Páginas

sexta-feira, 6 de julho de 2018

A superação de Rute e Noemi


Rute 4: 13 a 22 “Assim, tomou Boaz a Rute, e ela passou a ser sua mulher; coabitou com ela, e o SENHOR lhe concedeu que concebesse, e teve um filho.  Então, as mulheres disseram a Noemi: Seja o SENHOR bendito, que não deixou, hoje, de te dar um neto que será teu resgatador, e seja afamado em Israel o nome deste. Ele será restaurador da tua vida e consolador da tua velhice, pois tua nora, que te ama, o deu à luz, e ela te é melhor do que sete filhos.

Noemi tomou o menino, e o pôs no regaço, e entrou a cuidar dele. As vizinhas lhe deram nome, dizendo: A Noemi nasceu um filho. E lhe chamaram Obede. Este é o pai de Jessé, pai de Davi.  São estas, pois, as gerações de Perez: Perez gerou a Esrom,  Esrom gerou a Rão, Rão gerou a Aminadabe, Aminadabe gerou a Naassom, Naassom gerou a Salmom, Salmom gerou a Boaz, Boaz gerou a Obede,  Obede gerou a Jessé, e Jessé gerou a Davi.

Esta passagem narra uma crise terrível que afetou Israel. 

Pressionado com aquela situação de calamidade, o marido de Noemi achou que a melhor alternativa seria fugir dali, assim como existem muitas pessoas que saem do Brasil em busca de novas perspectivas e oportunidades.

Ele e a família, então, se mudaram para outra região, mas o mal que aquele homem tanto temia o alcançou. Ele perdeu tudo o que tinha e morreu. Seus filhos também morreram, deixando suas mulheres – Rute e Orfa – em uma situação de vulnerabilidade. Por esse motivo, Noemi achou melhor que cada uma seguisse seu próprio rumo. 

De acordo com as leis daquela época, quando a mulher ficasse viúva, ela poderia se casar com o irmão do marido que morreu. Desta forma, as gerações se perpetuavam, mas Noemi não tinha mais filhos.

Voltando à história...

O que aconteceu depois? Realmente uma das noras, Orfa, seguiu o conselho de Noemi e foi embora, mas Rute decidiu permanecer, porque, independente das perdas, era fiel à família: “Onde você for, eu vou. O teu Deus é o meu Deus. O teu povo é o meu povo!”.  

As duas, então, decidem voltar para Belém, onde viveram, literalmente, como mendigas. Elas viviam das sobras das colheitas de outras pessoas. Mas, como os planos de Deus são surpreendentes, Rute foi parar no campo de Boaz, um homem muito rico. E, então, sua sorte começou a mudar. 

Aquele home enxergou todas as virtudes de Rute e decidiu abençoá-la. 

Chegando em casa, ela contou as boas novas para Noemi, que teve uma excelente ideia: “Aquele homem pode ser o nosso resgatador, porque ele é o nosso parente próximo. Eu não tenho mais filhos, mas ele pode resgatar. E o seu filho pode, inclusive ser meu neto!”. 

Rute, com sua fidelidade e dedicação, conquistou o coração de Boaz. Além de se casar com ela, Boaz conquistou o direito de ser seu resgatador. 

O primeiro filho do casal foi entregue para Noemi. Olha que deseixo emocionante esta história teve: A sogra sem filhos teve um neto através da nora!

Que maneira incrível que Deus escolheu para restituir Rute e Noemi. Depois de conhecer esta história, não tem como duvidar das promessas do Senhor.

Sabe, aquele neto veio para restaurar tudo o que estava perdido. Aquela que Noemi não gerou deu-lhe um neto. E aquele neto foi avô de Davi, o maior rei da história de Israel, e, consequentemente, entrou para a genealogia de Jesus. 

Hoje, com base nesta história, eu quero deixar uma palavra para você!

Entregue seu caminho ao Senhor e confie, porque o fim da sua história não será a calamidade, não será esta perda ou a solidão, mas será um futuro glorioso, para você e para toda a sua família.

Pense nisso!

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Quem disse que é o fim da linha?


Provérbios 3.5 a 8: “Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal; será isto saúde para o teu corpo e refrigério, para os teus ossos.”

Em um de nossos cultos, nós lemos este texto e falamos sobre Daniel. Daniel era um homem que tinha todos os motivos para não querer caminhar mais com Deus! Ele era um príncipe e, de repente, foi colocado como escravo. Foi tirado de sua casa e, durante dois meses, foi arrastado até a Babilônia.

Chegando lá, para servir no palácio do rei, foi mutilado em seu corpo! Todos seus sonhos e projetos de vida desmoronaram diante dos seus olhos. Que futuro teria um homem escravo? Que futuro teria um homem cujo órgão reprodutor foi decepado?

Mas Daniel, em nenhum momento, considerou Deus o causador do seu mal! Pelo contrário, ele viu, no Senhor, a solução de todos os problemas.

Sabe, meu pai é advogado, e ele me ensinou que cada um interpreta a lei de uma forma diferente, ou seja, uma mesma lei pode absolver ou condenar alguém!

Na passagem que nós acabamos de ler, está escrito: "Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento!". O que isso quer dizer? Que, muitas vezes, somos enganados por nossas próprias deduções. 

Você acaba interpretando as situações da maneira que o inferno quer que você interprete! Por isso, existem tantas pessoas machucadas, assoladas, fora da igreja e culpando a Deus! Chegou a hora de dar um basta nesta situação!

Chega de fazer de Deus o culpado! Comece a fazer, d’Ele, a sua solução! Foi isso que Daniel fez! Ele não culpou Deus, porque teve que deixar sua casa, porque sua família foi destruída, porque seu povo foi assolado...

Ele não culpou Deus por ter sido arrastado até a Babilônia! Ou você acha que ele foi a cavalo? Não! Foi acorrentado como um prisioneiro!

No versículo 6, do terceiro capítulo de Provérbios, está escrito: "Reconheça a Deus em todos os seus caminhos!".

Esse, justamente, foi o segredo de Daniel!

Hoje, você vai começar a se posicionar como ele. Comece orando: “Deus, eu acho que o Senhor não está comigo, mas, se o Senhor estiver, ajude-me a enxergá-Lo!”.

Você vai ver que, apesar das dificuldades da vida, Deus tem te acompanhado! Se você não enxerga nada, pelo menos, enxergue a Deus! Ele está, através deste texto, falando para você: “Você pode estar machucado, abandonado, com a saúde comprometida, mas Eu estou contigo! Se você Me invocar, Eu te responderei!”.

Daniel pensou dessa forma e, ainda, jejuou! No meio de tantas incertezas, ele entregou uma oferta! O que ele tinha para entregar? Os banquetes do rei! Deus deu graça a ele. Em dez dias, ele já estava melhor que os outros príncipes.

Faça o mesmo! Não se conforme em estar nessa situação que você está! Não se conforme em ser essa pessoa assolada, magoada, aflita, invejosa e cheia de ódio! Mas levante-se e busque ao Senhor! Ele é a solução! Ele enviou Jesus para nos salvar! Salvar de quê? Dos nossos sentimentos, pensamentos e deduções!

No versículo 7, da passagem que eu citei acima, está escrito: "Não seja sábio aos seus próprios olhos!".  Você está distante de Deus e ainda acha que está certo? Para onde este caminho está te levando? Volte enquanto há tempo!
  
Seja o tempo bom ou ruim, favorável ou desfavorável, Deus vai te honrar, porque Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente!

Os grandes caem, mas aqueles que buscam a Deus, estes permanecem! Esta situação pela qual você está passando não é o fim da linha, mas o início de um tempo de vitórias!


Pense nisso!

terça-feira, 3 de julho de 2018

Está na hora de mudar...


Olá querido internauta que sempre está conectado no meu blog! Não há nada melhor do que começar o dia meditando na Palavra de Deus! Ela é o nosso alimento diário!

Hoje, eu quero falar sobre Ana, mãe do profeta Samuel! Ana era uma mulher estéril, que, apesar de muito amada e honrada pelo seu marido, sofria constantes humilhações.

Para vocês entenderem a dimensão das dificuldades que ela enfrentava, vou explicar como funcionava naquela época. Quando o homem se casava com uma mulher estéril, para poder dar continuidade à família, ele poderia ter outra mulher... Nem preciso dizer que foi assim com Ana, não é mesmo?

Ana ia para a Casa do Senhor e sempre chorava, por causa das humilhações que sofria... De ver a outra oferecer a seu marido tudo o que ela não podia... Em vez de se alegrar com o carinho que tinha, ela só olhava para o que faltava...

Sabe, querido leitor, eu aprendi que ficar se comparando aos outros não resolve os nossos problemas! Cada um tem uma missão na terra. Mesmo a outra podendo ter filhos, Ana era a favorita! Era mais honrada e amada! 

Posso falar uma coisa? Talvez, vocês fiquem chocados, mas Ana sofria, porque não tinha fé. Essa era a verdadeira fonte dos problemas dela!

Na verdade, ela nunca enxergou que, na Casa de Deus, poderia encontrar o caminho da transformação. Ela achava que não adiantava orar. Sabe quando você só frequenta, mas não ouve a palavra? Entra e sai do culto, do mesmo jeito? Só bate cartão na igreja?

Quantas vezes, Ana não orou para que Deus desse a ela um filho? Quantas vezes ela não orou para que seu marido não precisasse casar com outra? Quantas vezes ela não orou para engravidar primeiro?

Mas sabe o que aconteceu? A outra teve mais de um filho e Ana não teve nenhum. 

O maior erro dela foi não enxergar o lugar da bênção! Apesar de ir à igreja, ela não enxergava que, por meio da boca do profeta, ou por meio de uma comunhão profunda com Deus, ela poderia achar o caminho da vitória.

Quantas vezes você vai à igreja, tem uma religião, mas carrega dor, mágoa e frustração, porque Deus não te atende? Parece que Deus ouve a oração de todos, mas não presta atenção na sua. Isso é mentira!!!

Posso ser sincera? Você se chateou, porque Deus não te atendeu na hora que você achou que Ele tinha que atender! Por causa disso, você deixou de orar, perdeu a fé. Você deixou o inimigo roubar uma arma poderosa de vitória para a sua vida. Quem desiste no meio do caminho é perdedor!

Você parou de louvar, de fazer votos no altar, porque Deus não atendeu as suas expectativas. Mas sabe de uma coisa? Nós somos aqueles que, pela perseverança, alcançamos a promessa!

Em Hebreus 10, está escrito que Deus não se agrada daqueles que retrocedem. O inimigo quer que nada seja completo na sua vida. Ele quer você vá à igreja, mas sem fé. Ele quer que você vá para a igreja, mas não se abra para receber a palavra profética.

Quer entender melhor? Leia comigo Hebreus 10.35 a 39: “Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. 

Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.”.

Em nome de Jesus, você vai ficar firme! Você vai voltar para a Casa do Senhor, mas vai para sair, verdadeiramente, transformado. Termine esta semana de uma forma diferente! Assuma novos comportamentos.

Creia no Senhor e estará seguro, creia nos profetas e prosperareis! Não dá mais para ficar do jeito que você está! Em vez de se lamentar, louve. Em vez de reclamar, clame ao Senhor. A oração do justo muito pode em seus efeitos. Uma palavra pode mudar o rumo da tua vida.


Ana viveu um grande milagre, quando entendeu isso. Ela não teve somente um filho, teve um grande profeta de Deus, Samuel e teve outros filhos também! Pense nisso!

segunda-feira, 2 de julho de 2018

O poder da oração!


Mateus 7.7: “Pedi, e darse-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á”.

Qual oração funciona? Não foi exatamente esta pergunta que me atormentava, mas sim o inconformismo diante de uma enfermidade. A pessoa, que por um lado tinha vitórias, pois teve melhoras e reações que surpreendem até os próprios médicos, em contrapartida, se mantinha cativa, afastada, impotente!

Realmente, eu precisava que Deus falasse comigo. E, em meio ao clamor e à oração, buscando a Deus para que me ensinasse qual oração, como orar para alcançar esta cura – porque era um caso irreversível, incurável – o Espírito Santo vem e me ensina, começando com uma pergunta: “Qual oração se deve orar para que o enfermo seja sarado?”.

Tiago 5.14 a 16: “Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica dos justo”.

Eu, de pronto, respondi: “A oração da fé, Senhor!”, citando logo o trecho da Palavra de Deus que eu tenho não só decorado, mas também praticado. Então, o Espírito Santo, com a unção que vem d´Ele e que nos ensina todas as coisas (1 João 2.27), continua a me falar: “Então, ore mais esta oração, a oração da fé! Não deixe o seu coração se abater ou entrar em dúvidas por causa da demora, da piora do quadro, ou mesmo da falta de recursos, de estímulos e esperanças vindas dos homens.”.

E aí o Espírito Santo me ministrou, através de uma parábola, como Jesus fazia com os seus discípulos, usando fatos do cotidiano...

Veja bem... Se você quiser se comunicar visualmente e oralmente, através da internet, com alguém que está do outro lado do Mundo, seu computador precisa ter pelo menos um megabyte de conexão, ou seja, cerca de 1.000.000 bytes.

Ok, Bispa, mas o que isso tem a ver com a oração e a cura que eu preciso? Tem tudo a ver! Sabe por quê? Porque a oração do justo é eficaz e tem poder!

Então, não é que sua oração não foi respondida ou que você não orou com fé... É que, apesar de poderosa, sua oração tinha apenas um byte, precisava de mais 999.999... Se você perseverar na oração e não abrir mão do seu milagre, vai encher o incensário, como está escrito em Apocalipse, e a resposta virá.

Apocalipse 5.8: “E, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os 24 anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro, cheias de incenso, que são as orações dos santos”.

Apocalipse 8.3 a 5: “Veio outro anjo e fiou de pé junto ao altar, com um incensário de ouro, e foi-lhe dado muito incenso para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que se acha diante do trono; e da mão do anjo, subiu à presença de Deus a fumaça do incenso, com as orações dos santos. E o anjo tomou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o tirou da terra. E houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto”.

Pode ser que faltem 999.999 bytes. Mas pode ser que faltem apenas dois ou três!

Hebreus 10.35 a 9: “Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande garladão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós, porem, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma”.

Persevere! Clame! Ore! Creia! Não abra mão do seu milagre! Esta cura pode não ter aqui, na esfera humana, mas tem no Reino dos Céus e só os que se esforçam se apoderarão dela.

Não sei se o seu desafio é uma doença incurável, uma situação emocional, que parece não ter solução.... Não importa, creia até o fim!

Você foi chamado para ser aquele, que pela perseverança, alcança a promessa.


Pense nisso!