Páginas

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Páscoa é a passagem para um novo tempo!



João 20.1, 11 a  No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu que a pedra estava revolvida. Ela permanecia junto à entrada do túmulo, chorando. Enquanto chorava, abaixou-se, e olhou para dentro do túmulo, e viu dois anjos vestidos de branco, sentados onde o corpo de Jesus fora posto, um à cabeceira e outro aos pés.

Então, eles lhe perguntaram: Mulher, por que choras? Ela lhes respondeu: Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o puseram. Tendo dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus em pé, mas não reconheceu que era Jesus.

Perguntou-lhe Jesus: Mulher, por que choras? A quem procuras? Ela, supondo ser ele o jardineiro, respondeu: Senhor, se tu o tiraste, dize-me onde o puseste, e eu o levarei. Disse-lhe Jesus: Maria! Ela, voltando-se, lhe disse, em hebraico: Raboni (que quer dizer Mestre)!

Recomendou-lhe Jesus: Não me detenhas; porque ainda não subi para meu Pai, mas vai ter com os meus irmãos e dize-lhes: Subo para meu Pai e vosso Pai, para meu Deus e vosso Deus.”

A ressurreição aconteceu no primeiro dia da semana, ou seja, no domingo, o dia do Senhor. O Cordeiro pascal havia ressuscitado, como Ele próprio havia predito.

Em João 2.9, Jesus disse: “Destruí este santuário, e, em três dias, o reconstruirei.”.

A ressurreição de Cristo é, para os cristãos, a marca do ápice da vitória de Jesus sobre a morte e o marco da saída do estado de escravidão para a liberdade.

O que aconteceu no sepulcro é o que Deus quer realizar em nós. Ele quer ressuscitar nossos sonhos, motivações, forças e alegria.

Hoje, eu quero destacar alguns aspectos importantes sobre uma das datas comemorativas mais importantes para os cristãos:

1- Páscoa é tempo de enxergar a luz de Cristo!

A Bíblia relata que Maria Madalena se aproximou do túmulo e o encontrou vazio. Ao ver que Jesus não estava lá, ela começou a chorar. Quando tudo parecia estar perdido, ela recebe a visita de dois anjos!

Páscoa é ter visões! Páscoa é sair de um estado de morte espiritual para ter uma vida com Deus! É sair da escravidão, que só te faz enxergar desgraça, e ver a luz do Senhor, que te faz enxergar os Seus mensageiros.

2- Páscoa é reconhecer Jesus Cristo em todos os seus caminhos.

Maria Madalena teve a visão, mas não estava totalmente consolada. De repente, ela olhou para trás e vê alguém! Era Jesus Cristo!  No seu lugar de dor, de carência, de tristeza, de abandono, ela foi contemplada pela presença do único que podia transformar aquele choro em alegria, e aquele luto, em uma grande celebração!

Que você reconheça Jesus Cristo em todos os seus caminhos, porque Ele prometeu que estaria conosco todos os dias, até a consumação dos séculos (Mateus 28.20)!

3- Páscoa é ouvir o som da ressurreição!

Quando Maria Madalena ouviu a voz de Jesus, aquele cenário de morte foi invadido por uma grande luz!

Este mesmo som, que traz cura, libertação, esperança e ressurreição, vai invadir a sua vida, porque você não foi criado para viver neste ambiente onde nada floresce! Deus tem planos superiores para você!

Saia desse lugar de dor, de frustração, de mágoa, de ódio e faça uma aliança com a vida! Venha renascer em Cristo!

João 11.15: “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que esteja morto viverá”

Pense nisso!

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Escrevendo uma nova história...


Hoje, eu quero te convidar a meditar comigo no livro de Josué 2.

Sabe, estive pensando... Quantas vezes, nós já não desejamos uma mudança radical? Simplesmente, pegar tudo o que já vivemos, amassarmos, como se faz com uma folha de papel, e jogar fora... Assim, quem sabe, ele levaria todas as dores, perdas, lembranças ruins, e só permaneceria o que é bom! Aí, então, escolher um belo papel de carta para escrever uma nova história, para fazer escolhas novas e acertar desta vez!

Foi isso o que aconteceu com Raabe, a prostituta que morava sobre os muros de Jericó e onde os dois espiões enviados por Josué ficaram escondidos e libertos da morte!

Raabe ouviu, como nós temos ouvido, os milagres que Deus estava fazendo com o povo de Israel. De como o Senhor os livrou da escravidão do Egito e ainda venceram o que ninguém tinha coragem de desafiar. Ela ouviu e se enxergou liberta da escravidão, da prostituição, vencendo preconceitos, barreiras sociais, culturais, religiosas e até de autoridades que a oprimiam, já que ela era obrigada a ser uma prostituta cultual. Ou seja, seu “deus” fez dela uma prostituta.

Quantas mulheres, por amar e cultuar o dinheiro, tornaram-se prostitutas? Quantas não conseguem vencer as barreiras sociais, culturais e até mesmo de uma religiosidade que prega um evangelho superficial, porque a igreja é mais parecida com um clube social, do que com o local em que adoramos a Deus? Pois é! Quantas não foram vencidas por “reis e reinos” deste tempo: traumas, abusos, violência, humilhações... e foram morar “em cima do muro”, já descaracterizadas, sem personalidade, levadas por qualquer um que entrasse em sua casas, sendo moedas de troca, vendendo seu corpo, por carência ou por necessidade?

Sabe, vivemos em um mundo de muitas “Raabes”, em que o “príncipe deste século”, ao saber que acolhemos alguém ou algo que possa nos trazer o Reino de Deus, não pensa duas vezes em entrar em nossas vidas, a fim de matar tudo que possa nos transportar para um Novo Reino, que nos tornar participantes do povo de Deus.

Se você realmente quer ou precisa de uma nova página, para escrever uma nova história, é preciso, a exemplo de Raabe:

1)Acolher os enviados de Deus e as Palavras que eles trouxerem, defendendo-os de tudo e de todos que os querem matar.

Não se conforme em só ouvir milagres! Lute para vivê-los (Tiago 1: 22 a 25).

2)Tenha a Palavra de Deus como verdade absoluta e pratique-a, sem se importar com a opinião dos outros!

Só vive transformação quem muda de atitude e encara o que o escraviza, agindo pela fé em Deus e em seus profetas (2 Crônicas 20: 20 e 2 Crônicas 24: 1 a 25)

3)Abra-se para que o Senhor escreva uma nova história em sua vida!

Raabe foi completamente transformada, constituiu uma família e entrou na genealogia de Jesus!


Pense nisso!

segunda-feira, 8 de abril de 2019

O que mais precisa acontecer?


Romanos 8.17: “Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo; se com ele sofremos, também com ele seremos glorificados.”

Como você tem passado os dias maus? Como você tem enfrentado as injustiças e as calamidades?

Existem situações na nossa vida que somente uma intervenção divina pode solucioná-las. Mas nós, muitas vezes, não ajudamos. Pelo contrário, só sabemos reclamar!

“Por que comigo, Senhor?”. Você acha mesmo que adianta fazer este tipo de pergunta?

Enquanto você estiver neste questionamento, você ficará distante de Deus e, consequentemente, da solução.

“Como assim, Bispa? Eu me apegar a Deus? Como é que Ele permite que essas coisas aconteçam comigo? Ele pode aliviar minha situação, mas, pelo jeito, quer me ver sofrendo!”.

Desta forma, você acaba brigando com o único que pode resolver este problema e transformar a sua história. No final, você ficou com quem? Ficou só com o problema.

Hoje, eu quero te fazer uma pergunta: “O que mais precisa acontecer para você se aproximar de Deus? Qual outra perda você precisa sofrer para se apegar ao Senhor? Qual desgraça ainda precisa acontecer para você entregar sua vida para Jesus Cristo?”.

Então, em nome de Jesus, hoje mesmo, você vai se reconciliar com o Senhor. Venha renascer em Cristo. Se com Ele sofremos, com Ele, nós também seremos glorificados. 

Não sabe por onde começar? Eu sugiro que seja com uma oração sincera: “Senhor , eu não sei se o outro não merece estar bem; essa é a vida dele. Eu não quero mais ficar me comparando aos outros. Mas eu sei que eu preciso de um milagre na minha vida. Ensina-me a enfrentar esta adversidade. Ensina-me a ser uma pessoa melhor.”.

Humilhe-se na presença de Deus; Ele vai se compadecer e mudar a sua sorte. Não seja mais arrogante. Você precisa e depende, sim, do Senhor! Não brigue mais com a solução. 

Tenha consciência de que aquele que enviou o seu único filho para salvar a humanidade está contigo. Se você buscá-lo em espírito e em verdade, você O encontrará!

Romanos 8.32: “Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?”

Deus, de maneira nenhuma, despreza um coração contrito e honesto.

Quando a gente passa por um sofrimento, junto com Jesus, somos consolados, somos iluminados e recebemos um entendimento do céu sobre o porquê deste sofrimento. Este sofrimento se transforma em uma grande experiência com Deus. 

A experiência marca a gente de tal forma, que, mesmo na tempestade, a gente é conduzido pelo Senhor de forma abençoada. A gente sai do dia do sofrimento com uma nova vida, com novas perspectivas. Ficamos mais sensíveis, mais tolerantes, mais humanos...

Entregue este sofrimento nas mãos de Deus, e peça para Ele te ensinar, te transformar, para que a glória do Senhor e o milagre possam se manifestar na tua vida!

Você tem um milagre para viver? Então, não se “embarace” mais nos problemas, nos questionamentos e nas incertezas. Entregue os seus caminhos ao Senhor. Assim, você viverá além do que você sonhou ou imaginou.

terça-feira, 2 de abril de 2019

Tão perto e, ao mesmo tempo, tão distante...


João 5. 1 a 9: “Passadas estas coisas, havia uma festa dos judeus, e Jesus subiu para Jerusalém. Ora, existe ali, junto à Porta das Ovelhas, um tanque, chamado em hebraico Betesda, o qual tem cinco pavilhões. 

Nestes, jazia uma multidão de enfermos, cegos, coxos, paralíticos [esperando que se movesse a água. Porquanto um anjo descia em certo tempo, agitando-a; e o primeiro que entrava no tanque, uma vez agitada a água, sarava de qualquer doença que tivesse].

Estava ali um homem enfermo havia trinta e oito anos. Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim há muito tempo, perguntou-lhe: Queres ser curado? Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada; pois, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. 

Então, lhe disse Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda. Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar. E aquele dia era sábado.”

Mesmo estando próximo ao local da cura – o tanque de Betesda –, aquele homem ficou, durante 38 anos, paralítico, ou seja, tempo o suficiente para desistir. Talvez, você que está lendo este post nem tenha essa idade, mas está se identificando com a passagem bíblica, porque está enfrentando alguma enfermidade. Quem sabe até uma depressão. Pois é! Este texto é mesmo para você!

Para aquele moço ser curado, ele precisava ser liberto, em primeiro lugar, das mágoas do passado e do espírito de depressão. Ele precisava, antes de tudo, ser curado em sua alma.

Quando Jesus Cristo perguntou se ele queria ser curado, em vez de dizer “sim” ou “não”, ele respondeu: “Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada!”.

Sabe, com tantos anos de experiência, eu cheguei à conclusão de que, geralmente, as pessoas que estão com depressão não estão abertas a ouvir ninguém, muito menos a voz da solução. A tristeza, o abandono, as mágoas, a falta de perspectivas em relação ao futuro, simplesmente, bloquearam seus pensamentos. Elas não conseguem enxergar um caminho. O que elas têm são as respostas que a depressão preparou, não importa qual seja a pergunta.

Hoje, você vai deixar a “cartilha da depressão” para trás e vai responder a seguinte pergunta: Você quer ser liberto desta depressão? “Ah, Bispa! Como ser liberto, se eu já tentei de tudo?”. Querido, essa não foi a pergunta que eu fiz! Você quer ou não quer ser curado? “Mas, Bispa! Como ser curado, se eu nem tenho plano de saúde?”. Você não entendeu a minha pergunta. Você quer ser curado? “Bispa, como posso ser curado, se eu não tenho mais ninguém!”.

Se você não consegue responder “sim” ou “não”, com certeza, sua mente está bloqueada pelas mágoas, pela falta de perdão. Quem quer ser liberto encontra um caminho. Quem não quer encontra uma desculpa. Vou perguntar de novo: Você quer ou não quer ser curado? “Quero, Bispa!”. Então, hoje mesmo, você vai procurar uma igreja.

Recentemente, eu aconselhei uma pessoa que estava com depressão, quando eu disse para ela procurar uma igreja, ela respondeu: “Se eu tiver forças, eu vou!”. Sabe o que eu disse depois? Eu disse: “Você não vai porque tem forças, você vai porque você crê. Você vai, porque precisa e ponto final!”.

Para ser liberto, você precisa tomar uma posição, ou seja, não espere que as pessoas te carreguem! O mais interessado na sua libertação precisa ser você.

Talvez, você não tenha ninguém que seja por você, assim como aquele rapaz não tinha. Mas Jesus estava ali, e Ele também está com você.

Romanos 8.31: “... Se Deus é por nós, quem será contra nós?”.

Sabe, aquele homem esperava receber ajuda e um lugar onde só havia pessoas doentes. Todos, ali, tinham alguma necessidade. Às vezes, agimos da mesma forma. Estamos buscando apoio de quem também precisa de ajuda – talvez, até mais do que nós –. Eu aprendi, na minha caminhada, que ninguém pode dar aquilo que não tem.

“Mas, Bispa, a senhora não entende. Eu tenho um tio muito rico. Ele pode, sim, ajudar no meu tratamento. Não vai custar nada para ele.”. Você já parou para pensar que ele também está enfermo? Está, porque o deus dele é o dinheiro. A enfermidade dele é a avareza e a falta de compaixão. Como ele pode te ajudar, se ele também precisa de libertação? Mas o dono de toda a prata e todo o ouro e o Médico dos médicos, te fala hoje: “Eu posso te ajudar? Quer ser curado?”.

Depois de curar aquele homem, Jesus disse: “Tome o seu leito e ande!”. Você precisa fazer o mesmo! Você precisa se movimentar e tomar uma decisão! Em vez de se lamentar, você vai profetizar a sua cura. Desta forma, você será liberto de toda a depressão!

A Palavra de Deus vai te ensinar a viver! Jesus não é um ponto, é um caminho. Andando por Ele, você jamais será confundido.


Pense nisso! 

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Como estão suas motivações?


Hoje, eu quero falar sobre motivações. O que são motivações? São impulsos internos que nos levam a tomar uma determinadas atitudes. Elas estão intimamente ligadas aos nossos interesses e intenções.

Ou seja, por melhores que sejam suas atitudes, nem sempre, elas expressam sua verdadeiras intenções. Mais cedo ou mais tarde, elas virão à tona, ou serão o seu destino! Por isso, tome muito cuidado!
  
Sabia que muitas vezes nos tornamos reféns das motivações dos outros? A resultante disso pode ser uma decepção, principalmente quando depositamos nossas esperanças em pessoas ou em grandes instituições. Mas o que determina o fim dessa história é a nossa atitude diante das provocações e perdas.

Vou citar um exemplo clássico deste tipo de relação: Saul e Davi. 

1 Samuel 18.17 a 19: “Disse Saul a Davi: Eis aqui Merabe, minha filha mais velha, que te darei por mulher; sê-me somente filho valente e guerreia as guerras do SENHOR; porque Saul dizia consigo: Não seja contra ele a minha mão, e sim a dos filisteus. 

Respondeu Davi a Saul: Quem sou eu, e qual é a minha vida e a família de meu pai em Israel, para vir a ser eu genro do rei? Sucedeu, porém, que, ao tempo em que Merabe, filha de Saul, devia ser dada a Davi, foi dada por mulher a Adriel, meolatita.”

Queridos, Saul era uma pessoa totalmente perturbada. Ele armou uma cilada para Davi, porque se sentia ameaçado por ele. Saul não estava preocupado em vencer a guerra, ele queria, na verdade, era matar Davi. A intenção não tinha nada a ver com o discurso!

Davi foi para a guerra, deu o melhor de si, arriscou sua vida e o que aconteceu? Em vez de receber a filha de Saul, que era a recompensa por sua fidelidade ao rei, viu Saul entregando-a para outro!

Quantas vezes, Satanás já preparou armadilhas semelhantes para você? No trabalho, na família ou no casamento?

10, 20, 30 anos de casado, ou até mais... Você orou, se preparou, conquistou, sonhou, desejou, construiu... para vê-lo com outra... Ou Tantos anos de dedicação e fidelidade, para você, simplesmente, ouvir da sua esposa: "Eu não te amo mais!". 

Ou, então, você se dedicou ao trabalho, mas do que se dedicou à própria saúde.... Fez horas extras, deu o seu melhor, investiu seu tempo, investiu dinheiro em formação, para, sem nenhum tipo de explicação, ser mandado embora.

Essa frustração que sentimos é o terreno fértil para o inimigo agir e abalar a nossa fé, despertando o pior de nós! Ele quer te mostrar que ser errado vale a pena, e que ser honesto é perda de tempo!

Você vai à igreja, mas deixou de ter sonhos, de ter fé. É algo tão sutil que você nem percebe. Primeiro, você deixa de se relacionar com as pessoas que te levam para mais perto de Deus. Depois, deixa de ir à igreja, deixa de ouvir louvores, deixa de orar...  e corta, literalmente, sua relação com o Senhor.

Saul era inimigo de Davi. Imagine o homem “mais poderoso” da terra estar contra você. Mas ele não quer somente te deixar humilhado, quer te matar, te destruir! Sabe qual era o problema de Davi? Ser bom em tudo. Isso incomodava Saul.

Davi, no meio de tanta injustiça, em vez de abandonar tudo, ficou mais confiante e mais motivado: "Isso aconteceu, porque Deus permitiu e Ele tem o melhor mim! No tempo certo, eu vou colher os meus frutos!". 

E foi assim mesmo... Saul armou outra armadilha para envergonhar Davi, mas em forma de desafio: "Se você trouxer 100 prepúcios dos filisteus, te darei minha outra filha.". 

Que desafio necessário! Para isso, Davi tinha que matar 100 filisteus! Com certeza, na cabeça de Saul, Davi morreria ou não conseguiria nem a metade...

Mas sabe o que Davi fez? Foi à luta e conseguiu 200, o dobro! Davi não era um cara cheio de crises e melindres. Ele não deixou nada abalar suas motivações! Pelo contrário, mostrou quem ele realmente era: um guerreiro! Ele foi honrado e, o melhor de tudo, a outra filha de Saul o amava verdadeiramente!

Quando tirarem tudo o que você tem, faça o dobro! Deus é contigo e Ele te justificará!

1 Coríntios 15.58 “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.”.

Que a sua motivação seja agradar ao Senhor! Dessa forma, você nunca será frustrado ou envergonhado.

Pensem nisso!