Páginas

sexta-feira, 5 de junho de 2020

Não olhe para os lados. Olhe para o alto!


Hoje, eu quero falar sobre uma situação que, além de desgastar, te paralisa e te impede de se recuperar. É uma situação que o próprio rei Davi passou.

Está no Salmo 73.2 a 25: “Quanto a mim, porém, quase me resvalaram os pés; pouco faltou para que se desviassem os meus passos. Pois eu invejava os arrogantes, ao ver a prosperidade dos perversos. Para eles não há preocupações, o seu corpo é sadio e nédio. Não partilham das canseiras dos mortais, nem são afligidos como os outros homens.

Daí, a soberba que os cinge como um colar, e a violência que os envolve como manto. Os olhos saltam-lhes da gordura; do coração brotam-lhes fantasias. Motejam e falam maliciosamente; da opressão falam com altivez.

Contra os céus desandam a boca, e a sua língua percorre a terra. Por isso, o seu povo se volta para eles e os tem por fonte de que bebe a largos sorvos. E diz: Como sabe Deus? Acaso, há conhecimento no Altíssimo? Eis que são estes os ímpios; e, sempre tranqüilos, aumentam suas riquezas.

Com efeito, inutilmente conservei puro o coração e lavei as mãos na inocência. Pois de contínuo sou afligido e cada manhã, castigado. Se eu pensara em falar tais palavras, já aí teria traído a geração de teus filhos. Em só refletir para compreender isso, achei mui pesada tarefa para mim; até que entrei no santuário de Deus e atinei com o fim deles.

Tu certamente os pões em lugares escorregadios e os fazes cair na destruição. Como ficam de súbito assolados, totalmente aniquilados de terror! Como ao sonho, quando se acorda, assim, ó Senhor, ao despertares, desprezarás a imagem deles. Quando o coração se me amargou e as entranhas se me comoveram, eu estava embrutecido e ignorante; era como um irracional à tua presença.

Todavia, estou sempre contigo, tu me seguras pela minha mão direita. Tu me guias com o teu conselho e depois me recebes na glória. Quem mais tenho eu no céu? Não há outro em quem eu me compraza na terra.”

Esse Salmo parece até uma oração sua, não é mesmo? É como se sua missão na terra fosse viver fracasso atrás de fracasso.

E o que você faz? Começa a se comparar aos outros. Você olha para o lado e vê gente ruim, gente mentirosa, gente corrupta, gente que trai e gente que não se importa com Deus se dando muito bem! São felizes, cheios de amigos e, aparentemente, bem-sucedidos!

Agora, se existe alguém que deu errado, esse alguém é você! Logo, vêm aqueles pensamentos que te deixam ainda mais para baixo: “Olha sua situação financeira!”, “Você tem 40 anos e ainda não casou!”, “Seu chefe te trata como lixo!”, “Você é horrível, por isso, ninguém te quer!”...

E, para ajudar – ou piorar ainda mais a situação –, vem aquele parente que nunca fala com você, mas faz questão de tocar na ferida e, ainda, tirar sarro da sua fé: “Pelo jeito, ir para a igreja não está dando muito certo para você, né? Acho que seu Deus está de férias, e férias prolongadas!”.

Talvez, você até esteja dependendo de pessoas assim: “Já que seu Deus não te ajudou, eu vou te ajudar!”.

Eu sei que você está desgastado, confuso, indignado... mas não se deixe abater. Tudo isso acontece para você se afastar de Deus.

O diabo não quer o seu dinheiro, ele quer seu coração, quer sua adoração, quer sua vida! A guerra espiritual também é uma guerra por territórios. E, caso você ainda não tenha percebido, o território que Satanás e seus demônios querem ocupar é você mesmo. Por quê? Porque eles são espíritos. Eles precisam de um corpo para se manifestarem aqui na terra.

Eles pressionam, rodeiam e querem te fazer acreditar que seu trabalho no Senhor é em vão.

Sabe, o ouro só tem valor quando ele é purificado. A prata e as pedras preciosas, quando são lapidadas. Os valores das pessoas estão em superar, em vencer e em não se abandonarem.

Toda essa situação vem para que você se convença de que você é um derrotado, de que você não tem jeito, e que nada, absolutamente nada, vai dar certo. Esses espíritos malignos querem que você acredite que estar com Deus só piora a sua vida!

Hoje, eu quero deixar um conselho: Não procure em Deus explicações para suas calamidades, busque a solução!

Davi estava todo atrapalhado! Ele olhou para os lado, e sabe o que viu? Reis, príncipes e servos maus felizes e prósperos!

Sabe, ficar olhando para o lado não te ajuda! Olhe para cima, o seu socorro vem de lá! Olhar para o Senhor nos traz paz e descanso. Essas pessoas que estão se “dando bem”, na verdade, estão em um local escorregadio.

Se você não consegue acreditar nisso, olhe para a situação do Brasil. Meu Deus do céu! Pessoas que foram consideradas milionárias e poderosas, hoje, estão presas ou falidas.

Não viva mais em função dos outros. Viva para o Senhor! Faça d’Ele o Seu foco, o Seu apoio, a Sua vida! Assim como fez com Davi, Ele vai renovar suas forças!

Não se contamine com falatórios. Sabe, o que as pessoas falam mal de você tem mais a ver com elas do que com você! Deus não te criou para ser um derrotado, porque Ele não é derrotado. Nós fomos criados à imagem e semelhança de Deus.

Busque ao Senhor, faça um voto, vá à igreja e clame para que Ele te tire dessa morte, dessa cova, dessa fornalha de pensamentos, desse furacão de opiniões e desse clima pesado.

Na Casa do Senhor, você vai receber o poder libertador de Cristo. Ele veio para trazer um alívio aos corações e anunciar um tempo de justiça.

Se você entregar sua vida para Jesus, você vai encontrar forças para passar pelo dia mau, sem perder a alegria, a fé, a saúde e a esperança.



 Pense nisso!

quinta-feira, 4 de junho de 2020

12 dicas para uma vida melhor


Hoje, eu gostaria de compartilhar com vocês alguns ensinamentos que eu recebi do Espírito Santo. Tenho certeza de que eles vão edificar sua vida:

1- Seja sempre verdadeiro com Deus, mesmo que suas verdades sejam horrorosas. Faça d’Ele o seu melhor amigo e a sua solução.



2- Seja uma bênção para você. Não seja seu pior inimigo! Cante o louvor que te faz bem. Ame-se mais. Assim, você será uma bênção também para outras pessoas.



3- Tenha sempre um louvor nos seus lábios, mesmo que seja com gemido de dor, porque Deus habita no meio dos louvores.



4- Confie que o jeito de Deus é o melhor, ainda que você não o entenda! Medite todos os dias em Sua palavra e coloque-a em prática, porque vai dar certo!



5- Nunca compare sua luta com a de ninguém. Cada pessoa tem uma missão aqui na terra.



6- Na guerra, não chore! Ninguém respeita fraqueza!



7- Não seja nem precipitado, nem ansioso, para deixar cair ou recair. Viva intensamente cada dia, mas viva um dia de cada vez.



8- Mantenha sempre seu coração limpo. Desta forma, suas palavras e atitudes sempre vão edificar e abençoar aqueles que estão em sua volta.



9- Seja membro do corpo de Cristo, não seja um assessório. Tua resposta e tua cura estão no altar. Contra a igreja, as portas do inferno não prevalecem.



10- Encha-se do Espírito Santo, porque, n’Ele, há liberdade!



11- Sempre coloque uma pitada de humor em cada coisa. O Espírito Santo nos torna leves.



12- Persevere! Nunca desista das promessas de Deus, mesmo que elas contrariem seus planos.


Pense nisso! 

quarta-feira, 3 de junho de 2020

Quem disse que a solução está distante?


João 5. 1 a 9: “Passadas estas coisas, havia uma festa dos judeus, e Jesus subiu para Jerusalém. Ora, existe ali, junto à Porta das Ovelhas, um tanque, chamado em hebraico Betesda, o qual tem cinco pavilhões. 

Nestes, jazia uma multidão de enfermos, cegos, coxos, paralíticos [esperando que se movesse a água. Porquanto um anjo descia em certo tempo, agitando-a; e o primeiro que entrava no tanque, uma vez agitada a água, sarava de qualquer doença que tivesse].

Estava ali um homem enfermo havia trinta e oito anos. Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim há muito tempo, perguntou-lhe: Queres ser curado? Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada; pois, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. 

Então, lhe disse Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda. Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar. E aquele dia era sábado.”

Mesmo estando próximo ao local da cura – o tanque de Betesda –, aquele homem ficou, durante 38 anos, paralítico, ou seja, tempo o suficiente para desistir. Talvez, você que está lendo este post nem tenha essa idade, mas está se identificando com a passagem bíblica, porque está enfrentando alguma enfermidade. Quem sabe até uma depressão. Pois é! Este texto é mesmo para você!

Para aquele moço ser curado, ele precisava ser liberto, em primeiro lugar, das mágoas do passado e do espírito de depressão. Ele precisava, antes de tudo, ser curado em sua alma.

Quando Jesus Cristo perguntou se ele queria ser curado, em vez de dizer “sim” ou “não”, ele respondeu: “Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada!”.

Sabe, com tantos anos de experiência, eu cheguei à conclusão de que, geralmente, as pessoas que estão com depressão não estão abertas a ouvir ninguém, muito menos a voz da solução. A tristeza, o abandono, as mágoas, a falta de perspectivas em relação ao futuro, simplesmente, bloquearam seus pensamentos. Elas não conseguem enxergar um caminho. O que elas têm são as respostas que a depressão preparou, não importa qual seja a pergunta.

Hoje, você vai deixar a “cartilha da depressão” para trás e vai responder a seguinte pergunta: Você quer ser liberto desta depressão? “Ah, Bispa! Como ser liberto, se eu já tentei de tudo?”. Querido, essa não foi a pergunta que eu fiz! Você quer ou não quer ser curado? “Mas, Bispa! Como ser curado, se eu nem tenho plano de saúde?”. Você não entendeu a minha pergunta. Você quer ser curado? “Bispa, como posso ser curado, se eu não tenho mais ninguém!”.

Se você não consegue responder “sim” ou “não”, com certeza, sua mente está bloqueada pelas mágoas, pela falta de perdão. Quem quer ser liberto encontra um caminho. Quem não quer encontra uma desculpa. Vou perguntar de novo: Você quer ou não quer ser curado? “Quero, Bispa!”. Então, hoje mesmo, coloque-se na presença do Senhor e clame até que a paz d'Ele invada completamente seu coração. 

No começo do ano, eu aconselhei uma pessoa que estava com depressão, quando eu disse para ela procurar uma igreja, ela respondeu: “Se eu tiver forças, eu vou!”. Sabe o que eu disse depois? Eu disse: “Você não vai porque tem forças, você vai porque você crê. Você vai, porque precisa e ponto final!”. 

Claro que, nesta fase de pandemia, não podemos estar fisicamente na igreja, mas temos para onde correr... Por meio das redes sociais, podemos oferecer um acompanhamento pastoral.

Para ser liberto, você precisa tomar uma posição, ou seja, não espere que as pessoas te carreguem! O mais interessado na sua libertação precisa ser você.

Talvez, você não tenha ninguém que seja por você, assim como aquele rapaz não tinha. Mas Jesus estava ali, e Ele também está com você.

Romanos 8.31: “... Se Deus é por nós, quem será contra nós?”.

Sabe, aquele homem esperava receber ajuda e um lugar onde só havia pessoas doentes. Todos, ali, tinham alguma necessidade. Às vezes, agimos da mesma forma. Estamos buscando apoio de quem também precisa de ajuda – talvez, até mais do que nós –. Eu aprendi, na minha caminhada, que ninguém pode dar aquilo que não tem.

“Mas, Bispa, a senhora não entende. Eu tenho um tio muito rico. Ele pode, sim, ajudar no meu tratamento. Não vai custar nada para ele.”. Você já parou para pensar que ele também está enfermo? Está, porque o deus dele é o dinheiro. A enfermidade dele é a avareza e a falta de compaixão. Como ele pode te ajudar, se ele também precisa de libertação? Mas o dono de toda a prata e todo o ouro e o Médico dos médicos, te fala hoje: “Eu posso te ajudar? Quer ser curado?”.

Depois de curar aquele homem, Jesus disse: “Tome o seu leito e ande!”. Você precisa fazer o mesmo! Você precisa se movimentar e tomar uma decisão! Em vez de se lamentar, você vai profetizar a sua cura. Desta forma, você será liberto de toda a depressão!

A Palavra de Deus vai te ensinar a viver! Jesus não é um ponto, é um caminho. Andando por Ele, você jamais será confundido.


Pense nisso! 

terça-feira, 2 de junho de 2020

Faça do Salmo 23 a sua verdade!


Salmo 23.1: “O Senhor é o meu pastor, e nada me faltará!”.

Faça desta palavra o seu caminho!

Entre na presença do Senhor e ore: “Senhor, guia-me! Eu não quero mais que os problemas me guiem. Eu não quero que os meus traumas me guiem. Eu não quero que as dificuldades me guiem. Eu não quero que a opinião dos outros me guiem. Eu não quero que o meu cansaço me guie. Eu não quero que o meu entusiasmo me guie. Deus, conduza os meus caminhos!”

Depois de orar, espere um pouco, para que Deus te responda e te agasalhe. Eu tenho certeza de que você vai sentir a presença do Espírito Santo. Você terá paz, terá refrigério. Haverá um renovo para a tua vida.

Faça o que está na Palavra de Deus, sem olhar as circunstâncias, e nada te faltará!


Pense nisso! 

segunda-feira, 1 de junho de 2020

Desistir? Jamais!


Hebreus 10: 35 a 39 “Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. 

Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma.”

O que nos faz viver milagres é a perseverança! Não basta só crer! Você tem que continuar crendo! Continuar crendo mesmo sem ver! Continuar crendo mesmo quando a situação estiver piorando! Continuar crendo a despeito do tempo da espera!

O nosso inimigo está apostando na nossa desistência! A guerra começa quando você decide acreditar!

Vêm aqueles pensamentos malignos: “Você não vai conseguir!”, “Isso não é pra você!”, “Você acha mesmo que vai ser curado dessa enfermidade?”...

Sabe, eu perdi a conta da quantidade de doenças “incuráveis” que foram curadas, ao longo da minha caminhada ministerial! Conheço pessoas que já foram sentenciadas de morte e, hoje, estão cheias de saúde. Pessoas que tinha enfermidades degenerativas e foram completamente restauradas!

Então, aquiete o seu coração! O grande problema da sociedade é o imediatismo! Isso faz com que a gente perca a sanidade e mata a nossa relação com Deus. 

Existem pessoas que ainda têm a audácia de ficarem magoadas com Deus: “Eu jejuei, eu orei, e nada! Chega!”. Não, não e não! Você não viveu o milagre, porque você não perseverou! “Ah! Eu fui para uma igreja evangélica, me batizei, e não deu certo! Nem vou mais!”. Não deu certo, porque você não perseverou!

Quando você desiste, sabe o que acontece? Você aborta o milagre! Aquele milagre que estava nascendo dentro de você e que, no tempo certo, se manifestaria, simplesmente, deixa de existir! Então, o que te resta? Começar todo o processo novamente!

Então, acalme-se, não se precipite! Não fique mais se autosabotando!

Sabe, queridos, a fé alimenta a vida! A incredulidade alimenta o ódio, alimenta enfermidades, alimenta brigas... A fé nos deixa leves... A fé em Deus nos enche da Sua presença, renova nossas forças e nos conforta! A fé nos permite viver muito além do que poderíamos pensar ou imaginar!

No texto que nós lemos no começo do estudo, está escrito: “...aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé...”.

O que isso quer dizer? Quer dizer que cada dia é um dia a menos! Ou seja, você está cada dia mais perto do seu milagre! Hoje, você está mais perto do que estava ontem!

Tenha palavras e atitudes que combinem com sua fé! Que suas atitudes e palavras possam atrair o bem do Senhor!

Por que o Senhor realiza milagres? Porque os milagres mostram a glória d'Ele aqui na terra! A glória do Senhor atrai as pessoas e as leva para um caminho de salvação!

Então, não se esqueça: o justo viverá pela fé! Agora, se ele retroceder, Deus não se agradará! Não seja daqueles que retrocedem! Seja aquele que, pela perseverança, alcança a promessa!

Reanime-se no Senhor! O fato de você estar passando por essa dificuldade não quer dizer que Deus não está trabalhando!

Eu quero finalizar este estudo com o Salmo 121: “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra. Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda. É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel. 

O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita. De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua. O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma. O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.”.

Pense nisso!

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Para mim, já chega!



Se existe algo que rouba a nossa determinação e faz com que a gente interrompa o ciclo que Deus tem para as nossas vidas é o estresse!

Uma pessoa que não quer completar o ciclo de sua gravidez faz o quê? Aborta! Mata o que poderia ser uma vida maravilhosa, uma herança bendita.

Sabe, por causa do nervosismo, do imediatismo, da ansiedade e do estresse, você, muitas vezes, acaba abortando o bem que Deus tinha para sua vida!

Você acaba abortando uma cura, porque não tem paciência para completar o tratamento! Você acaba abortando seu sonho de amor, porque não sabe esperar em Deus! Para você, o que vier é lucro! Você acaba abortando uma porta de emprego, porque é indisciplinado e intolerante com os seus colegas de trabalho.

Resumindo, você não consegue viver momentos de pressão. Você não consegue viver o dia que só traz surpresas desagradáveis! Você não consegue passar pelo dia da perda, que, muitas vezes, é temporária. Você não consegue passar pelo dia da falta de recursos! Você não consegue ser confrontado nas suas fraquezas e impossibilidades.

Exemplos práticos

Você estava na corda bamba, tentando se equilibrar a cada passo. Estava resistindo ao medo de altura, aos ventos contrários, às intimidações... Conseguiu chegar perto do seu destino... Estava indo tão bem! Mas, de repente, você se estressou, enlouqueceu – bateu aqueles famosos ‘cinco minutos’ – e se jogou. Você sabia que não correria risco de morrer, porque alguém já havia providenciado um colchão, mas você não alcançou seus objetivos. Foi um tempo perdido!

É como algumas meninas que decidem fazer dieta! Vão ao nutricionista, inscrevem-se na academia, cortam o fast-food e, no final do mês, sobem na balança e bate aquele desespero, porque só perderam 2 kg, sendo que precisam perder mais de 30 kg! O que acontece depois? Bate aquela revolta, e elas se entopem de chocolate, comem só alimentos gordurosos e, nessa brincadeira toda, ganham mais 10k g!

É como algumas pessoas que não conseguem conter seu ímpeto, ainda mais com um chefe carrasco. Com o passar dos meses, você se dominou, conseguiu conquistá-lo, e ele passou a te confiar novos projetos. Só que em um deles, você escorregou feio! Seu chefe, que é mais impetuoso que você, te expôs e te humilhou na frente de todos.

Em vez de ficar quieto, você partiu pra cima... Nem preciso dizer que a última parada foi a rua, né? Você perdeu uma excelente porta de emprego, porque não consegue controlar seu gênio.

É como algumas pessoas que são extremamente ciumentas e controladoras. Quando a namorada adiciona no Facebook um rapaz, que nem é tão bonito assim, o tempo fecha! Aí, depois das ofensas, você descobre que era apenas um primo que mora em outro país! Cansada de ser humilhada e perseguida, ela decide acabar com tudo.

Resumindo: você perdeu a mulher da sua vida, por causa de um ciúme doentio e sem fundamentos!

Exemplos bíblicos

Eu citei alguns exemplos do dia a dia, mas, na Bíblia, existem muitos personagens que, por causa do estresse, colocaram tudo a perder. Um exemplo disso foi Moisés!

Vamos ler um trecho que relata isso! Está em Números 20.11 a 13 11: “Moisés levantou a mão e feriu a rocha duas vezes com o seu bordão, e saíram muitas águas; e bebeu a congregação e os seus animais. Mas o Senhor disse a Moisés e a Arão: Visto que não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso, não fareis entrar este povo na terra que lhe dei. São estas as águas de Meribá, porque os filhos de Israel contenderam com o Senhor; e o Senhor se santificou neles.".

Vamos imaginar a cena! Mais uma vez o povo de Israel reclamou, murmurou, porque não tinha água no deserto. Eu consigo imaginar o quanto é angustiante você passar por isso! Se a gente já sofre debaixo de um Sol de 35º C, imagine quem vive no deserto!? Se você quiser água, você pode ir ao mercado ou abrir a geladeira da sua casa e tirar aquela jarra cheia de água gelada... Eles não tinham isso! Mesmo com a crise que estamos vivendo, ainda conseguimos encontrar água para beber.

Passar sede sem ter perspectivas de que ela será saciada é terrível! A garganta seca, dá uma moleza, começamos até a delirar!

Neste momento de escassez, eles começaram a questionar Deus e culparam Moisés pelas dificuldades que estavam passando. Mas, volto a repetir, isso não ocorreu apenas uma vez! Moisés já estava aguentando as reclamações do povo há mais de 40 anos!

Quem aguenta 40 aguenta mais um pouquinho. Eles já estavam pertinho de entrar na Terra Prometida, conforme Deus havia prometido, mas Moisés, do nada, "surtou" e bateu duas vezes na rocha!

Todas as vezes que o povo estava com sede, ele tocava naquela rocha, e saia água. Mais pra frente, no Novo Testamento, está escrito que aquela rocha era Jesus Cristo, a pedra fundamental.

No dia do estresse de Moisés, no dia do “tô de saco cheio!”, em vez de tocar, ele bateu na rocha, agrediu a fonte de suprimento deles. Eu imagino que ele estava com tanta raiva, que deve ter pensado: "Eu estou cansado de ficar pedindo! Por que o Senhor não joga água de uma vez e inunda esse povo?".

Moisés se deixou dominar por aquela situação! Não aguentou a pressão, e as consequências foram terríveis! Com aquela atitude, ele abortou o plano que Deus tinha para a vida dele. Muitos daqueles que beberam a água da rocha entraram na Terra Prometida, mas ele morreu no deserto!

Deus levantou outro homem para cumprir o propósito! Ele levantou Josué!

Os prejuízos do estresse

Sabe, querido leitor, o estresse só prejudica quem sente. Existem muitas mães que se estressam com os filhos e acabam cometendo loucuras. Elas falam e agem de uma forma agressiva e descontrolada. Desde quando, berro é sinal de autoridade? Esse estresse todo não muda seu filho, mas te destrói.

Existem muitas situações que nos fazem colocar o “Eu não aguento mais!” no discurso: “Eu não aguento mais estar sozinha!”, “Eu não aguento mais essa enfermidade!”, “Eu não aguento mais não ter dinheiro para nada!”, “Eu não aguento mais lidar com o vício do meu marido”...

O problema é quando transformamos pensamentos em sentimentos, e os sentimentos, em atitudes.

Existem pessoas que são tão dominadas pelo estresse que acabam blasfemando contra Deus. Algumas só faltam tacar fogo na Bíblia! Misericórdia!

No final, o que restou? Uma frustração! Você voltou para a estaca zero!

Olha o que você fez com você? Olha o que você está fazendo com o seu casamento! Olha o que você está fazendo com o seu emprego! Olha o péssimo exemplo que você está dando para os seus filhos!

Tem gente que fica tão dominada pelo estresse, que caba ficando doente! O estresse se manifesta em alergias, palpitações, gastrite nervosa...

Você ainda não percebeu que você está se deixando provocar pelo inimigo? Ele armou uma armadilha, e você caiu direitinho! Ele quer se aproveitar do seu momento de fraqueza e de impotência para arrebentar com sua vida e com aquilo que você poderia gerar.

“Mas, Bispa, eu estava no meu limite! Coloquei tudo o que estava sentindo para fora! Que se dane mesmo! Pronto falei”.

É mesmo? Que se dane? Quem vai acabar se danando é você! Cada um colhe do fruto de suas ações.

Ainda dá tempo de mudar! Você vai, a partir de hoje, praticar o Salmo 37.5! Você vai entregar seu caminho ao Senhor, vai confiar n´Ele, e o restante Ele fará!

Mesmo que agora você não consiga levantar a mão e orar, clame no seu interior: “Senhor, livra-me desse nervosismo, me ajuda. Eu não consigo lidar com essa situação sozinho. Isso me abala, me perturba, me enlouquece e me deixa com raiva! Jesus, se o Senhor é o caminho, eu invoco: Seja o meu caminho!”.

Em nome de Jesus, todo o estresse, todo o nervosismo e toda essa raiva não encontrarão mais espaço na sua vida!

Não seja um portador de problemas! Busque forças no Senhor! Ore mais, jejue mais, louve mais, ouça mais a Palavra de Deus, faça o propósito de ir mais vezes à igreja!

Este é o segredo para uma caminhada de vitórias! Vença o estresse antes que ele destrua tudo o que você levou anos para construir!

Pense nisso!

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Os olhos são a lâmpada da alma


Mateus 6.22 e 23: “São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. 

Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!”.

A maneira como você enxerga cada situação pode te trazer vida, luz e alegria ou morte, escuridão e tristeza.

Talvez, você esteja enxergando sua família com as “lentes” do ódio, da raiva, do medo ou, quem sabe, de um trauma. Talvez, você esteja enxergando seu emprego da perspectiva do medo, da insegurança ou da falta de reconhecimento.

Cuidado para não cometer injustiças!

Eu adoro ler. Mas existe um livro, em especial, que, para mim, deixou uma mensagem muito forte. Eu vou tentar repartir um pouco da história com vocês:

O autor estava dentro de um metrô colocando suas leituras em dia quando, de repente, entra um pai com seus dois filhos dentro do vagão que ele estava. Os meninos, simplesmente, começaram a tropeçar nas pessoas e a bagunçar, uma verdadeira loucura! 

O pai, ao ver os filhos se batendo e destruindo tudo, simplesmente, ficou anestesiado, e agiu como se nada estivesse acontecendo.

Como paciência tem limite, o autor desse livro decidiu dar um basta naquela falta de respeito e, em tom de bronca, disse para o pai da crianças: “Que tipo de pai é você? Você não está vendo o que seus filhos estão aprontando? Você, simplesmente, vai ficar aí parado só olhando? Que absurdo!”.

O pai, em um tom sereno, respondeu: “O senhor me desculpe. O senhor está certo!”. Na sequência, ele chamou os filhos para perto e disse: “Sabe o que é? Nós acabamos de sair do enterro da minha esposa. Eles perderam a mãe. E eu, sinceramente, não estou sabendo lidar com esta situação. Eu acho que eles também não!”.

O autor do livro ficou totalmente desconcertado e pensou consigo mesmo: “Nossa! Meu Deus! O que eu fiz? Na minha cabeça, antes mesmo de falar com aquele homem, eu o havia xingado de tudo quanto é nome, achando que era um desqualificado. Que vergonha! Todo mundo viu o quanto eu fui precipitado.”.

Quantas vezes não agimos da mesma forma? Talvez, você esteja julgando seus pais, seus filhos, sua esposa, seu marido de maneira equivocada. Para cada atitude tomada, existe um motivo e uma motivação! Por trás de uma atitude, pode existir um trauma, um complexo ou o reflexo de uma perda.

Por trás de uma atitude, pode existir uma memória de dor. Você sabia que existem situações que ativam as nossas memórias de dor?

Eu conheço uma moça que não pode chegar perto de fósforo porque ela morava perto de um cemitério. Aquele cheiro remetia a ela morte, choro e desespero.

Sabe, aquela colega de trabalho insuportável? Talvez, ela tenha essas atitudes inadequadas porque existe uma área na vida dela que ainda não foi tratada. Talvez, o ambiente ative nela muitas memórias de dor.

Crueldade

Eu estive pensando e cheguei à conclusão de que a gente costuma ser muito mais cruel com aqueles que, se a gente perder, vai doer demais. O problema é acharmos que, por termos afeto garantido, podemos, simplesmente, agir de qualquer jeito.

Ser mais cruel com os de casa, com os da nossa família, é muito comum. Mas é um grande erro! Devemos valorizar mais as pessoas que fazem parte da nossa vida, antes que seja tarde. E, claro, devemos tratar todos ao nosso redor com respeito e como gostaríamos de ser tratados.

Enxergue com as lentes do amor!

Os olhos são a lâmpada do corpo. Em vez de brigar, julgar, despejar as suas frustrações, procure enxergar as pessoas a sua volta como Deus as enxergaria. Enxergue com amor e misericórdia! Peça sabedoria para você ser justo nas suas atitudes, sentimentos e pensamentos.

Antes de falar que não tem mais jeito, peça revelação do Espírito Santo. Peça para que Jesus dirija sua vida, seus relacionamentos. Ele será o caminho para que você encontre uma saída para esta situação. 

Se você tem enxergado através da escuridão, se você tem só enxergado destruição, ódio, medo e incapacidade, entregue sua vida para Jesus Cristo. Ele é a luz, o caminho, a verdade e a vida!


Pense nisso! 

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Onde está Deus?


Salmos 145.14 a 19: “O SENHOR sustém os que vacilam e apruma todos os prostrados. Em ti esperam os olhos de todos, e tu, a seu tempo, lhes dás o alimento. Abres a mão e satisfazes de benevolência a todo vivente. 

Justo é o SENHOR em todos os seus caminhos, benigno em todas as suas obras. Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Ele acode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva.”

Uma das frases que eu ouço com muita frequência é: ‘Onde está Deus?’. ‘Onde estava Deus quando meu filho ficou doente?’, ‘Onde estava Deus quando minha filha sofreu aquele acidente?’, Onde estava Deus quando meu marido morreu? Por que Ele permitiu isso?’.

Quando você deixa esses questionamentos invadirem o seu coração com ódio, revolta e mágoa, você  passa a fazer exatamente a vontade de espíritos malignos, que vieram para te roubar e te destruir. Roubar o quê? Você acha mesmo que o diabo precisa do seu relógio, do seu carro ou do seu casamento? Não! Ele quer roubar sua relação com Deus!

Ao não se relacionar com Deus e dar lugar à ira, você abre um grande espaço na sua vida para o inimigo agir! Você acaba se tornando uma pessoa amarga, pesada e incrédula. 

Você pode ver que as pessoas incrédulas são as mais duras de coração! Geralmente, são materialistas, egoístas e de difícil convivência! Tudo tem um preço, inclusive, elas!

São pessoas desprovidas de esperança, porque acham que Deus as frustrou! Ou porque, simplesmente, não têm fé!

E o mais paradoxal é que, em todas as situações difíceis, elas atribuem a culpa a Deus!

É até cômico! Elas não buscam a Deus, gritam aos quatro ventos que não acreditam n'Ele e, quando passam por um momento de aflição, são as primeiras a culpá-Lo.

Pessoas assim andam de engano em engano.

Salmo 42.7: “Um abismo chama outro abismo, ao fragor das tuas catadupas; todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim.”

Pessoas assim podem ter tudo nada vida, mas continuam incompletas!

Nos piores momentos da nossa vida, a tendência é nos afastarmos de Deus! Isso é um grande erro! É nestes momentos que devemos nos apegar mais a Ele.

Cale esses pensamentos destrutivos! Encerre essa agitação que está abalando seus sentimentos! Cesse este choro! Este choro de solidão! Depois de acalmar essa tempestade interior, você vai clamar o nome Jesus!

O nome de Jesus tem poder! Invoque-o com sinceridade, acreditando! Não invoque como se fosse um teste! Invoque para sentir Sua presença!

Não importa onde você está! Não importa a sua condição! Se você fizer isso, Ele vai encher o seu interior! Ele vai limpar seus sentimentos e invadir o teu ser com a paz que excede todo o entendimento.

No versículo 19 da passagem que lemos no início do nosso estudo, está escrito: “Ele acode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva”.

Zele pela sua relação com Deus!

Tem um louvor do Marcelo Aguiar que mostra exatamente o sentimento que devemos ter. Vou postar um trechinho:

Se quiser levar tudo o que eu tenho
Pode levar, veio de tuas mãos
Mas deixe-me apenas com o meu coração
Porque foi aonde você pôs a mão
E me curou, e me curou!

Há salvação para aqueles que acreditam! Há salvação para aqueles que buscam ao Senhor! Há salvação para aqueles que meditam na Palavra de Deus e fazem dela sua verdade!

Na Bíblia, há milhares de promessas, mas não está escrito que não passaríamos por aflições! Pelo contrário, está escrito que, em todas elas, devemos ter bom ânimo!

O Senhor vai nos livrar, nos salvar e nos acudir!

No capítulo 145 do livro de Salmos, tem mais uma promessa: “O SENHOR guarda a todos os que o amam!”.

Chegou o dia do desemprego? Não vai te faltar nada, e o Senhor vai abrir uma porta maior!

Chegou o dia da enfermidade? Você terá forças! O Senhor vai fazer com que tudo coopere para o seu bem!

Chegou o dia da pior perda da sua vida? Será um ‘Até breve!’ Não te faltará consolo! Não te faltará a presença de Deus! Ele vai enxugar todas as suas lágrimas e manifestará um novo dia, com novas alegrias! O Senhor vai te ensinar a viver sem essa pessoa! As lembranças não serão de dor, mas de todos os momentos felizes que você passou com ela!

O Senhor vai fazer raiar no seu coração um novo dia, com novas esperanças, com novas perspectivas... Eu posso falar isso com convicção, porque eu vivo isso! Eu quero repartir com você este consolo!

Haverá bom futuro! Sua esperança no Senhor não será envergonhada!


Pense nisso!

terça-feira, 26 de maio de 2020

O nosso bom samaritano


O Pensamento do Dia de hoje é inspirado em uma das parábolas de Jesus Cristo. 

O que são Parábolas? São histórias que Jesus contava aos seus discípulos e seguidores para ajudá-los a compreender o Reino de Deus, seus valores e a importância da meditação na Palavra de Deus, através de situações do cotidiano, ou hipotéticas.

Hoje, eu quero falar com vocês sobre a Parábola do Bom Samaritano.

Lucas 10.26 a 37: “Então, Jesus lhe perguntou: Que está escrito na Lei? Como interpretas? A isto ele (interprete da lei) respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.  Então, Jesus lhe disse: Respondeste corretamente; faze isto e viverás. Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: Quem é o meu próximo?

Jesus prosseguiu, dizendo: Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto. Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo.  Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo.

Certo samaritano, que seguia o seu caminho, passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele. E, chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhes óleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele. No dia seguinte, tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu to indenizarei quando voltar.

Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-lhe o intérprete da Lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo.”

Na figura do bom samaritano, nós vemos que, muitas vezes, a nosso socorro não vem daqueles que têm uma formação técnica ou, até mesmo, teológica, mas vem daqueles que são transformados pelo Espírito Santo de Deus.

Também podemos perceber que o nosso socorro vem do Senhor Jesus. Ele é o nosso bom samaritano. Ele pagou um preço alto por nossas vidas e, ainda, deixou o Espírito Santo para que nós pudéssemos ser completamente restaurados e restituídos.

Ele nos livrou dos salteadores, curou nossas feridas, nos acolheu e nos deu uma nova perspectiva de futuro.

Essa parábola é muito conhecida entre os cristãos, mas decorá-la pode, no máximo, te tornar aquele sacerdote. Ela não pode ser apenas decorada, ela precisa ser uma verdade em sua vida. Aquele bom samaritano não tinha tanto conhecimento como os outros homens, mas ele fez a verdadeira pregação do evangelho!

Medite nesta Palavra! Eu tenho certeza de que ela vai trazer muitos outros ensinamentos preciosos, principalmente, sobre compaixão e misericórdia!


Pense nisso!

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Sem fé, é impossível



Hebreus 11.6: “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.”

O que Deus me ensinou, ao longo de todos esses anos dedicados ao ministério, é que quem vive milagres não é aquele que precisa, mas aquele crê!

Muitas vezes, nós questionamos: “Fulana recebeu tantos milagres, mas aquele que está em uma condição muito pior não recebe nada! Isso é injusto! Por que isso acontece?”.

Isso acontece porque o outro não quer depender de Deus ou, simplesmente, rejeita as oportunidades que o Senhor entrega! Quer viver milagres, mas não quer ter relacionamento com o Deus do milagre! Isso não existe! Um depende do outro! Aliás, eu não sirvo a Deus pelo que Ele pode me dar, mas pelo o que Ele é! Não é uma relação de troca, é uma relação de amor!

Voltando ao assunto... Eu aprendi que o milagre vem através da transformação que a fé já produziu em nossas vidas.

Tem gente que faz tanta loucura por causa das drogas ou por causa de um relacionamento, e, no final, acabam destruídos.

Assim como tantas escolhas, a fé também traz consequências! A diferença é que ela só traz coisas boas: livramento, paz, domínio próprio, milagre, além do conselho e consolo do Espírito Santo.

Quando fazemos um voto, jejuamos, louvamos, oramos e nos consagramos, estabelecemos uma aliança com Deus! Aliança envolve reciprocidade, envolve entrega e envolve a relação de algo que os dois têm em comum. É algo que precisamos renovar – assim como ocorre nos nossos relacionamentos. Nós temos que, constantemente, renovar nossa aliança de amor (com nosso esposo, esposa, namorado, namorado...), através de atitudes, palavras, trabalho, doação... É dessa forma que nós mantemos uma aliança!

Sabe, sem fé, é impossível agradar a Deus. A fé nos liga ao Senhor. A fé envolve atitudes. Muitas vezes, precisamos passar por cima do nosso ego, dos nossos achismos, dos nossos traumas... Mas vale a pena!

A fé nos transforma! A partir do momento em que você crê, suas reações mudam! É muito fácil distinguir quem tem fé e quem não tem! É só você reparar nas atitudes dos incrédulos!

As pessoas incrédulas são críticas, amargas, invejosas... não podem ver ninguém de bem com a vida... Se você fala que vai mandar um currículo, ela já vem com aquele discurso derrotista de que o mundo está em crise, de que você não tem capacidade ou a formação necessária! Elas não sabem que a última palavra é do Senhor!

Quando alguém vem com aquele papo de que eu sou trouxa por acreditar, eu, simplesmente respondo: “É melhor ser assim do que ser um incrédulo! Do que ser alguém que está morto por dentro!”.

O incrédulo só serve para tirar sua alegria e zombar das coisas de Deus! Mas sabe de uma coisa? Quem não respeita sua fé não te respeita!

Os grandes filósofos incrédulos, mesmo com seu conhecimento e grandes descobertas, não eram pessoas completas! Muitos, inclusive, tiraram suas próprias vidas!

Por outro lado, grandes homens e mulheres, que acreditaram e foram até as últimas consequências, viveram o impossível! A prova disso está na Bíblia! Gigantes foram derrubados, mulheres estéreis deram à luz, o cego começou a enxergar, relacionamentos foram restaurados, pessoas ressuscitaram... A fé em Deus nos faz vencer o mundo! A fé é a nossa linha direta com Deus!

Cuidado com quem você tem depositado sua fé! Fé em coisas erradas é altamente destrutivo. Tem gente que acredita, piamente, que pode ganhar algo mentindo! Talvez, até ganhe, mas será um ganho de morte.

Existem mulheres que acreditam, piamente, que só podem ser realizadas emocionalmente se estiverem com o marido da outra! Acha que, ao destruir o casamento, entrarão na rota do “felizes para sempre!”.

Elas até podem conseguir roubar o marido da outra, mas será uma relação de desgraça para a vida de todos!

Por outro lado, a fé em Deus nos faz vencer o mundo. Isso só acontece, quando decidimos viver na maneira que Ele terminou, quando decidimos enfrentar as situações da maneira que Ele nos ensinou...

Como eu enfrento uma enfermidade? Chamando uma autoridade espiritual para orar,  buscando a cura! Fazer o que for possível. Se você prestar atenção nos milagres que Jesus realizou, certamente, perceberá que a maioria das pessoas ia ao encontro d’Ele. O cego foi atrás de Jesus, o coxo foi atrás de Jesus, os leprosos faziam de tudo para se aproximarem de Jesus. Quem foi atrás de Jesus foi curado! Quem procura acha!

Como nós devemos procurar? Através da oração, através do jejum, através do clamor, através do louvor... Dessa forma, nós quebramos as resistências, e as portas se abrem.

O que nos faz viver um milagre não é nossa necessidade, nosso choro ou nossa loucura, mas a nossa fé!

Pense nisso!


sexta-feira, 22 de maio de 2020

O que eu faço com toda essa inquietação?


Mateus 6.25 a 34: “Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes?

Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?

Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida? E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam.

Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?

Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.”

Não tem como ter uma fé perseverante sendo ansioso! A ansiedade traz inquietação. Quando uma pessoa está inquieta, nada está bom, nada a satisfaz. Ela chega até a ficar agressiva, descontrolada, ou seja, torna-se uma presa fácil, nas mãos do inimigo.

Uma das leis de guerra mais conhecidas entre os leões nos deixa uma verdadeira lição. Vou explicar como funciona! No período da noite, o leão dá um rugido tão forte, que chega a causar ataque do coração nos outros animais. Os animaizinhos menores ficam assustados, com aquele barulho, que chega até a trepidar o chão. Eles saem de suas tocas, mas mal imaginam que as leoas estão à sua espera, em uma posição estratégica para devorá-los.

Aquele desespero, aquele medo e aquela ansiedade os fazem perder a noção do ataque. O desejo de fugir os levou para a morte! Da mesma forma acontece conosco! Em Provérbios 19.2, está escrito: Não é bom proceder sem refletir, e peca quem é precipitado”.

Existem pessoas que preferem se entregar à depressão, em vez de dar um passo de fé. Preferem mergulhar no próprio choro, a mergulhar nas águas curadoras de Jesus Cristo.

Existem pessoas que perdem oportunidades de emprego por causa da ansiedade. Já começam a se desesperar, na entrevista, principalmente, quando ficam sabendo da jornada de trabalho e das exigências. Em vez de ficarem felizes, já estão pensando no estresse e no cansaço que vão sentir! Calma, você nem começou ainda! O mesmo Deus que abriu essa porta vai renovar suas forças.

A ansiedade impede que a gente viva o hoje e não nos ajuda a viver o amanhã.

Quem é ansioso não consegue perseverar, não consegue ter paz e é inconstante em todas as coisas. Dá um passo pra frente e dois para traz!

A ansiedade é uma opressão que nos impede de crer em Deus. É um espírito aprisionador e paralisador.

Algumas pessoas, por ansiedade, comem tudo o que veem pela frente, e acabam com a aparência e a saúde prejudicadas. E o problema? Continua onde está. Só que, agora, em vez de um, você acumula vários outros problemas: baixa autoestima, hipertensão, problemas de pele, indisposição...

Já outras, por ansiedade, estouram o cartão de crédito, com roupas e sapatos que nunca vão usar.

Existem muitas que, pela ansiedade, não comem nada! Essa obsessão de ficar magra, da noite para o dia, está prejudicando o seu desempenho, o seu humor e sua saúde. O que adianta ser magra, sem saúde?

Se você sofre de ansiedade, eu quero te deixar um conselho: Descanse no Senhor!

Salmo 37: 5 “Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará.”

Quando a ansiedade vier, como uma onda para te afogar – como aqueles caldos que a gente leva na praia que nos deixa atordoados, sem ar – você vai lançá-la ao Senhor!

Todas as situações que têm te abatido e te preocupado, você vai colocar diante de Deus, em oração, e vai pedir sabedoria, forças e paz, para lidar com todas elas.

Lembre-se: se você quer viver promessas, é necessário perseverar! Cheio de ansiedade, você não chegará a lugar algum!

 Lance sobre Ele toda a ansiedade, peça para o Senhor renovar suas forças e siga em frente, sem medo de ser feliz!



Pense nisso!