar mudanças. Às vezes, nem é algo ruim, é, simplesmente, algo novo em sua rotina. Pode ser um emprego novo, uma casa nova, ou sua empresa se fundiu com outra, testes, auditorias, ou o feriado está chegando e você não sabe o que fazer com os filhos… Algo novo ou diferente aparece e você fica se torturando de tanta ansiedade.

Hoje, você vai parar de se destruir e vai buscar, em Deus, o seu refúgio! 

Você sabia que o Senhor ordena sobre nós a sua bênção todos os dias? Sabia que o Espírito do Santo é conselheiro? Nos Sete Espíritos de Deus, há o Espírito de Conselho!

Hoje, quero te ensinar alguns passos para você vencer essa inquietação:

1) Lance sobre o Senhor toda a tua ansiedade
          
1 Pedro 5.7: “lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.”

Sabe como você vai fazer isso? Orando: “Senhor, estou nervoso, estou agitado, porque estou em uma fase de mudança. Porque eu estou vendo todas as coisas irem embora! Porque eu estou sentindo que eu estou envelhecendo e eu não tenho forças para realizar! Eu não tenho mais a mesma vitalidade! Eu não tenho mais a mesma força! Eu não tenho mais o mesmo pique, mas eu quero lançar estas situações que têm me amedrontado e deposito, em Ti, a minha confiança!”.

Continue orando: “Eu não sei, me ajuda! Eu não estou sabendo viver! Eu estou me descontrolando! Estou prejudicando o meu próprio corpo! Eu não sei viver esta situação!”

Pode ser ridículo para todo mundo! Mas isso vai trazer libertação e paz!

2) Coloque diante de Deus também o que te dá medo, porque Deus é amor, e o amor lança fora todo o medo.

Clame: “Senhor, eu tenho medo…Eu tenho medo de falhar!….Eu tenho medo de machucar as pessoas!… Eu tenho medo de decepcionar quem depende de mim!…. Eu tenho medo de perder a minha família!… De perder o meu marido!… Eu tenho medo de não casar!… Eu tenho medo de não conseguir pagar as contas!… Eu tenho medo de ser despejado!… Eu tenho medo de ser mandado embora!… Eu tenho que aquela benção que estou esperando tanto não aconteça!”

Coloque diante de Deus! Ele é o Deus que atende a oração! Quando você busca esse refúgio no Senhor, através da oração, as portas se abrem!

A Palavra talvez não apareça instantaneamente na sua cabeça. Mas, daqui a pouquinho, o Senhor te revelará. De repente, a resposta de Deus pode estar em algo que não tem nada a ver com a situação que você está passando. Ou então, por meio dessa oração, você sentirá o óleo caindo sobre você te tranquilizando. Busque o teu refugio em uma vida de oração!


Refugie-se no Senhor e Ele vai te dar uma estratégia, uma direção, vai iluminar os teus olhos. Você vai enxergar a verdade e não vai ficar atormentado! O Senhor tem o melhor para você!

 Pense nisso!

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Nós alcançamos o céu quando nossos joelhos tocam o chão



Mateus 21.22: “...e tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis.”

1 Tessalonicenses 5.17: “Orai sem cessar.”

Hoje, eu quero falar com vocês sobre o poder da oração!

A oração renova forças, acalma a alma, alimenta a fé e nos aproxima de Deus. 

Quem dela se alimenta sabe que os joelhos no chão podem derrubar gigantes, abrir o mar, derrubar muralhas e transformar situações, humanamente, irreversíveis.

Quem apresenta a Deus todas as coisas, em oração, é sábio, pois sabe que, desta forma, alcançará o melhor do Senhor.

Hebreus 10.35 a 9: “Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande garladão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa.

Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós, porem, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma.”

Para finalizar, eu quero destacar sete bons motivos para você ter uma vida de oração:

1- A oração nos aproxima de Deus, que é o nosso pai e melhor amigo;

2- A oração não muda Deus, ela muda quem ora;

3- A oração é a capacidade espiritual de atingir situações e pessoas, mesmo quando estão a milhões de quilômetros de distância;

4- A oração é uma arma espiritual de guerra que tem ação nas regiões celestiais;

5- A oração nos mantem vivos espiritualmente;

6- A oração nos protege e nos fortalece em dias de guerra;

7- A oração traz à existência o que não existe.

domingo, 15 de novembro de 2020

Como ter paz em tempos de guerra?


2 Reis 6.15 a 20: “Tendo-se levantado muito cedo o moço do homem de Deus e saído, eis que tropas, cavalos e carros haviam cercado a cidade; então, o seu moço lhe disse: Ai! Meu senhor! Que faremos? Ele respondeu: Não temas, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. Orou Eliseu e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos para que veja.

O SENHOR abriu os olhos do moço, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu. E, como desceram contra ele, orou Eliseu ao SENHOR e disse: Fere, peço-te, esta gente de cegueira. Feriu-a de cegueira, conforme a palavra de Eliseu. Então, Eliseu lhes disse: Não é este o caminho, nem esta a cidade; segui-me, e guiar-vos-ei ao homem que buscais.

E os guiou a Samaria. Tendo eles chegado a Samaria, disse Eliseu: Ó SENHOR, abre os olhos destes homens para que vejam. Abriu-lhes o SENHOR os olhos, e viram; e eis que estavam no meio de Samaria.”

O rei da Síria resolveu fazer guerra contra Israel. Tudo aquilo que ele planejava, o Senhor revelava ao profeta Eliseu, que, por sua vez, dava as devidas orientações ao rei de Israel.

O rei da Síria ficou enfurecido e começou a desconfiar da existência de um traidor. Os generais garantiram que não havia nenhum homem que tivesse coragem de traí-lo e explicou a verdadeira estratégia do povo inimigo.

Ao saber da existência do profeta Eliseu, o rei convocou um exército e pediu sua cabeça.

O primeiro passo foi cercar o monte em que Eliseu morava. O segundo foi vasculhar todas as casas da região. 

Ao ver aquele cenário pré-guerra, o ajudante de Eliseu ficou desesperado.

Eliseu, com toda a calma do mundo, disse: “Não temas, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles!”.

Eliseu pediu a Deus para que visão de seu ajudante fosse aberta! Depois disso, aquele homem passou a enxergar o mundo espiritual e viu que, entre o exército da Síria e eles, havia um exército de anjos, cavalos e carros de fogo, para defendê-los.

O profeta, então, orou e disse: “Fere, peço-te, esta gente de cegueira!”. E o Senhor o atendeu!

Eliseu, então, conduziu o exército inimigo ao centro da cidade, alegando que os levaria para o encontro do homem que eles tanto procuravam.

Depois de conduzi-los ao ponto estratégico, Eliseu pediu a Deus para que os olhos daqueles homens assassinos fossem abertos. O Senhor, mais uma vez, o atendeu. De repente, eles se depararam com o exército de Israel, que estava de prontidão.

O rei de Israel quis aproveitar a oportunidade para aniquilá- los, mas o profeta o repreendeu, dizendo: “Você vai fazer isso com quem o teu braço tiver alcançado. Você alimentará estes homens, e, antes de dispensá-los, você vai dizer: ‘Eu podia tê-los matado, mas Deus foi misericordioso com vocês!’”.

Sabe o que aconteceu depois? Enquanto Eliseu viveu, não houve mais guerra entre a Síria e Israel. O povo, finalmente, viveu um tempo de paz!

Sabe, queridos, nós estamos vivendo dias tão difíceis. Dias em que a gente se vê cercado de atrocidades! São más notícias para todos os lados. 

Parece que os valores bons ficaram perdidos no meio do caminho. Ninguém mais se respeita, ninguém mais se tolera! Nas redes sociais, então, a gente vê cada crueldade. Fica nítido o desejo que algumas pessoas têm de destruírem as outras! É um absurdo!

Vimos isso até entre pessoas cristãs! Muitas, inclusive, falando mal de alguém que já as abençoou. No primeiro erro, vem a enxurrada de críticas e indiretas! As pessoas se valem mais dos erros do que dos acertos! E você, ao ver toda esta loucura, fica aterrorizado, pois tem medo de ser o próximo alvo.

Sabe, o Senhor cuida de cada um de nós! Ele dá ordem aos seus anjos ao nosso respeito, para que nos guarde em todo o caminho. É o que está escrito no Salmo 91. Tire o dia para meditar nele!

Se você está só enxergando um cenário de guerra, tenho alguns conselhos:

1º) Desenvolva um relacionamento mais profundo com o Senhor

As escamas do medo e das más notícias vão cair dos seus olhos. Você vai começar a enxergar que a misericórdia de Deus é maior na sua vida e poderosa para te dar livramentos sobrenaturais.

2º) Peça a Deus estratégias!

Em vez de sair brigando com todo mundo, em vez de se destruir, busque ao Senhor! A solução vem do autor e consumador da nossa fé!

3º) Aquiete seu coração!

Tudo depende de como você enxerga as situações. Se você enxergar pela fé, debaixo de uma autoridade espiritual que orou por você em santidade, o mal que veio se transformará em bem! Deus transforma maldição em bênção.

 Lembre-se de que sua vida está nas mãos do Senhor, e só acontecerá o que Ele permitir!

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Eu perdoei, mas não consigo esquecer...


Falar sobre perdão é algo muito complexo. Mexe com feridas que ainda não cicatrizaram, traz dor e traz à memória situações mal resolvidas... Quem nunca passou por uma decepção? Quem nunca foi traído?

Até Jesus, um homem santo irrepreensível, o Filho de Deus, o nosso resgatador... foi vítima da maldade e da injustiça humana.

Ser traído e enganado não é mérito de ninguém, mas o que diferencia uma pessoa de outra é a capacidade de perdoar!

As reações

Para muitos, o perdão é uma barreira intransponível.

Para outros, é um pouco mais simples! Algumas pessoas até conseguem superar a situação, mas não conseguem esquecê-la! É como se fosse uma nódoa que fica impregnada em nós! É exatamente a partir desta nódoa que podem surgir muitas enfermidades, principalmente o câncer! “Que exagero, Bispa!”. Não é exagero! Isso é cientificamente comprovado.

Sentimentos reprimidos podem trazer outras doenças também, como alergias, asma, úlcera, hipertensão...

Talvez, você ache que a pessoa que te fez mal não mereça perdão, mas você merece ser liberto deste tormento! Você merece viver melhor! Você não merece ficar doente emocional e fisicamente por causa de alguém que só te fez mal! E é sobre isso que eu quero falar com vocês através deste post.

Eu quero provar que é possível dar a volta por cima e viver um novo tempo!

Para isso, vou usar como exemplo a história de José!

Sentindo na pele

José era o filho preferido de Jacó, por isso, era tão odiado por seus irmãos.

Por que ele era tão amado? Vou explicar!

Jacó teve duas esposas, Lia e Raquel. Raquel era a esposa que ele mais amou. Com ela, Jacó teve dois filhos, José e Benjamim.

Por ser filho de sua esposa amada, Jacó tinha uma ligação muito forte com José. E Benjamim? Benjamim era o mais novo. Em seu parto, Raquel acabou falecendo.

Bom, voltando à história...

Por conta dessa predileção, os irmãos de José tinham muito ódio dele. Além dessa forte ligação com o pai, José tinha muitos sonhos. Em dois deles, inclusive, ele chegou a governar sobre os irmãos, que ao saberem do sonho, passaram a odiá-lo ainda mais!

José também era o “informante” de Jacó. Tudo o que os irmãos faziam de errado, ele contava para o pai. Como se já não bastasse, Jacó deu a José uma linda túnica de linho, deixando os outros filhos mais revoltados ainda!

Cheios de inveja e ódio, eles planejaram a morte de José.

No dia em que o plano seria colocado em ação, eles levaram o rebanho do pai para muito longe. Preocupado, Jacó pediu para José ir atrás dos irmãos e trazer notícias.

Ao ver José de longe, a vontade de matá-lo aumentou. Os irmãos, então, o pegaram, arrancaram e rasgaram a túnica que ele havia ganhado do pai e o espancaram.

Sabe o que eles fizeram depois?  Lançaram José em um poço e fizeram um banquete!

É inacreditável! Imagine a dor que esse moço sentiu?

A crueldade não acabou por aí...

Eles ainda queriam matá-lo, mas Judá convenceu a todos de que vendê-lo seria melhor. E assim o fizeram! José foi vendido para uma caravana de Ismaelitas que levava escravos para o Egito.

Mesmo passando por tudo isso, José nunca se esqueceu de Deus! Isso é muito forte! Sabe, existem tantas pessoas que se afastam de Deus por causa da maldade humana, por causa de erros humanos! Não podemos misturar as coisas... O fato de você ter sido traído não quer dizer que Deus te abandonou.

A hora da virada!

No Egito, o Senhor mudou a história de José! Ele passou por mais loucuras, enganações e acabou na prisão do Faraó, ou seja, sem perspectiva nenhum de futuro.

Como é bom saber que o nosso futuro pertence a Deus, e que Ele está no controle da nossa vida!

Depois de um tempo, porque ele interpretou um sonho do Faraó, José foi levantado como governador do Egito. Ele, simplesmente, foi o segundo homem mais poderoso da terra.

O primeiro filho!

Deus restituiu José de tal forma que lhe deu dois filhos, Manassés e Efraim

Sabe o que quer dizer Manassés? Deus me fez esquecer de todos os meus trabalhos e de toda a casa do meu pai (Gênesis 41: 51)

Quem fez José esquecer? Deus!!!

A maior vingança é ser feliz sem precisar prejudicar os outros

Então, se você foi traído por pessoas que você amou, por pessoas que deviam te ajudar, por pessoas próximas que arrebentaram com sua vida – quando eu falo “próximas”, eu me refiro à família e melhores amigos mesmo –, clame a Deus: “Senhor, me ajude a esquecer tudo o que eu passei! Eu não quero achar que essa pessoa está feliz com a minha dor e que eu não posso ser feliz! Me consola, derrame o Teu bálsamo sobre minha vida e me faça uma pessoa feliz! Senhor, como vingança, me dê uma alegria tão grande, a ponto de eu achar que, assim como aconteceu com José, essa traição me levará para um lugar melhor!”.

Se você buscar ao Senhor, Ele vai derramar essa capacidade de perdoar!

Você, então, vai se reconciliar, primeiramente, consigo mesmo, porque sua sorte e sua alegria não vão depender mais daquele que te fez mal!

Se ele está bem, se ele está mal, não importa, porque você estará tão bem que é o seguinte: águas passadas mesmo!!!!!

Vai ser uma transformação tão grande que você vai achar que a história que você viveu é de outra pessoa!

O segundo filho!

Ao alcançar esse perdão, você dará à luz a Efraim. Sabe o que quer dizer Efraim? Deus me fez próspero na terra da minha aflição (Gênesis 41:52). 

Você vai esquecer este passado de dor, e Deus vai te honrar na terra da sua aflição! 

Pense nisso!

terça-feira, 13 de outubro de 2020

A perseverança nos leva à vitória!


Tiago 1: 12 a 14 e 2 a 4 “Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam. Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta. Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz.

Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações,
sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.”

As pessoas não querem mais perseverar. Vivemos um tempo em que o imediatismo impera. Mas precisamos entender que, para vivermos o milagre, é necessário o cumprimento um ciclo.

Às vezes, nós questionamos: “Por que será que isso está acontecendo comigo? Eu não mereço passar por isso!”. Isso está acontecendo, porque houve um levante do inimigo.

A origem das provações e das tentações que você tem passado está no inimigo, não de Deus. O diabo veio para roubar, matar e destruir.

Nestes momentos de luta, em vez de entrar em crise, você deve se aproximar mais do Senhor. 

Mas esta não é a nossa tendência. Ficamos decepcionados com Deus e nos afastamos d’Ele. Desta forma, acabamos potencializando ainda mais o nosso inimigo.

Se você está em crise, com um cansaço na alma, com uma tristeza profunda, levante-se e venha renascer em Cristo!

Só o Senhor pode te levantar! Através d’Ele, você recebe forças para lutar e fé para perseverar!

Nós não vencemos as lutas só com uma atitude de fé, mas com uma maneira de viver! Esta maneira de viver é tendo consciência de que as situações adversas não podem controlar sua vida.

Nós vemos, todos os dias, o Senhor derramar Seu amor sobre nossas vidas e uma força que nos dá alegria e a paz, que excede todo o entendimento.

Persevere em crer! Essa esperança vai te renovar!

Saia desta prostração, desta loucura, deste ódio e desta raiva! Como? Venha renascer em Cristo! Deixe Jesus Cristo fazer uma morada dentro de você!

Depois de ser provado, você será aprovado! Isso não veio para arrebentar com você, mas para manifestar a glória de Deus!


Pense nisso!