Páginas

quinta-feira, 6 de abril de 2017

O perdão é o caminho para a liberdade!


Mateus 18.23 a 35: “Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga.  Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei.

E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves. Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei. Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida.

Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao seu senhor tudo que acontecera. Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti?  E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida. Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão.”

Sabe, muitas coisas na sua vida não vão para frente e estão retidas, porque o lugar da bênção está sendo ocupado pelo ódio, pela mágoa e pela falta de perdão.

É complicado e muito difícil perdoar quem nos fez mal ou quem prejudicou alguém que amamos. É triste ser vítima de atos de ingratidão e de injustiça.

É triste ver aquele relacionamento que você tanto investiu acabar, porque, para aquela pessoa, não é mais conveniente estar ao seu lado.

Eu não sei o que aconteceu com você.  O que eu sei que é que você pode até ter razão para não querer perdoar, mas você precisa ter um motivo maior para sair de tudo isso! Um deles é a sua liberdade! Talvez a pessoa que te prejudicou não mereça perdão, mas você merece ficar livre deste tormento.  Você sabia que a falta de perdão nos deixa nas mãos dos atormentadores?

Na Bíblia, há um exemplo clássico deste tormento. Em Hebreus 12, nós vemos a história de Jacó e Esaú. Eles eram irmãos gêmeos. Esaú nasceu primeiro e teria que, teoricamente, receber o direito de primogenitura, mas Deus havia escolhido Jacó.

Esaú ficou tão descompensado que não conseguiu usufruir as bênçãos que já havia recebido de Deus, e eram muitas! Ele ficou enlouquecido e tomado pelo ódio!

Ele buscou o lugar do arrependimento, mas não encontrou, porque, no fundo, nunca conseguiu perdoar o irmão.

Sabe, não podemos esquecer de que o trabalho do diabo é matar, roubar, destruir e te amarrar em sentimentos e situações que te impedem de viver o grande do Senhor, são verdadeiras cordas infernais.

Sabe, além da falta de perdão, existem outras situações que nos mantém acorrentados:

1ª) Procurar um culpado.

Quem procura culpados não encontra solução! Em vez disso, deseje perdoar!

2ª) A acusação.

Isso ocorre quando não nos sentimos dignos de progredir, por causa dos erros do passado!

Hoje, você vai quebrar estas cordas infernais! Chegou a hora do basta!

Saia desta situação e venha renascer em Cristo. Entregue sua vida a Ele. Ele vai te salvar deste ódio, desta amargura, desta acusação, deste tormento... e te dará um novo caminho. 

Pense nisso!