Páginas

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Qual voz te guia?

1 Samuel 3.4 a 14: “O SENHOR chamou o menino: Samuel, Samuel! Este respondeu: Eis-me aqui! Correu a Eli e disse: Eis-me aqui, pois tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei; torna a deitar-te. Ele se foi e se deitou. 

Tornou o SENHOR a chamar: Samuel! Este se levantou, foi a Eli e disse: Eis-me aqui, pois tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei, meu filho, torna a deitar-te. Porém Samuel ainda não conhecia o SENHOR, e ainda não lhe tinha sido manifestada a palavra do SENHOR.

O SENHOR, pois, tornou a chamar a Samuel, terceira vez, e ele se levantou, e foi a Eli, e disse: Eis-me aqui, pois tu me chamaste. Então, entendeu Eli que era o SENHOR quem chamava o jovem. Por isso, Eli disse a Samuel: Vai deitar-te; se alguém te chamar, dirás: Fala, SENHOR, porque o teu servo ouve. E foi Samuel para o seu lugar e se deitou. Então, veio o SENHOR, e ali esteve, e chamou como das outras vezes: Samuel, Samuel! Este respondeu: Fala, porque o teu servo ouve.

Disse o SENHOR a Samuel: Eis que vou fazer uma coisa em Israel, a qual todo o que a ouvir lhe tinirão ambos os ouvidos. Naquele dia, suscitarei contra Eli tudo quanto tenho falado com respeito à sua casa; começarei e o cumprirei. Porque já lhe disse que julgarei a sua casa para sempre, pela iniqüidade que ele bem conhecia, porque seus filhos se fizeram execráveis, e ele os não repreendeu. Portanto, jurei à casa de Eli que nunca lhe será expiada a iniqüidade, nem com sacrifício, nem com oferta de manjares.”

João 10. 27 e 28: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão.”

Qual voz tem te guiado? Quem tem te orientado? O que você tem assumido como verdade? São as carências do seu coração? São os problemas da sua casa? São as necessidades? Qual voz tem te impulsionado?

Apesar de conhecer a voz de Deus, o Senhor já não falava mais com Eli. Sabe por quê? Porque ele não dava ouvidos às orientações celestiais. Ele persistia nos meus erros. Deus já o havia alertado diversas vezes sobre a forma como Eli “endeusava” seus próprios filhos.

Sabe, é muito comum algumas mães colocarem os filhos acima de Deus. Ter filhos é algo tão bom, mas não podemos inverter os papeis.

Hoje, eu vejo tantas crianças de apenas dois anos mandando nos pais. Elas batem, cospem, chutam e não são corrigidas.

O que será delas no futuro? Crescer em um ambiente sem autoridade é algo totalmente destrutivo. Quando elas entrarem na adolescência, quem vai conscientizá-las e orientá-las a não entrar no caminho das drogas, por exemplo?

Entregar o lugar que deveria ser do Senhor para outra pessoa – por melhor e mais maravilhosa que ela seja – é o mesmo que colocar o seu relacionamento em risco, porque o único que pode te completar é Jesus Cristo.  Eli, sem perceber, colocou seus filhos em um caminho de morte. 

Quando colocamos alguém ou alguma situação acima de Deus, perdemos nosso canal de comunicação com Ele. Por esse motivo, o Senhor já não falava mais com o sacerdote, mas se comunicava no quarto ao lado. Quem sabe este não seja o seu caso. De tanto que você extinguiu a voz do Senhor, Ele já não fala mais com você.

Talvez, de repente, você seja como Samuel. Deus está falando com você, mas você não consegue reconhecer Sua voz.

Quando a gente não reconhece a voz de Deus, ficamos desorientados e acabamos correndo para braços humanos. A consequência disso é a frustração.

Talvez, de repente, você esteja com o que eu costumo chamar de “labirintite espiritual”. Um dos sintomas da labirintite é a perda da noção de espaço. Você quer ir para um lado, mas vai para o outro. A perturbação no ouvido é tão grande, que você perde o senso de direção. Como isso se aplica à fé? Vou explicar! É aquela pessoa que ouve a voz de Deus, mas faz o que quer! Sabe o que tem que fazer, mas acaba tomando outro rumo.

Na Bíblia, nós vemos tantos exemplos de igrejas e de pessoas que, com o passar do tempo, acabaram se perdendo no caminho e não conseguiram cumprir seus propósitos porque, simplesmente, deixaram de ouvir a voz de Deus.

Em Apocalipse, depois de expor as deficiências de algumas destas igrejas, o Senhor termina, falando: “Quem tem ouvidos para ouvir ouça!”.

Será que você tem ouvidos para ouvir que Deus pode mudar a sua história? Será que você tem ouvidos para ouvir que, se você entregar sua vida para Jesus, Ele mostrará que tudo o que aconteceu com você tem um propósito superior? Será que você tem ouvidos para ouvir que esta luta te tornou uma pessoa mais forte e melhor?

Se você não se abrir, se você não for até a presença do Senhor e não pedir para que Ele dirija sua vida, outras vozes vão te conduzir. Conduzir para onde? Para um caminho de dor, de morte de sonhos, de perda de motivações... No final, você acabará se tornando uma pessoa cansada, frustrada e deprimida.

Assim como Deus chamou Samuel, Ele está te chamando hoje! O Senhor quer estabelecer um relacionamento profundo com você! Basta você ir para o local onde Ele te chamou e dizer: “Fala, porque o teu servo ouve!”. Foi o que Samuel fez depois de falar com Eli, ele voltou para o local onde Deus havia falado com Ele.


Eu quero terminar este post, te fazendo um convite! Venha renascer em Cristo! Venha escutar a voz que não confunde, mas que nos dirige e nos coloca em um caminho de paz. Venha ouvir a voz que transmite ânimo, forças e as bênçãos de Deus! 

Pense nisso!