Páginas

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Confie!



Isaías 30: 15 a 18 “Porque assim diz o SENHOR Deus, o Santo de Israel: Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranquilidade e na confiança, a vossa força, mas não o quisestes. Antes, dizeis: Não, sobre cavalos fugiremos; portanto, fugireis; e: Sobre cavalos ligeiros cavalgaremos; sim, ligeiros serão os vossos perseguidores.

 Mil homens fugirão pela ameaça de apenas um; pela ameaça de cinco, todos vós fugireis, até que sejais deixados como o mastro no cimo do monte e como o estandarte no outeiro. Por isso, o SENHOR espera, para ter misericórdia de vós, e se detém, para se compadecer de vós, porque o SENHOR é Deus de justiça; bem-aventurados todos os que nele esperam.”

Hoje, mais do que nunca, com toda a violência que nos ronda, nós precisamos de milagres e muitos livramentos. É aterrorizador o que a gente vê nos noticiários! Saímos de casa sem saber se vamos voltar sãos e salvos!

Nesta passagem, o Senhor fala para colocarmos cada uma destas situações diante d’Ele e clamar por justiça.

O povo, naquela época, estava exatamente nesta situação que estamos vivendo: de insegurança, de medo, de incertezas...

A nossa tendência, quando vivemos situações de calamidade, é nos afastarmos de Deus. Não faça isso! Converta o seu coração a Ele. Mude sua maneira de enxergar as situações!

A tua solução está em entregar os teus caminhos a Deus. Ele é a solução, não o problema! Quando fugimos da presença d’Ele, o mal, que tanto tememos, nos sobrevém! A nossa salvação está no Senhor, não na força do nosso braço!

Espere, porque Ele já está trabalhando e preparando um grande livramento para você.

Peça para o Senhor te ensinar a caminhar em vitória no meio desta luta. Desta forma, você verá a diferença entre aquele que serve e aquele que não serve a Deus!

Pense nisso!

terça-feira, 30 de julho de 2019

Quem tem fé sempre encontrará uma alternativa



2 Reis 4.38 a 44: “Voltou Eliseu para Gilgal. Havia fome naquela terra, e, estando os discípulos dos profetas assentados diante dele, disse ao seu moço: Põe a panela grande ao lume e faze um cozinhado para os discípulos dos profetas.

Então, saiu um ao campo a apanhar ervas e achou uma trepadeira silvestre; e, colhendo dela, encheu a sua capa de colocíntidas; voltou e cortou-as em pedaços, pondo-os na panela, visto que não as conheciam.

Depois, deram de comer aos homens. Enquanto comiam do cozinhado, exclamaram: Morte na panela, ó homem de Deus! E não puderam comer. Porém ele disse: Trazei farinha. Ele a deitou na panela e disse: Tira de comer para o povo. E já não havia mal nenhum na panela.

Veio um homem de Baal-Salisa e trouxe ao homem de Deus pães das primícias, vinte pães de cevada, e espigas verdes no seu alforje. Disse Eliseu: Dá ao povo para que coma.

Porém seu servo lhe disse: Como hei de eu pôr isto diante de cem homens? Ele tornou a dizer: Dá-o ao povo, para que coma; porque assim diz o SENHOR: Comerão, e sobejará. Então, lhos pôs diante; comeram, e ainda sobrou, conforme a palavra do SENHOR.”

Qual palavra você tem escutado? Qual é o som que tem dirigido sua vida?

A passagem que acabamos de ler mostra uma situação de crise. O profeta Eliseu, chegando ao acampamento de 100 homens, viu que eles não tinham nada para comer. A situação era de muita miséria.

Então, Eliseu disse: “Coloque a panela no fogo e faça um cozinhado!”.  Em vez de pegar aquilo que eles já tinham – porque achavam que, no futuro, faria falta –, eles saíram procurando e trouxeram qualquer coisa para o profeta.

Sabe, é como algumas pessoas que dizem: “Olha, eu acredito em Deus!”, mas não oram, não têm tempo para ler um Salmo por dia, não vão à igreja...

São pessoas relaxadas e que não têm compromisso nenhum com aquilo que acreditam.

Ao colocar os ingredientes na panela, aqueles homens começaram a gritar: “Morte na panela!”.

Sabe, queridos, desta história, podemos tirar grandes lições.

1ª lição: Quando você entrega qualquer coisa para o Senhor, a morte entra na tua panela, porque o que repreende a morte são os dízimos e as ofertas

É o que está escrito em Malaquias 3.10 e 11: “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”.

Entregue um tempo do seu dia a Deus, vá à igreja, experimente orar nem que seja cinco minutos por dia! Você vai ver a diferença que isso pode trazer para sua vida.

Nos seus momentos de oração, ajoelhe-se, desligue-se de tudo a sua volta e abra o seu coração. Como você quer que o Senhor fale com você, se você não O busca?

Experimente ler um Salmo por dia, isso vai iluminar o seu dia, vai te motivar, te edificar e te curar!

Depois que gritaram “Morte na panela!”, Eliseu disse: “Trazei farinha”. Depois de recebê-la, ele a colocou na panela.

Depois que aquele oferta foi entregue, já não havia nenhum mal naquela panela!

Faça esta experiência e, na sua casa, vai começar a jorrar bênçãos de Deus. No lugar das brigas, das loucuras, virá um tempo de paz e harmonia. Em vez de cooperar para a destruição, você fará da sua casa um ambiente de louvor.

2ª lição: Quando andamos embaixo da direção de Deus, vem a multiplicação!

Foi o que aconteceu em 2 Reis. Eles estavam precisando de suprimento. Veio, então, um homem de Baal-Salisa e trouxe ao profeta pães de suas primícias.

Aqueles pães não eram o suficiente para alimentar aqueles cem homens, mas, debaixo de uma palavra profética, sobejaram.

É assim que a gente vive multiplicação nos dias de crise: com jejum, oração e buscando a Deus!

Deus tem um plano para sua vida, e Ele vai começar tirando a morte da tua panela. Para Ele, não existem situações irreversíveis.

Pense nisso!

sexta-feira, 26 de julho de 2019

O poder das palavras



Provérbios 18.20 e 21: “Do fruto da boca o coração se farta, do que produzem os lábios se satisfaz. A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto.”

As nossas palavras nos alimentam. Quanto mais você disser: “Não vai dar certo!”, “Acho que não vou conseguir!”, “Não nasci para isso!”, “Estou com medo”... Quanto mais você exterioriza o que o inimigo quer, mais você invoca o mal para a sua vida!

Salomão compara as palavras ao alimento! Então, se você só professa coisas ruins, do que você se alimentará? De um fruto podre! Será algo que, com certeza, vai prejudicar sua saúde. Não sei... De repente, sua pressão pode subir, pode dar palpitação, tremedeira, problemas intestinais, dificuldades respiratórias... Sem contar o abalo emocional!

Vou dar um exemplo cientifico desta afirmação. Para os arqueólogos descobrirem a idade de um fóssil, sabe qual exame eles fazem? Ultrassonografia! Esse exame mede a quantidade de som acumulado! O que isso quer dizer? Que as palavras ficam acumuladas! Por isso que o inimigo quer que você declare: “Não vou conseguir!”, “Acho que Deus não me ama!”, “Acho que Deus se esqueceu de mim!”, “Não adianta orar!”, “Não adianta ir à igreja”... Ele quer que você fique intoxicado! Quer que você produza o seu próprio veneno!

A vida e a morte estão no poder da língua. Aquele que bem a utiliza vai se alimentar do seu fruto! Então, você vai mudar sua dieta! Só vai se alimentar de coisas saudáveis! Vai alinhar, a partir de hoje, as suas palavras com os ensinamentos que o Senhor deixou! Você vai fazer da Bíblia o seu manual!

O que está escrito? Que o Senhor é o Seu pastor, e nada te faltará! Então, você vai declarar: Eu vou fazer do Salmo 23 a minha oração e a minha verdade. Senhor, vem ser o meu pastor, vem ser a minha verdade, vem ser o meu suprimento! Mostre-me o caminho em que eu devo andar!”

Quando você deixa Jesus ser o seu pastor, não te falta nada! Isso é uma verdade absoluta! A palavra é viva e eficaz. Nenhuma promessa deixará de ser cumprida!

O fato de muitos não terem sido curados dessa enfermidade não quer dizer que você não será curado! O fato de muitos não terem passado no processo seletivo para essa vaga de emprego não quer dizer que você não vai passar! Lembre-se do que está escrito em Salmo 91.7: “Mil cairão ao seu lado, dez mil a sua direita, mas você, servo amado, não será atingido!”.

O fato de já ter passado muitos anos não quer dizer que o seu milagre não será liberado. Quem disse que Deus só resolve problema novo? Em qual Bíblia está escrito isso?

O feijão nasce da noite para o dia, já o ser humano leva nove meses! O fato de demorar mais não quer dizer que não vai nascer! A perseverança e a fé nos fazem viver as promessas de Deus.

Então, elimine todo o discurso negativo do script da sua vida! Comece a declarar as promessas de Deus: “Tudo o que eu fizer eu vou prosperar, porque eu faço do Salmo 1 a minha verdade!”.

O Salmo 1 é uma das passagens mais conhecidas entre os cristãos, mas poucos a praticam! É um capítulo carregado de conselhos precisos. Vamos pontuar alguns?

Bem-aventurado é aquele que não anda segundo o conselho dos ímpios, ou seja, daqueles que não têm um relacionamento com Deus.

Vamos continuar com o Salmo 1: Bem aventurado é aquele que não se assenta na roda dos escarnecedores, ou seja, daqueles que zombam das coisas espirituais, mas, antes, tem seu prazer na Palavra de Deus e, nela, medita de dia e de noite. Este será como uma árvore plantada junto ao ribeiro de águas e, na estação certa, dará frutos! Tudo o que ele fizer prosperará!”

Faça da Palavra de Deus a sua verdade! Faça da Palavra de Deus o sei caminho! Faça desta palavra o seu alimento diário!

Pense nisso!

quinta-feira, 25 de julho de 2019

Como superar isso?



2 Samuel 12.15 a 25: “Então, Natã foi para sua casa. E o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera à luz a Davi; e a criança adoeceu gravemente. Buscou Davi a Deus pela criança; jejuou Davi e, vindo, passou a noite prostrado em terra. Então, os anciãos da sua casa se achegaram a ele, para o levantar da terra; porém ele não quis e não comeu com eles.

Ao sétimo dia, morreu a criança; e temiam os servos de Davi informá-lo de que a criança era morta, porque diziam: Eis que, estando a criança ainda viva, lhe falávamos, porém não dava ouvidos à nossa voz; como, pois, lhe diremos que a criança é morta? Porque mais se afligirá.

Viu, porém, Davi que seus servos cochichavam uns com os outros e entendeu que a criança era morta, pelo que disse aos seus servos: É morta a criança? Eles responderam: Morreu. Então, Davi se levantou da terra; lavou-se, ungiu-se, mudou de vestes, entrou na Casa do SENHOR e adorou; depois, veio para sua casa e pediu pão; puseram-no diante dele, e ele comeu.

Disseram-lhe seus servos: Que é isto que fizeste? Pela criança viva jejuaste e choraste; porém, depois que ela morreu, te levantaste e comeste pão. Respondeu ele: Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se o SENHOR se compadecerá de mim, e continuará viva a criança? Porém, agora que é morta, por que jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim.

Então, Davi veio a Bate-Seba, consolou-a e se deitou com ela; teve ela um filho a quem Davi deu o nome de Salomão; e o SENHOR o amou. Davi o entregou nas mãos do profeta Natã, e este lhe chamou Jedidias, por amor do SENHOR.”

A morte e a perda são situações dificílimas de serem superadas, ainda mais quando você é o culpado! Palavras e atitudes que acabaram com seu casamento, que fecharam uma boa porta de emprego, que te fizeram perder seu melhor amigo...

Às vezes, a sua situação envolve a perda de um familiar. Você entregou seu pai, sua, mãe ou seu filho para Deus, antes do tempo... É uma dor indescritível.

Eu imagino a dor que Davi sentiu ao ter que enterrar o próprio filho, sabendo que ele poderia ser o principal responsável por aquela enfermidade.

Muitas mortes que a gente enfrenta vêm carregadas de acusação. São pensamentos que nos desestruturam por completo, como: Você devia ter passado mais tempo com seu pai... Você deveria ter valorizado mais as virtudes da sua mãe... Agora é tarde demais para perdoar... Você deixou seu amigo morrer, sem ter falado de Jesus para ele...

A morte vem para nos matar também, ainda que seja aos poucos. Vem para marcar as pessoas com culpa e com uma dor tão profunda, que parece que nunca vai cicatrizar. Como se a gente fosse responsável pela vida ou por todas as escolhas de quem amamos.

Quando não conseguimos superar a perda ou a morte, nossos dias ficam vazios, parece que nós não sabemos mais viver. Eu imagino como deve ser para uma pessoa, que foi casada durante 30, 40, 50 anos, perder seu marido, ou esposa. Parece que a vida perdeu o sentido.

Olha, hoje, eu quero dizer que, por mais que pareça que não tenha mais jeito, há um caminho de superação.

Davi encontrou este caminho, quando entendeu que tudo acontece pela vontade de Deus. Não cai um fio de cabelo da nossa cabeça sem que o Senhor esteja no controle.

Se o inimigo vier te acusar, todos nós pecamos e dependemos da graça de Deus. O Senhor poderia ter ressuscitado? Poderia, mas o plano não era esse. Por quê? Para que ficasse um memorial. Davi não sabia que a história dele estaria na Bíblia, no Livro de Deus, e que alimentaria e serviria de exemplo para muitas pessoas, como eu, por exemplo. Um legado que ultrapassou gerações e se manteve inabalável.

Às vezes, você acha que a sua história não passa de uma história. Isso não é verdade. Talvez, a sua história sirva para que novas histórias sejam escritas. Então, em primeiro lugar, você vai se levantar e vai clamar: “Senhor, me consola, me conforta... Se eu não fiz o que deveria, me perdoa! Se as minhas atitudes contribuíram para este mal, lava-me, com Teu sangue, me purifica! Senhor, eu quero viver um novo tempo!”.

Em segundo lugar, vá para a igreja, louve e busque a Deus. A presença d´Ele nos cura, nos restaura, nos redime, nos edifica, nos consola e nos dá estratégia, para vivermos o bem do Senhor, na terra dos viventes!

Aonde há o Espírito de Deus, há liberdade. Eu tenho muitos louvores que falam sobre isso! A partir de hoje, você vai ficar livre deste peso, desta mágoa, desta acusação e desta dor! O Espírito Santo, nosso consolador, vai selar, vai cauterizar esta ferida, o sangue vai parar de jorrar e a cicatriz vai desperecer. Só vai permanecer as marcas do amor de Deus sobre sua vida.

Em terceiro lugar, comece um novo tempo!

No enterro do filho, Davi chorou? Chorou! Mas ele renovou suas forças, levantou-se, consolou a esposa, louvou ao Senhor e se abriu para viver um novo tempo! Aquele novo tempo gerou Salomão, o rei mais sábio de Israel.

Desse novo tempo que você vai começar, a partir de hoje, você vai gerar sabedoria, força, superação, consolo e alegria.

quarta-feira, 24 de julho de 2019

O céu não está em crise



Estamos enfrentando uma fase econômica muito difícil em nosso país! São dias de crise, de falta de esperança e de más notícias. Mas, historicamente, o povo de Deus vive a diferença! O Senhor nos levantou para sermos luz do mundo! O Senhor nos levantou para mostrar que existe diferença entre aqueles que servem e aqueles que não servem a Deus.

Precisamos entender que o mundo pode estar em crise, mas o céu não está. É de lá que vem o nosso socorro!

Hoje, eu quero mostrar o quanto nossas atitudes podem cooperar ou dificultar no cumprimento do plano do Senhor:

Quero te convidar a meditar comigo em 2 Crônicas 16.7 e 8 “Naquele tempo, veio Hanani a Asa, rei de Judá, e lhe disse: Porquanto confiaste no rei da Síria e não confiaste no SENHOR, teu Deus, o exército do rei da Síria escapou das tuas mãos.

Acaso, não foram os etíopes e os líbios grande exército, com muitíssimos carros e cavaleiros? Porém, tendo tu confiado no SENHOR, ele os entregou nas tuas mãos.”.

Asa era filho de um rei que vivia com medo de ser atacado. Seu exército era pequeno e fraco! Para preservar seu povo, ele decidiu, então, fazer aliança com os inimigos! Mas, infelizmente, fez o pior negócio. A Casa de Deus ficou destruída, e o povo não tinha mais ofertas para entregar ao Senhor! Tudo o que eles produziam era saqueado por estrangeiros!

Mesmo que a nossa realidade seja diferente, nós passamos por situações similares! Vou dar um exemplo! Quando você usa o cheque especial, qual é a taxa de juros? Em torno de 10%! Equivale ao dízimo que é do Senhor! Você não tem para entregar o dízimo, mas tem para o banco!

 Voltando à história...

Aquele reino vivia de guerra em guerra! Quando Asa assumiu, decidiu fazer tudo diferente: “Não vamos mais alimentar o inimigo! Vamos restaurar a Casa de Deus! Vamos tirar os outros deuses! Vamos entregar o que é de Deus para Deus!”.

Sabe o que aconteceu? O povo voltou a prestar cultos ao Senhor, começou a ofertar, entregar os dízimos...

Deus os prosperou e lhes concedeu um período de paz! Eles chegaram a vencer exércitos imensos! Tiveram vitória contra os líbios, contra os etíopes...

Sabe, nós precisamos entender que a nossa vitória também está ligada à nossa perseverança e, acima de tudo à nossa fé.

Existem pessoas que se afastam de Deus em momentos de extrema crise e em momentos de extrema prosperidade! Isso é muito perigoso! Nós não podemos esquecer o que o Senhor já fez por nós!

A arrogância e a ingratidão nos tornam presa fácil nas mãos do inimigo! Nós não podemos esquecer que a nossa vitória está mais condicionada à nossa postura no mundo espiritual do que pela força do nosso braço! E, acima de tudo, precisamos ter uma relação de amor com Deus, não de troca!

Depois de dez anos, o povo esqueceu os momentos de paz! A fé esfriou! O que aconteceu? Um reino se levantou e montou uma fortaleza ao redor do império de Asa. Ninguém podia entrar, e ninguém podia sair de Judá! Ou seja, eles não podiam importar e exportar nada! A fonte de abastecimento secou! Foi uma das piores crises econômicas que aquele povo já enfrentou!

Em vez de buscarem a Deus e fazerem votos no altar, eles cometeram abominações! Pegaram os tesouros que estavam na Casa do Senhor e fizeram uma aliança com o povo inimigo. Asa preferiu trilhar o mesmo caminho que o pai!

O profeta Hanani o alertou sobre as consequências de suas escolhas: “Essa vitória escapou da sua mão, porque em vez de honrar sua aliança com Deus, você fez aliança com os inimigos! Daqui para frente, você só vai viver guerras!”. E foi exatamente isso o que aconteceu!

Em nome de Jesus, restaure o seu altar com o Senhor! Sabe quando você vai começar a viver vitória em sua vida financeira? Quando você colocar Deus em primeiro lugar!

Quando a gente honra Deus em primeiro lugar, as vitórias não escapam de nossas mãos!  Vem aquela loucura, mas o Senhor vai dando o livramento, vai abrindo portas e vai librando o que estava retido!
Através da sua vida, o Senhor, que é dono de todo o ouro e toda a prata, vai mostrar a diferença!

Lembre-se: Deus abençoa os retos, os íntegros e os fiéis da terra!

Pense nisso!

segunda-feira, 22 de julho de 2019

"Eu me basto!". Será?



Romanos 1: 28 a 31 “E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes, cheios de toda injustiça, malícia, avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade; sendo difamadores, caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais, insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia.”

Sentimentos como estes tomam conta da sua vida, quando você despreza o conhecimento de Deus.

“Eu, Bispa? Conhecer Deus? Você acha mesmo que eu preciso d’Ele? De jeito nenhum! Eu me basto!”.

É mesmo? Se você é tão esperto, tente acrescentar mais um dia na sua vida!

Você é tão incrível, tão espetacular, então, por que o seu filho tem tantos problemas? Você é tão bom, então, por que o seu casamento está desabando? Por que você não consegue cuidar da sua família? Por que você está amarrando nesta cama de depressão. Por que você precisa tomar remédios para dormir? Este conhecimento todo e esta autossuficiência realmente estão resolvendo todos os seus problemas?

A vontade de Deus é boa, perfeita e agradável. Ela só se manifesta na sua vida, quando você O reconhece e O busca: “Não aguento mais errar. Senhor, qual é o seu jeito?”.

Nem sempre virá a resposta que você quer. Talvez, Ele fale: “O meu jeito é você perdoar aquele que te fez mal!”. Ou, até mesmo, o que Ele falou para o jovem rico, na passagem bíblica de Mateus 19: 16 a 24: “Vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-me.”.

Aquele jovem foi o único que saiu da presença de Deus sem solução. Ele continuou atormentado e com medo da morte. Ele não entendeu que sua garantia de vida eterna estava em Deus, não nas riquezas.

Querido, abra mão dessa raiva, desse ódio, dessa malícia, desse desejo de matar e dessa inveja..., comece fazendo uma oração: “Senhor, coloque sua luz em mim! Eu quero ser transformado. Eu entrego minha vida nas tuas mãos. Jesus, escreva a minha história. Eu não posso e nem quero mais errar. Ensina-me a viver!”.

Humilhe-se! Quando eu falo em humilhação não estou me referindo à vergonha, mas ao ato de se sujeitar à vontade de Deus! Assim, você receberá o Espírito Santo, que o ensinará todas as coisas.

Pense nisso!

sexta-feira, 19 de julho de 2019

A base do evangelho é o amor!



Lucas 1026 a 37 “Então, Jesus lhe perguntou: Que está escrito na Lei? Como interpretas? A isto ele (interprete da lei) respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. 

Então, Jesus lhe disse: Respondeste corretamente; faze isto e viverás. Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: Quem é o meu próximo?

Jesus prosseguiu, dizendo: Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto.

Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo.  Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo.

Certo samaritano, que seguia o seu caminho, passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele. E, chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhes óleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele.
No dia seguinte, tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu to indenizarei quando voltar.

Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-lhe o intérprete da Lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo.”

Na figura do bom samaritano, nós vemos que, muitas vezes, a nosso socorro não vem daqueles que têm uma formação técnica ou, até mesmo, teológica, mas vem daqueles que são transformados pelo Espírito Santo de Deus.

Também podemos perceber que o nosso socorro vem do Senhor Jesus. Ele é o nosso bom samaritano. Ele pagou um preço alto por nossas vidas e, ainda, deixou o Espírito Santo para que nós pudéssemos ser completamente restaurados e restituídos.

Ele nos livrou dos salteadores, curou nossas feridas, nos acolheu e nos deu uma nova perspectiva de futuro.

Essa parábola é muito conhecida entre os cristãos, mas decorá-la pode, no máximo, te tornar aquele sacerdote. Ela não pode ser apenas decorada, ela precisa ser uma verdade em sua vida. Aquele bom samaritano não tinha tanto conhecimento como os outros homens, mas ele fez a verdadeira pregação do evangelho!

Medite nesta Palavra! Eu tenho certeza de que ela vai trazer muitos outros ensinamentos preciosos, principalmente, sobre compaixão e misericórdia! Lembre-se de que a base do evangelho é o amor, e amor envolve doação!

Pense nisso!

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Mantendo o equilíbrio!



2 Timóteo 1.7: “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.”

Uma das coisas que me marcaram muito é o fato de Calebe ter esperado 45 anos. Posso concluir que ele tinha um espírito de moderação. Só alguém muito equilibrado consegue suportar todo este tempo no deserto, sem perder a fé e a alegria.

Sinceramente, equilíbrio é o que mais tem faltado ultimamente. Nunca vivi em uma época de pessoas tão inconstantes! Um dia, amam... No outro, odeiam, a ponto de matar! No domingo, estão louvando a Deus na igreja... Na segunda, não acreditam em mais nada!

Da mesma fonte, não podem proceder coisas boas e coisas ruins. Isso é sinal de contaminação.

Se você está assim é tempo de se purificar. O que está contaminando o seu coração?

 A gente se livra do mal que habita em nós, confessando para Deus o nosso pecado. Temos que expor nossas vulnerabilidades e nossas falhas.

Hoje, você vai tirar toda a sujeira de debaixo do tapete. Sabe aquelas pessoas que limpam a casa superficialmente? Mais cedo ou mais tarde, o pó que estava debaixo da cama, debaixo dos armários, da mesa... vai se manifestar. Pode ser através de uma alergia respiratória ou através de uma visita que deixa cair o brinco no chão e, ao se abaixar, vê toda aquela sujeira de baixo do sofá! Meu Deus, que vergonha!

Quem está sujo não consegue disfarçar por muito tempo! Por isso, limpe-se, humilhe-se diante do Senhor.

Sabe, em Ezequiel 21, está escrito que aqueles que se humilham diante do Senhor serão exaltados.

Além da moderação, Deus nos deu o amor! Quando você tem convicção no amor, o medo desaparece! Em 1 João 4, está escrito que o amor lança fora o temor.

Que, a partir de hoje, você se sinta agasalhado pelo amor de Deus. Olha, só vai acontecer o que Ele permitir. Não cai uma folha da árvore, sem que seja da vontade d´Ele.

E essa guerra que estou vivendo, bispa?

Guerra é disputa de território! O inimigo quer conquistar um território que te pertence, e você está na posição de defesa, lutando para manter o que você ama. É uma zona de conflito!

Para vencer, você precisa se armar com a Palavra de Deus, se fortalecer em jejum e oração. Você também precisa resistir!

Peça para que o Senhor te fortaleça e te dê sabedoria para você lidar com as situações da melhor maneira possível e de forma equilibrada.

Murmuração atrai o exterminador, mas a humildade atrai a graça de Deus!

Aquele que tem suas misericórdias renovadas, a cada manhã, vai te conduzir em triunfo e te mostrar o amor que tem por você. Você não é uma simples criatura, você é filho amado do Senhor!

Ainda em relação às guerras, quero falar um pouco mais sobre Calebe. Ele esperou 45 anos para viver a promessa! Ao entrar na Terra Prometida, ele poderia ter falado para Josué: “Olha, eu já suportei tudo o que eu podia, já esperei demais... Por favor, coloque outro para lutar no meu lugar!”.  Mas ele pediu para guerrear! Era ousado! Está é outra marca que Deus deixou em nós!

Aquele que te enviou te fará mais que vencedor. Sua esperança no Senhor não será envergonhada!

Pense nisso!

sexta-feira, 12 de julho de 2019

Não seja mais o seu pior inimigo



Apocalipse 12.10: “Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o Reino de Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus.”

Queridos, quantas vezes, nós somos mais severos, mais cruéis conosco do que com outras pessoas?

Sabe o porquê disso? Nós já somos perdoados por Deus, mas a gente não se perdoa. Nós achamos que não somos merecedores de nada. Achamos que, por causa de um passado, por causa de um erro, por causa de uma cilada de Satanás – você cedeu e caiu em um pecado – você não vai mais ter direito de estar na presença do Senhor.

Para você, acabou! Mas a Palavra de Deus diz: Com o Senhor, está o perdão, para que Ele seja temido! E quem é o acusador? É Satanás!

Pior do que cair é ficar prostrado! Não seja o seu pior inimigo, não alimente mais pensamentos destrutivos, não dê mais ocasião para o diabo te acursar.

Olha! Só não tem jeito mesmo, para quem não se arrepender!

Aqueles que não se arrependem, que se escondem atrás de justificativas, que ficam arranjando culpados... Para eles não tem jeito mesmo! Mas se nós nos arrependermos e confessarmos os nossos pecados, o Senhor é fiel e justo, para nos perdoar e nos justificar de toda injustiça!

Olha, muitas coisas poderiam ser melhores, se simplesmente deixássemos o nosso orgulho de lado e admitíssemos: “Desculpe, eu errei! O meu coração me enganou! Eu estava errado, mas eu quero uma oportunidade para concertar o que fiz.”.

Não existe nada mais decepcionante do que você conversar com alguém que está errado e ainda se sente o ser mais injustiçado do mundo! Fica de cara feia, se justificando, se fazendo de vítima!

Precisamos entender que o Senhor é perdoador, mas é necessário que a gente se humilhe.

Se você já se arrependeu, se humilhou na presença do Senhor, já confessou o seu pecado e já restaurou o seu altar de adoração, sinta-se leve!

Não se deixe mais abater pelo acusador! Aquele que se humilha diante da poderosa mão do Senhor, no tempo certo, Deus o exalta, o coloca por cabeça.

É o que está escrito, em Tiago 4.6: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.”.

As coisas vão dar certo para você, sim! Você já confessou o seu pecado ao Senhor? Já se arrependeu? Já pediu perdão? Então, você já fez a sua parte. Agora, se a outra pessoa envolvida na história não aceitou, isso é problema dela! Mas você escolheu estar limpo, diante do altar de Deus!

Se o pecado conseguiu te levar para longe da Casa de Deus, volte! É tempo de receber o amor do Pai, que cobre multidão de pecados e viver a glória da segunda casa!

Pense nisso!

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Sem fé, é impossível



Hebreus 11.6: “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.”

O que Deus me ensinou, ao longo de todos esses anos dedicados ao ministério, é que quem vive milagres não é aquele que precisa, mas aquele crê!

Muitas vezes, nós questionamos: “Fulana recebeu tantos milagres, mas aquele que está em uma condição muito pior não recebe nada! Isso é injusto! Por que isso acontece?”.

Isso acontece porque o outro não quer depender de Deus ou, simplesmente, rejeita as oportunidades que o Senhor entrega! Quer viver milagres, mas não quer ter relacionamento com o Deus do milagre! Isso não existe! Um depende do outro! Aliás, eu não sirvo a Deus pelo que Ele pode me dar, mas pelo o que Ele é! Não é uma relação de troca, é uma relação de amor!

Voltando ao assunto... Eu aprendi que o milagre vem através da transformação que a fé já produziu em nossas vidas.

Tem gente que faz tanta loucura por causa das drogas ou por causa de um relacionamento, e, no final, acabam destruídos.

Assim como tantas escolhas, a fé também traz consequências! A diferença é que ela só traz coisas boas: livramento, paz, domínio próprio, milagre, além do conselho e consolo do Espírito Santo.

Quando fazemos um voto, jejuamos, louvamos, oramos e nos consagramos, estabelecemos uma aliança com Deus! Aliança envolve reciprocidade, envolve entrega e envolve a relação de algo que os dois têm em comum. É algo que precisamos renovar – assim como ocorre nos nossos relacionamentos. Nós temos que, constantemente, renovar nossa aliança de amor (com nosso esposo, esposa, namorado, namorado...), através de atitudes, palavras, trabalho, doação... É dessa forma que nós mantemos uma aliança!

Sabe, sem fé, é impossível agradar a Deus. A fé nos liga ao Senhor. A fé envolve atitudes. Muitas vezes, precisamos passar por cima do nosso ego, dos nossos achismos, dos nossos traumas... Mas vale a pena!

A fé nos transforma! A partir do momento em que você crê, suas reações mudam! É muito fácil distinguir quem tem fé e quem não tem! É só você reparar nas atitudes dos incrédulos!

As pessoas incrédulas são críticas, amargas, invejosas... não podem ver ninguém de bem com a vida... Se você fala que vai mandar um currículo, ela já vem com aquele discurso derrotista de que o mundo está em crise, de que você não tem capacidade ou a formação necessária! Elas não sabem que a última palavra é do Senhor!

Quando alguém vem com aquele papo de que eu sou trouxa por acreditar, eu, simplesmente respondo: “É melhor ser assim do que ser um incrédulo! Do que ser alguém que está morto por dentro!”.

O incrédulo só serve para tirar sua alegria e zombar das coisas de Deus! Mas sabe de uma coisa? Quem não respeita sua fé não te respeita!

Os grandes filósofos incrédulos, mesmo com seu conhecimento e grandes descobertas, não eram pessoas completas! Muitos, inclusive, tiraram suas próprias vidas!

Por outro lado, grandes homens e mulheres, que acreditaram e foram até as últimas consequências, viveram o impossível! A prova disso está na Bíblia! Gigantes foram derrubados, mulheres estéreis deram à luz, o cego começou a enxergar, relacionamentos foram restaurados, pessoas ressuscitaram... A fé em Deus nos faz vencer o mundo! A fé é a nossa linha direta com Deus!

Cuidado com quem você tem depositado sua fé! Fé em coisas erradas é altamente destrutivo. Tem gente que acredita, piamente, que pode ganhar algo mentindo! Talvez, até ganhe, mas será um ganho de morte.

Existem mulheres que acreditam, piamente, que só podem ser realizadas emocionalmente se estiverem com o marido da outra! Acha que, ao destruir o casamento, entrarão na rota do “felizes para sempre!”.

Elas até podem conseguir roubar o marido da outra, mas será uma relação de desgraça para a vida de todos!

Por outro lado, a fé em Deus nos faz vencer o mundo. Isso só acontece, quando decidimos viver na maneira que Ele terminou, quando decidimos enfrentar as situações da maneira que Ele nos ensinou...

Como eu enfrento uma enfermidade? Chamando uma autoridade espiritual para orar,  buscando a cura! Fazer o que for possível. Se você prestar atenção nos milagres que Jesus realizou, certamente, perceberá que a maioria das pessoas ia ao encontro d’Ele. O cego foi atrás de Jesus, o coxo foi atrás de Jesus, os leprosos faziam de tudo para se aproximarem de Jesus. Quem foi atrás de Jesus foi curado! Quem procura acha!

Como nós devemos procurar? Através da oração, através do jejum, através do clamor, através do louvor... Dessa forma, nós quebramos as resistências, e as portas se abrem.

O que nos faz viver um milagre não é nossa necessidade, nosso choro ou nossa loucura, mas a nossa fé!

Pense nisso!


segunda-feira, 8 de julho de 2019

Onde foi que eu errei?



Provérbios 16.18: “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda."

Para você se levantar, você precisa, em primeiro lugar, parar de cair. Precisa parar de tomar atitudes que te deixam envergonhado, prostrado e arrebentado.

Para sair desse abismo, você precisa identificar o que te fez escorregar, o que te atingiu, o que te fez tropeçar, para você não cair mais nessa cilada.

Em qual momento o homem começou a cair? Quando Eva deu ouvidos à serpente, encheu seu coração de soberba e cedeu às suas provocações: “Olha, eu sou Eva, criada à imagem e semelhança de Deus. Se essa serpente pode, eu também posso!”.

Nessa arrogância, nessa soberba e nesse medo de ficar por baixo, Eva colocou tudo a perder.

O erro, muitas vezes, começa quando nos sentimentos pressionados. Quantas vezes, por medo de falar a verdade, por medo da verdade te deixar para baixo, por medo de ser exposto, por medo de perder uma amizade, por medo de perder uma posição no trabalho, por medo de criar um mal estar, você resolveu mentir?

Existem pessoas que defendem esse tipo de atitude e vêm com aquele papo: “Uma vez só não tem problema! Um pouquinho só não faz mal. Ninguém vai perceber!”.

Para mim, um pouquinho só já faz um grande estrago!

Eu vou dar um exemplo da minha vida. Como uma boa filha de mineira, eu amo doces caseiros. Existem doces que eu não consigo só ficar no primeiro pedaço. Só de sentir o gosto, já dá vontade de comer mais, mais, mais e mais... então, é melhor nem provar.

Deus havia colocado aquela árvore no paraíso como um lembrete: “Se vocês mantiverem a aliança comigo, em obediência e fidelidade, tudo o que eu entreguei para vocês não será roubado. Aqui, no paraíso, vocês estão seguros! Aqui, vocês sempre terão acesso a mim!”.

O homem não foi criado para ser cheio do mal, mas para ser cheio da presença de Deus. 

Alimentar-se do mal é sempre algo destrutivo. Ainda que você arquitete um plano maligno contra alguém, um plano infalível, o maior prejudicado será você. E, no final das contas, você fica atormentado, porque não foi criado para agir assim.

Quando você decide não depender mais de Deus, quando você não busca mais ser fiel a Ele e quando você decide ser o senhor da sua vida, você fica entregue à própria sorte. Mas, quando você crucifica seus desejos, crucifica o que faz bem para sua carne em favor da sua relação com Deus, você fica protegido de todo o mal, a fé passa a te garantir!

Cada vez que eu obedeço Deus, mesmo contra minha vontade, Ele ouve minha oração, me guarda, me abençoa, me levanta e me deixa firme!

 Recapitulando...

Se você quer ser liberto do que te faz cair, você precisa identificar a origem deste mal. Talvez seja um sentimento, uma provocação ou, até mesmo, pequenas concessões que você abre: “Vou comemorar minha promoção com um trago, com um copinho de cerveja! Vai ser só dessa vez! Não preciso ser radical!”. Não se engane! Os vícios sempre começam com um trago ou com um copinho de cerveja, que a pessoa consome socialmente! Não entre nessa roubada!

Na Palavra, está escrito que temos que fugir da aparência do mal. Se Eva tivesse falado para a serpente: “Eu vou continuar fiel a Deus, ainda que eu não entenda! Eu vou obedecer em favor daquele que me criou! Antes, eu era pó! Eu não era nada! Ele me deu vida, me deu casa, me deu uma família... não posso abrir mão de tudo isso! Não vou me alimentar desse fruto! Eu não preciso disso!”, a nossa realidade seria outra!

Se ela tivesse agido da maneira correta, ela seria conhecida como uma mulher de aliança! Se ela tivesse pensado diferente, o destino da humanidade seria outro!

Às vezes, você sente tanta pena de si, que se acha no direito de errar, de ser uma pessoa revoltada, triste, amargurada... Mas sabe de uma coisa? Você não tem esse direito! A vida é um dom de Deus!

Nós podemos estocar tudo: roupa, sapatos, comida, água... mas não há estoque de vida! Vida é uma só e ponto! Busque viver da melhor maneira possível! Busque ser cheio do Espírito Santo! Levante-se, não caia mais no papo da serpente!

Tudo o que você precisa vem de Deus e está em Deus. Sujeite-se a Ele para sua vida ser restaurada.

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Como lidar com a ingratidão?



Gênesis 13.14 a 18: “Disse o SENHOR a Abrão, depois que Ló se separou dele: Ergue os olhos e olha desde onde estás para o norte, para o sul, para o oriente e para o ocidente;  porque toda essa terra que vês, eu ta darei, a ti e à tua descendência, para sempre.

Farei a tua descendência como o pó da terra; de maneira que, se alguém puder contar o pó da terra, então se contará também a tua descendência.

Levanta-te, percorre essa terra no seu comprimento e na sua largura; porque eu ta darei.  E Abrão, mudando as suas tendas, foi habitar nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e levantou ali um altar ao SENHOR.”

Nós deveríamos estar mais preparados para a ingratidão. Já fomos advertidos, através da Palavra de Deus, que seria assim. 1 Timóteo 4 é um bom exemplo disso. Neste texto, está escrito que, nos últimos dias, os homens seriam egoístas, amantes de si mesmos e ingratos.

Abraão sofreu isso. Ló viveu tantas coisas boas ao lado dele. Casou, prosperou e recebeu ensinamentos de um homem que tinha uma relação verdadeira com Deus. Mas, de repente, a convivência se tornou insuportável. Ló, então, escolhe o lugar mais bonito e decide ir para lá!

É muito difícil passar por isso. Às vezes, vemos aquelas pessoas que ajudamos, que ensinamos, que investimos nosso templo, simplesmente, virarem as costas como se fossemos as piores pessoas do mundo.

Quem sabe você não está agindo da mesma forma ou, quem sabe, se sentindo da mesma forma. Você amou aquela vida, orou, visitou, deu o seu melhor; e ela, simplesmente, diz que você não significou nada!

Parece que ela viveu tão bem sem você, mas você, por outro lado, não consegue viver sem ela.

Depois da separação, a princípio, parecia que Ló estava muito melhor que Abraão, mas o tempo mostrou quem fez a melhor escolha.

Sabe, querido, Deus é contigo! Ele vai curar todas as feridas do seu coração!

Hoje, eu quero deixar três conselhos para você vencer, de uma ver por todas os sentimentos destrutivos que a ingratidão traz:

1º Não acumule mágoas no seu coração

Libere perdão. Se possível, fale para pessoa que, apesar de tudo, você a perdoa, porque todo o bem que você plantou, no tempo certo, você colherá do Senhor.

Faça o bem, mas esperando o bem do Senhor! Não crie expectativas humanas!

2º Erga os olhos para o céu e veja a grandeza do teu Deus

Não pense mais de forma limitada. Deus tem muito mais que este relacionamento.

Olha, eu perdi a conta de quantas vezes Deus já me abençoou! A graça do Senhor é infinitamente maior e mais poderosa do que a ingratidão do ser humano.

3º Saia desta angustia e erga um altar de louvores a Deus.

Tem um louvor do Renascer Praise que, diz assim:

Dos Choros que chorei

Das pedras que atiraram em mim

Edifiquei a Ti

Um altar para oferecer louvor...

Toda maldição benção se tornou

E viram o Seu poder...

Deus tem muito mais para sua vida. Quanto aos ingratos, talvez, eles estejam achando que escolheram o melhor lugar, mas, na verdade, optaram por Sodoma e Gomorra – lugares de destruição.

Não viva mais em função deles! Deus vai tratar os corações!

Eles irem mal não faz de você o melhor. Mas, por outro lado, você ficar bem vai te restituir e te colocar no rumo certo.

Pense nisso!