Páginas

terça-feira, 27 de março de 2018

O amor na medida certa!


Mateus 22.34 a 46: “Ouvindo isto, as multidões se maravilhavam da sua doutrina. Entretanto, os fariseus, sabendo que ele fizera calar os saduceus, reuniram-se em conselho. E um deles, intérprete da Lei, experimentando-o, lhe perguntou: Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? 

Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.”

Nesta passagem, vemos alguns religiosos ‘testando’ os conhecimentos de Jesus! Eles queriam saber se o Messias realmente dominava as Escrituras Sagrada. Nem preciso dizer que eles tomaram um baile!

Um deles perguntou: “Jesus, qual é o principal mandamento?”. E Jesus respondeu: “Tudo, absolutamente tudo, na sua vida irá bem, se você colocar Deus em primeiro lugar!”.

Esse é um grande segredo espiritual! Amar a Deus sobre todas as coisas é deixar a vida mais leve. De repente, tudo faz sentido! Nas mais terríveis tempestades, ficamos tranquilos!

“E o segundo mandamento, Jesus?”, voltou a questionar o religioso. Jesus, então, disse: “Para você dar certo no seu relacionamento, na sua casa, na sua família, ame ao próximo como a ti mesmo!”.

Essa é a medida: nem mais, nem menos!

Hoje, eu quero falar sobre amar demais!  Há pessoas que, na sua carência, amam os filhos além da medida! Acabam se despersonalizando, deixando de ser pai, de ser mãe, de corrigir, de educar, de instruir... e acabam criando uma pessoa desrespeitosa!

Você achou que não corrigindo seu filho, ele te amaria mais? Você achou que não ensinando seu filho, ele te amaria mais? Você achou que deixar seu filho fazer tudo o que ele quis, realmente te tornaria mais amado por ele? Não, não e não!

Você está cometendo um grande erro! “Sufocar” os filhos é grave! Ser omisso, é gravíssimo! Você está abrindo uma porta para a internet, para os amigos e para programas de TV educarem seu filho! O risco de ele trilhar um caminho destruição é muito grande. 

Você achou que não levar seu filho para a Casa do Senhor foi a melhor escolha? “Mas. Bispa, quando ele for grande, ele decide!”.

Em Provérbios 22.6, está escrito: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.”.

Quando você é omisso, acaba criando uma pessoa aberta para forças demoníacas, aberta para toda a sorte de espíritos malignos! Entenda, de uma vez por todas, que a formação do caráter dos seus filhos também é responsabilidade sua! Não se anule mais!

Para você amar alguém da forma correta, ame-a da mesma forma que você se ama! Não ame menos, sendo uma pessoa egoísta, arrogante, intratável e a dona da verdade! E não a ame além da medida.

Cuidado! Se você não for equilibrada, vai acabar perdendo seu marido! Uma mulher sem personalidade constrói sua própria ruína. Um marido que faz tudo o que a mulher quer coloca seu lar em desiquilíbrio!

Isso vale também para os namorados!  Ela dá chilique, briga, te humilha, e o que você faz? Se rasteja diante dela! Sabe o que vai acontecer? Você nunca será valorizado! “Bispa, a senhora não entende. Eu amo muito minha namorada! Tenho medo de perdê-la!”. Se você continuar neste caminho, vai perder mesmo!  Você corre um grande risco de ser trocado por outro! Relacionamento envolve amor, respeito, cumplicidade e reciprocidade!

“Bispa, essa palavra nem é pra mim! Nem faço parte do time dos casados e dos namorados!”.  Essa palavra é para todos! Todos nós cometemos excessos! Existem pessoas, por exemplo, que são engraçadinhas além da conta! Sabe como elas são conhecidas? Como inconvenientes! E quem é bonzinho demais? Meu Deus! Dá uma aflição! A pessoa vive em função dos outros. É humilhado, explorado... e acha que está tudo bem! Não está! Isso é falta de amor próprio!

Queridos, tudo o que passa da medida está errado! Acaba sendo desprezado. Por exemplo, quando a fruta está verde, ela causa um mal estar, mas, se ela está passada, pode nos deixar doentes! O “a amais” é extremamente prejudicial.

Aproveite este início de semana para você rever seus conceitos! Para você refletir nas suas atitudes! Busque equilíbrio no Senhor!

De repente, o problema está em sua baixa-autoestima, que tem te colocando em situações que você não merece! Sabe, queridos, só é respeitado quem se respeita!

Jesus deixou bem claro: “Desses dois mandamentos, depende tudo, inclusive, a lei e os profetas!”.

Quando você não se ama, você também não ama a Deus, porque foi Ele quem te criou! Sua vida tem valor! O Senhor não entregaria seu único filho por um nada!

Não se compare aos outros. Todas as pessoas nasceram com dons e com uma missão na terra!
  

As leis do Senhor não são proibitivas, elas nos habilitam a viver o melhor!

Pense nisso! 

segunda-feira, 26 de março de 2018

Muita calma nessa hora!


Hoje, eu quero sobre um dos males do século 21: o estresse!

Se tem alguma coisa que rouba a nossa determinação e faz com que a gente interrompa o ciclo que Deus tem para as nossas vidas é o estresse!

Uma pessoa que não quer completar o ciclo de sua gravidez faz o que? Aborta! Mata o que poderia ser uma vida maravilhosa, uma herança bendita.

Sabe, por causa do nervosismo, do imediatismo, da ansiedade e do estresse, você, muitas vezes, acaba abortando o bem que Deus tinha para sua vida!

Você acaba abortando uma cura, porque não tem paciência para completar o tratamento! Você acaba abortando seu sonho de amor, porque não sabe esperar em Deus! Para você, o que vier é lucro! Você acaba abortando uma porta de emprego, porque é indisciplinado e intolerante com os seus colegas de trabalho.

Resumindo, você não consegue viver momentos de pressão. Você não consegue passar aquele dia que só traz surpresas desagradáveis! Você não consegue passar pelo dia da perda, que, muitas vezes, é temporária. Você não consegue passar pelo dia da falta de recursos! Você não consegue ser confrontado nas suas fraquezas e impossibilidades.

Exemplos práticos

Você estava na corda bamba, tentando se equilibrar a cada passo. Estava resistindo ao medo de altura, aos ventos contrários, às intimidações... Conseguiu chegar perto do seu destino... Estava indo tão bem! Mas, de repente, você se estressou, enlouqueceu – bateu aqueles famosos ‘cinco minutos’ – e se jogou. Você sabia que não correria risco de morrer, porque alguém já havia providenciado um colchão, mas você não alcançou seus objetivos.

É como algumas meninas que decidem fazer dieta! Vão ao nutricionista, se inscrevem na academia, cortam o fast-food e, no final do mês, sobem na balança e bate aquele desespero, porque só perderam 2 kg, sendo que precisam perder mais de 30! O que acontece depois? Bate aquela revolta, e elas se entopem de chocolate, comem só alimentos gordurosos e, nessa brincadeira toda, ganham mais 10kg!

É como algumas pessoas que não conseguem conter seu ímpeto, ainda mais com um chefe carrasco. Com o passar dos meses, você se dominou, conseguiu conquistá-lo, e ele passou a te confiar novos projetos. Só que em um deles, você escorregou feio! Seu chefe, que é mais impetuoso que você, te expos e te humilhou na frente de todos.

Em vez de ficar quieto, você partiu pra cima... Nem preciso dizer que a última parada foi a rua, né? Você perdeu uma excelente porta de emprego, porque não consegue controlar seu gênio.

É como algumas pessoas que são extremamente ciumentas e controladoras. Quando a namorada adiciona no Facebook um rapaz, que nem é tão bonito assim, o tempo fecha! Aí, depois das ofensas, você descobre que era apenas um primo que mora em outro país! Cansada de ser humilhada e perseguida, ela decide acabar com tudo.

Resumindo: você perdeu a mulher da sua vida, por causa de um ciúme doentio e sem fundamento!

Exemplos bíblicos

Eu citei alguns exemplos do dia a dia, mas, na Bíblia, existem muitos personagens que, por causa do estresse, colocaram tudo a perder. Um exemplo disso foi Moisés!

Vamos ler um trecho que relata isso! Está em Números 20: 11 a 13 11. “Moisés levantou a mão e feriu a rocha duas vezes com o seu bordão, e saíram muitas águas; e bebeu a congregação e os seus animais. Mas o Senhor disse a Moisés e a Arão: Visto que não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso, não fareis entrar este povo na terra que lhe dei. São estas as águas de Meribá, porque os filhos de Israel contenderam com o Senhor; e o Senhor se santificou neles.".

Vamos imaginar a cena! Mais uma vez o povo de Israel reclamou, murmurou, porque não tinha água no deserto. Eu consigo imaginar o quanto é angustiante você passar por isso! Se a gente já sofre debaixo de um sol de 35º C, imagine quem vive no deserto!? Se você quiser água, você pode ir ao mercado ou abrir a geladeira da sua casa e tirar aquela jarra cheia de água gelada... Eles não tinham isso! Mesmo com a crise que estamos vivendo, ainda conseguimos encontrar para água para beber.

Passar sede sem ter perspectivas de que ela será saciada é terrível! A garganta seca, dá uma moleza, começamos até a delirar!

Neste momento de escassez, eles começaram a questionar Deus e culparam Moisés pelas dificuldades que estavam passando. Mas, volto a repetir, isso não ocorreu apenas uma vez! Moisés já estava aguentando as reclamações do povo há mais de 40 anos!

Quem aguenta 40 aguenta mais um pouquinho. Eles já estavam pertinho de entrar na Terra Prometida, conforme Deus havia prometido, mas Moisés, do nada, pirou e bateu duas vezes na rocha!

Todas as vezes que o povo estava com sede, ele tocava naquela rocha, e saia água. Mais pra frente, no Novo Testamento, está escrito que aquela rocha era Jesus Cristo, era a pedra fundamental.

No dia do estresse de Moisés, no dia do “Tô de saco cheio!”, em vez de tocar, ele bateu na rocha, agrediu a fonte de suprimento deles. Eu imagino que ele estava com tanta raiva, que deve ter pensado: Eu estou cansado de ficar pedindo, por que o Senhor não joga água de uma vez e inunda esse povo?

Moisés se deixou dominar por aquela situação! Não aguentou a pressão, e as consequências foram terríveis! Com aquela atitude, ele abortou o plano que Deus tinha na vida dele. Muitos daqueles que beberam a água da rocha entraram na Terra Prometida, mas ele morreu no deserto!

Deus levantou outro homem para cumprir o propósito! Ele levantou Josué!

Os prejuízos do estresse

Sabe, o estresse só prejudica quem sente. Existem muitas mães que se estressam com os filhos e acabam cometendo loucuras, falam e agem de uma forma agressiva e descontrolada. Desde quando berro é sinal de autoridade? Esse estresse todo não muda seu filho, mas te destrói.

Existem muitas situações que nos faz colocar o “Eu não aguento mais!” no discurso: “Eu não aguento mais estar sozinha!”, “Eu não aguento mais essa enfermidade!”, “Eu não aguento mais não ter dinheiro para nada!”, “Eu não aguento mais lidar com o vício do meu marido”...

O problema é quando transformamos pensamentos em sentimentos, e os sentimentos em atitudes.

Existem pessoas que são tão dominadas pelo estresse, que acabam blasfemando contra Deus. Algumas só faltam tacar fogo na Bíblia! Misericórdia!

No final, o que restou? Uma frustração! Você voltou para a estaca zero!

Olha o que você fez com você? Olha o que você está fazendo com o seu casamento! Olha o que você está fazendo com o seu emprego! Olha o péssimo exemplo que você está dando para os seus filhos!

Tem gente que fica tão dominada pelo estresse que caba ficando doente! O estresse se manifesta em alergias, palpitações, gastrite nervosa...

Você ainda não percebeu que você está se deixando provocar pelo inimigo? Ele armou uma armadilha, e você caiu direitinho! Ele quer se aproveitar do seu momento de fraqueza e de impotência para arrebentar com sua vida e com aquilo que você poderia gerar.

“Mas, Bispa, eu estava no meu limite! Coloquei tudo o que estava sentindo para fora! Que se dane mesmo! Pronto, falei”.

É mesmo? Que se dane? Quem vai acabar se danando é você! Cada um colhe do fruto de suas ações.

Ainda dá tempo de mudar! Você vai, a partir de hoje, praticar o Salmo 37:5! Você vai entregar seu caminho ao Senhor, vai confiar n´Ele, e o restante Ele fará!

Mesmo que agora você não consiga levantar a mão e orar, clame no seu interior: “Senhor, me livra desse nervosismo, me ajuda. Eu não consigo lidar com essa situação sozinho. Isso me abala, me perturba, me enlouquece e me deixa com raiva! Jesus, se o Senhor é o caminho, eu invoco: Seja o meu caminho!”.

Em nome de Jesus, todo o estresse, todo o nervosismo e toda essa raiva não encontrarão mais espaço na sua vida!

Não seja um portador de problemas! Busque forças no Senhor! Ore mais, jejue mais, louve mais, ouça mais a Palavra de Deus, faça o propósito de ir mais vezes à igreja!

Este é o segredo para ser alguém de bem com a vida!


Pense nisso!

quinta-feira, 22 de março de 2018

Meu amor!


Hoje o dia é mais dele, porque meus dias são dele! Ele é assim: sempre me leva a olhar para o alto, a ver, confiar, permanecer, lutar, vencer e me alegrar muito em Deus!


É minha melhor companhia, meu melhor amigo, amor de uma vida inteira, que, até hoje, faz meu coração disparar quando vou encontrá-lo.

Suas virtudes são tantas! Você é fiel, íntegro, brilhante, sábio, bondoso, misericordioso, amigo em todas as horas... Seu olhar sempre enxergou o meu melhor e suas mãos sempre me ajudaram a alcançar!

Você é equilibrado, determinado, um homem de aliança, um marido que me faz viver mais do que meus melhores sonhos de amor... É um pai e um avô que todos gostariam de ter!

É impossível te descrever em palavras! É divertido, alegre... Melhor companhia não há! Te admiro demais!

Não importa o que aconteça, você sempre desperta, a cada dia, força, vigor e alegria! Sempre muito intenso e disciplinado no trabalho!

Te amo e amo e amo e amo a cada dia mas! Desejo para você mais do que tudo de melhor que existe. Quero que viva infimamente além dos seus sonhos! Quero que desfrute de todas as bas promessas de Deus para sua vida, de forma superabundante! Quero que seja restituído 1000 vezes mais!


Quero você todos os dias da minha vida.... E, depois, no céu também!

Parabéns, meu amor!

Deixe que o seu trabalho fale por você!


O Pensamento do dia de Hoje está em Eclesiastes 5:2 e 3. O contexto desta passagem diz assim: Economize nas palavras porque, dos muitos trabalhos, vêm os sonhos, e, do muito falar, as palavras tolas.

Talvez, você esteja sofrendo algumas injustiças no seu trabalho. Talvez seja a falta de reconhecimento e de valorização por parte dos seus chefes.

O que fazer em situações como essas? A melhor alternativa é caminhar na contramão da ação que vem para te destruir. Em vez de ficar desmotivado e entregar os piores resultados, você vai fazer o melhor! Vai fazer com que o seu trabalho apareça. Desta forma, você denunciará a mediocridade e o relaxo das pessoas que estão em sua volta ou em patamares superiores.

Desta forma, você chamará a atenção daqueles que te lideram. Eles te darão mais responsabilidades, porque você vai se apresentou como uma pessoa digna de confiança e disposta a trabalhar.

“E se eu nunca for reconhecido, Bispa?” Sabe, queridos, aquele que trabalha com toda sua força, com todo o seu coração, ainda que não seja reconhecido pelo próprio chefe, será reconhecido pelos colegas de trabalho. Um bom profissional nunca passará despercebido.

Olha, eu já perdi a conta de quantos testemunhos eu recebi de pessoas que estavam procurando emprego e que, pelo grande profissionalismo que tinham nas outras empresas, foram lembradas pelos antigos colegas de trabalho. E estes mesmos colegas as indicaram para cargos melhores!

O que eu tenho pra te dizer hoje é que vale a pena semear! Vale a apena pagar o preço!

Não é só por que você está em um ambiente de comodismo que você vai agir da mesma forma! Seja produtivo, aja diferente, mas sem falar! Deixe que seu trabalho fale por você. Pessoas que tumultuam, criam escândalos e que reclamam são mal vistas. Este movimento gera rejeição. Mas, se você for participativo, produtivo e apresentar novas ideias, você será reconhecido!

Faça do seu trabalho o seu argumento.


Pense nisso! 

Clique aqui para acompanhar o áudio desta ministração.

terça-feira, 20 de março de 2018

O que importa é renascer!


João 3.1 a 7: “Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele. A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez? Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: o que importa é nascer de novo.”

Esta passagem mostra uma conversa que Jesus teve com Nicodemos, um homem influente e estudioso. Ele conhecia tudo sobre as Escrituras Sagradas, mas não vivia nada!

Queridos, sinceramente, adianta eu conhecer algo que não funciona na minha vida? Não adiante ter religião, se ela não me liga a Deus e não me torna uma pessoa melhor. 

Eu tenho que buscar ter um contato verdadeiro com o Senhor. Tenho que buscar ser transformado. Era exatamente isso que Jesus queria que Nicodemos entendesse. O Senhor mostrou que aquele homem só poderia viver o que estava na Bíblia, se ele nascesse de novo, ou seja, se ele recebesse vida em seu interior.

Sabe, querido leitor, existem muitas pessoas que estão mortas por dentro. Elas apenas existem! 

A vida que aquele homem tinha não era suficiente para que ele pudesse discernir as verdades espirituais. É como se você estivesse diante de uma pessoa morta no caixão e dissesse: “Olha, eu já encontrei a solução para todos os seus problemas!”, “Já encontrei uma maneira de você se reconciliar com sua família!”. “Já descobri como você pode ser curado desta enfermidade!”. 

Essa pessoa terá alguma reação? Obviamente, não! Assim também é aquele que não tem vida no espírito. Ele não tem vida para viver a cura que Deus tem, não tem vida para viver a bênção da família, não tem vida para ser transformado, não tem vida para ser bem-sucedido. Mas tem vida para se destruir, tem vida para falar mal dos outros, tem vida para se afundar mais ainda em um vício, tem vida para se endividar, tem vida para arrebentar com sua família...

Enquanto a gente não entender que algo em nossa vida precisa mudar, nunca sairemos deste marasmo! Enquanto a gente não entender que é necessário nascer de novo, nada vai mudar. Não tem como ter resultados diferentes, agindo da mesma maneira. Mas, quando você se abre para mudar, você vive o melhor da terra. Entregue sua vida para Jesus, peça para Ele te ensinar a viver.

Talvez, você esteja pensando: “Eu tenho motivos para ser assim!”. Será mesmo? Talvez, você esteja, honestamente, enganado! Talvez, você esteja se iludindo! Talvez, você esteja desgastado por uma situação que te jogou ladeira abaixo.


Venha renascer em Cristo! Deus tem uma nova vida para você! Ele te amou de tal maneira, que entregou seu único filho, para que você tenha a vida eterna!

sexta-feira, 16 de março de 2018

As palavras certas despertam os melhores sentimentos e atitudes!


Provérbios 18.21: “A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto.”

Você prestou atenção nesta mensagem? É exatamente sobre isso que eu quero falar hoje através deste post.

Quantas vezes a gente escolhe a pior maneira de se comunicar com os outros? Quantas vezes a gente escolhe expressar os nossos sentimentos da pior forma possível? Quantas vezes suas palavras destruíram pessoas e acabaram com relacionamentos?

Sabe, querido leitor, eu tenho o costume de ensinar para os líderes das igrejas que nós podemos exortar, corrigir, alertar... Mas não podemos, de maneira nenhuma, destruir!

Se as pessoas tem se afastado de você por causa do seu jeito e do seu trato, está na hora de rever seus conceitos!

Veja bem... Você gostaria que falassem do seu filho como você fala do filho dos outros? Você gostaria de receber os mesmos apelidos que você tem colocado nos seus colegas de trabalho? Você gostaria de ser vítima dos mesmos comentários que você faz? Você gostaria de ser tratado da mesma forma que você tem tratado os outros? Se você gostaria, então, está tudo bem. Está tudo ótimo.

Agora, se sua resposta for “não”, então, está na hora de mudar e aprender a construir relacionamentos através da palavra! Você sabia que o universo inteiro foi criado através de palavras? É verdade! As palavras têm poder. 

Sabe, em minha caminhada ministerial, eu aprendi que a gente ganha muito mais elogiando do que criticando.

A cada elogio, você reafirma uma atitude boa. Mas, quando você critica de forma voraz, cheio de ódio, raiva, como se fosse o dono da verdade, sabe o que acontece? Você acaba criando uma barreira em seus relacionamentos. Barreiras, muitas vezes, intransponíveis. Mesmo que você esteja certo, aquela pessoa não vai mais te ouvir, e, ainda, vai fazer de tudo para ficar distante de você! 

Você, infelizmente, assumiu a condição de chato. Sabe aquela pessoa que começa a dar sermão e não para mais? Sabe aquelas pessoas que não sabem dar um “bom dia”?

Se você não consegue ao menos cumprimentar as pessoas, seu caso é realmente grave! O que custa falar um “muito obrigado”? Falar um “boa tarde” custa tanto assim? Vai cair sua língua se você falar isso? Pois era bom que caísse mesmo.

Custa mesmo falar um “eu te amo”, falar um “Deus te abençoe”? 

Sabe o que mais eu aprendi? Que as nossas palavras são sementes. Você já pensou se você se alimentasse de tudo o que você fala? Você ficaria mais saudável ou morreria envenenado?

Uma palavra pode mudar tudo!

Recentemente, me mandaram um vídeo que confirma exatamente a mensagem que eu quero passar para vocês. Era de um senhor cego que ficava sentado em uma praça. Naquele local, havia uma placa com os dizeres: “Sou cego! Ajude-me!”. Foi a estratégia que ele encontrou para pedir esmolas. O dinheiro era colocado em uma latinha de refrigerante que ficava perto dele.

Os dias passaram, e a maioria das pessoas, simplesmente, o ignorava. Ele só conseguiu algumas moedinhas. Uma moça percebeu a situação daquele senhor e resolveu ajudá-lo. Ela pegou aquele cartaz e escreveu nele: “Hoje, o dia está tão lindo! Pena que eu não posso vê-lo!”. De repente, todas as pessoas começaram a colocar suas moedas naquelas latinhas.

Ele, surpreso com aquela mudança radical, perguntou para a moça: “O que você escreveu?”. E ela respondeu: “O mesmo que o Senhor, mas com outras palavras!”.

Isso realmente nos deixa uma grande lição. Sabe, muitas vez, você não tem alcançados seus objetivos, porque tem escolhido as piores palavras para se expressar.

 Mas, se você conseguir, com novas palavras, chamar atenção e despertar nos outros os melhores sentimentos, com certeza, você construirá relacionamos bem-sucedidos e felizes em todas as áreas da sua vida.


Pense nisso! 

quinta-feira, 15 de março de 2018

Maior do que este problema é o Deus que habita em você


Neemias 8.10b: “... Portanto não vos entristeceis, porque a alegria do Senhor é a nossa força.”

O caminho é árduo e difícil, mas, com a alegria do Senhor e muita fé, venceremos e destruiremos as muralhas. 

Se o mar não se abrir, andaremos sobre as águas, porque servimos a um Deus vivo, o Todo-Poderoso, amável, admirável, bondoso, justo, maravilhoso, o Pai Eterno.

Em Isaías 54.14, está escrito que nenhuma arma poderá nos derrotar, e que toda a boca que se levantar contra nós em juízo será condenada. Esta é a herança dos servos do Senhor e a nossa justiça vem d´Ele. Ele promete nos amar eternamente. Somo suas ovelhas amadas e queridas.

Quando aceitamos Jesus Cristo como nosso único Senhor e Salvador, adquirimos uma linda marca que nos distingue do restante da multidão. Ele diz para cada um de nós: “Tu és meu servo, e a ti escolhi e não te rejeitarei. Não temas, porque Eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus. Eu te esforço, te ajudo, te sustento com a minha forte mão!”.

Isto quer dizer que iremos passar por situações em que vamos ter medo, muito medo, que podemos até ficar em estado de choque – que é, mais ou menos, o que quer dizer o termo “pasmado”. Mas a promessa é: “Não se deixe levar por esta situação! Eu estou com você.”.

Nos momentos de fraqueza, Jesus Cristo nos faz fortes e renova a nossa disposição. Este é o segredo da nossa vitória.

Não há nada mais frustrante do que você machucar, ferir, falar mal de alguém, e vê-lo em pé, alegre, como se nada tivesse acontecido!

Só que, agora, isto tem que ser verdadeiro!

"Mas, Bispa, como eu vou me alegrar numa situação dessas?". Alegre-se na esperança de que o teu Deus é fiel, e que isto não vai ficar deste jeito.

Deve ter algum propósito para essa situação, que você nem consegue explicar, pela dor e sofrimento que está sentindo. Entretanto, ao pensar na vitória e na honra que virá através de tudo isso, é possível se alegrar! Portanto, alegre-se no Senhor!

Levante-se! Tire essa “cara de choro”, porque maior do que o problema é aquele que habita em você!

Quero finalizar o Pensamento de hoje com 2 Coríntios 4.17: “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz, para nós, eterno peso de glória, acima de toda comparação.”.


Pense nisso!

quarta-feira, 14 de março de 2018

Desde quando isso é amizade?


A palavra que eu quero repartir com vocês hoje está em 2 Samuel 13. Esta mensagem mostra como uma amizade pode terminar em uma grande tragédia.

Amnon era um dos filhos de Davi. Ele se apaixonou perdidamente por Tamar, sua irmã por parte de pai. Os dois também eram irmãos de Absalão, primeiro filho de Davi.

2 Samuel 13.2: “Angustiou-se Amnon por Tamar, sua irmã, a ponto de adoecer, pois, sendo ela virgem, parecia-lhe impossível fazer-lhe coisa alguma”

Amnon tinha um amigo chamado Jonadabe. Este homem, que também era irmão de Davi, o aconselhou a se fingir de doente e pedir para que Tamar lhe fizesse algo para comer. O plano era trazer a moça para o quarto de Amnon, para que este abusasse dela.  

Tamar, sem ao menos desconfiar das intenções do irmão, caiu na armadilha e foi violentada. Depois que Amnon fez tudo o que queria, sentiu nojo dela e a expulsou.  

2 Samuel 13.11 a 15: “Quando lhos oferecia para que comesse, pegou-a e disse-lhe: Vem, deita-te comigo, minha irmã. Porém ela lhe disse: Não, meu irmão, não me forces, porque não se faz assim em Israel; não faças tal loucura. Porque, aonde iria eu com a minha vergonha? E tu serias como um dos loucos de Israel. Agora, pois, peço-te que fales ao rei, porque não me negará a ti. 

Porém ele não quis dar ouvidos ao que ela lhe dizia; antes, sendo mais forte do que ela, forçou-a e se deitou com ela. Depois, Amnon sentiu por ela grande aversão, e maior era a aversão que sentiu por ela que o amor que ele lhe votara. Disse-lhe Amnon: Levanta-te, vai-te embora.”

Depois deste ato de violência tão terrível, que foi fruto do conselho de um “amigo”, uma grande guerra começou na casa de Davi – inclusive, esta foi a única guerra que Davi não venceu.

Tome cuidado com aqueles que você elege como amigos! Tome cuidado com os conselhos que você está seguindo! Amigo de verdade não te leva a destruir sua família, seu trabalho, seu ministério, seus estudos...

Quem é seu amigo tem que ser amigo da sua família também, tem que ser amigo do seu casamento também, tem que ser amigo do seu trabalho também e tem que ser amigo do seu Deus também, porque ele reconhece o bem que o Senhor te faz.

Quem é amigo de verdade não destrói, não mata, não rouba e não desperta de você o pior! Amigo de verdade não te incentiva a praticar o mal, mas te incentiva a fazer o que é certo, independente do fato de você concordar ou não.

Aquela situação desestruturou completamente uma família inteira. Aquele péssimo conselho não terminou só no abuso de Tamar, mas em morte. Amnon foi morto pelo seu próprio irmão, Absalão. 

E eu pergunto: Desde quando isso é amizade? Como você pode chamar de amigo aquele que prejudica sua família, ou que te leva a fazer isso?

Como você chama de amigo aquele que te incentiva a ferir as pessoas que merecem o seu melhor?

Como você pode chamar de amigo aquele que faz de tudo para você sair da igreja, onde sua vida foi restaurada?

Como você pode chamar de amigo aquele que te incentiva a trair sua esposa?

Como você pode chamar de amigo aquele que banca o seu vício?

Como você pode chamar de amigo aquele que te incentiva a mentir para seus pais?

Sabe qual deve ser o seu termômetro? O Salmo 1, que diz: “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido. Os ímpios não são assim; são, porém, como a palha que o vento dispersa. Por isso, os perversos não prevalecerão no juízo, nem os pecadores, na congregação dos justos. Pois o SENHOR conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios perecerá.”

Será que o seu coração e as suas carências não estão te enganando? O que essa amizade te traz de bom? Diversão? Mas o preço é muito alto!

Quando semeamos no lugar erro

Outro erro muito comum é separamos o nosso melhor para aqueles que só querem nos ver mal! Este foi o caso de Tamar. Ela estava apenas querendo agradar e servir seu irmão. Existem pessoas que são assim: em nome de uma falsa amizade, tiram tudo de nós, e, depois, desaparecem, nos descartam.

Amizades verdadeiras

Amizade, sem amor, não é amizade! E o amor? O amor constrói, edifica, consola, corrige o que está errado, se entrega, paga um preço, não se alegra com a destruição, promove a reconciliação, ou seja, nos torna melhores e mais felizes!


Pense nisso!

segunda-feira, 12 de março de 2018

Vencendo o mal com o bem


1 Samuel 24. 1 a 10: “Tendo Saul voltado de perseguir os filisteus, foi-lhe dito: Eis que Davi está no deserto de En-Gedi. Tomou, então, Saul três mil homens, escolhidos dentre todo o Israel, e foi ao encalço de Davi e dos seus homens, nas faldas das penhas das cabras monteses.

Chegou a uns currais de ovelhas no caminho, onde havia uma caverna; entrou nela Saul, a aliviar o ventre. Ora, Davi e os seus homens estavam assentados no mais interior da mesma.

Então, os homens de Davi lhe disseram: Hoje é o dia do qual o SENHOR te disse: Eis que te entrego nas mãos o teu inimigo, e far-lhe-ás o que bem te parecer. Levantou-se Davi e, furtivamente, cortou a orla do manto de Saul. Sucedeu, porém, que, depois, sentiu Davi bater-lhe o coração, por ter cortado a orla do manto de Saul; e disse aos seus homens: O SENHOR me guarde de que eu faça tal coisa ao meu senhor, isto é, que eu estenda a mão contra ele, pois é o ungido do SENHOR.

Com estas palavras, Davi conteve os seus homens e não lhes permitiu que se levantassem contra Saul; retirando-se Saul da caverna, prosseguiu o seu caminho. Depois, também Davi se levantou e, saindo da caverna, gritou a Saul, dizendo: Ó rei, meu senhor! Olhando Saul para trás, inclinou-se Davi e fez-lhe reverência, com o rosto em terra. 

Disse Davi a Saul: Por que dás tu ouvidos às palavras dos homens que dizem: Davi procura fazer-te mal? Os teus próprios olhos viram, hoje, que o SENHOR te pôs em minhas mãos nesta caverna, e alguns disseram que eu te matasse; porém a minha mão te poupou; porque disse: Não estenderei a mão contra o meu senhor, pois é o ungido de Deus.”

Saul era um rei rico, poderoso e que tinha à disposição um exército vencedor. Ele estava perseguindo Davi, que, na época, contava apenas com o apoio de homens endividados, angustiados e que corriam perigo.

Quem era Davi perto do grande rei Saul? O que Davi tinha que justificasse tanto ódio?

Saul sabia que Davi tinha algo que ele não tinha; alias, que tinha, mas acabou perdendo. Eu estou falando da bênção de Deus. Isso foi o suficiente para despertar uma inveja mortal.

Sabe, você pode ter o casamento perfeito aos olhos humanos. Sua esposa e você podem ser saudáveis e ter o emprego dos sonhos. Seus filhos podem ser os mais inteligentes e os mais lindos, mas, se sua família não tiver a bênção de Deus, o destino de vocês será a ruína.

Apesar de todos os aspectos humanos, nada garantiria que o reinado de Saul seria inabalável. Ele, então, foi tomando por aquele espírito de inveja e dedicou sua vida a destruir Davi.

O jogo virou...

Depois de tantos anos fugindo da ira do rei, o jogo, simplesmente, virou! Certo dia, Saul entrou exatamente na caverna em que Davi e seus homens estavam, para aliviar o ventre. Era a oportunidade perfeita de Davi acabar, de uma vez por todas, com aquela perseguição. Até torcida ele tinha: “Finalmente, Davi! Você será livre! Mate-o! Aproveite a oportunidade!”.

Sabe, pior do que sofrer na mão de um invejoso é ter a mesma atitude que ele teria. Matando Saul, Davi se igualaria a ele.

Quando agimos como os invejosos, abrimos um espaço espiritual para que aquele mesmo espírito que está agindo neles entre nas nossas vidas.

Ao fazer a justiça com as próprias mãos, nos machucamos duas vezes, porque, além de sermos agredidos pelas atitudes dos outros, acabamos traindo os valores que nós tanto defendemos. É o mesmo que se auto-sabotar.

Ao se igualar a eles, você se degrada de tal forma, que acaba matando todas as promessas de Deus, porque quem é tomado por um espírito maligno não tem limites para o mal!

Davi tinha consciência de que matar Saul não o colocaria na rota do reinado: “Não vou matar Saul porque ele é ungido de Deus. O Senhor tinha um propósito para ele. Se eu matá-lo assim como ele quer me matar, eu nunca chegarei ao reinado. Matá-lo seria o mesmo que abrir as portas para aquela malignidade que o encheu de ódio entrar na minha vida. Se eu matá-lo, vou perder a bênção de Deus e o lugar que Ele tem para mim!”.

Sabe qual foi a escolha de Davi? Vencer o mal com o bem e não ceder às pressões!

Quando vencemos o mal com o mal, nos traímos: “O que eu virei? Não aguentei a pressão da perseguição! Não aguentei a pressão daqueles que estavam ao meu redor! E agora? O que vai sobrar pra mim?”.

Davi confiou naquele que o ungiu. Sabe o que você vai fazer no meio desta perseguição? O que está no Salmos 37.5: “Entrega o Teu caminho ao Senhor; confia n’Ele, e o mais, Ele fará!”.

Quem disse que Davi não saiu daquela situação vitorioso? Ele mostrou, na frente de todos, o pedaço do manto de Saul e disse: “Olha! Eu poderia tê-lo matado, mas não o fiz!”. Todos viram que Davi era mais nobre do que o rei Saul!

Este era o caminho da soberania que Deus tinha preparado para Davi. 

Sua nobreza e fé sempre vão te colocar em honra! A tua escolha de agradar ao Senhor e não ceder às pressões é o que vai garantir a tua vitória. A tua escolha de vencer o mal com o bem não te frustrará!

No tempo certo, Davi assumiu o reinado, e Saul teve o fim que ele mesmo semeou.


Pense nisso!

sexta-feira, 9 de março de 2018

Em vez de procurar uma explicação, busque solução!


2 Crônicas 20.1 a 6: “Depois disto, os filhos de Moabe e os filhos de Amom, com alguns dos meunitas, vieram à peleja contra Josafá. Então, vieram alguns que avisaram a Josafá, dizendo: Grande multidão vem contra ti dalém do mar e da Síria; eis que já estão em Hazazom-Tamar, que é En-Gedi.

Então, Josafá teve medo e se pôs a buscar ao SENHOR; e apregoou jejum em todo o Judá. Judá se congregou para pedir socorro ao SENHOR; também de todas as cidades de Judá veio gente para buscar ao SENHOR.

Pôs-se Josafá em pé, na congregação de Judá e de Jerusalém, na Casa do SENHOR, diante do pátio novo, e disse: Ah! SENHOR, Deus de nossos pais, porventura, não és tu Deus nos céus? Não és tu que dominas sobre todos os reinos dos povos? Na tua mão, está a força e o poder, e não há quem te possa resistir.”

Este trecho mostra o momento em que uma grande multidão se levanta contra o reinado de Josafá.

Talvez, ao ler este post, você esteja se identificando com esta história. Você está com medo, porque uma grande luta se levantou. Talvez, você esteja enfrentando um grande desafio financeiro. Ou, quem sabe, uma grande mudança. Talvez, você esteja passando pelo dia da perda, da dor, da enfermidade... Talvez, você esteja enfrentando situações que vão além de suas forças.

Josafá e seu exército estavam aterrorizados com aquelas afrontas. Mas, mesmo sob pressão, eles fizeram a melhor escolha: eles se reuniram! Mas, querido leitor, eles não se uniram para fugir, para lamentar, para murmurar, para questionar ou para buscar uma explicação para o inexplicável. Não! Nada disso. Eles se reuniram para buscar uma solução. E em quem estava a solução? Em Deus, é claro!

Eles se reuniram, jejuaram e oraram: “Na tua mão, está a força e o poder, e não há quem Te possa resistir, Senhor.”.

Que, diante dos momentos de crise, de pressão, de medo, de injustiças, você faça como eles! Busque ao Senhor, porque Ele tudo pode!

Sabe o que aconteceu, depois daquela entrega? Além do que eles pediram, pensaram ou imaginaram. Dúvida? Olha só o que está escrito nos versículos 15, 16 e 17: “Então, veio o Espírito do SENHOR no meio da congregação, sobre Jaaziel, filho de Zacarias, filho de Benaia, filho de Jeiel, filho de Matanias, levita, dos filhos de Asafe, e disse: Dai ouvidos, todo o Judá e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Josafá, ao que vos diz o SENHOR. Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, mas de Deus.

Amanhã, descereis contra eles; eis que sobem pela ladeira de Ziz; encontrá-los-eis no fim do vale, defronte do deserto de Jeruel. Neste encontro, não tereis de pelejar; tomai posição, ficai parados e vede o salvamento que o SENHOR vos dará, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã, saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR é convosco.”

O Senhor deu a eles um grande livramento. O Senhor foi à frente daquela batalha, e eles não tiveram que guerrear!

Creia, porque o Senhor vai à frente desta batalha! E, no final, no lugar dos choros e dos gemidos, você entoará um cântico de vitória!


Pense nisso!

quinta-feira, 8 de março de 2018

Ser mais que vencedora é superar limites!


Hoje, Dia Internacional das Mulheres, eu quero deixar uma mensagem especial para as mais que vencedoras sobre superação.

Romanos 8.37: “Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.”

Querida leitora, na minha caminhada, eu aprendi conseguir superar o impossível por ser inteligente, habilitada, estudada, preparada, experiente e por ter dotes físicos e materiais traz uma realização muito grande. Mas vencer sem ter as mínimas condições, mas porque Deus derramou sobre sua vida o poder do Espírito Santo, é incomparável.

Uma das capacidades que só o Senhor pode nos dá é o perdão. É superar a mágoa, o ódio, a obsessão e aquelas situações que expuseram nossos fracassos. Em outras palavras, perdoar é o mesmo que se abrir para ser restituída.

Quando você recebe uma capacidade divina que te livra, liberta, que te tira da opressão, do ódio, da tristeza, da dor, da traição, do sentimento de ter sido explorada e te coloca em outro plano, você se torna soberana. Aquele mal, de repente, já não te causa nenhum dano e não abala mais o seu emocional. Você, finalmente, está livre! E, nesta liberdade, está a sua restituição. Isso é ser mais que vencedora.

Mesmo depois de ter sido traída, enganada, usada, explorada, você recebe a capacidade de perdoar e, ainda, falar sobre tudo o que passou com leveza, sabendo que nada mais te afeta! Isso é ser mais que vencedora.

Sabe, não é que você tenha vencido a situação de primeira, mas você superou o dano que ela causou.  Pior roubo do que ser traída é não sonhar mais. Pior roubo do que ser usada é não confiar mais. Pior roubo do que ser frustrado é não tentar mais uma vez, é não buscar de Deus orientação e um novo caminho.

Ser mais que vencedora é esquecer as coisas que para trás ficaram e prosseguir para o alvo, sabendo que a graça do Senhor vai te acompanhar!

Esse é o plano que Deus tem para nossas vidas. Ele amou o mundo de tal maneira que enviou seu filho unigênito, para que ninguém se perca, mas que, através d’Ele, você seja restituída nos seus sentimentos, na sua maneira de enxergar, na sua maneira de pensar, nos seus sonhos, nas suas habilidades e na sua capacidade de realização.

Você também é acrescentada do poder sobrenatural que só o Espírito Santo pode te dar. Ele traz luz, sabedoria e discernimento, para você não ser mais enganada nem por aparência e nem por carência. Isso é ser mais que vencedora.

Quem vence na força do seu braço ou nos seus dotes materiais e físicos sempre tem a necessidade de provar que pode. Mas quem vence, na força do Espírito Santo, alcança o pódio e, ali, fica inabalável, porque o Senhor a sustenta.

Ser mais que vencedora é o plano de Deus para a sua vida!

Escolha não ser mais a vítima história, escolha ser mais que vencedora, entregando sua vida para Jesus Cristo e pedindo para que Ele te ensine, te capacite e, em tudo, te dê graça. Desta forma, você se superará seus limites e os seus impossíveis.


Pense nisso!

segunda-feira, 5 de março de 2018

Quem disse que é o fim?


Hoje, eu quero falar com vocês sobre a ansiedade, um impulso que nos leva a fazer as piores escolhas e, consequentemente à frustração e à culpa. Parece que a nossa vida perdeu o rumo! 

Para te ajudar a compreender o quanto este sentimento pode ser destrutivo, eu vou citar, como exemplo, a história do Filho Pródigo. 

Lucas 15.11 a 32: “Continuou: Certo homem tinha dois filhos; o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me cabe. E ele lhes repartiu os haveres. Passados não muitos dias, o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu, partiu para uma terra distante e lá dissipou todos os seus bens, vivendo dissolutamente.

Depois de ter consumido tudo, sobreveio àquele país uma grande fome, e ele começou a passar necessidade. Então, ele foi e se agregou a um dos cidadãos daquela terra, e este o mandou para os seus campos a guardar porcos. Ali, desejava ele fartar-se das alfarrobas que os porcos comiam; mas ninguém lhe dava nada.

Então, caindo em si, disse: Quantos trabalhadores de meu pai têm pão com fartura, e eu aqui morro de fome! Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus trabalhadores. E, levantando-se, foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou. E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho.

O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos; porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se.

Ora, o filho mais velho estivera no campo; e, quando voltava, ao aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças. Chamou um dos criados e perguntou-lhe que era aquilo. E ele informou: Veio teu irmão, e teu pai mandou matar o novilho cevado, porque o recuperou com saúde.

Ele se indignou e não queria entrar; saindo, porém, o pai, procurava conciliá-lo.  Mas ele respondeu a seu pai: Há tantos anos que te sirvo sem jamais transgredir uma ordem tua, e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com os meus amigos; vindo, porém, esse teu filho, que desperdiçou os teus bens com meretrizes, tu mandaste matar para ele o novilho cevado. Então, lhe respondeu o pai: Meu filho, tu sempre estás comigo; tudo o que é meu é teu. 

Entretanto, era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado.”

O fato de não sabermos esperar já é o suficiente para colocarmos tudo a perder... É algo que nos cega, a ponto de não confiarmos mais em Deus.

De repente, você não se deu conta do casamento abençoado que você tinha e, por causa de uma ilusão, jogou tudo para o alto... De repente, você não se deu conta da importância do ministério para a sua vida e, por causa de alguns conflitos, abandonou tudo... De repente, você não se deu conta do emprego abençoado que você tinha e, por causa de um descontentamento, saiu chutando o balde...

Diversas situações nos trazem sentimentos de culpa, mas sabe de uma coisa? Só sentimentos de culpa não te levam para lugar algum... Como eu havia citado anteriormente, eles ainda vêm acompanhados pela ansiedade! É um tormento descomunal!

A culpa te faz sentir indigno de se aproximar de Deus. Você acaba se projetando no mal. Para você, é o fim da linha!

O sentimento de culpa precisa produzir em você o arrependimento. O arrependimento começa quando você para de se justificar: “Errei por causa disso!”...  “Errei por causa dele!”... “Errei por causa daquilo!”... “Fui enganado!”...  Mas você errou e ponto!

Seja prático: “Senhor, eu errei! Tenha misericórdia da minha vida. Senhor, dá-me graça e forças para voltar!”.

Você errou como? Mentindo, roubando, se prostituindo, prejudicando seu colega de trabalho? Então, é isso que você vai falar!

O arrependimento começa quando assumimos os nossos erros e confessamos ao Senhor. O próximo passo é ter atitudes de arrependimento!

Aquele jovem se humilhou para o pai. Sabe, muitas vezes, a gente subestima o poder da graça e do amor! Quem deu seu único filho já se entregou faz tempo. 

Na Palavra de Deus, está escrito que aquele que não poupou seu único filho, como não nos dará, junto com o Espírito Santo, todas as coisas? Não é só ser restituído, mas é receber uma transformação completa!

É ser transformado para não cair mais neste abismo e fazer deste erro uma oportunidade de ser restaurado, transformado e restituído.

Aquele moço assumiu seus erros e se humilhou: “Eu quero voltar, mas eu não mereço ser tratado como filho. Trate-me como um servo! Perdão, pai!”.

Sabe o que aconteceu? O pai o recebeu de braços abertos e com uma grande festa.

Aquele jovem recebeu roupas novas e um anel de autoridade! Autoridade para não cair mais, autoridade para assumir seus erros e autoridade para vencer a culpa!

Livre, perdoado e restituído, você passa a ter certeza de um futuro abençoado!

Pense nisso!