Páginas

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

As lutas não definem quem somos, mas nossas reações, sim!


Daniel 1.6 a 8: “Entre eles, se achavam, dos filhos de Judá, Daniel, Hananias, Misael e Azarias. O chefe dos eunucos lhes pôs outros nomes, a saber: a Daniel, o de Beltessazar; a Hananias, o de Sadraque; a Misael, o de Mesaque; e a Azarias, o de Abede-Nego.

Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se.”

Veio o grande cativeiro, e os príncipes foram arrastados até a Babilônia.  Sabe, queridos, as lutas vêm para desorganizar nossa vida, para nos tirar do eixo.  

Vou citar um exemplo bem simples! O que acontece quando você vai ao mercado sem saber o que tem na dispensa da sua casa? Você acaba comprando o que está sobrando e deixa de levar o que você realmente precisa.

Por causa da desorganização, gastamos nossos recursos e nossa energia desnecessariamente. E, ainda por cima, ficamos com um grande prejuízo.

As lutas vêm para que você também deixe de enxergar o Senhor. Do que você mais precisa no meio da luta? De Deus, é claro! A última coisa que você precisa é ficar confuso. A última coisa que você precisa é se entregar ao desespero, porque o que vence o mundo é a nossa fé. Só se aproxima de Deus quem tem fé!

Mantenha sua fé, porque as lutas vêm para mudar o seu nome, assim como mudaram o nome de Daniel (para Beltessazar), Hananias (para Sadraque), Misael (para Mesaque) e de Azarias (para Abednego), na Babilônia.  

O inimigo quer mudar o seu nome. Quer que você seja conhecido como endividado, abandonado, azarado, estéril, doente, incapaz...

Em nome de Jesus, você não é nada isso. Você vai se levantar e buscar ao Senhor. Você não vai deixar que esta luta de contamine.

O que vai prevalecer é o nome que Deus te deu. Você é amado! Tão amado, que Ele entregou seu único filho para te salvar, te livrar e te fazer viver a diferença!

Quiseram mudar o nome de Daniel, mas não conseguiram. Ele se manteve firme no propósito de ser aquilo que Deus determinou. Sabe o que quer dizer Daniel? "O Senhor é o meu juiz".

Todos os reis da Babilônia caíram. Da mesma forma, esta enfermidade não vai permanecer, esta perseguição não vai permanecer, essa crise financeira não vai permanecer, essa loucura não vai permanecer...

Deus é o seu juiz. Ele vai julgar a seu favor! 

Pense nisso!

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

O amor na medida certa!


Mateus 22.34 a 46: “Ouvindo isto, as multidões se maravilhavam da sua doutrina. Entretanto, os fariseus, sabendo que ele fizera calar os saduceus, reuniram-se em conselho. E um deles, intérprete da Lei, experimentando-o, lhe perguntou: Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? 

Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.”

Nesta passagem, vemos alguns religiosos ‘testando’ os conhecimentos de Jesus! Eles queriam saber se o Messias realmente conhecia as Escrituras Sagradas. Nem preciso dizer que eles tomaram um baile!

Um deles perguntou: “Jesus, qual é o principal mandamento?”. E Jesus respondeu: “Tudo, absolutamente tudo, na sua vida irá bem, se você colocar Deus em primeiro lugar!”.

Esse é um grande segredo espiritual! Amar a Deus sobre todas as coisas é deixar a vida mais leve. De repente, tudo faz sentido! Nas mais terríveis tempestades, ficamos tranquilos!

“E o segundo mandamento, Jesus?”, voltou a questionar o religioso. Jesus, então, disse: “Para você dar certo no seu relacionamento, na sua casa, na sua família, ame ao próximo como a ti mesmo!”.

Essa é a medita: nem mais, nem menos!

Hoje, eu quero falar sobre amar mais!  Há pessoas que, na sua carência, amam os filhos além da medida! Acabam se despersonalizando, deixando de ser pai, de ser mãe, de corrigir, de educar, de instruir... e acabam criando uma pessoa desrespeitosa!

Você achou que não corrigindo seu filho, ele te amaria mais? Você achou que não ensinando seu filho, ele te amaria mais? Você achou que deixar seu filho fazer tudo o que ele quis, realmente te tornaria mais amado por ele? Não, não e não!

Você está cometendo um grande erro! “Sufocar” os filhos é grave! Ser omisso é gravíssimo! Você está abrindo uma porta para a internet, para os amigos e para programas de TV educarem seu filho! O risco de ele trilhar um mau caminho é muito grande!

Você achou que não levando seu filho para a Casa do Senhor foi a melhor escolha? “Mas Bispa, quando ele for grande, ele decide!”.

Em Provérbios 22.6, está escrito: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.”.

Quando você é omisso, acaba criando uma pessoa aberta para forças demoníacas, aberta para toda a sorte de espíritos malignos! Entenda, de uma vez por todas, que a formação do caráter dos seus filhos também é uma responsabilidade sua! Não se anule mais!

Para você amar alguém da forma correta, ame-a da mesma forma que você se ama! Não ame menos, sendo uma pessoa egoísta, arrogante, intratável e a dona da verdade! E não a ame além da medida.

Cuidado! Se você não for equilibrada, vai acabar perdendo seu marido! Uma mulher sem personalidade constrói sua própria ruína. Um marido que faz tudo o que a mulher quer coloca seu lar em desiquilíbrio!

Isso vale também para os namorados!  Ela dá chilique, briga, te humilha, e o que você faz? Se rasteja diante dela! Sabe o que vai acontecer? Você nunca será valorizado! “Bispa, a senhora não entende. Eu amo muito minha namorada! Tenho medo de perdê-la!”. Se você continuar neste caminho, vai perder mesmo!  Você corre um grande risco de ser trocado por outro! Relacionamento envolve amor, respeito, cumplicidade e reciprocidade!

“Bispa, essa palavra nem é pra mim! Nem faço parte do time dos casados e dos namorados!”.  Essa palavra é para todos! Todos nós cometemos excessos! Existem pessoas, por exemplo, que são engraçadinhas além da conta! Sabe como elas são conhecidas? Como inconvenientes! E quem é bonzinho demais? Meu Deus! Dá uma aflição! A pessoa vive em função dos outros. É humilhado, explorado... e acha que está tudo bem!? Não está! Isso é falta de amor próprio!

Queridos, tudo o que passa da medida está errado! Acaba sendo desprezado. Por exemplo, quando a fruta está verde, ela causa um mal estar, mas, se ela está passada, pode nos deixar doentes! O “a amais” é extremamente prejudicial.

Aproveite este final de semana para você rever seus conceitos! Para você refletir nas suas atitudes! Busque equilíbrio no Senhor!

De repente, o problema está em sua baixa-autoestima, que tem te colocando em situações que você não merece! Sabe, queridos, só é respeitado quem se respeita!

Jesus deixou bem claro: “Desses dois mandamentos, depende tudo, inclusive, a lei e os profetas!”.

Quando você não se ama, você também não ama a Deus, porque foi Ele quem te criou! Sua vida tem valor! O Senhor não entregaria seu único filho para morrer por um "nada"!

Não se compare aos outros. Todas as pessoas nasceram com dons e com uma missão na terra!

Volte para a Casa do Senhor! Venha se posicionar, porque você vai ver como tudo vai melhorar!

As leis do Senhor não são proibitivas, elas nos habilitam a viver o melhor aqui na terra!


Pense nisso!

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Estão falando mal de mim, e agora?


Neemias 6.3: “E enviei-lhes mensageiros a dizer: Faço uma grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco?”

O Senhor chamou Neemias para reconstruir os muros de Jerusalém, e, quando os opositores da obra souberam que o muro tinha sido edificado e que nele não havia nenhuma brecha, tentaram intimidá-lo através de uma conspiração. Eles diziam: "Venha ao nosso encontro. Estamos nas aldeias, e temos uma coisa muito importante para te dizer. Você não tem noção do que as pessoas estão falando ao seu respeito!".

A conspiração era tão grande, que eles contrataram Noadia, um profetiza, para falar “em nome de Deus”, para que Neemias ficasse preocupado com os comentários e deixasse a obra de lado.

Que crueldade! Sabe qual foi a reação de Neemias?

Através de seus mensageiros, ele deu o seguinte recado: "Estou fazendo uma grande obra, e não posso parar!". 

As pessoas não se limitam em apenas falar mal de você, mas fazem questão de mostrar isso! Sabe por quê? Para te intimidar, te desviar do foco, para te desestruturar, para te fazer perder a linha!

Neemias estava cercado de inveja. Os vizinhos queriam, de qualquer jeito, paralisar a obra. Em quanto Neemias motivava o povo, eles colocavam empecilhos.

 A Palavra de Deus nos adverte em relação a pessoas assim.

2 Timóteo 3.1 a 5 “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te."

Por isso, nestes casos:

1- Fuja! Se puder, delete de todas as redes sociais

Já percebeu que, quando você está feliz e bem resolvido, sempre aparece alguém no Facebook com indiretas para, literalmente, azedar seu dia? Você não precisa de amigos assim. Alias, quem disse que isso é amizade?

2- Ocupe-se com a obra de Deus, com a sua família e com o seu trabalho

Faça o dobro! Sabe, ninguém tem inveja ou fala mal de derrotados! Estes, eles já condenaram.

Em Neemias 4.8 e 9, está escrito: "E ligaram-se entre si todos, para virem guerrear contra Jerusalém, e para os desviarem do seu intento. Porém nós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite, por causa deles."

3- Ore, jejue e coloque esta situação diante do Senhor

A vingança pertence a Deus. Sabe, o fato de você continuar de pé, firme e inabalável já é uma grande vingança e uma prova, incontestável, de que maior é aquele que está em você.
Isso foi exatamente o que Neemias fez.

Neemias 4.3 a 5: “E estava com ele Tobias, o amonita, e disse: Ainda que edifiquem, contudo, vindo uma raposa, derrubará facilmente o seu muro de pedra. Ouve, ó nosso Deus, que somos tão desprezados, e torna o seu opróbrio sobre a sua cabeça, e dá-os por presa, na terra do cativeiro. E não cubras a sua iniquidade, e não se risque de diante de ti o seu pecado, pois que te irritaram na presença dos edificadores.”

4- Lance toda sua ansiedade diante de Deus e clame até que a paz do Senhor invada seu coração.

Isso te protegerá e te ajudará a realizar, sem alteração de ritmo ou de ânimo.

Filipenses 4.5 a 7: “Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.”

5- Confie na justiça de Deus!

Não permita que isso contamine seu coração. Tenha consciência de que quem quer falar mal de você não vai mudar de opinião com suas explicações ou com os seus revides.

Romanos 8.31 a 33 “Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.” 

Pense nisso!

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Escolhas e consequências


No livro de Rute, logo no primeiro capítulo, há um relato sobre a história de um homem que, para fugir da escassez, decidiu procurar um lugar melhor para sua família morar. Detalhe: Ele esteva completamente desesperado.

Vamos entender melhor a situação dele, lendo o Rute 1.1 a 5: “Nos dias em que julgavam os juízes, houve fome na terra; e um homem de Belém de Judá saiu a habitar na terra de Moabe, com sua mulher e seus dois filhos. Este homem se chamava Elimeleque, e sua mulher, Noemi; os filhos se chamavam Malom e Quiliom, efrateus, de Belém de Judá; vieram à terra de Moabe e ficaram ali. Morreu Elimeleque, marido de Noemi; e ficou ela com seus dois filhos, os quais casaram com mulheres moabitas; era o nome de uma Orfa, e o nome da outra, Rute; e ficaram ali quase dez anos. Morreram também ambos, Malom e Quiliom, ficando, assim, a mulher desamparada de seus dois filhos e de seu marido.”.

Elimeleque saiu da terra que habitava, debaixo de pressão e estresse. Talvez, você não esteja vivendo uma situação de calamidade, mas, está cansado do lugar que você mora.

Existem muitas pessoas que me procuram e já vêm com aquele discurso carregado de imaturidade: “Eu vou morar em outro país. Não aguento mais!”, “Bispa, eu não aguento mais o meu chefe, vou largar tudo! Pensando bem, vou mudar de carreira!”, “Bispa, eu decidi sair de casa, não aguento mais minha família”...

Talvez, você tenha começado o dia com esses pensamentos. Mas sabe de uma coisa? Antes de tomar qualquer decisão, pergunte-se: Na hora do estresse, onde eu tenho depositado minhas sementes? Qual é a base da minha vida?

Elimeleque saiu com a esposa e filhos, vendeu tudo o que tinha e investiu todos os seus recursos em uma terra que ele considerava próspera, uma terra em que ele via todo mundo dando certo, todo mundo prosperando e evoluindo.

Ele achou que havia fugido da seca, das dificuldades financeiras e que havia encontrado o paraíso. Mas, sabe o que aconteceu? Ele e os dois filhos morreram, e a família ficou na miséria! Restaram somente três mulheres viúvas.

Mas, Bispa, qual foi o erro de Elimeleque? Ele deduziu que aquele seria o melhor caminho! Ele caminhou de acordo com o que ele via, ou seja, não buscou uma direção do Senhor!

Da tragédia, uma trajetória!

No meio de toda aquela loucura e tristeza, Noemi, viúva de Elimeleque, conversou com suas noras a as aconselhou a voltarem para suas terras. Orfa chorou, mas decidiu seguir o conselho da sogra! Rute, por outo lado, decidiu ficar. Ela não agiu de acordo com os seus interesses, mas de acordo com aquilo que recebera de Deus.

Rute era fiel e leal! Mesmo com a morte do marido, não entregou os pontos. Muitos, no lugar dela, teriam ido embora sem titubear. Assim como existem pessoas que te caçoam, porque você vai à igreja. Talvez, no seu grupo de amigos, você seja o único cristão.

E daí que você é minoria? Essas pessoas que zombam da sua fé podem resolver todos os seus problemas? Com certeza, não!

Honre sua aliança com Deus, assim como Rute fez! Ela honrou também a aliança que tinha com a sogra e com o marido, que, ainda por cima, estava morto! Investiu toda a sua vida em uma senhora viúva e pobre. Não foi nada fácil! Rute teve que desdobrar para sustentar a casa!

Sabe como termina esta história? Com a restituição de Rute e Noemi! Elas voltaram para Israel, e Rute casou-se com Boaz um homem integro e, por coincidência, o mais rico da terra.

Tem um detalhe nesta história, que, com certeza, vai te emocionar! Naquela época, o primeiro filho, de alguém que era viúva, levava o nome do marido que morreu! O que isso quer dizer? Noemi teve um neto! Rute teve mais filhos e entrou na genealogia de Jesus!

Quem você quer ser nesta história: Elimeleque (o estressado), Orfa (a precipitada) ou Rute (a fiel)?

Você tem certeza de que essa atitude que você está prestes a tomar é a direção que Deus tem para sua vida?

Muitos podem questionar o seu envolvimento na igreja ou sua aliança com Deus, dizendo que você está perdendo tempo! Será que está perdendo mesmo?

Será que você não está sendo roubado pelo seu imediatismo. “Ah, Bispa! Todo mundo está se dando bem lá, então, eu vou também!”.Tá certo! Mas vai quebrar a cara igual a todo mundo também! 

Busque Deus em primeiro lugar! Quero terminar este post com Salmos 37.5: "Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n´Ele, e o mais Ele fará.".

Pense nisso!

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Casamento, um lugar de transformação


João 2: 1 a 11: "Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, achando-se ali a mãe de Jesus.  Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento.  

Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho.  Mas Jesus lhe disse: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. Então, ela falou aos serventes: Fazei tudo o que ele vos disser.  Estavam ali seis talhas de pedra, que os judeus usavam para as purificações, e cada uma levava duas ou três metretas. Enchei de água as talhas. 

E eles as encheram totalmente.  Então, lhes determinou: Tirai agora e levai ao mestre-sala. Eles o fizeram. Tendo o mestre-sala provado a água transformada em vinho (não sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que haviam tirado a água), chamou o noivo  e lhe disse: Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora".

Na Bíblia da Mulher +QV, eu me refiro ao casamento como um lugar de transformação. Foi exatamente isso que aconteceu em Caná da Galileia.

Sabe, muitas pessoas acham que a felicidade está restrita ao dia do casamento e à lua de mel, mas isso é uma grande mentira.

Eu sou prova viva de que o casamento é um lugar de transformação, porque eu me tornei uma pessoa melhor, depois que eu me casei com o Apóstolo. Eu até me sinto mais bonita, porque estar com ele me faz tão bem.... O mais importante de tudo é que nós buscamos ao Senhor, juntos!

Sabe, talvez você tenha ao seu lado uma pessoa que é uma bênção, alguém que ora por você, que te promove, que trabalha para você ter o melhor... mas o inimigo coloca intrigas e situações desgastantes que te fazem duvidar do amor que você sente. Isso está quebrado, em nome de Jesus!

Essas confusões só acontecem, quando abrimos uma brecha. O que eu vejo naquele casamento, que nós acabamos ler, é que os noivos não abriram nenhuma brecha, eles não ficaram procurando culpados para aquela situação de crise, pelo contrário, eles correram atrás da solução!

Está é a primeira atitude que você precisa tomar! Quando você corre atrás da solução, sabe quem você encontra? Jesus! Quando você procura culpados? Sabe o que você encontra? Mais confusão!

Em segundo lugar, deixe Jesus interferir no seu casamento! Deixe que Ele te conduza, não os seus sentimentos, suas mágoas ou suas frustrações.

Jesus fez um grande milagre naquele casamento. Os noivos não foram envergonhados! Sua esperança nesta união não será envergonhada.

Quando existe verdade, honestidade e disposição, para que os problemas sejam resolvidos, não há fracasso!

Quando você entregar o seu casamento para Jesus, sabe o que vai acontecer? Não faltará nada, porque, quando fazemos do Senhor o nosso pastor, ele nos supre em todas as áreas.

Pense nisso!

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Filhos, nosso maior legado!


Olá, queridos internautas que sempre acompanham o meu site. Hoje, eu quero compartilhar um dos estudos da “Bíblia da Mulher +QV”, nossa melhor amiga.

Vamos falar sobre filhos, nosso legado aqui na Terra! Vamos começar nosso estudo, meditando em Êxodo 2: 1 a 10.

Ter filhos é indiscutivelmente uma grande benção, mas educá-los e, principalmente, ensiná-los no caminho em que devem andar é um grande desafio! Uma das mulheres da Bíblia que eu tenho como referencial nesta área é Joquebede, a mãe não só de Moisés, mas também de Miriã e Arão.

Joquebede viveu no Egito em um período muito crítico para o povo hebreu. Um período de escravidão e morte! Todos os filhos dos hebreus (do sexo masculino), logo após o nascimento, eram afogados no Rio Nilo.

Aquela escravidão do povo judeu no Egito já durava mais de 400 anos e, mesmo assim, a fé de Joquebede não foi abalada. Quando o decreto, no mínimo sanguinário, do Faraó entrou em ação, ela estava grávida de um menino. Ao contrário de todas as mães, ela não o entregou à morte, antes o consagrou a Deus, como uma oferta, crendo no livramento do Todo-Poderoso, que honrou sua fé e lhe deu sabedoria e estratégia para preservar seu filho.

A fé e confiança de Joquebede não consistiam em palavras e nem em broncas, cobrando seus filhos de “irem à igreja”, antes, sua fé mostrava o caminho e levou seus filhos a terem experiências com Deus, como foi o caso de Miriã, a quem ela enviou para acompanhar o trajeto, no Rio Nilo, do cestinho onde estava o bebê Moisés. Foi assim que Miriã percebeu que a filha do Faraó veria o menino e se compadeceria dele.

Eu até consigo imaginar o que Joquebede havia dito à Miriã: “Vá, querida! Não tenha medo. Ninguém vai te pegar no meio do caminho! O mesmo Deus que me deu este filho e, que nos tem ajudado a mantê-lo vivo, é contigo! Este Deus te dará bom êxito  para alcançar graça, diante da filha de Faraó!”.

E foi assim: Joquebede profetizou e aconteceu! Não só Moisés alcançou graça diante da filha de Faraó, mas também Miriã, que voltou com seu irmão para casa, mas, desta vez, escoltada. Por causa da oferta de Joquebede, toda a família foi preservada e abençoada! A obediência de Miriã também foi essencial. O mais lindo desta história é que ela sugeriu para a filha de Faraó, que adotou Moisés, que sua própria mãe fosse a babá do menino. No final das contas, Joquebede acompanhou o crescimento de todos os seus filhos, com a proteção egípcia! Nossa entrega a Deus transforma maldição em bênção!

Precisamos aprender que nossos filhos seguem mais o nosso exemplo do que nossas palavras! Nossas atitudes ensinam de tal forma que mesmo quando eles forem adultos não se esquecerão!

O que sua postura e atitude têm ensinado aos seus filhos? Como está escrito em Tiago 2.18: “Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé.”.

Que, em sua casa, a sua fé em Jesus possa estimular os outros a andarem pelo mesmo caminho!


Pense nisso!

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Um grande mal da atualidade: falta de equilíbrio


2 Timóteo 1.7: “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação”.

Uma das coisas que me marcaram muito é o fato de Calebe ter esperado 45 anos. Posso concluir que ele tinha um espírito de moderação. Só alguém muito equilibrado consegue suportar ficar todo este tempo no deserto, sem perder a fé e a alegria.

Sinceramente, equilíbrio é o que mais tem faltado nas pessoas, ultimamente. Nunca vivi em uma época de pessoas tão desequilibradas! Um dia, amam... No outro, odeiam, a ponto de matar! No domingo, estão louvando a Deus na igreja... Na segunda, não acreditam em mais nada!

De uma mesma fonte, não podem proceder coisas boas e coisas ruins. Isso é sinal de contaminação.

Se você está assim é tempo de se purificar. O que está contaminando o seu coração? A gente se livra do mal que habita em nós, confessando para Deus o nosso pecado. Temos que expor nossas vulnerabilidades e nossas falhas.

Hoje, você vai tirar toda a sujeira de debaixo do tapete. Sabe aquelas pessoas que limpam a casa superficialmente? Mais cedo ou mais tarde, o pó que estava debaixo da cama, debaixo dos armários, da mesa... será exposto. Pode ser através de uma alergia respiratória ou através de uma visita que deixa cair o brinco no chão e, ao se abaixar, vê toda aquela sujeira de baixo do sofá! Meu Deus, que vergonha!

Quem está sujo não consegue disfarçar por muito tempo! Por isso, limpe-se, humilhe-se diante do Senhor.

Sabe, em Ezequiel 21, está escrito que aqueles que se humilham diante do Senhor serão exaltados.

Além da moderação, Deus nos deu o amor! Quando você tem convicção no amor, o medo desaparece! Em 1 João 4, está escrito que o amor lança fora o temor.

Que, hoje, você se sinta agasalhado pelo amor de Deus. Olha, só vai acontecer o que Ele permitir. Não cai uma folha da árvore, sem que seja da vontade d´Ele.  E essa guerra que estou vivendo, bispa?

Guerra é disputa de território! O inimigo quer conquistar um território que te pertence, e você está na posição de defesa, lutando para manter o que você ama. É uma zona de conflito!

Para vencer, você precisa se armar com a Palavra de Deus, se fortalecer em jejum e oração. Você não vai entregar os pontos, vai resistir até o fim!

Peça para o Senhor te fortalecer e te dar sabedoria, para lidar com as situações da melhor maneira possível.

Murmuração atrai o exterminador, mas a humildade atrai a graça de Deus!

Aquele que tem suas misericórdias renovadas, a cada manhã, vai te conduzir em triunfo e te mostrar o amor que tem por você. Você não é uma criatura, é filho amado do Senhor!

Ainda falando em guerras, quero falar um pouco mais sobre Calebe. Ele esperou 45 anos para viver a promessa! Ao entrar na Terra Prometida, ele poderia ter falado para Josué: Olha, eu já suportei tudo o que eu podia, já esperei demais... Por favor, coloque outro para lutar no meu lugar!

Mas ele pediu para guerrear! Era ousado! Está é outra marca que Deus deixou em nós!

Aquele que te enviou te fará mais que vencedor. Sua esperança no Senhor não será envergonhada!


Pense nisso!

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Ressurreição em vida!


João 11.15: “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que esteja morto viverá”.

É meio estranho o que vou falar, mas faz sentido! Quantas vezes parece que estamos mortos? Mortos, sim! Eu acredito que a gente esteja vivendo um tempo de mortos vivos, sabia? Você, por exemplo, teve um relacionamento amoroso muito intenso... Aquela ilusão, aquele sonho, aqueles planos... mas está tudo acabado, literalmente morto!

Você até fica com raiva de quem toca no assunto. Sabe por quê? Porque você lutou, investiu, abriu mão de muitas coisas! Mas o que sobrou? Só frustração! Uma dor tão profunda, que você não quer se abrir para um novo relacionamento. Aquele papo de “felizes para sempre” ficou só no conto de fadas!

Quem sabe você está morto para ouvir a Palavra de Deus. Um dia, você foi à igreja, ouviu a Palavra, sentiu a presença do Senhor, se envolveu nos ministérios, mas teve tantas decepções com homens, que hoje você tem raiva! Falou em igreja, você sai correndo!

Sabe, Marta, irmã de Lázaro, estava assim. Jesus chegou para ressuscitar Lázaro, e quando Ele disse: “Retire a pedra!”, ela falou: “Não toque na tumba! É tarde demais”. Na verdade, ela esperava que Jesus chegasse a tempo de curá-lo e não o deixa-se morrer. Mas, não! Ele chegou “atrasado”.

Não é assim que pensamos? “Eu acreditei, eu jejuei, orei, fiz um voto no altar, fui aos cultos... Eu trabalhei, mas o Senhor não chegou. Agora, não mexa! Não tire essa pedra! Sabe por quê? Já apodreceu na raiva, na mágoa, na tristeza que eu tenho, na dor que eu decidi levar para toda a vida! Não toque nessa ferida...”

Mas, mesmo que você pense assim e subestime o poder do Senhor, Jesus te fala, hoje: “Tire essa pedra, porque eu tenho a ressurreição! Tire essa pedra, porque eu ainda não terminei a obra em sua vida! Volte para o altar.”.

E, então, você vai voltar mais maduro. Vai voltar para não cair na conversa de qualquer um, para não entrar nas conspirações daqueles que têm o espirito do anticristo. Às vezes, até falam que são de Deus...

Mas como alguém que dirige igreja quer destruir a outra igreja que também prega o evangelho? Como alguém pode pregar o amor de Cristo e, ao mesmo tempo, se alegrar com a destruição dos outros? Isto é confusão! Casa dividida não prospera.

Mas você vai voltar para ter experiências com Deus! Tire essa pedra, porque é tempo de viver ressurreição!

Tire essa pedra! Deixe de ser tão amargo, decepcionado, maldizente! Sabe, queridos, nós podemos fazer estoque de tudo: de comida, de dinheiro..., mas não tem como fazer um estoque de vida! Deus só deu uma para nós vivermos, por que não vive-la da melhor forma possível?

Jesus te fala, hoje: Vem, eu sou a ressurreição e a vida!

A glória da segunda casa é melhor do que a da primeira. A restauração sempre é muito melhor!

É como aquelas pessoas que vivem em belas casas, mas está tudo velho! Aí, vem a reforma! Nossa! Meu Deus! Nem parece a antiga, está muito melhor! Assim será com você! Hoje, em vez de fazer uma aliança com a morte, você vai se aliançar com Jesus, o caminho a verdade e VIDA!


Pense nisso!