Páginas

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Andando pela fé


Salmo 23.1: “O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará”.

Estamos correndo atrás da realização dos nossos sonhos. Só que, no meio do caminho, aparecem aquelas situações da nossa realidade que nos deixam desesperadas. A questão é: Como lidar com elas?

“Ah, meu Deus, que muralha é essa na minha frente bem agora?”; “Que notícia doida é essa que me aparece assim, do nada, sem motivo?”; “Como vou superar esta traição?”; Como faço para orar, se eu já perdi a cabeça?”.

Queridos, seja qual for a situação, não entregue os pontos! Não desista, não retroceda. Seja forte! Não pare de andar, mesmo desolado, mesmo machucado! Busque a Deus e renove-se na força de Seu poder, revestindo-se de toda a armadura do Senhor, para poder ficar firme contra as ciladas do diabo (Efésios 6.10 e 11).

Posicionar-se e invocar as promessas de Deus, que estão em Sua Palavra, é a espada que irá acabar com o inimigo! Acredite! A certeza da promessa e da vitória vai te alimentar. Está na hora de você entender certas coisas. Está na cara que Deus vai te dar um emprego, um ministério, uma família...

Claro que vai! Está na cara que Deus vai te dar roupa. Está na cara que Deus vai te prosperar. Está na cara que você vai casar, só você mesmo não enxerga! Não tem espelho espiritual na sua casa? Você não tem Bíblia, não? Não tem o Salmo 23 na tua Bíblia para você enxergar que o Senhor é o teu pastor, e nada te faltará? 

Agora, vai ter que passar pelo desafio, derrubar a muralha, vencer o gigante, destruir o ‘cananeu canibal’, antes que ele te devore. Quer um conselho? Eu passaria por isso em jejum, orando porque, em situações como estas, o melhor é deixar a carne para lá e deixar que o Espírito te conduza. 

Por isso é que o Senhor fala para não olharmos nem para a direita e nem para a esquerda. Ele também disse: “Escreva a minha Palavra no meio da testa. Deixe-a na tua boca, guarde-a no teu braço, coloque-a na tua mão, amarre-a com uns cordõezinhos na tua roupa para, quando for andando, lembrar!”.

Quando você esticar a mão, vai lembrar que o Senhor é o teu pastor, e que nada te faltará, entendeu? Quando for para o trabalho, você vai lembrar de novo: “O Senhor é meu pastor, e nada me faltará!”. Quando ouvir um desaforo…. “O Senhor é meu pastor, e nada me faltará!”. Isso é andar pela fé!

Andar pela fé é ter experiências com Deus. A fé traz experiências, sabe por quê? Porque ela desafia os teus limites e faz você realizar o que não conseguiria normalmente. Ela faz você enfrentar o que você morre de medo. “Mas, Senhor… logo isso o Senhor foi me pedir para fazer? Senhor, eu sou mulher.”. E o Senhor vai falar: “Ah, é? E, desde quando, eu faço acepção de pessoas? Você acha mesmo que só porque é mulher, não vai acontecer nada? Ah, você se enganou, viu?”.

Esta na hora de você entender que vai precisar batalhar pela tua fé, batalhar por aquilo que você crê, batalhar por aquilo que você sonha. Este entendimento te liberta das frustrações e medos que você tem em relação a Deus, por causa de todas as orações, votos e jejuns que você fez, e Ele não atendeu do jeito que você queria.

Batalhar pela fé quer dizer, em suma, não se arruinar ou se esconder atrás de desculpas antes de olhar para o sacrifício de Jesus na cruz feito por amor a nós e se animar, acreditando na Palavra de Romanos 8.32 “Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas O entregou por todos nós, como não dará juntamente com Ele, e de graça, todas as coisas?”.

Não tire conclusões precipitadas! O fato de você passar um tempo de perdas não significa que Deus não te ama mais ou não se importa com você. Antes, neste tempo, comece a semear seu futuro com atitudes de fé.


Pense nisso!