Páginas

sexta-feira, 31 de julho de 2020

Como está o seu relacionamento com Deus?


Romanos 8.6 a 8: “Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.”

O segredo para viver de bem com a vida em toda e qualquer situação está na sua comunhão com Deus.

Quando você não está conectado com Deus, você perde o brilho e se torna uma pessoa amarga, frustrada, dura, incrédula e debochada!

O que adianta ser debochado se isso não traz solução para sua vida? Criticar a fé dos outros não te torna uma pessoa bem resolvida!

Sabe por que você está debochando? Porque, de alguma forma, você foi machucado, foi magoado... Ou, então, você é uma pessoa infantil, que não tem noção das coisas. Fala e age sem pensar! Desta forma, você está eliminando o único caminho que te leva a Deus! Ou você acha que todas as estradas levam para o mesmo lugar?

O único caminho que nos leva a Deus é Jesus Cristo. E a nossa comunhão com Deus nos fortalece, nos restaura, nos edifica.

O que é comunhão? É o que há em comum entre duas ou mais pessoas. É o ato de realizar ou desenvolver alguma coisa em conjunto!

O que você tem em comum com Deus?

Você sabe qual é o som que O agrada?

Sabe, o nosso relacionamento com Deus é igual ao de um marido com sua esposa! Eu sei qual é a música favorita do meu marido, por exemplo!

Você tem um tempo que é só seu e de Deus?  Você sente falta d’Ele? Você vai aos locais que Ele gosta?

O que você faz em conjunto com Deus? Eu faço a obra!

Ou será que você tem tudo a ver com pensamentos que te destroem? Ou tudo a ver com sentimentos que te matam? Ou tudo a ver com palavras que roubam a paz de quem ouve?

Na Bíblia, está escrito que quem rouba, mata e destrói é o diabo.

Se você está agasalhando estes sentimentos assassinos, estas atitudes destrutivas e estas palavras que destroem o dia de quem as ouve, então, você está cooperando para que as forças do mal arrebentem com sua vida e com a vida dos outros.

Nas redes sociais, o que eu mais vejo são pessoas destruindo a vida dos outros. Julgam, criticam, fazem comentários maldosos. Como se elas não precisassem também da misericórdia de Deus. Elas se esquecem de que, com a mesma medida que elas medem os outros, elas serão medidas também. 

Vamos supor que você não tenha cometido o erro daquela pessoa que foi alvo dos seus julgamentos, mas você comete outros pecados, como, por exemplo, a mentira! Imagine se você julgado com o mesmo peso? Por isso que sua vida não vai pra frente! Você coopera para que o mal se manifeste, e não para que o bem prevaleça!

A partir de hoje, você vai deixar de ter tudo em comum com o que rouba a paz, destrói a vida de alguém, com o que mata o seu futuro e a sua esperança.

Clame para que o Senhor mude sua história e para que você tenha uma nova maneira de caminhar.

Se você fizer isso, o mesmo espírito de vida, que ressuscitou Jesus dentre os mortos, vai te tirar desta morte, desta destruição, e te dar uma vida plena com Deus.


Pense nisso!

quinta-feira, 30 de julho de 2020

Um novo coração!


Ezequiel 36.26 e 27: “Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.”

Este é o milagre da graça de Deus. Não dá para ninguém ser salvo, sentindo do mesmo jeito, andando do mesmo jeito, pensando do mesmo jeito... Assim como não dá para emagrecer, comendo o mesmo tanto e não fazendo ginástica. A mudança só ocorre quando você muda também.

Ao ler isso, você deve estar se perguntando: “Mas o que eu faço para deixar de sentir o que eu sinto? O que eu faço para deixar de desejar o que tanto me prejudica? Como faço para mudar meus pensamentos?”.

É pela graça! É por esse motivo que Deus enviou Jesus ao mundo. Ele entregou seu único filho para que nós tivéssemos um novo coração. Nós somos transformados através do amor de Deus!

Quer que eu explique melhor?

Eu vou repartir uma história com vocês...

Havia família. E, nesta família, havia uma menina de 13 anos. Eles foram para uma estação de ski. Lá, todos se divertiram. De repente, aquela jovem sofre um acidente e tem uma morte cerebral. Foi um choque terrível para todos. Foi assustador. Mas o pai e a mãe dela, em oração, resolveram fazer desta tragédia um refrigério para outras pessoas. Eles decidiram doar todos os órgãos da filha, inclusive o coração, que ainda estava batendo.

Paralelamente, existia outra família que estava chorando a morte lenta de sua filha. Fazia cinco anos que ela estava na cama do hospital, porque seu coração estava enfraquecido. Eles mal sabia que, naquele momento, a ressurreição estava a caminho.

O transplante aconteceu, e aquela menina que estava quase morrendo no hospital, já enfraquecida, recebeu uma nova chance.

As famílias se encontraram. A mãe da menina que recebeu o novo coração pegou o estetoscópio, o colocou no ouvido da mãe que havia perdido a filha e no coração da jovem ressurreta.

Qual coração ela estava ouvindo? O coração da menina viva ou daquela que morreu? Ela estava ouvindo o coração vivo, pulsante, da filha que Deus já havia recolhido.

Assim também é quando você entrega sua vida para Jesus. Deus, na Sua graça, tira o coração, que já não sentia mais a presença do Senhor, que já não sentia mais amor pelo próximo, que está carregado de mágoa, que está descrente de tudo... Tira este coração de pedra e, no lugar, coloca um coração com o sentimento de Cristo.

Depois que entregamos nossas vidas para Jesus, ao olhar para nós, o Senhor enxerga o coração batendo dos filhos de Deus.

Os filhos de Deus têm o sentimento do Criador! Amam ao próximo, desejam estar mais próximos do Pai, têm um sentimento de paz, têm um desejo de ver a obra de Deus crescendo.

Se você quiser, você pode viver hoje mesmo esta experiência.
Venha renascer em Cristo! Venha receber este transplante do céu! Venha receber um coração que sinta a presença de Deus, que te mova a ter atitudes abençoadoras e que vão mudar a tua história!


Pense nisso! 

domingo, 26 de julho de 2020

Tudo depende do ponto de vista!


Mateus 6.22 e 23: “São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. 

Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!”. 

A maneira como você enxerga cada situação pode te trazer vida, luz e alegria ou morte, escuridão e tristeza. 

Talvez, você esteja enxergando sua família com as “lentes” do ódio, da raiva, do medo ou, quem sabe, de um trauma. 

Talvez, você esteja enxergando seu emprego da perspectiva do medo, da insegurança ou da falta de reconhecimento. 

Cuidado para não cometer injustiças!

Eu adoro ler. Mas existe um livro, em especial, que, para mim, deixou uma mensagem muito forte. Eu vou tentar repartir um pouco da história com vocês:

O autor estava dentro de um metrô colocando suas leituras em dia quando, de repente, entra um pai com seus dois filhos dentro do vagão que ele estava. Os meninos, simplesmente, começaram a tropeçar nas pessoas e a bagunçar; foi uma verdadeira loucura!  

O pai, ao ver os filhos se batendo e destruindo tudo, simplesmente ficou anestesiado, e agiu como se nada tivesse acontecendo. 

Como paciência tem limite, o autor desse livro decidiu dar um basta naquela falta de respeito e, em tom de bronca, disse para o pai da crianças: “Que tipo de pai é você? Você não está vendo o que seus filhos estão aprontando? Você, simplesmente, vai ficar aí parado só olhando? Que absurdo!”.

O pai, em um tom sereno, respondeu: “O senhor me desculpe. O senhor está certo!”. Na sequência, ele chamou os filhos para perto e disse: “Sabe o que é? Nós acabamos de sair do enterro da minha esposa. Eles perderam a mãe. E eu, sinceramente, não estou sabendo lidar com esta situação. Eu acho que eles também não!”.

O autor do livro ficou totalmente desconcertado e pensou consigo mesmo: “Nossa! Meu Deus! O que eu fiz? Na minha cabeça, antes mesmo de falar com aquele homem, eu o havia xingado de tudo quanto é nome, achando que era um desqualificado. Que vergonha! Todo mundo viu o quanto eu fui precipitado.”. 

Quantas vezes nós agimos da mesma forma? Talvez, você esteja julgando seus pais, seus filhos, sua esposa, seu marido de uma maneira totalmente equivocada. Para cada atitude tomada, existe um motivo e uma motivação! Por trás de uma atitude, pode existir um trauma, um complexo ou o reflexo de uma perda. 

Por trás de uma atitude, pode existir uma memória de dor. Você sabia que existem situações que ativam as nossas memórias de dor?

Eu conheço uma moça que não pode chegar perto de fósforo porque ela morava perto de um cemitério. Aquele cheiro remetia a ela morte, choro e lamento. 

Sabe, aquela colega de trabalho insuportável? Talvez, ela tenha essas atitudes inadequadas porque existe uma área na vida dela que ainda não foi tratada. Talvez, o ambiente ative nela muitas memórias de dor. 

Crueldade

Eu estive pensando e cheguei à conclusão de que a gente costuma ser muito mais cruel com aqueles que, se a gente perder, vai doer demais. O problema é acharmos que, por termos afeto garantido, podemos, simplesmente, agir de qualquer jeito. 

Ser mais cruel com os de casa, com os da nossa família, é muito comum. Mas é um grande erro! Devemos valorizar mais as pessoas que fazem parte da nossa vida, antes que seja tarde. 

Enxergue com as lentes do amor!

Os olhos são a lâmpada do corpo. Em vez de brigar, julgar, despejar as suas frustrações, procure enxergar as pessoas a sua volta como Deus as enxergaria. Enxergue com amor e misericórdia! Peça sabedoria para você ser justo nas suas atitudes, sentimentos e pensamentos. 

Antes de falar que não tem mais jeito, peça revelação do Espírito Santo. Peça para que Jesus dirija sua vida, seus relacionamentos. Ele será o caminho para que você encontre uma saída para esta situação.

Elimine da sua vida todo o ponto de atrito. Eu sempre costumo dizer que quem foi viciado em álcool não deve nem experimentar um bombom de licor. Para que sentir o gosto daquilo que te aprisionou? Fuja da aparência do mal! 

Se você tem enxergado através da escuridão, se você tem só enxergado destruição, ódio, medo e incapacidade, entregue sua vida para Jesus Cristo. Ele é a luz, o caminho, a verdade e a vida!

Pense nisso! 

sexta-feira, 24 de julho de 2020

É tempo de alargar as estacas!


Como é bom poder compartilhar com vocês os ensinamentos que o Senhor tem me dado.

Sabe, a internet nem sempre é utilizada para nos aproximar de Deus. Sendo bem sincera, é mais um instrumento de fofoca, do que de estudos e informações relevantes. Ficamos o dia todo em redes sociais, sabemos tudo sobre todos, mas não conhecemos o único que pode mudar o curso da nossa história, Jesus Cristo!

Por isso eu sempre procuro deixar uma mensagem aqui. Você vai “curtir”, meditar e “compartilhar". Combinado?

Hoje, eu quero te ensinar a vencer as acusações do inimigo!

Sabe de uma coisa? O inimigo é especialista em acusar. Uma das estratégias que ele adota para fazer isso é usar pessoas próximas de você, com comentários, insinuações, só para te prender emocionalmente!

Mas vamos encarar de outra forma... Será que Deus não está permitindo isso para te enriquecer? Para te fortalecer? Para te fazer expandir? Sabe por quê? Foi dessa forma que Ele fez com o povo de Israel. No momento de maior dificuldade, eles alargaram as estacas da tenda, ou seja, aumentaram seu território.

Com esta linha de raciocínio, eu quero te convidar a meditar comigo em Isaías 54.1 e 2: “Cante alegremente, ó estéril, que não deste à luz; exulta com alegre canto e exclama, tu que não tivestes dores de parto; porque mais são os filhos da mulher solitária do que os filhos da casada, diz o Senhor. Alarga o espaço da tua tenda; estenda-se o toldo da tua habitação, e não o impeças; alonga as tuas cordas e firma bem as tuas estacas.”.

O inimigo quer te impedir de avançar, de expandir, de ter desenvolvimento pessoal e de viver a primeira bênção que Deus derramou sobre o homem, após sua criação: crescer e multiplicar.

O inimigo quer te diminuir, quer te colocar, de preferência, em uma cama de depressão, e que você perca tudo, de tal forma, que você tenha a sensação de ter desaprendido a viver.

Em nome de Jesus, você não vai fazer o que ele quer. Você vai fazer o que Deus quer. Comece hoje perguntando: “Qual será a vontade de Deus para a minha vida?”.

Tenha como base as verdades espirituais. Você sabia que, quando nos falta sabedoria para coordenar, realizar, enfrentar, vencer – sejam quais forem as situações, desde as mais simples até as mais complexas –, devemos pedir a Deus, que Eles nos provê?

Para que realmente não nos esqueçamos disso; esse direito de provisão está registrado na Bíblia: Se algum de nós precisar de sabedoria, é só pedir que Ele dará sem pedir nada em troca. Há uma diferença muito grande entre ler, saber o que está escrito na Bíblia e praticar.

A Bíblia é a verdade absoluta. Seja você da religião que for, precisa ter sua vida fundamentada em verdades inabaláveis, que aguentam todo o tipo de situação, sem se alterar. Eu encontrei isso nas Escrituras Sagradas. Interajo com ela. Acusada? Nem pensar! De bem com a vida e ainda grata por ter tantas coisas para fazer. Coisas que dão sentido e valor à minha vida e ainda abençoam e edificam a vida de muitos.

Se você está debaixo do peso esmagador da acusação, busque libertação por meio da oração ou indo a um lugar onde a Palavra esteja sendo pregada pra se sentir melhor, renovado, esclarecido, motivado e fortalecido.

Então, é assim que a gente vive o crescimento e a multiplicação. Isso ocorre quando buscamos, em Deus, sabedoria para entender o propósito de cada uma das coisas que estão acontecendo conosco.

Já parou pra pensar por que usam o timoneiro no navio? Para corrigir a rota, não é verdade? Tenha esse dispositivo dentro de você. Reflita: “Será que é esse o pensamento que eu tenho pensar?” ou “Será que é esse o sentimento que eu tenho que sentir?”.

Então, em nome de Jesus, busque corrigir sua rota. Comece identificando se os seus pensamentos e sentimentos vão te ajudar a ter um dia de vitória. Busque a Deus, não caia no laço do inimigo que quer te paralisar. Busque solução no Senhor, porque Ele vai te revestir de poder e glória.

Procure se consertar, receba o perdão que vem de Deus e deixe que Ele ilumine o teu caminho. Alargue as estacas, tome atitudes que tenham significando para este dia. Seja dirigido pelo Espírito Santo e não por magoas, dores, enfermidades ou crises financeiras.

Pense nisso! 

É tempo de expandir! É tempo de conquistar! 

quinta-feira, 23 de julho de 2020

Como esperar sem se desesperar?


Romanos 12.2: “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável vontade de Deus.” 

Salmo 40.1: Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou pra mim e ouviu o meu clamor!” 

Eu conheço o Deus a quem eu sirvo. Ele é fiel e justo para cumprir Sua obra em nossas vidas. Junto com a provação, vem o escape!  Nossa esperança n'Ele nunca será frustrada.

Quantas vezes, o inimigo te mostrou milhares de motivos para você se conformar? O tempo é um dos maiores argumentos. Mas sabe de uma coisa? Desde quando, Deus só cura doença nova? Será que Deus só dá livramentos financeiros para quem se enfiou no buraco só agora? 

Olha só o que está escrito em Hebreus 11.6: “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.”.

O tempo de espera é diferente do tempo da perseverança! Se você duvidou em algum momento da caminhada, perdeu, quebrou o ciclo! Tem que começar, novamente, o trabalho espiritual.

Saber querido internauta, existem algumas mulheres que, em vez de pedirem conselhos, já chegam reclamando: “Mas, Bispa, faz dez anos que eu estou esperando para casar”. 

Mas elas estão orando por isso há apenas seis meses! Então, espera aí... Faz seis meses que você começou a orar e já está começando a reclamar? É muito pra cabeça, não é mesmo?

No período da espera, existem algumas atitudes que você precisa tomar:

Em primeiro lugar, não se conforme!

Eu não sei se sua enfermidade é genética, hereditária, se tudo mundo na sua casa é assim! Eu só sei que, para Deus, não há impossíveis. 

Eu não sei se este problema existe há 20, 30, 40 anos... Eu sei que, para Deus, não há impossíveis! Quem procura solução encontra Jesus! Quem procura justificativas encontra mais problemas!

Em segundo lugar, creia!

A última palavra não é a do médico, é a de Deus!

Em terceiro lugar, persevere!

Tiago 1.2 a 4: “Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem que falte a vocês coisa alguma.”

Em quarto lugar, transforme-se pela renovação da sua mente.

Sabe o que está escrito em Provérbios 23.7? Que como imagina o homem em sua alma, assim ele é! Você acha que Davi se imaginava morto debaixo dos pés do gigante? Não! Ele imaginava o gigante destruído. Ele se enxergava capaz de vencer aquela batalha, e venceu!

Comece a se enxergar entrando na igreja com aquela grinalda maravilhosa. Comece a se enxergar trabalhando. Comece a se enxergar curado, como aquele homem que estava preso a uma cama há 38 anos.

João 5.9: “Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar.”

Renove sua mente, praticando a Palavra, perseverando e resistindo às provocações do inferno.

E, em quinto lugar, louve a Deus!

Deus habita nos louvores! Comece a encher todos os ambientes que você frequenta com a Glória do Senhor!

Pense nisso!

quarta-feira, 22 de julho de 2020

O que os outros vão falar realmente importa?


O Pensamento do Dia de hoje está em 2 Samuel 6: 12 a 23.

Sabe, eu acredito que grande maioria de nós cresceu ouvindo: “Menina (o), que vergonha! O que vão falar de você?”... “Faça isso e você vai ver o que todo mundo vai falar” ... “Olha o que você está fazendo! Todo mundo está olhando”...

Estas e tantas outras frases que expressam a mesmíssima preocupação acabam por se tornar, muitas vezes, um grande problema em nossa vida. A necessidade de aprovação por parte de outras pessoas nos impede de ter censo crítico próprio, de discernimos qual a opinião que é realmente importante e a quem desejamos, por fim, agradar.

Mical, apesar de ser filha de um rei e de ser a esposa do maior rei que Israel já teve (Davi), por se preocupar tanto com as aparências e o que os outros iriam falar, acabou tendo um fim terrível: perdeu o amor, a atenção e admiração do próprio marido. 

Davi, ao entrar com a Arca de Deus em Jerusalém, a procurou para trazer aquela bênção ao lar deles, mas Mical o desprezou, porque ele estava dançando e, por dar mais valor a opinião dos outros do que a de Deus, morreu estéril.

Aquilo que fez com que Mical desprezasse o rei Davi era tudo o que ela precisava para se a mulher mais feliz da Terra: a bênção de se alegrar por ter de volta a Arca da Aliança, mas não! Ela estava mais preocupada em dar satisfações aos servos, servas e aos nobres da época!

É um absurdo o que a nossa baixa autoestima faz conosco! Simplesmente, ela é quem dita as regras! Ela decide se você vai ou não à determinada festa, se você vai ou não à praia, se você tem bom  desempenho no trabalho ou não... ela até define como serão seus relacionamentos: se serão prazerosos, cheios de insegurança ou infrutíferos, como acabamos de ler!

Quando buscamos, em primeiro lugar, agradar a Deus, ter as reações e atitudes que Ele espera que tenhamos em cada situação, seja esta boa ou ruim, acabamos por ser honrados sempre, ainda que tenhamos por um tempo que enfrentar críticas e comentários.

Se você tem sido assolado por essa necessidade absurda de aprovação dos outros, e isso tem te consumido, o caminho da sua libertação está em Jesus! Busque n´Ele razão para viver! Busque se alegrar o que o agrada, a despeito de comentários e olhares maldosos!

Evite saber ou procurar saber o que estão falando de você. Se, em seu interior, você tem paz em Deus e a sua consciência está tranquila, ainda que por um tempo você venha a sofrer danos com comentários, cheios de inveja, o reconhecimento de Deus virá e Ele mesmo vai te honrar, diante dos homens, assim como está no Salmo 91!


Pense nisso e lembre-se: opiniões alheias não são verdades absolutas! 

segunda-feira, 20 de julho de 2020

A gratidão torna a vida mais leve!


1 Samuel 17.37: “Disse mais Davi: O Senhor me livrou das garras do leão e das do urso; ele me livrará das mãos deste filisteu. Então, disse Saul a Davi: Vai-te, e o Senhor seja contigo.”.

Davi é uma das pessoas que eu mais admiro na Bíblia. Sem sobra de dúvida, ele era um homem segundo o coração de Deus.

Esta passagem que acabamos de ler mostra qual era o Espírito que habitava nele. Davi não tinha uma memória de dor e sofrimento. Ele enfrentou dificuldades, guerras, perseguições, conflitos familiares, mas não se tornou uma pessoa amarga e pesada.

Quem luta com o leão sai, no mínimo, arranhado! Quem enfrenta um urso deve sair, no mínimo, com um hematoma ou com um membro quebrado!

Eu não sei se ele chegou a se machucar, mas uma coisa é certa: ele não saiu destas situações com a alma ferida, pelo contrário, Davi tinha um coração grato por todos os livramentos que viveu.

Em vez de se desesperar, diante das adversidades, ele pensava: O mesmo Deus que permitiu que eu vencesse um urso e um leão, me dará vitória contra o gigante Golias!

Hoje, eu quero deixar um conselho! Quando você tem uma memória de gratidão, você fica renovado! Talvez, você tenha passado por uma situação muito critica, ou uma luta que durou mais de 15 anos, mas Deus te deu graça, te fortaleceu e te supriu em tudo!

Isso é o suficiente para você enfrentar o que vier pela frente, sabendo que o Senhor é contigo e te conduzirá em triunfo.

Esse é um dos benefícios da gratidão! Se você, de repente, pensar em todas as situações difíceis que viveu e começar a “metralhar” os outros com suas reclamações e murmurações, você nunca será uma pessoa vitoriosa, você nunca vai evoluir e amadurecer como ser humano!

Qual é a diferença entre aquele que nem chegou a dar o primeiro passo e aquele que parou no meio do caminho? Nenhuma! Mas você vai até o fim, em nome de Jesus!

Davi enfrentou o leão, depois o urso e depois o gigante. Sabe o que aconteceu depois? Ele foi coroado rei!

Quando renovamos nossas forças, através da gratidão, somos curados de todas as sequelas das guerras que enfrentamos.


Pense nisso!

terça-feira, 14 de julho de 2020

Como superar isso?



2 Samuel 12.15 a 25: “Então, Natã foi para sua casa. E o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera à luz a Davi; e a criança adoeceu gravemente. Buscou Davi a Deus pela criança; jejuou Davi e, vindo, passou a noite prostrado em terra. Então, os anciãos da sua casa se achegaram a ele, para o levantar da terra; porém ele não quis e não comeu com eles.

Ao sétimo dia, morreu a criança; e temiam os servos de Davi informá-lo de que a criança era morta, porque diziam: Eis que, estando a criança ainda viva, lhe falávamos, porém não dava ouvidos à nossa voz; como, pois, lhe diremos que a criança é morta? Porque mais se afligirá.

Viu, porém, Davi que seus servos cochichavam uns com os outros e entendeu que a criança era morta, pelo que disse aos seus servos: É morta a criança? Eles responderam: Morreu. Então, Davi se levantou da terra; lavou-se, ungiu-se, mudou de vestes, entrou na Casa do SENHOR e adorou; depois, veio para sua casa e pediu pão; puseram-no diante dele, e ele comeu.

Disseram-lhe seus servos: Que é isto que fizeste? Pela criança viva jejuaste e choraste; porém, depois que ela morreu, te levantaste e comeste pão. Respondeu ele: Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se o SENHOR se compadecerá de mim, e continuará viva a criança? Porém, agora que é morta, por que jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim.

Então, Davi veio a Bate-Seba, consolou-a e se deitou com ela; teve ela um filho a quem Davi deu o nome de Salomão; e o SENHOR o amou. Davi o entregou nas mãos do profeta Natã, e este lhe chamou Jedidias, por amor do SENHOR.”

A morte e a perda são situações dificílimas de serem superadas, ainda mais quando você é o culpado! Palavras e atitudes que acabaram com seu casamento, que fecharam uma boa porta de emprego, que te fizeram perder seu melhor amigo...

Às vezes, a sua situação envolve a perda de um familiar. Você entregou seu pai, sua, mãe ou seu filho para Deus, antes do tempo... É uma dor indescritível.

Eu imagino a dor que Davi sentiu ao ter que enterrar o próprio filho, sabendo que ele poderia ser o principal responsável por aquela enfermidade.

Muitas mortes que a gente enfrenta vêm carregadas de acusação. São pensamentos que nos desestruturam por completo, como: Você devia ter passado mais tempo com seu pai... Você deveria ter valorizado mais as virtudes da sua mãe... Agora é tarde demais para perdoar... Você deixou seu amigo morrer, sem ter falado de Jesus para ele...

A morte vem para nos matar também, ainda que seja aos poucos. Vem para marcar as pessoas com culpa e com uma dor tão profunda, que parece que nunca vai cicatrizar. Como se a gente fosse responsável pela vida ou por todas as escolhas de quem amamos.

Quando não conseguimos superar a perda ou a morte, nossos dias ficam vazios, parece que nós não sabemos mais viver. Eu imagino como deve ser para uma pessoa, que foi casada durante 30, 40, 50 anos, perder seu marido, ou esposa. Parece que a vida perdeu o sentido.

Olha, hoje, eu quero dizer que, por mais que pareça que não tenha mais jeito, há um caminho de superação.

Davi encontrou este caminho, quando entendeu que tudo acontece pela vontade de Deus. Não cai um fio de cabelo da nossa cabeça sem que o Senhor esteja no controle.

Se o inimigo vier te acusar, todos nós pecamos e dependemos da graça de Deus. O Senhor poderia ter ressuscitado? Poderia, mas o plano não era esse. Por quê? Para que ficasse um memorial. Davi não sabia que a história dele estaria na Bíblia, no Livro de Deus, e que alimentaria e serviria de exemplo para muitas pessoas, como eu, por exemplo. Um legado que ultrapassou gerações e se manteve inabalável.

Às vezes, você acha que a sua história não passa de uma história. Isso não é verdade. Talvez, a sua história sirva para que novas histórias sejam escritas. Então, em primeiro lugar, você vai se levantar e vai clamar: “Senhor, me consola, me conforta... Se eu não fiz o que deveria, me perdoa! Se as minhas atitudes contribuíram para este mal, lava-me, com Teu sangue, me purifica! Senhor, eu quero viver um novo tempo!”.

Em segundo lugar, vá para a igreja, louve e busque a Deus. A presença d´Ele nos cura, nos restaura, nos redime, nos edifica, nos consola e nos dá estratégia, para vivermos o bem do Senhor, na terra dos viventes!

Aonde há o Espírito de Deus, há liberdade. Eu tenho muitos louvores que falam sobre isso! A partir de hoje, você vai ficar livre deste peso, desta mágoa, desta acusação e desta dor! O Espírito Santo, nosso consolador, vai selar, vai cauterizar esta ferida, o sangue vai parar de jorrar e a cicatriz vai desperecer. Só vai permanecer as marcas do amor de Deus sobre sua vida.

Em terceiro lugar, comece um novo tempo!

No enterro do filho, Davi chorou? Chorou! Mas ele renovou suas forças, levantou-se, consolou a esposa, louvou ao Senhor e se abriu para viver um novo tempo! Aquele novo tempo gerou Salomão, o rei mais sábio de Israel.

Desse novo tempo que você vai começar, a partir de hoje, você vai gerar sabedoria, força, superação, consolo e alegria.

segunda-feira, 13 de julho de 2020

Para nunca mais esquecer!


Salmos 103: “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios.

Ele é quem perdoa todas as tuas iniquidades; quem sara todas as tuas enfermidades; quem da cova redime a tua vida e te coroa de graça e misericórdia; quem farta de bens a tua velhice, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia.

O SENHOR faz justiça e julga a todos os oprimidos. Manifestou os seus caminhos a Moisés e os seus feitos aos filhos de Israel. O SENHOR é misericordioso e compassivo; longânimo e assaz benigno.”

Hoje, eu quero deixar uma mensagem para você, que acha que foi abandonado e esquecido por Deus. Para você, que tem gritado aos quatro ventos: “Onde está Deus? Por que Ele permitiu que eu passasse por tudo isso?”. 

O meu recado é o seguinte: Deus não habita no meio da incredulidade. Deus não habita no meio de murmurações. Deus não habita no meio de xingamentos. Deus não habita no meio do ódio. Deus não habita no meio da mágoa. Deus não habita no meio da mentira. Deus não habita no meio da prostituição. Deus habita em louvores!

Na passagem que eu citei no início deste post, vemos que o salmista se levanta para adorar ao Senhor, para enaltecê-lo, para exaltá-lo, para construir um ambiente onde ele pudesse sentir a presença de Deus.

Ele também nos mostra que as acusações do inimigo não podem nos abalar e nos perturbar, porque somos perdoados e remidos!

O nosso passado só nos afasta do Senhor quando não há arrependimento, quando não mudamos de atitudes, ou seja, quando nós insistimos em remontá-lo. 

Talvez, a sua situação seja diferente! Talvez, você esteja passando pelo dia da enfermidade, pelo dia do desemprego, pelo dia do abandono, pelo dia da depressão. Essa palavra também é para você!

Não tenha medo dos ventos contrários. Creia no Senhor, porque é Ele quem nos tira da cova, sara nossas feridas e nos coroa com Sua graça e misericórdia.

Você não está sozinho. Este sentimento de abandono e de opressão é uma seta do inimigo para te enfraquecer. Não deixe que ele cumpra sua missão, que é roubar, matar e destruir.

Uma boa estratégia para ter sua fé fortalecida é fazer da sua casa, do seu trabalho, do seu carro... um ambiente favorável para a manifestação do Senhor. Crie um ambiente de paz e louvor.

Separe um tempo para Deus. Um tempo só seu e d’Ele, e clame: “Senhor, tire da minha vida este sentimento de impotência e de morte. Tire este sentimento de abandono, de solidão. Eu quero ser livre. Eu não quero mais depender de quem não me ama, de quem não quer o meu bem. Ajuda-me, Senhor! Eu preciso de forças para resistir!”.

Entenda, de uma vez por todas, que você precisa do poder do Espírito Santo! Que você precisa da unção e da presença de Jesus Cristo, que salva e liberta.

Esse é o recado de Deus para você hoje!

Para você, existe, sim, uma saída, um caminho, uma solução e uma nova chance!


Receba esta palavra e confie, porque o Senhor é bom, e Sua misericórdia é infinita!

Pense nisso!

sexta-feira, 10 de julho de 2020

O que os outros vão falar?


2 Samuel 6.12 a 23: “Então, avisaram a Davi, dizendo: O SENHOR abençoou a casa de Obede-Edom e tudo quanto tem, por amor da arca de Deus; foi, pois, Davi e, com alegria, fez subir a arca de Deus da casa de Obede-Edom, à Cidade de Davi. 

Sucedeu que, quando os que levavam a arca do SENHOR tinham dado seis passos, sacrificava ele bois e carneiros cevados. Davi dançava com todas as suas forças diante do SENHOR; e estava cingido de uma estola sacerdotal de linho.

Assim, Davi, com todo o Israel, fez subir a arca do SENHOR, com júbilo e ao som de trombetas. Ao entrar a arca do SENHOR na Cidade de Davi, Mical, filha de Saul, estava olhando pela janela e, vendo ao rei Davi, que ia saltando e dançando diante do SENHOR, o desprezou no seu coração. 

Introduziram a arca do SENHOR e puseram-na no seu lugar, na tenda que lhe armara Davi; e este trouxe holocaustos e ofertas pacíficas perante o SENHOR.

Tendo Davi trazido holocaustos e ofertas pacíficas, abençoou o povo em nome do SENHOR dos Exércitos. E repartiu a todo o povo e a toda a multidão de Israel, tanto homens como mulheres, a cada um, um bolo de pão, um bom pedaço de carne e passas. Então, se retirou todo o povo, cada um para sua casa. 

Voltando Davi para abençoar a sua casa, Mical, filha de Saul, saiu a encontrar-se com ele e lhe disse: Que bela figura fez o rei de Israel, descobrindo-se, hoje, aos olhos das servas de seus servos, como, sem pejo, se descobre um vadio qualquer!

Disse, porém, Davi a Mical: Perante o SENHOR, que me escolheu a mim antes do que a teu pai e a toda a sua casa, mandando-me que fosse chefe sobre o povo do SENHOR, sobre Israel, perante o SENHOR me tenho alegrado.

 Ainda mais desprezível me farei e me humilharei aos meus olhos; quanto às servas, de quem falaste, delas serei honrado. Mical, filha de Saul, não teve filhos, até ao dia da sua morte.”

Sabe, eu acredito que a grande maioria de nós cresceu ouvindo: “Menina (o), que vergonha! O que vão falar de você?”... “Faça isso e você vai ver o que todo mundo vai falar” ... “Olha o que você está fazendo! Todo mundo está olhando”...

Estas e tantas outras frases que expressam a mesmíssima preocupação acabam por se tornar, muitas vezes, um grande problema em nossas vidas. A necessidade de aprovação por parte de outras pessoas nos impede de ter censo crítico próprio, de discernimos qual a opinião que é realmente importante e a quem desejamos, por fim, agradar.

Mical, apesar de ser filha de um rei e de ser a esposa do maior rei que Israel já teve (Davi), por se preocupar tanto com as aparências e o que os outros iriam falar, acabou tendo um fim terrível: perdeu o amor, a atenção e admiração do próprio marido. 

Davi, ao entrar com a Arca de Deus em Jerusalém, a procurou para trazer aquela bênção ao lar deles, mas Mical o desprezou, porque ele estava dançando. Por dar mais valor à opinião dos outros do que a de Deus, morreu estéril.

É um absurdo o que a nossa baixa autoestima faz conosco! Simplesmente, é ela quem dita as regras! Ela decide se você vai ou não a uma festa, se você vai ou não à praia, se você tem bom desempenho no trabalho ou não... ela até define como serão seus relacionamentos: se serão prazerosos, cheios de insegurança ou infrutíferos, como acabamos de ler!

Quando buscamos, em primeiro lugar, agradar a Deus, ter as reações e atitudes que Ele espera que tenhamos em cada situação, sejam boas ou ruins, acabamos por ser honrados sempre, ainda que tenhamos por um tempo que enfrentar críticas e comentários.

Se você tem sido assolado por essa necessidade absurda de aprovação dos outros, e isso tem te consumido, o caminho da sua libertação está em Jesus! Busque n´Ele razão para viver! Busque realizar o que o agrada, a despeito de comentários e olhares maldosos!

Evite saber ou procurar saber o que estão falando de você. Se, em seu interior, você tem paz em Deus e a sua consciência está tranquila, ainda que por um tempo você venha a sofrer danos com comentários, cheios de inveja, o reconhecimento de Deus virá e Ele mesmo vai te honrar, diante dos homens, assim como está em Salmo 91!


Pense nisso e lembre-se: opiniões alheias não são verdades absolutas! 

quinta-feira, 9 de julho de 2020

Quem está no controle?


Mateus 10.28 a 32 “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma quanto o corpo. Não se vendem dois pardais por um asse? E nenhum deles cairá em terra, sem o consentimento do vosso Pai.

E, quanto a vós outros, até os cabelos todos da cabeça estão contados. Não temais, pois! Bem mais valeis vós do que muitos pardais. Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também ei o confessarei diante do meu Pai, que está nos céus.”

Sabe, o peso da tristeza e das ameaças é uma das formas que o inimigo usa para levar as pessoas ao desespero. Quando eu falo desespero, eu falo sobre perder o controle emocional e ser controlado pelos problemas! Parece que as situações ao nosso redor são como “deuses” em nossas vidas! São capazes de mudar nosso comportamento, nossas atitudes, dominam nossos pensamentos, moldam o nosso humor e abalam nossa fé!

Pode ser uma humilhação na família, uma ordem de despejo, uma ameaça de demissão... Em fim, aquelas situações que nos deixam desnorteados, sem esperanças e sem perspectivas de futuro!

Mas, hoje, eu tenho uma boa notícia para você: Se o inferno tem suas armas, seus enviados e suas estratégias, nós temos, ao nosso lado, Jesus Cristo. Ele veio para salvar a humanidade, através do seu sacrifício na cruz e deixou o Espírito Santo em nós, para nos consolar, nos direcionar e nos convencer do pecado, da justiça e do juízo!

Por mais incrível que pareça, a arma que Deus nos dá para vencer o desespero é a consequência do Espírito Santo em nós, a alegria!

A alegria que vem da fé em Jesus, de saber que até os fios de nossa cabeça estão contados, e que só vai acontecer o que o Senhor permitir.

A alegria de ter um Deus que é socorro bem presente na hora da angústia, como está em Salmo 46.1: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações.”.

A alegria de ter a convicção, a certeza que é fruto da fé na Palavra de Deus que diz em 1 João 4.4: “Maior é aquele que está em nós do que aquele que está no mundo.”.

A alegria que vem com a certeza que a Palavra de Deus nos dá através de Salmo 37.5: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n´Ele e o mais Ele fará.”. E depois, sabe por que Jesus veio também? Para destruir as obras do inferno!

Por isso, vou falar com você, como falava com meus filhos, quando eram pequenos e tomavam aquela “bronca”. Mude esta cara, agora! O desespero só fortalece o que veio para te assolar e destruir tudo o que você ama!

Agora, mude sua disposição interior! Você não está “largado” no mundo! Refugie-se em Deus, na sua Palavra, busque-o em oração, abrindo seu coração, procure estar o maior tempo possível na igreja, ouvindo a Palavra de Deus.

Quero finalizar o estudo de hoje, com dois versículos:

Lucas 1.37: “Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas!”

Salmo 34.6: “Clamou este aflito e o Senhor o ouviu e o livrou de todas as suas tribulações.”


Pense nisso!

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Onde foi que eu errei?



Provérbios 16.18: “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda."

Para você se levantar, você precisa, em primeiro lugar, parar de cair. Precisa parar de tomar atitudes que te deixam envergonhado, prostrado e arrebentado.

Para sair desse abismo, você precisa identificar o que te fez escorregar, o que te atingiu, o que te fez tropeçar, para você não cair mais nessa cilada.

Em qual momento o homem começou a cair? Quando Eva deu ouvidos à serpente, encheu seu coração de soberba e cedeu às suas provocações: “Olha, eu sou Eva, criada à imagem e semelhança de Deus. Se essa serpente pode, eu também posso!”.

Nessa arrogância, nessa soberba e nesse medo de ficar por baixo, Eva colocou tudo a perder.

O erro, muitas vezes, começa quando nos sentimentos pressionados. Quantas vezes, por medo de falar a verdade, por medo da verdade te deixar para baixo, por medo de ser exposto, por medo de perder uma amizade, por medo de perder uma posição no trabalho, por medo de criar um mal estar, você resolveu mentir?

Existem pessoas que defendem esse tipo de atitude e vêm com aquele papo: “Uma vez só não tem problema! Um pouquinho só não faz mal. Ninguém vai perceber!”.

Para mim, um pouquinho só já faz um grande estrago!

Eu vou dar um exemplo da minha vida. Como uma boa filha de mineira, eu amo doces caseiros. Existem doces que eu não consigo só ficar no primeiro pedaço. Só de sentir o gosto, já dá vontade de comer mais, mais, mais e mais... então, é melhor nem provar.

Deus havia colocado aquela árvore no paraíso como um lembrete: “Se vocês mantiverem a aliança comigo, em obediência e fidelidade, tudo o que eu entreguei para vocês não será roubado. Aqui, no paraíso, vocês estão seguros! Aqui, vocês sempre terão acesso a mim!”.

O homem não foi criado para ser cheio do mal, mas para ser cheio da presença de Deus. 

Alimentar-se do mal é sempre algo destrutivo. Ainda que você arquitete um plano maligno contra alguém, um plano infalível, o maior prejudicado será você. E, no final das contas, você fica atormentado, porque não foi criado para agir assim.

Quando você decide não depender mais de Deus, quando você não busca mais ser fiel a Ele e quando você decide ser o senhor da sua vida, você fica entregue à própria sorte. Mas, quando você crucifica seus desejos, crucifica o que faz bem para sua carne em favor da sua relação com Deus, você fica protegido de todo o mal, a fé passa a te garantir!

Cada vez que eu obedeço Deus, mesmo contra minha vontade, Ele ouve minha oração, me guarda, me abençoa, me levanta e me deixa firme!

 Recapitulando...

Se você quer ser liberto do que te faz cair, você precisa identificar a origem deste mal. Talvez seja um sentimento, uma provocação ou, até mesmo, pequenas concessões que você abre: “Vou comemorar minha promoção com um trago, com um copinho de cerveja! Vai ser só dessa vez! Não preciso ser radical!”. Não se engane! Os vícios sempre começam com um trago ou com um copinho de cerveja, que a pessoa consome socialmente! Não entre nessa roubada!

Na Palavra, está escrito que temos que fugir da aparência do mal. Se Eva tivesse falado para a serpente: “Eu vou continuar fiel a Deus, ainda que eu não entenda! Eu vou obedecer em favor daquele que me criou! Antes, eu era pó! Eu não era nada! Ele me deu vida, me deu casa, me deu uma família... não posso abrir mão de tudo isso! Não vou me alimentar desse fruto! Eu não preciso disso!”, a nossa realidade seria outra!

Se ela tivesse agido da maneira correta, ela seria conhecida como uma mulher de aliança! Se ela tivesse pensado diferente, o destino da humanidade seria outro!

Às vezes, você sente tanta pena de si, que se acha no direito de errar, de ser uma pessoa revoltada, triste, amargurada... Mas sabe de uma coisa? Você não tem esse direito! A vida é um dom de Deus!

Nós podemos estocar tudo: roupa, sapatos, comida, água... mas não há estoque de vida! Vida é uma só e ponto! Busque viver da melhor maneira possível! Busque ser cheio do Espírito Santo! Levante-se, não caia mais no papo da serpente!

Tudo o que você precisa vem de Deus e está em Deus. Sujeite-se a Ele para sua vida ser restaurada.

terça-feira, 7 de julho de 2020

O problema realmente está nas pessoas?


Efésios 6.10 a 12: “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.”

Sabe, muitas vezes, você acha que o seu grande problema é o teu pai, ou tua mãe, ou o marido, ou o filho, ou a nora, ou a cunhada, ou, até mesmo, aquele colega de trabalho, que é hipócrita e faz de tudo para prejudicar os outros!

Mas será mesmo que o grande problema está nas pessoas? O que Paulo no ensinou? Que a nossa luta não é contra carne ou sangue, mas contra principados, potestades e dominadores, ou seja, é contra seres espirituais que possuem um reino!

Na prática!          

Por exemplo, na sua família, reinava a enfermidade. Muitos parentes foram recolhidos por causa de um câncer! E, de repente, este mesmo reino acaba se manifestando na sua casa ou na sua vida!

Isso te consome, te amedronta, te deixa angustiado e você acaba se tornando uma pessoa infeliz e improdutiva. O que você está enfrentando? Um principado!

Talvez, seu problema seja outro! De repente, você não consegue progredir! Não consegue se manter em nenhum emprego! Começa a caminhar, chega até um determinado pronto e retrocede! Quando você finalmente consegue colocar suas contas em dia, tudo começa a quebrar dentro da sua casa!

O que você está enfrentando? Uma potestade! São poderes que estão debaixo de um principado! São poderes do mal que te mantém sempre amarrado a uma situação. É algo que deixa subjugado, porque é maior do que você.

Quem sabe a sua guerra seja contra alguns desejos. Você não consegue trabalhar direito, porque não consegue parar de pensar no que vai comer! Você mal se levante da mesa do café da manhã e já está pensando no almoço. Isso não é normal, porque te domina! É um domínio da sua mente para que você não seja produtivo, constante e disciplinado!

Existem pessoas que não saem do celular e não param de ficar investigando a vida dos outros! Há outros que estão presos na pornografia! Não conseguem ficar um dia sem acessar determinado site!

O que essas pessoas estão enfrentando? Um dominador!

A esfera da nossa guerra

Eu citei alguns exemplos para você entender a esfera da sua guerra! Sua luta é contra principados, potestades e dominadores deste mundo tenebroso!

Talvez, em meio a tudo isso, você esteja se sentindo fraco! Mas Paulo nos deixa um segredo espiritual em  Efésios 6.10: “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder.”.

Busque ao Senhor, busque ser cheio do Espírito Santo, e você terá liberdade e autoridade sobre essa língua perseguidora, sobre a gula, sobre essa situação financeira, contra esse domínio mental, sentimental e espiritual, que, simplesmente, não te deixam caminhar!

Isso é o mundo espiritual se abrindo! Mas a boa notícia é que nós temos uma proteção! Jesus Cristo morreu na cruz do calvário para nos salvar e nos dar vitória sobre tudo isso!

O sangue de Jesus te purifica de todos os pecados e do seu passado. Não sei o que você foi até agora, mas sei o que você pode ser daqui pra frente, no Senhor! Eu não sei como você está, mas sei como você pode ficar.

Busque ao Senhor! Vá à igreja, alimente-se da Palavra de Deus, tenha uma vida de louvor e oração! Desta forma, esses principados, potestades e dominadores não terão mais autoridade sobre sua vida!

Nosso poder está no sacrifício e na ressurreição de Cristo!

Pense nisso!