Páginas

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Pior do que cair é ficar prostrado


Salmo 145.14 a 21: “O Senhor sustém os que vacilam e apruma todos os prostrados. Em ti esperam os olhos de todos, e tu, a seu tempo, lhes dás o alimento. Abres a mão e satisfazes de benevolência a todo vivente. 

Justo é o Senhor em todos os seus caminhos, benigno em todas as suas obras. Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Ele acode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva. 

O Senhor guarda a todos os que o amam; porém os ímpios serão exterminados. Profira a minha boca louvores ao Senhor, e toda carne louve o seu santo nome, para todo o sempre.”

Sabe, queridos, eu costumo dizer que pior do que cair é ficar prostrado. Pior do que errar é se conformar e ainda se condenar ao pior!

Talvez, você tenha feito diversas tentativas e chegou à conclusão de que é melhor desistir de tudo, inclusive de você mesmo!

Não entregue os pontos!

Em primeiro lugar, quem vai te reerguer é o Senhor. Então, não tente fazer o trabalho d’Ele! Abra-se para que Deus se manifeste. Você lembra do primeiro milagre que Jesus realizou? Foi em uma festa de casamento! Sabe o que faltava naquele casamento?

Com certeza, não faltou Jesus, porque Ele esteva entre os convidados! Na verdade, faltava eles se abrirem para que Cristo fosse o Senhor daquele casamento e Senhor daquela situação!

Sabe por que você caiu e não consegue se levantar? Porque você tem lutado com sua própria força. Nós temos ministrado todos os dias sobre o poder de um voto, sobre o poder de um jejum, sobre o poder da oração... A hora que você se esforçar e se valer também de uma arma espiritual, você será completamente fortalecido!

Deus é quem vai te levantar! Deus é quem vai te reerguer! Ele é quem vai te ensinar a estar de pé e a não cair mais nessa cilada do inferno! Ele é quem vai transformar essa fraqueza em honra!

Em nome de Jesus, você não pode ficar nesta situação de calamidade! Você vai contribuir para o plano de Deus e vai se santificar. Nisso, você começará a fortalecer seus elos!

O primeiro passo para a santificação é confessar o seu pecado e se arrepender de verdade! Enquanto você se preocupa somente em ficar se justificando, você não encontrará um caminho de arrependimento! Quando você assume os seus erros e se dispõe a mudar, Deus te honra!

Não enfrente essa barra sozinho! Não lute sozinho! Esteja na igreja, porque as portas do inferno não prevalecem contra ela.

Faça votos no altar que te façam ser lembrado diante do Senhor!

No Salmo que lemos no começo do nosso estudo, está escrito que perto está o Senhor de todos os que o invocam em espírito e em verdade! Essa verdade precisa estar presente nos nossos pensamentos, nos nossos sentimentos, nas nossas palavras e nas nossas atitudes.

Comece a andar pelo que você crê, não pelo que você sente, porque essa fé vence o mundo! 

Pense nisso!

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Será do jeito e no tempo d'Ele!


João 11.34 a 42: “E perguntou: Onde o sepultastes? Eles lhe responderam: Senhor, vem e vê! Jesus chorou. Então, disseram os judeus: Vede quanto o amava.

Mas alguns objetaram: Não podia ele, que abriu os olhos ao cego, fazer que este não morresse? Jesus, agitando-se novamente em si mesmo, encaminhou-se para o túmulo; era este uma gruta a cuja entrada tinham posto uma pedra.

Então, ordenou Jesus: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. Respondeu-lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus? Tiraram, então, a pedra.

E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste.  Aliás, eu sabia que sempre me ouves, mas assim falei por causa da multidão presente, para que creiam que tu me enviaste. E, tendo dito isto, clamou em alta voz: Lázaro, vem para fora!

Saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o e deixai-o ir.”

Para que o milagre aconteça em sua vida, você precisa entender que, mesmo que não seja na sua hora, mesmo que não seja do seu jeito, mesmo que você tenha sofrido, mesmo que você tenha sentido dores, o Senhor cumprirá os Seus propósitos.

Depois que Lázaro morreu, Jesus levou quatro dias para chegar ao local. Fazia quatro dias que aquela casa estava de luto e em prantos.

As duas irmãs daquele homem, Marta e Maria, tinham o mesmo questionamento: “Se o Senhor tivesse chegado antes, Lázaro não teria morrido. Se o Senhor tivesse chegado antes, nós não estaríamos aqui com esta tristeza profunda!”. 

Eu fico imaginando que elas também pensaram que Jesus poderia ter pelo menos chegado no momento da morte de Lázaro para, pelo menos, consolar toda a família.

Naquele momento, o que restava para elas? Colocar uma pedra naquele túmulo. Mas Jesus veio com uma palavra surpreendente: “Remova a pedra!”. É exatamente isso o que Ele te fala hoje: “Tire a pedra daquilo que tem te amargurado!”, “Tire a pedra desta mágoa!”, “Tire a pedra deste sofrimento!”, “Tire esta pedra da falta de perdão!”.

Talvez, você esteja pensando: “Não é uma boa ideia! Eu vou ter que expor tudo o que está podre dentro de mim!”.

Marta e Maria não queriam que aquela pedra fosse removida, mas Jesus insistiu: “Tire-a!”.

O sobrenome que o inferno quer te dar

Marta era conhecida como a irmã do defunto. Como você é conhecido? Qual é a referência que as pessoas têm ao seu respeito. Talvez seja: a fulana que perdeu o filho, a sicrana que foi abandonada pelo marido, a beltrana que vive doente...  Marta escolheu assumir o sobrenome “irmã do defunto”.

Sabe, querido, enquanto você tiver liga com a morte, de tal forma que ela passe a fazer parte do seu nome,você, automaticamente, ignora a voz de Deus. Você deixa de cadastrar e registrar vontade d'Ele.

Jesus havia falado: “Se você crer, você verá a glória de Deus.”. Mas ela questionava: “Vou crer como? Meu irmão está morto! Já era. O que está feito está feito!”.

Eu imagino que ela deveria ter pensado: “Esta palavra não é para mim. Deve ser para alguém que tem algum tipo de esperança! Eu não tenho nenhuma!”.

Ela tinha que tirar a pedra do coração e entender que Jesus estava por perto, e que estava tudo o sob o controle d'Ele. 

Tire a pedra!

Sabe, a minha oração é para que os olhos do seu entendimento sejam abertos e que você sinta a presença do Senhor.  Mesmo que você não veja, existem anjos ao seu redor.

Se você remover essa pedra, se você se abrir para ser limpo de toda essa podridão que está te matando por dentro, você verá a glória de Deus.

Maria e Marta não presenciaram o milagre da cura, mas um milagre de ressurreição. E elas ressuscitaram também.

A minha oração é para que você viva  esta ressurreição e a palavra de Isaías 61.3. Que você tenha uma coroa, em vez de cinzas; óleo de alegria, em vez de pranto e veste de louvor, em vez de um espírito angustiado. Que você seja plantado para a glória do Senhor.

1 Coríntios 6.14: “Por seu poder, Deus ressuscitou o Senhor e também nos ressuscitará.”

Eu quero finalizar este post com o louvor "Plano Melhor", do Renascer Praise 5. Essa canção sempre me ministra e tem tudo a ver com a mensagem que eu quero passar para vocês hoje: 


Pense nisso! 

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Deus não te abandonou!


Hoje, eu quero falar com vocês sobre “filiação”. Vamos começar nosso estudo meditando em Ester 2.5 a 7 “Ora, na cidadela de Susã havia certo homem judeu, benjamita, chamado Mordecai, filho de Jair, filho de Simei, filho de Quis, que fora transportado de Jerusalém com os exilados que foram deportados com Jeconias, rei de Judá, a quem Nabucodonosor, rei da Babilônia, havia transportado. 

Ele criara a Hadassa, que é Ester, filha de seu tio, a qual não tinha pai nem mãe; e era jovem bela, de boa aparência e formosura. Tendo-lhe morrido o pai e a mãe, Mordecai a tomara por filha.”.

Nós mulheres, muitas vezes, achamos que só um grande amor poderá resolver os nossos problemas.

Muitas acham que só serão completas se tiverem um namorado ou um marido e, consequentemente, acabam colocando grandes expectativas em um relacionamento.

Ester era órfã de pai e de mãe, nasceu escrava... Meu Deus! Eu fico imaginando como uma pessoa suporta tudo isso? Como alguém, nestas condições, pode ter alguma perspectiva de futuro? Mas a provisão divina estava sobre ela e trouxe, em primeiro lugar, um pai! Um pai para dar-lhe uma identidade! Um pai para firmá-la nos ensinamentos da Palavra de Deus! Um pai para instruí-la e, principalmente, dar conselhos para que ela conseguisse escrever uma linda história de amor.

Quem era esse pai? Mordecai, tio de Ester!

Naquela época, houve um concurso de beleza para eleger a futura rainha, pois a primeira havia enlouquecido! Para aquela disputa, foram convocadas mulheres bonitas e virgens, assim como Ester!

Mordecai a levou para esse concurso, ou seja, colocou Ester na rota do reinado. Ele a ensinou princípios básicos de comportamento e deixou um conselho: Não diga a ninguém que você é judia! Guarde isto como um segredo.

Qual era o propósito de Mordecai? Mostrar para Ester um caminho, e este caminho a levou para a posição de rainha! Da mesma forma, Deus, nosso Pai Celestial, faz conosco! Ele nos deu um caminho, e esse caminho é Jesus Cristo! 

Quem faz da palavra de Deus o seu caminho não se perde!

Talvez você não entenda por que é importante orar, ir à igreja, jejuar... mas a fé no Pai das luzes faz com que você veja, no futuro, o quanto foi bom assumi-lo como pai!

O Deus Todo-Poderoso, o Pai Celestial, o Deus vivo... também provê “pais espirituais”, como proveu para Ester!

Então, de repente, seu pai carnal não está ao seu lado ou, simplesmente, não é um exemplo de conduta e de caráter... De repente, sua mãe carnal é uma pessoa limitada... Mas o nosso Pai Celestial é ilimitado e invencível! Ele coloca pessoas no nosso caminho para nos direcionar! É o caso dos nossos líderes espirituais! Nós, por exemplo, temos o Apóstolo Estevam!

A filiação espiritual nos dá uma identidade e capacidade para superarmos qualquer desafio. Imagine a situação de Ester!?Entre todas as mulheres que foram recolhidas em todo o reino, somente uma seria a escolhida! Sabe o que acontecia com as outras? Elas nunca mais poderiam se casar com outro homem! Era praticamente uma sentença de morte! Elas pertenciam ao rei, mas jamais poderiam reinar ao seu lado!

Mas, por que Ester assumiu Mordecai como seu “pai espiritual”, ela conquistou, de forma limpa e honesta, o reinado. Depois que Ester assumiu essa filiação, ela encontrou favor diante de todos. 

Os propósitos de Deus são maiores

Depois de um tempo, o povo de Ester recebeu uma sentença de morte. O primeiro ministro, que era amicíssimo do rei, criou uma lei para aniquilar os judeus, sem ao menos ter conhecimento da origem de Ester.

Ao saber da notícia, Mordecai a procurou e disse que havia chegado o momento dela se revelar e lutar pelo seu povo. Antes de seguir com o plano, Ester se valeu das armas espirituais. Só buscou o rei depois que jejuou!

Ao ser submissa à direção de seu pai espiritual, Ester não só se livrou da sentença de morte, como também salvou seu casamento, que estava a ponto de desabar, já que fazia um mês que o rei não a procurava!

Quando você tem a palavra do seu “pai espiritual”, você tem direção, exortação, conselho, consolo, amor e segurança! Talvez, você não tenha recebido nada disso dos seus pais carnais, assim como Ester, mas sabe de uma coisa? Ester nunca se sentiu descompensada e nunca se sentiu inferior a ninguém... Antes mesmo de assumir o reinado, ela já reinava! Era soberana e se alegrava com aquilo que o Senhor tinha para oferecer! Ester sabia que era o suficiente para ela ser uma mulher feliz, realizada e abençoadora!

Se você está se sentindo abandonado, sozinho, desprotegido, não se esqueça que o nosso Pai Celestial enviou Jesus Cristo, Seu único filho, para ser o nosso caminho e levantou, aqui na terra, homens e mulheres para trazerem uma palavra profética e nos enviar para um tempo de vitórias.

Quero terminar o recadinho de hoje com Salmo 27.10 a sua oração: “Ainda que meu pai e minha mãe me abandonem, o SENHOR me acolherá.”.



Pense nisso!

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Está na hora de mudar de verdade!


Mateus 9.10 a 17:  "E sucedeu que, estando ele em casa, à mesa, muitos publicanos e pecadores vieram e tomaram lugares com Jesus e seus discípulos.Ora, vendo isto, os fariseus perguntavam aos discípulos:

Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores? Mas Jesus, ouvindo, disse: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero e não holocaustos; pois não vim chamar justos, e sim pecadores [ao arrependimento]. Vieram, depois, os discípulos de João e lhe perguntaram: Por que jejuamos nós, e os fariseus [muitas vezes], e teus discípulos não jejua. Respondeu-lhes Jesus: Podem, acaso, estar tristes os convidados para o casamento, enquanto o noivo está com eles?

Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo, e nesses dias hão de jejuar. Ninguém põe remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo tira parte da veste, e fica maior a rotura. Nem se põe vinho novo em odres velhos; do contrário, rompem-se os odres, derrama-se o vinho, e os odres se perdem. Mas põe-se vinho novo em odres novos, e ambos se conservam."

Se você realmente quer viver uma mudança, tenha consciência de que não existe meia mudança. O que é uma meia mudança? Meia mudança é uma casa dividida, e casa dividida não prospera. 'Ah, eu vou fazer meio regime, to mudando meu hábito alimentar, então, vou fazer regime de manhã e, de tarde, como o que eu quero'. Funciona? Além de não funcionar, ainda engorda, sabia disso? Piora mais ainda sua situação! Porque não existe meio regime! Mudança é algo completo!

Por que muitas pessoas não conseguem mudar? Porque estabeleceram ligações. Suas ligações antigas não permitem que elas mudem. O que acontece? Elas, simplesmente, acham que por um remendo novo em amizades antigas, em ambientes antigos e em prazeres antigos resolve! Sabe qual é a resultante disso? Um rombo enorme.

O que é ter amigo? Ter amigo é ter afinidades. Em quais lugares essas amizades estão estabelecidas? Vou citar alguns exemplos: 

Você mudou para um prédio. Um local onde muitas pessoas também escolheram morar. Isso já é uma grande afinidade! Ali, você vai fazer amigos, porque dividem o mesmo ambiente.

Se você vai ao bar de sempre, é sinal de que você escolheu aquele lugar para frequentar. De repente, naquele momento de "diversão", você encontra pessoas que também gostam daquele bar e de outras coisas que você gosta. O que acontece? Surgem novas amizades. Você, de repente, gosta de falar de pornografia, gosta de falar dessas coisas sujas nesse ambiente, você faz o quê? "Amigos". 

Tudo é questão de afinidade! O meu conselho é: Mude suas afinidades! Comece a gostar de coisas que edificam! Saia do clube da depressão, saia do clube da murmuração, saia do entorno das críticas!

Você critica, critica, critica... adora julgar os outros. Será que a sua vida melhorou por causa disso?

Acabe com esses relacionamentos que te levam para longe do Senhor! Busque frequentar lugares onda as pessoas louvam a Deus e andam pela fé! Isso, com certeza, trará uma transformação para sua vida! 

Quando entramos em concordância com pessoas que buscam o poder de Deus e não a destruição do próximo, Deus começa a operar na sua vida!

Venha renascer em Cristo e receber força,palavra, o envio pra viver uma mudança! Não adianta parar de fumar e viver entre os fumantes! Com certeza, você voltará para o vício. 

As mudanças começam nas atitudes, não nas palavras! Não adianta você falar: Eu nunca mais vou me envolver com aquela pessoa! Eu não quero mais ser a 'outra' e continuar manter o WhatsApp dela! 

Se você quer um vinho novo, assim como Jesus te ensinou, procure um recipiente novo! 

Mudança é algo radical! Quando você muda de casa, mas deixa alguns objetos na antiga casa, sabe o que acontece? O novo dono joga fora! Se determinadas coisas não cabem na sua vida nova, é sinal de que você precisa se livrar delas!

Se determinados hábitos não cabem no seu casamento, livre-se deles!

Um emprego novo requer novas atitudes! Seja disciplinado, pontual, seja uma pessoa agradável! 

Novo dia, novo tempo! Faça desta afirmação uma verdade! Não aceite mais cair nos mesmos erros! Não aceite mais ter uma vida de altos e baixos! 

Se você não consegue, busque forças em Deus! O único que pode mudar sua história é Jesus Cristo! Ele é poderoso pra te dar autoridade sobre o vício, sobre a depressão, sobre a incredulidade, sobre as enfermidades! 

Rompa as amizades que te levam pro mau caminho! Não seja mais amigo da mágoa, da angustia, do medo...! Seja amigo de Deus e venha renascer em Cristo!

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Paz e provisão em tempos de crise


Estamos enfrentando uma fase econômica muito difícil em nosso país! São dias de crise, de falta de esperança e de más notícias. Mas, historicamente, o povo de Deus vive a diferença! O Senhor nos levantou para sermos luz do mundo! O Senhor nos levantou para mostrar que existe diferença entre aqueles que servem e aqueles que não servem a Deus!

Hoje, eu quero mostrar o quanto nossas atitudes podem cooperar ou dificultar no cumprimento do plano do Senhor:

Quero te convidar a meditar comigo em 2 Crônicas 16.7 e 8: “Naquele tempo, veio Hanani a Asa, rei de Judá, e lhe disse: Porquanto confiaste no rei da Síria e não confiaste no SENHOR, teu Deus, o exército do rei da Síria escapou das tuas mãos. Acaso, não foram os etíopes e os líbios grande exército, com muitíssimos carros e cavaleiros? Porém, tendo tu confiado no SENHOR, ele os entregou nas tuas mãos.”

Asa era filho de um rei que vivia com medo de ser atacado. Seu exército era pequeno e fraco! Para “proteger” seu povo, ele decidiu, então, fazer aliança com os inimigos! Mas, no final das contas, fez o pior negócio. A Casa de Deus ficou destruída, e o povo não tinha mais ofertas para entregar ao Senhor! Tudo o que eles produziam era desfrutado por estrangeiros!

Mesmo que a nossa realidade seja diferente, nós passamos por situações similares! Vou dar um exemplo! Quando você usa o cheque especial, qual é a taxa de juros? Em torno de 10%! Equivale ao dízimo que é do Senhor! Você não tem para entregar o dízimo, mas tem para o banco!

 Voltando à história...

Aquele reino vivia de guerra em guerra! Quando Asa assumiu, decidiu fazer tudo diferente: “Não vamos mais alimentar o inimigo! Vamos restaurar a Casa de Deus! Vamos tirar os outros deuses! Vamos entregar o que é de Deus para Deus!”.

Sabe o que aconteceu? O povo voltou a prestar cultos ao Senhor, começou a ofertar, entregar os dízimos...

Deus os prosperou e lhes concedeu um período de paz! Eles chegaram a vencer exércitos imensos! Tiveram vitória contra os líbios, contra os etíopes...

Sabe, nós precisamos entender que a nossa vitória também está ligada à nossa perseverança!

Existem pessoas que se afastam de Deus em momentos de extrema crise e nos momentos de extrema prosperidade! Isso é muito perigoso! Nós não podemos nos esquecer do que o Senhor já fez por nós! A arrogância e a ingratidão nos tornam presa fácil do inimigo! Nós não podemos nos esquecer de que a nossa vitória está mais condicionada à nossa postura no mundo espiritual do que pela força do nosso braço! E, acima de tudo, precisamos ter uma relação de amor com Deus, não de troca!

Depois de dez anos, o povo esqueceu os momentos de paz! A fé esfriou! O que aconteceu? Um reino se levantou e montou uma fortaleza ao redor do império de Asa. Ninguém podia entrar, e ninguém podia sair de Judá! Ou seja, eles não podiam importar e exportar nada! A fonte de abastecimento secou! Foi uma das piores crises econômicas que aquele povo já enfrentou!

Em vez de buscarem a Deus e fazerem votos no altar, eles cometeram abominações! Pegaram os tesouros que estavam na Casa do Senhor e fizeram uma aliança com o povo inimigo. Asa preferiu trilhar o mesmo caminho que o pai!

O profeta Hanani o alertou sobre as consequências de suas escolhas: “Essa vitória escapou da sua mão porque, em vez de honrar sua aliança com Deus, você fez aliança com os inimigos! Daqui para frente, você só viverá guerras!”. E foi exatamente isso o que aconteceu!

Em nome de Jesus, restaure o seu altar de adoração ao Senhor! Sabe quando você vai começar a viver vitória em sua vida financeira? Quando você colocar Deus em primeiro lugar!

Quando a gente honra a Deus em primeiro lugar, as vitórias não escapam da nossa mão!  Vem o dia da loucura, mas o Senhor nos livra, abre portas e libera o que estava retido!

Através da sua vida, o Senhor, que é dono de todo o ouro e toda a prata, vai mostrar a diferença! 

Lembres-se: Deus abençoa os retos, os íntegros e os fiéis da terra!

Pense nisso!

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Como vencer o medo?


Salmo 56.3, 4 e 9: “Em me vindo o temor, hei de confiar em Ti. Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei. Que me pode fazer um mortal? No dia em que eu te invocar, baterão em retirada os meus inimigos; bem sei isto: que Deus é por mim.”

Sabe, muitas vezes, você já começa o dia apavorado. Realmente, estamos vivendo tempos difíceis. O medo se faz presente, não só da violência, mas das loucuras que pairam na sociedade. Pode ser o medo de perder o emprego, medo de ser mal compreendido, medo de ficar sozinho...

O medo foi o primeiro sentimento que veio do inferno para atacar o homem. É isso mesmo! O medo tem origem espiritual. Em 2 Timóteo, está escrito que Deus não nos dá espírito de medo, mas de amor, moderação e poder.

Se o medo é um espírito maligno, temos de lidar com ele espiritualmente.

Quando vier aquela angustia, aquela insegurança, aquela incerteza, dobre o seus joelhos e pratique o que está escrito no Salmo que acabamos de ler: “E, vindo o temor, eu ei de confiar em Ti!”.

Invoque ao Senhor, abra o seu coração e fale do que você tem medo. Coloque esta situação diante daquele que está acima de tudo: “Senhor, eu sei que Tu és maior do que esta situação. Eu sei que Tu és poderoso para mudar isso. Tire este medo do meu coração! Ensina-me a enfrentar esta luta”.

Não se entregue mais ao medo. Não deixe que ele seja seu deus. O medo é um sentimento que veio para escravizar o homem, e não para protegê-lo.

Quando nos deixamos tomar pelo medo, ficamos cada dia mais enfermos do corpo, alma e espírito.

No Renascer Praise 19, há um louvor que o Espírito Santo me deu. O coro é assim: “Espírito, me toma e não devolva. Tua vontade eu quero ser!”.

Peça para que Espírito Santo te tome e não te devolva mais para o medo. Clame: “Senhor Jesus, eu quero sentir a Tua presença. Eu quero sentir o Teu amor!”.

É assim que a gente enfrenta o dia mau, o dia da ameaça. Quando você clama a Deus, vem uma segurança no seu coração e uma ousadia, que só Deus pode te dar. 

A certeza de que o Senhor está com você está acima de tudo. Só vai acontecer o que Ele permitir. E Ele sempre tem o melhor.

Deus é por você!


Pense nisso!

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Uma mãe que aprendeu a confiar em Deus!


Olá, queridos internautas que sempre acompanham as nossas ministrações. Hoje, eu quero compartilhar um dos estudos da segunda edição da Bíblia da Mulher +QV, a nossa melhor amiga.

Vamos falar sobre filhos, nosso legado aqui na Terra! Vamos começar nosso estudo, meditando em Êxodo 2.1 a 10, que diz: “Foi-se um homem da casa de Levi e casou com uma descendente de Levi. E a mulher concebeu e deu à luz um filho; e, vendo que era formoso, escondeu-o por três meses.

Não podendo, porém, escondê-lo por mais tempo, tomou um cesto de junco, calafetou-o com betume e piche e, pondo nele o menino, largou-o no carriçal à beira do rio. A irmã do menino ficou de longe, para observar o que lhe haveria de suceder. Desceu a filha de Faraó para se banhar no rio, e as suas donzelas passeavam pela beira do rio; vendo ela o cesto no carriçal, enviou a sua criada e o tomou.

Abrindo-o, viu a criança; e eis que o menino chorava. Teve compaixão dele e disse: Este é menino dos hebreus. Então, disse sua irmã à filha de Faraó: Queres que eu vá chamar uma das hebréias que sirva de ama e te crie a criança? Respondeu-lhe a filha de Faraó: Vai. Saiu, pois, a moça e chamou a mãe do menino.

Então, lhe disse a filha de Faraó: Leva este menino e cria-mo; pagar-te-ei o teu salário. A mulher tomou o menino e o criou. Sendo o menino já grande, ela o trouxe à filha de Faraó, da qual passou ele a ser filho. Esta lhe chamou Moisés e disse: Porque das águas o tirei.”

Ter filhos é indiscutivelmente uma grande bênção, mas educá-los e, principalmente, ensiná-los no caminho em que devem andar é um grande desafio! Uma das mulheres da Bíblia que eu tenho como referencial nesta área é Joquebede, a mãe não só de Moisés, mas também de Miriã e Arão.

Joquebede viveu no Egito em um período muito crítico para o povo hebreu. Um período de escravidão e morte! Todos os filhos dos hebreus – do sexo masculino –, logo após o nascimento, eram afogados no Rio Nilo.

Aquela escravidão do povo judeu no Egito já durava mais de 400 anos e, mesmo assim, a fé de Joquebede não foi abalada. Quando o decreto, no mínimo sanguinário, do Faraó entrou em vigor, ela estava grávida de um menino. Ao contrário de todas as mães, ela não o entregou à morte, antes o consagrou a Deus, como uma oferta, crendo no livramento do Todo-Poderoso, que honrou sua fé e lhe deu sabedoria e estratégia para preservar seu filho.

A fé e confiança de Joquebede não consistiam em palavras e nem em broncas. Ela não era do tipo de mãe que obrigava os filhos a irem à igreja, mas sua fé mostrava o caminho e levou seus filhos a terem experiências com Deus, como foi o caso de Miriã, a quem ela enviou para acompanhar o trajeto, no Rio Nilo, do cestinho onde estava o bebê Moisés. Foi assim que Miriã percebeu que a filha do Faraó veria o menino e se compadeceria dele.

Eu até consigo imaginar o que Joquebede havia dito à Miriã: “Vá, querida! Não tenha medo. Ninguém vai te pegar no meio do caminho! O mesmo Deus que me deu este filho e, que nos tem ajudado a mantê-lo vivo, é contigo! Este Deus te dará bom êxito  para alcançar graça, diante da filha de Faraó!”.

E foi assim: Joquebede profetizou e aconteceu! Não só Moisés alcançou graça diante da filha de Faraó, mas também Miriã, que voltou com seu irmão para casa, mas, desta vez, escoltada. Por causa da oferta de Joquebede, toda a família foi preservada e abençoada! A obediência de Miriã também foi essencial.

O mais lindo desta história é que ela sugeriu para a filha de Faraó – que adotara Moisés – que sua própria mãe fosse a babá do menino. No final das contas, Joquebede acompanhou o crescimento de todos os seus filhos, com a proteção egípcia!

Sabe, querido leitor, nossa entrega a Deus transforma maldição em bênção!

Precisamos aprender que nossos filhos seguem mais o nosso exemplo do que nossas palavras! Nossas atitudes ensinam de tal forma que, mesmo quando eles forem adultos, não se esquecerão jamais!

Tiago 2.18: “Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé.”

Provérbios 22.6: “Ensina a criança no Caminho em que deve andar, e mesmo quando for idoso não se desviará dele.”

O que sua postura e atitude têm ensinado aos seus filhos? As suas atitudes os têm afastado ou os têm aproximado do Senhor?

Pense nisso!

terça-feira, 20 de novembro de 2018

O que importa é renascer!


João 3.1 a 7: “Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele. A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez? Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: o que importa é nascer de novo.”

Esta passagem mostra uma conversa que Jesus teve com Nicodemos, um homem influente e estudioso. Ele conhecia tudo sobre as escrituras sagradas, mas não vivia nada!

Queridos, sinceramente, o que adianta eu conhecer algo que não funciona na minha vida? O que adiante ter uma religião, se ela não me liga a Deus? Se ela não me torna uma pessoa melhor?

Eu tenho que buscar ter um contato verdadeiro com o Senhor. Tenho que buscar ser transformado. Era exatamente isso que Jesus queria que Nicodemos entendesse. O Senhor mostrou que aquele homem só poderia viver o que estava na Bíblia, se ele nascesse de novo, ou seja, se ele recebesse vida em seu interior.

Sabe, queridos, existem muitas pessoas que estão mortas por dentro. Elas apenas existem! A vida que aquele homem tinha não era suficiente para que ele pudesse discernir as verdades espirituais. 

É como se você estivesse diante de uma pessoa morta no caixão e dissesse: “Olha, eu já encontrei a solução para todos os seus problemas!”, “Já encontrou uma maneira de você se reconciliar com sua família!”. “Já descobri como você pode ser curado desta enfermidade!”. 

Essa pessoa terá alguma reação? Obviamente, não! Assim também é aquele que não tem vida no espírito. Ele não tem vida para viver a cura que Deus tem, não tem vida para viver a bênção da família, não tem vida para ser transformado, não tem vida para ser bem-sucedido. Mas tem vida para de destruir, tem vida para falar mal dos outros, tem divida para se afundar mais ainda em um vício, tem vida para se endividar, tem vida para arrebentar com sua família...

Enquanto a gente não entender que algo em nossa vida precisa mudar, nunca sairemos deste marasmo! Enquanto a gente não entender que é necessário nascer de novo, nada vai mudar. Não tem como ter resultados diferentes agindo da mesma maneira. Mas, quando você se abre para mudar, você vive o melhor da terra. Entregue sua vida para Jesus, peça para Ele te ensinar.

Talvez, você esteja pensando: “Eu tenho motivos para ser assim!”. Será mesmo? Talvez, você esteja, honestamente, enganado! Talvez, você esteja se iludindo, acreditando que uma mentira é a verdade ou não está enxergando onde você está errando. Talvez, você esteja desgastado por uma situação que te jogou ladeira abaixo.

Venha renascer em Cristo! Deus tem uma nova vida para você! Ele te amou de tal maneira, que entregou seu único filho, para que você tenha a vida eterna!


Pense nisso!

domingo, 18 de novembro de 2018

Não seja controlado pelos seus problemas!


Mateus 10.28 a 32: “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma quanto o corpo. Não se vendem dois pardais por um asse? E nenhum deles cairá em terra, sem o consentimento do vosso Pai.

E, quanto a vós outros, até os cabelos todos da cabeça estão contados. Não temais, pois! Bem mais valeis vós do que muitos pardais. Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também ei o confessarei diante do meu Pai, que está nos céus.”.

Sabe, o peso da tristeza e das ameaças é uma das formas que o inimigo usa para levar as pessoas ao desespero. Quando eu falo desespero, eu falo sobre perder o controle emocional e ser controlado pelos problemas! Parece que as situações ao nosso redor são como “deuses” em nossas vidas! São capazes de mudar nosso comportamento, nossas atitudes, dominam nossos pensamentos, moldam o nosso humor e abalam nossa fé!

Pode ser uma humilhação na família, uma ordem de despejo, uma ameaça de demissão... Ou seja, aquelas situações que nos deixam desnorteados, sem esperanças e sem perspectivas de futuro!

Mas, hoje, eu tenho uma boa notícia para você: se o inferno tem suas armas, seus enviados e suas estratégias, nós temos, ao nosso lado, Jesus Cristo. Ele veio para salvar a humanidade, através do Seu sacrifício na cruz, e deixou o Espírito Santo em nós, para nos consolar, nos direcionar e nos convencer do pecado, da justiça e do juízo!

Por mais incrível que pareça, a arma que Deus nos dá para vencer o desespero é a consequência do Espírito Santo em nós, a alegria!

A alegria que vem da fé em Jesus, de saber que até os fios de nossa cabeça estão contados, e que só vai acontecer o que o Senhor permitir.

A alegria de ter um Deus que é socorro bem presente na hora da angústia, como está em Salmo 46.1: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações.”.

A alegria de ter a convicção, a certeza que é fruto da fé na Palavra de Deus que diz em 1 João 4.4: “Maior é aquele que está em nós do que aquele que está no mundo.”.

A alegria que vem com a certeza de que a Palavra de Deus nos dá através do Salmo 37.5: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n´Ele e o mais Ele fará.”. E, depois, sabe por que Jesus veio também? Para destruir as obras do diabo!

Por isso, vou falar com você, como falava com meus filhos, quando eram pequenos e tomavam aquela “bronca”. Mude esta cara, agora! O desespero só fortalece o que veio para te assolar e destruir tudo o que você ama!

Agora, mude sua disposição interior! Você não está “largado” no mundo! Refugie-se em Deus, na sua Palavra, busque-o em oração, abrindo seu coração, procure estar o maior tempo possível na igreja, ouvindo a Palavra de Deus.

Quero finalizar o estudo de hoje, com dois versículos:

Lucas 1.37: “Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas!”

Salmo 34.6: “Clamou este aflito e o Senhor o ouviu e o livrou de todas as suas tribulações.”


Pense nisso!

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Faça do Salmo 23 a sua verdade!


Salmo 23.1: “O Senhor é o meu pastor, e nada me faltará!”.

Faça desta palavra o seu caminho!

Entre na presença do Senhor e ore: “Senhor, guia-me! Eu não quero mais que os problemas me guiem. Eu não quero que os meus traumas me guiem. Eu não quero que as dificuldades me guiem. Eu não quero que a opinião dos outros me guiem. Eu não quero que o meu cansaço me guie. Eu não quero que o meu entusiasmo me guie. Deus, conduza os meus caminhos!”

Depois de orar, espere um pouco, para que Deus te responda e te agasalhe. Eu tenho certeza de que você vai sentir a presença do Espírito Santo. Você terá paz, terá refrigério. Haverá um renovo para a tua vida.

Faça o que está na Palavra de Deus, sem olhar as circunstâncias, e nada te faltará!


Pense nisso! 

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Passando por dias difíceis sem perder a paz


Hoje, eu quero repartir com vocês um versículo que me ajudou demais em um período em que eu me senti abandona e perdida! Eu não sabia nem como começar o dia! Alias, eu já acordava chorando, desesperadamente!

Eu programava o despertador para as cinco horas da manhã. Quando ele tocava, eu não levantava, eu simplesmente me jogava da cama e, quase sem forças, colocava meus joelhos no chão e começava a orar!

Em um desses momentos de oração, Deus me visitou, através do livro de Isaías 11.2: “Repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor.”.

Essa Palavra me ajudou, porque eu estava desorientada, não sabia o que fazer, como fazer... Mas, a partir daquele dia, minha postura e minha oração mudaram: “Senhor, eu sei que o Espírito de conselho e de fortaleza está sobre Ti, por isso, me mostra a direção certa e me dê forças, para que eu não desista no meio do caminho”.

Na passagem que acabamos de ler, também está escrito que repousa sobre Ele também o Espírito de sabedoria e de entendimento.

Eu precisava entender o momento que eu estava vivendo e ter sabedoria para vivê-lo da melhor maneira possível.

Quando nós passamos pelas dificuldades sem murmurar, ou seja, com alegria e confiando em Deus, Ele nos honra.

Naquele período difícil, eu orava para que o Senhor colocasse as palavras certas em minha boca. Eu não queria ser como a mulher de Jó.

Eu pedi para que Ele derramasse sobre mim o Espírito de temor, porque eu não queria que o sofrimento me afastasse do amor de Deus. Eu queria zelar por essa relação, acima de tudo!

Buscá-lo se tornou um hábito para mim. Quando eu fiz daquela Palavra a minha verdade, passei a encarar as situações de outra maneira. Tudo ficou mais leve!

É esse o conselho que eu quero deixar para vocês! Não viva em função dos problemas. O conselho, a força, o entendimento e a sabedoria que você tanto precisa para enfrentar cada lua estão a uma oração de distância!


Pense nisso!

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Não ignore os intentos do adversário


2 Coríntios 2.11: “para que Satanás não alcance vantagem sobre nós, pois não lhe ignoramos os desígnios.”

Sabe, existem muitas pessoas que não gostam quando a gente fala de demônios. Sabe de uma coisa? O fato de você gostar ou não gostar não impede a existência de Satanás.

Ignorando, fingindo que não existe ou se escondendo como um avestruz só vai piorar a situação. Sabe como o avestruz se defende? Quando ele vê alguém vindo em sua direção, ele cava um buraco e enfia a cabeça nele. O avestruz acredita que, se ele deixar de ver, o inimigo deixará de atacá-lo. Pura ilusão.

Neste trecho que acabamos de ler, o apóstolo Paulo deixa bem claro: “Não permita que Satanás, que os demônios e que forças do mal tenham vantagem sobre você!”.

Como fazemos isso? Não ignorando quais são os desejos deles para nossas vidas!

Qual é o desejo do inferno? Vou citar alguns exemplos! Ele quer que, de repente, você receba um diagnóstico e já se entregue à enfermidade. Ele quer que você enlouqueça e se afaste de Deus, porque você é uma pessoa boa, que fez tudo sempre muito certo, e que tem tanta gente ruim mais saudável do que você.

Este ambiente de revolta, mágoa e incredulidade é um campo fértil para que o mal na sua vida progrida.

Agindo desta forma, você está ignorando o mundo espiritual. O mundo espiritual existe! Entenda, de uma vez por todas, que o mal existe e quer te destruir! Se você se afastar do Senhor, ele te atingirá com mais facilidade.

Sabe o que o inferno quer? Criar loucura dentro de sua casa para destruir o seu casamento, a sua família. Ele quer que você fique descompensado, que você amaldiçoe, que você seja implicante. O inimigo quer instaurar o inferno na sua casa! Não se entregue mais a atitudes que podem te destruir.

Vou dar mais um exemplo de como a gente faz com que Satanás alcance vantagem sobre nós. Você orou tanto para que Deus te dar uma porta de emprego. Ele dá, mas, depois, com o passar do tempo, aparece uma oportunidade melhor. O que você faz? Chuta o pau da barraca, fala mal e faz baixaria do lugar que tanto de abençoou. Pessoas assim se esquecem de que o mundo é cíclico. Em vez de sair deixando uma porta aberta, anulam todas as possibilidades.

O que mais o inimigo quer? Que você fique olhando para trás, que você fique fazendo viagens de culpa, e não se preocupe com o dia de hoje!

O diabo quer te colocar em relacionamentos infrutíferos. Relacionamentos que te deixam atormentado, sem paz! Quando você trai o seu marido, quem alcança vantagem? Satanás!

Em vez de desfrutar da família que Deus deu, você vai se perdendo nesta ilusão.

Assim como Paulo orientou, você precisa saber qual é o desejo do inferno para sua vida e trabalhar para que ele não se concretize.

Nosso inimigo não desiste. Ele sempre vai tentar uma abordagem diferente para te destruir. Tome cuidado para você não fazer a vontade daquele que só quer te matar, te roubar e te destruir. Matar sua família, matar seu ministério, matar seu amor próprio, matar suas esperanças... Roubar tua paz, roubar tua consciência, roubar teu dia, roubar a porta que Deus te abriu, roubar a alegria de estar com a família... Destruir seus sonhos, destruir suas motivações...

Hoje, de uma vez por todas, você vai tomar uma decisão: “A partir de hoje, eu vou fazer bem para mim, eu vou parar de me autossabotar. Eu só vou buscar coisas que não me destruam. Eu vou buscar forças para viver bem comigo, com os outros e com Deus.”.

Eu quero finalizar o Pensamento do Dia de hoje com um convite: Venha renascer em Cristo! Na igreja, você vai viver a Palavra Deus, vai aprender a viver e a não cair nos enganos da tua carne.


Pense nisso!

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Deus não é o problema, é a solução


Provérbios 3: 5 a 8 “Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal; será isto saúde para o teu corpo e refrigério, para os teus ossos.”

Em um de nossos cultos, nós lemos este texto e falamos sobre Daniel. Daniel era um homem que tinha todos os motivos para não caminhar mais com Deus! Ele era um príncipe e, de repente, foi reduzido à condição de escravo. Foi tirado de sua casa e, durante dois meses, foi arrastado até a Babilônia.

Chegando lá, para servir no palácio do rei, foi mutilado em seu corpo! Todos seus sonhos e projetos de vida desmoronaram diante dos seus olhos. Que futuro teria um escravo estrangeiro? Que futuro teria um homem cujo órgão reprodutor foi decepado?

Mas Daniel, em nenhum momento, considerou Deus o causador do seu mal! Pelo contrário, ele viu no Senhor a solução de todos os problemas.

Sabe, meu pai é advogado, e ele me ensinou que cada um interpreta a lei de uma forma diferente, ou seja, uma lei pode, ao mesmo tempo, absolver e condenar alguém!

Na passagem que nós acabamos de ler, está escrito: Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento!. O que isso quer dizer? Que, muitas vezes, somos enganados por nossas próprias deduções. Às vezes, caminhar de acordo com o que você interpreta pode ser um péssimo negócio, porque você pode estar entendendo tudo errado!

Você acaba interpretando as situações da maneira que o inferno quer que você interprete! Por isso, existem tantas pessoas machucadas e assoladas fora da igreja e culpando a Deus! Chegou a hora de dar um basta nesta situação!

Chega de fazer de Deus o culpado! Comece a fazer d’Ele sua solução! Foi isso que Daniel fez! Ele não culpou Deus, porque teve que deixar sua casa, porque sua família foi destruída, porque seu povo foi assolado...

Ele não culpou Deus por ter sido arrastado até a Babilônia! Ou você acha que ele foi a cavalo? Não! Foi acorrentado como um prisioneiro!

No versículo 6, do terceiro capítulo de Provérbios, está escrito: Reconheça a Deus em todos os seus caminhos.

Esse, justamente, foi o segredo de Daniel!

Hoje, você vai começar a se posicionar como ele. Comece orando: “Deus, eu acho que o Senhor não está comigo, mas, se o Senhor estiver, ajude-me a enxergá-Lo!”.

Você vai ver que, apesar das dificuldades da vida, Deus tem te acompanhado! Se você não enxerga nada, pelo menos, enxergue Deus! Ele está, através deste texto, falando: “Você pode estar machucado, abandonado, com a saúde comprometida, mas Eu estou contigo! Se você Me invocar, Eu te responderei!”.

Daniel pensou dessa forma e ainda jejuou! Entregou uma oferta! O que ele tinha para entregar? Os banquetes do rei! Deus deu graça a ele. Em dez dias, ele já estava melhor que os outros príncipes.

Faça o mesmo! Não se conforme em estar nessa situação que você está! Não se conforme em ser essa pessoa assolada, magoada, aflita, invejosa e cheia de ódio! Mas levante-se e busque ao Senhor! Volte! Deus é a solução! Ele enviou Jesus para nos salvar! Salvar de quê? Dos nossos sentimentos, pensamentos e deduções!

No versículo 7, das passagem que eu citei acima, está escrito: Não seja sábio aos seus próprios olhos!  Você está distante de Deus e ainda acha que está certo? Para onde este caminho está te levando? Volte!

Deus te dará o mesmo que deu para Daniel: luz, inteligência e excelente sabedoria!

Seja o tempo bom ou ruim, favorável ou desfavorável, Deus vai te honrar, porque Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente!

Os grandes caem, mas aqueles que buscam a Deus permanecem! 

Pense nisso!

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

De repente, tudo mudou!


Filipenses 3.12 a 14: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. 

Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”

No programa “De Bem com a Vida”, somos edificados com muitos testemunhos. Um deles foi a fonte de inspiração para o Pensamento de hoje. É de uma moça que viu, do dia para noite, sua vida virar de cabeça pra baixo.

Ela tinha um relacionamento de quatro anos e achava que conhecia o noivo como ninguém. Ela convivia com os pais desse rapaz, conheceu os filhos, os irmãos... Se prepararam para o casamento, viram apartamento, planejaram a festa, fizeram o enxoval... Era uma relação aparentemente normal.

Dois meses antes da cerimônia de casamento, veio a bomba. O noivo decidiu fazer uma revelação: “Olha, eu preciso te falar algo! Me desculpe não ter falado antes, eu não tive coragem, porque nosso relacionamento é tão bom, somos tão felizes... Eu te amo demais, mas preciso ser honesto com você. Sou casado há 18 anos com outra pessoa!”.

Meu Deus! O sonho de amor simplesmente desmoronou. E, no meio daquela loucura, ela conseguiu tomar uma atitude sábia: desistir daquele relacionamento. Ela fez certo em não querer ser responsável pela destruição de uma família.

A mãe dessa jovem tinha o costume de convidá-la para assistir cultos. Desolada, ela, então, decidiu conhecer a igreja. Ali, encontrou meios para administrar toda aquela mudança. E, no meio desse processo, aquele passado persistiu em bater na sua porta: “Olha, eu te amo! Fica comigo! Eu não vivo sem você!”...       

Ela saiu de um relacionamento, mas a nova realidade era ficar sozinha e sem perspectivas. Ela tinha alguém que a acolhia, que a protegia, que lhe dava carinho... para depois não ter nada!

Sabe, mudanças como essas nos fazem ficar lembrando de um passado, desejando voltar para um lugar que simplesmente não existe mais... Para aquela jovem, não existia mais o noivo, mas o enganador, o mentiroso, o traidor....

Seguir em frente com esse relacionamento seria o mesmo que assinar uma sentença de enganação perpétua, afinal, ele mentiu para todos e por tanto tempo. Quem garante que ele não mentiria mais?

Aquele relacionamento nunca existiu, alias, só existiu para ela! Imagine a situação. Como não deve ter sido difícil para ela colocar uma pedra naquela situação e seguir um novo rumo.

Sabe você pode, diante de algumas coisas, dizer: “Eu não consigo! Eu quero meu casamento de volta!”, mas não pode se entregar!

Sabe, Paulo nos deixou dois conselhos preciosos. E eu quero terminar este post dividindo esses conselhos com vocês:

1- Feche a porta para o passado

Foi bom? Foi incrível? Então: “Senhor, muito obrigada, porque eu tive um passado feliz! Ajude-me a construir um bom futuro. Eu escolho seguir em frente com serenidade e dignidade!”.


2-Prossiga para o alvo: coloque objetivos.

Aquela moça não enterrou seus sonhos e seu futuro naquele relacionamento que não deu certo.

Pelo contrário, viajou, trabalhou, curtiu a família, saiu com as amigas, se envolveu no ministério, começou a praticar esportes... Colocou sua vida em movimento! Ela escolheu dar valor aos que ficaram...

A história dela não acabou na decepção, mas na restituição! Deus enviou, literalmente, a pessoa certa para ela! Hoje, ela tem um relacionamento verdadeiro!

Em nome de Jesus, administre a mudança, mudando também, se deixando transformar e se abrindo para o novo tempo que o Senhor tem.