Páginas

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Até quando?


Hoje, eu quero deixar uma mensagem especial para vocês com base na história de Ana, mãe do profeta Samuel.

Ana era uma mulher estéril, que, apesar de muito amada e honrada pelo marido, sofria muitas afrontas e humilhações.

Para vocês entenderem a dimensão das dificuldades que ela enfrentava, vou explicar como funcionava naquela época. Quando o homem se casava com uma mulher estéril, para poder dar continuidade à família, ele poderia ter outra mulher... Nem preciso dizer que foi assim com Ana, não é mesmo?

Ana ia para à Casa do Senhor e sempre chorava, por causa das humilhações que sofria... De ver a outra oferecer a seu marido tudo o que ela não podia... Em vez de se alegrar com o  amor incondicional que tinha por parte do marido.

Sabe, queridos, é muito complicado você passar por uma situação de solidão, ou de miséria, ou de tristeza, e, ainda, ter que conviver com pessoas que estão vivendo o oposto: estão com o carro do ano, casadas e sempre com um sorriso no rosto. Parece que Deus, literalmente, se esqueceu de você! 

Isso é uma grande mentira. Você está tendo uma visão muito superficial das coisas. Tem gente que trocaria todo o dinheiro que possui para ser como você! Para ter o que você tem, sabia disso? Para ter a mãe que você tem, o pai que você, o filho que você tem, a saúde que você tem...

Ficar se comparando aos outros não resolve seu problema! Cada um tem uma missão na terra. Mesmo a outra podendo ter filhos, Ana era a favorita! Era mais honrada e amada!

Posso falar uma coisa? Talvez, vocês fiquem chocados, mas Ana sofria, porque não tinha fé. Essa era a fonte dos problemas!

Na verdade, ela nunca enxergou que, na Casa de Deus, ela poderia encontrar o caminho do milagre. Ela achava que não adiantava orar. Sabe quando você só frequenta, mas não ouve a palavra? Entra e sai do culto, do mesmo jeito? Só bate cartão na igreja?

Quantas vezes, Ana orou para que Deus desse a ela um filho? Quantas vezes, ela não orou para que seu marido não precisasse casar com outra? Quantas vezes, ela não orou para engravidar primeiro? Mas sabe o que aconteceu? A outra teve mais de um filho, e Ana? Nada!

O maior erro dela foi não enxergar o lugar da bênção! Apesar de ir à igreja, ela não enxergava que, por meio da boca do profeta, ou por meio de uma comunhão profunda com Deus, ela poderia achar o caminho da vitória.

Quantas vezes você vai à igreja, tem uma religião, mas carrega dor, mágoa e frustração, porque Deus não te atende? Parece que Deus ouve a oração de todos, mas não presta atenção na sua. Isso é mentira!!!

Posso ser sincera? Você se chateou, porque Deus não te atendeu na hora que você achou que Ele tinha que atender! Por causa disso, você deixou de orar, e perdeu a fé. Você deixou o inimigo roubar uma arma poderosa de vitória para a sua vida. Quem desiste, no meio do caminho, é perdedor!

Você parou de louvar, de fazer votos no altar, porque Deus não atendeu as suas expectativas. Mas sabe de uma coisa? Nós somos aqueles que, pela perseverança, alcançamos a promessa!

Em Hebreus 10, está escrito que Deus não se agrada daqueles que retrocedem. O inimigo quer que nada seja completo na sua vida. Ele quer você vá à igreja, mas sem fé. Ele quer que você vá à igreja, e não se abra para receber a palavra profética.

Quer entender melhor? Leia comigo Hebreus 10.35 a 39: “Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.”.

Em nome de Jesus, você vai ficar firme. Você vai voltar para a Casa do Senhor, mas vai para sair, verdadeiramente, transformado. Comece este mês de uma forma diferente!

Creia no Senhor e estará seguro, creia nos profetas e prosperareis! Não dá mais para ficar do jeito que você está! Em vez de se lamentar, louve. Em vez de reclamar, clame ao Senhor. A oração do justo muito pode em seus efeitos. Uma palavra pode mudar o rumo da tua vida.

Ana viveu um grande milagre, quando entendeu isso. Ela não teve somente um filho, teve Samuel, um dos maiores profetas da história da Bíblia.

Pense nisso!

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Foi bom esperar!


Gênesis 15. 1 a 6: “Depois destes acontecimentos, veio a palavra do SENHOR a Abrão, numa visão, e disse: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande. Respondeu Abrão: SENHOR Deus, que me haverás de dar, se continuo sem filhos e o herdeiro da minha casa é o damasceno Eliézer? 

Disse mais Abrão: A mim não me concedeste descendência, e um servo nascido na minha casa será o meu herdeiro.

A isto respondeu logo o SENHOR, dizendo: Não será esse o teu herdeiro; mas aquele que será gerado de ti será o teu herdeiro. Então, conduziu-o até fora e disse: Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua posteridade. Ele creu no SENHOR, e isso lhe foi imputado para justiça.”

Eu sempre tenho o costume de falar sobre o poder da ressurreição, mas, desta vez, eu quero destacar a história de Abraão, também conhecido com “pai da fé”.

A sepultura de Abraão era sua própria casa. Ali, até então, estava enterrado o maior sonho dele: ter um filho com Sara, seu grande amor.

Por que Abraão pode ser considerado um exemplo de fé? Porque ele deu ouvidos a um Deus que ele não conhecia. Ele deu ouvidos ao Deus que os pais dele não serviam.

Para todos, poderia ser uma loucura, mas Abraão tinha convicção de que, mesmo estéril, Sara poderia dar a ele um filho.

Os anos passaram, e Deus continua reafirmando sua promessa... E Sara? Continuava estéril. Cada dia, humanamente falando, eles estavam mais distantes de realizar seu maior sonho. Eles já estavam avançados de idade. 

O desespero, então, bateu à porta: “E se Deus não me der um filho de Sara? A cada dia, vou ficando sem forças. Estou envelhecendo. Daqui a pouco, eu posso ficar infértil. E se Deus não realizar a promessa?”.

O Senhor disse a ele: “Não temas”. Abraão creu, e isso lhe foi imputado por justiça.

O Senhor é o nosso escudo. A recompensa pela sua perseverança virá!

Não conte mais seus problemas, conte as estrelas do céu. Saia desta sepultura e olhe para o alto. Olhe para a grandiosidade do teu Deus!

Assim como Abraão, creia! Tire os "e se" do seu vocabulário! Abraão, querido internauta, não só teve um filho, como foi pai de nações!

Eu não sei qual obra o Senhor realizará na sua vida. Mas eu tenho certeza de que será no tempo certo e do jeito certo! As promessas d´Ele não podem falhar. 

Vale a pena, sim, esperar no Senhor.


Pense nisso!

terça-feira, 19 de junho de 2018

Sete bons motivos para você não desistir!


Sabe, tem dias que parece que todo o amor do mundo desapareceu. Você fica triste, desconectado dos outros, de si mesmo e até de Deus. Parece que tudo o que você viveu foi uma piada, uma grande mentira, que nunca ninguém ligou para você e, agora, a fonte do amor, que existia dentro de você, secou.

É como se tivessem te colocado no fundo de um poço, um lugar onde nada faz sentido e a única saída é a morte!

Mas, espere um pouco! Você não vai cair nessa, não é mesmo? Você está entrando em uma “pegadinha” do inferno. Pare agora e comece a clamar pelo amor de Jesus! Faça como aquele cego no caminho de Jericó. Mesmo que haja uma multidão de sentimentos e situações que queiram te separar do amor de Deus, não deixe de clamar para que Ele te cure, para que abra os seus olhos e você consiga enxergar o que realmente Ele tem para você.

Em Oseias 4.6, o Senhor fala que seu povo perece por falta de conhecimento – conhecimento de Deus e de Sua Palavra –. Quem realmente conhece Deus e Sua Palavra sabe que não está largado no mundo, tem consciência do valor que possui.

Agora, eu vou mostrar para você, na Palavra de Deus, como Ele nos ama. E, se Ele nos ama, só pode vir do inimigo essa sensação de solidão. São sentimentos malignos que vêm para nos roubar e nos destruir.

Você sabia que desmerecer o que Deus valoriza também é pecado? Se você abrir seu coração para que esta palavra frutifique, em nome de Jesus, você vai viver uma grande libertação.

Nas passagens bíblicas a seguir, vou te mostrar o que Deus pensa sobre você. São sete bons motivos para você seguir em frente:

1- Deus te criou à sua imagem e semelhança (Gênesis 1.27)

Você acha pouco? Ele não fez isso nem com os anjos.

2- Jesus te ama e deu a vida por você (João 3.16 e Gálatas 1.4)

Não existe prova maior de amor. Com esta atitude, Ele mostrou que sua vida vale mais do que qualquer frustração.

3- Deus te criou para que você domine e reine (Gênesis 1.28)

Então, peça para o Espírito Santo visão e força para que, em nome de Jesus, você domine e não seja dominado por nenhuma situação. Deus te dará condições para que você administre todas as situações e que você possa usufruir de suas conquistas, ao lado de quem você ama.

4- Jesus nos deixou seu Espírito Santo para que, do nosso interior, fluíssem rios de água viva. (João 7.38)

O Espírito Santo ficou conosco para que aprendêssemos a nos amar, amar a Deus e amar a todos.

5- Deus trabalha em nós, pois deseja que sejamos embaixadoras do Céu na Terra (2 Coríntios 5.20)

6- Se Deus já entregou seu próprio filho, nos dará todo o resto (Romanos 8.32)

7- Deus nos garantiu proteção:

O Senhor dá ordem aos anjos ao nosso respeito (Salmo 91). Quando fazemos d´Ele a nossa segurança, mil cairão ao nosso lado, 10 mil à nossa direita, e nada nos atingirá (Salmo 91.7).

Ele nos entregou também: vestes da verdade, a couraça da justiça, os sapatos que nos levam a Cristo, o escudo da fé, o capacete da salvação, e a espada do Espírito (Efésios 6).

Esta é a verdade ao nosso respeito! Será que não está na hora de fazer uma reavaliação? Em Jesus Cristo, a despeito de todas as dificuldades que se levantam na nossa caminhada, somos mais que vencedores.


Pense nisso!

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Onde está Deus?


Salmos 145.14 a 19: “O SENHOR sustém os que vacilam e apruma todos os prostrados. Em ti esperam os olhos de todos, e tu, a seu tempo, lhes dás o alimento. 

Abres a mão e satisfazes de benevolência a todo vivente. Justo é o SENHOR em todos os seus caminhos, benigno em todas as suas obras. 

Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Ele acode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva.”

Uma das frases que eu ouço com muita frequência é: ‘Onde está Deus?’. ‘Onde estava Deus,  quando meu filho ficou doente?’, ‘Onde estava Deus, quando minha filha sofreu aquele acidente?’, Onde estava Deus, quando meu marido morreu? Por que Ele permitiu isso?’.

Quando você deixa esses questionamentos invadirem o seu coração com ódio, revolta e mágoa, você  passa a fazer exatamente a vontade de espíritos malignos, que vieram para te roubar e te destruir. Roubar o que? Você acha mesmo que o diabo precisa do seu relógio, do seu carro ou do seu casamento? Não! Ele quer roubar sua relação com Deus!

Ao não se relacionar com Deus e dar lugar à ira, você abre um grande espaço na sua vida para o inimigo agir! Você acaba se tornando uma pessoa amarga, incrédula e zombadora das coisas de Deus!

Você pode ver que as pessoas incrédulas são as mais duras de coração! Geralmente, são materialistas, egoístas e de difícil convivência! Tudo tem um preço, inclusive, elas!

São pessoas desprovidas de esperança! Porque acham que Deus as frustrou! Ou porque, simplesmente, não têm fé!

E o mais paradoxal é que, em todas as situações difíceis, elas atribuem a culpa a Deus!

É até cômico! Elas não buscam a Deus, gritam aos quatro ventos que não acreditam em Deus e, quando passam por um momento de aflição, são as primeiras a culpá-Lo.

Pessoas assim andam de engano em engano.

Salmo 42.7: “Um abismo chama outro abismo, ao fragor das tuas catadupas; todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim.”

Pessoas assim podem ter tudo nada vida, mas continuam incompletas!

Nos piores momentos da nossa vida, a tendência é nos afastarmos de Deus! Isso é um grande erro! É nestes momentos que devemos nos apegar mais a Ele.

Cale esses pensamentos destrutivos! Encerre essa agitação que está abalando seus sentimentos! Cesse este choro!  Depois de acalmar essa tempestade interior, você vai clamar o nome Jesus!

O nome de Jesus tem poder! Invoque com sinceridade, acreditando! Não invoque como se fosse um teste! Invoque para sentir Sua presença!

Não importa onde você esteja! Não importa a sua condição! Se você fizer isso, Ele vai encher o seu interior! Ele vai limpar seus sentimentos e invadir o teu ser com a paz que excede todo o entendimento.

No versículo 19 da passagem que lemos no início do nosso estudo, está escrito: “Ele acode à vontade dos que o temem; atende-lhes o clamor e os salva.”.

Zele pela sua relação com Deus!

Tem um louvor do Marcelo Aguiar que mostra exatamente o sentimento que devemos ter. Vou postar um trechinho:

Se quiser levar tudo o que eu tenho
Pode levar, veio de tuas mãos
Mas deixe-me apenas com o meu coração
Porque foi aonde você pôs a mão
E me curou, e me curou!

Há salvação para aqueles que acreditam! Há salvação para aqueles que buscam ao Senhor! Há salvação para aqueles que meditam na Palavra de Deus e fazem dela sua verdade!

Na Bíblia, há milhares de promessas, mas não está escrito que não passaríamos por aflições! Pelo contrário, está escrito que, em todas elas, devemos ter bom ânimo!

O Senhor vai nos livrar, nos salvar e nos acudir!

No capítulo 145 do livro de Salmos, tem mais uma promessa: “O SENHOR guarda a todos os que o amam!”.

Chegou o dia do desemprego? Não vai te faltar nada, e o Senhor vai abrir uma porta maior!

Chegou o dia da enfermidade? Você terá forças! O Senhor vai fazer com que tudo coopere para o seu bem!

Chegou o dia da pior perda da sua vida? Será um ‘Até breve!’ Não te faltará consolo! Não te faltará a presença de Deus! Ele vai enxugar todas as suas lágrimas e manifestará um novo dia, com novas alegrias!

O Senhor vai te ensinar a viver sem essa pessoa! As lembranças não serão de dor, mas de todos os momentos felizes que você passou com ela!

O Senhor vai fazer raiar no seu coração um novo dia, com novas esperanças, com novas perspectivas... Eu posso falar isso com convicção, porque eu vivo isso! Eu quero repartir com você este consolo!

Haverá bom futuro! Sua esperança no Senhor não será envergonhada!


Pense nisso!

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Será que fugir é a melhor solução?


No livro de Rute, logo no primeiro capítulo, há um relato sobre a história de um homem que, para fugir da escassez, decidiu procurar um lugar melhor para sua família morar. Detalhe: Ele esteva completamente desesperado.

Vamos entender melhor a situação dele, lendo o Rute 1.1 a 5: “Nos dias em que julgavam os juízes, houve fome na terra; e um homem de Belém de Judá saiu a habitar na terra de Moabe, com sua mulher e seus dois filhos. Este homem se chamava Elimeleque, e sua mulher, Noemi; os filhos se chamavam Malom e Quiliom, efrateus, de Belém de Judá; vieram à terra de Moabe e ficaram ali. 

Morreu Elimeleque, marido de Noemi; e ficou ela com seus dois filhos, os quais casaram com mulheres moabitas; era o nome de uma Orfa, e o nome da outra, Rute; e ficaram ali quase dez anos. Morreram também ambos, Malom e Quiliom, ficando, assim, a mulher desamparada de seus dois filhos e de seu marido.”.

Elimeleque saiu da terra que habitava, debaixo de pressão e estresse. Talvez, você não esteja vivendo uma situação de calamidade, mas, está cansado do lugar que você mora.

Existem muitas pessoas que me procuram e já vêm com aquele discurso carregado de imaturidade: “Eu vou morar em outro país. Não aguento mais!”, “Bispa, eu não aguento mais o meu chefe, vou largar tudo! Pensando bem, vou mudar de carreira!”, “Bispa, eu decidi sair de casa, não aguento mais minha família”...

Talvez, você tenha começado o ano com esses pensamentos. Mas sabe de uma coisa? Antes de tomar qualquer decisão, pergunte-se: Na hora do estresse, onde eu tenho depositado minhas sementes? Qual é a base da minha vida? São os problemas? É a crise? É a pressão diária? 

Elimeleque saiu com a esposa e filhos, vendeu tudo o que tinha e investiu todos os seus recursos em uma terra que ele considerava próspera, uma terra em que ele via todo mundo dando certo, todo mundo prosperando e evoluindo.

Ele achou que havia fugido da seca, das dificuldades financeiras e que havia encontrado o paraíso. Mas, sabe o que aconteceu? Ele e os dois filhos morreram, e a família ficou na miséria! Restaram somente três mulheres viúvas.

Mas, Bispa, qual foi o erro de Elimeleque? Ele deduziu que aquele seria o melhor caminho! Ele caminhou de acordo com o que ele via, ou seja, não buscou uma direção do Senhor!

Da tragédia, uma trajetória!

No meio de toda aquela loucura e tristeza, Noemi, viúva de Elimeleque, conversou com suas noras a as aconselhou a voltarem para suas terras. Orfa chorou, mas decidiu seguir o conselho da sogra! Rute, por outo lado, decidiu ficar, ou seja, optou em não fugir. Ela não agiu de acordo com os seus interesses, mas de acordo com aquilo que recebera de Deus.

Rute era fiel e leal! Mesmo com a morte do marido, não entregou os pontos. Muitos, no lugar dela, teriam ido embora sem titubear. Assim como existem pessoas que te caçoam, porque você vai à igreja. Talvez, no seu grupo de amigos, você seja o único cristão.

E daí que você é minoria? Essas pessoas que zombam da sua fé podem resolver todos os seus problemas? Com certeza, não!

Honre sua aliança com Deus, assim como Rute fez! Ela honrou também a aliança que tinha com a sogra e com o marido, que,  inclusive, estava morto! Investiu toda a sua vida em uma senhora viúva e pobre. Não foi nada fácil! Rute teve que desdobrar para sustentar a casa!

Sabe como termina esta história? Com a restituição de Rute e Noemi! Elas voltaram para Israel e Rute casou com Boaz, um homem integro e, por coincidência, o mais rico da terra.

Tem um detalhe nesta história, que, com certeza, vai te emocionar! Naquela época, o primeiro filho, de alguém que era viúva, levava o nome do marido que morreu! O que isso quer dizer? Noemi teve um neto! Rute teve mais filhos e entrou para a genealogia de Jesus!

Quem você quer ser nesta história: Elimeleque (aquele que achou que era melhor fugir), Orfa (a precipitada) ou Rute (a fiel)?

Você tem certeza de que essa atitude que você está prestes a tomar é a direção que Deus tem para sua vida?

Muitos podem questionar o seu envolvimento na igreja ou sua aliança com Deus, dizendo que você está perdendo tempo! Será que está perdendo mesmo?

Será que você não está sendo roubado pelo seu imediatismo. “Ah, Bispa! Todo mundo está se dando bem lá, então, eu vou também!”.Tá certo! Mas vai quebrar a cara igual a todo mundo também! 

Busque Deus em primeiro lugar! Quero terminar este post com Salmos 37.5: "Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n´Ele, e o mais Ele fará.".

Pense nisso!

segunda-feira, 11 de junho de 2018

A fé nos leva a viver o impossível!


Olá querido internauta, que sempre está ligadinho no meu blog! Nada melhor do que meditar na Palavra de Deus! Ela é o nosso alimento diário!

O “Pensamento do Dia” está baseado no sexto estudo da “Primavera” da “Bíblia da Mulher de Bem com a Vida”.

Vamos começar, meditando em 1 Samuel! Vamos falar um pouquinho sobre Ana, mãe do profeta Samuel! Ana era uma mulher estéril, que, apesar de muito amada e honrada pelo seu marido, sofria constantes afrontas e humilhações!

Para vocês entenderem a dimensão das dificuldades que ela enfrentava, vou explicar como funcionava naquela época. Quando o homem se casava com uma mulher estéril, para poder dar continuidade à família, ele poderia ter outra mulher... Nem preciso dizer que foi assim com Ana, não é mesmo?

Ana ia para a Casa do Senhor e sempre chorava, por causa das humilhações que sofria... De ver a outra oferecer a seu marido tudo o que ela não podia... Em vez de se alegrar com o carinho que tinha...

Ficar se comparando aos outros não resolve seu problema! Cada um tem uma missão na terra. Mesmo a outra podendo ter filhos, Ana era a favorita! Era mais honrada e amada!

Posso falar uma coisa? Talvez, vocês fiquem chocados, mas Ana sofria porque não tinha fé. Essa era a fonte dos problemas!

Na verdade, ela nunca enxergou que, na Casa de Deus, ela poderia encontrar o caminho da transformação. Ela achava que não adiantava orar. Sabe quando você só frequenta, mas não ouve a palavra? Entra e sai do culto do mesmo jeito? Só bate cartão na igreja?

Quantas vezes, Ana não orou para que Deus desse a ela um filho? Quantas vezes ela não orou para que seu marido não precisasse casar com outra? Quantas vezes ela não orou para engravidar primeiro?

Mas sabe o que aconteceu? A outra teve mais de um filho, e Ana não teve nenhum. O maior erro dela foi não enxergar o lugar da bênção! Apesar de ir à igreja, ela não enxergava que, por meio da boca do profeta, ou, por meio de uma comunhão profunda com Deus, ela poderia achar o caminho da vitória.

Quantas vezes você vai à igreja, tem uma religião, mas carrega dor, mágoa e frustração, porque Deus não te atende? Parece que Deus ouve a oração de todos, mas não presta atenção na sua. Isso é mentira!!!

Posso ser sincera? Você se chateou, porque Deus não te atendeu na hora que você achou que Ele tinha que atender! Por causa disso, você deixou de orar, perdeu a fé. Você deixou o inimigo roubar uma arma poderosa de vitória para a sua vida. Quem desiste, no meio do caminho, é perdedor!

Você parou de louvar, de fazer votos no altar, porque Deus não atendeu as suas expectativas. Mas sabe de uma coisa? Nós somos aqueles que, pela perseverança, alcançamos a promessa!

Em Hebreus 10, está escrito que Deus não se agrada daqueles que retrocedem. O inimigo quer que nada seja completo na sua vida. Ele quer você vá à igreja, sem fé. Ele quer que você vá para a igreja, e não se abra para receber a palavra profética.

Quer entender melhor? Leia comigo Hebreus 10.35 a 39: “Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.”.

Em nome de Jesus, você vai ficar firme. Você vai voltar para a Casa do Senhor, mas vai para sair, verdadeiramente, transformado. Comece esta semana de uma forma diferente!

Creia no Senhor e estará seguro, creia nos profetas e prosperareis! Não dá mais para ficar do jeito que você está! Em vez de se lamentar, louve. Em vez de reclamar, clame ao Senhor. A oração do justo muito pode em seus efeitos. Uma palavra pode mudar o rumo da tua vida.

Ana viveu um grande milagre, quando entendeu isso. Ela não teve somente um filho, teve um grande profeta de Deus, Samuel!


Pense nisso!

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Faça uma autoavaliação!


Salmos 141.1 a 10: “SENHOR, a ti clamo, dá-te pressa em me acudir; inclina os ouvidos à minha voz, quando te invoco. Suba à tua presença a minha oração, como incenso, e seja o erguer de minhas mãos como oferenda vespertina. 

Põe guarda, SENHOR, à minha boca; vigia a porta dos meus lábios. Não permitas que meu coração se incline para o mal, para a prática da perversidade na companhia de homens que são malfeitores; e não coma eu das suas iguarias. Fira-me o justo, será isso mercê; repreenda-me, será como óleo sobre a minha cabeça, a qual não há de rejeitá-lo.

 Continuarei a orar enquanto os perversos praticam maldade. Os seus juízes serão precipitados penha abaixo, mas ouvirão as minhas palavras, que são agradáveis, ainda que sejam espalhados os meus ossos à boca da sepultura, quando se lavra e sulca a terra.

Pois em ti, SENHOR Deus, estão fitos os meus olhos: em ti confio; não desampares a minha alma. Guarda-me dos laços que me armaram e das armadilhas dos que praticam iniquidade. Caiam os ímpios nas suas próprias redes, enquanto eu, nesse meio tempo, me salvo incólume”.

Faça deste Salmo a sua oração! Em vez de reclamar, você vai clamar a Deus! Em vez de murmurar, você vai louvar! Em vez de se entregar à depressão, você vai se reanimar no Senhor e voltar para a igreja.

Caminhe com a certeza de que todos estes desafios vão cooperar para o seu bem, desde que você seja guiado pelo Espírito Santo, não por suas emoções!

Todas estas dificuldades vão cooperar para o seu bem, quando você colocar o Senhor em primeiro lugar!

Antes de abrir a sua boca para falar qualquer coisa ruim, busque equilíbrio em Deus.

Nesta passagem que acabamos de ler, o salmista fala: "Coloque guardas em minha boca...". 

Por que ele pede isso? Porque, em Provérbios 18,está escrito: "A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto."

Se tudo o que você falou hoje virasse o seu alimento, ele te envenenaria ou te fortaleceria?

Se tudo que você falou sobre sua família virasse um alimento, ele os mataria ou os sustentaria?

Peça para que o Senhor proteja seus lábios, para que você não venha a pecar contra Ele e não traga mais morte e destruição para as pessoas que você ama.

O mundo foi criado através da Palavra! Tudo o que não tinha existência passou a existir.

Cuidado para que, através das palavras, você não traga existência ao mal que não existia na sua casa!  Você tem o poder de trazer vida e de transformar qualquer ambiente!

Não seja uma pessoa provocável, explosiva! Não tenha medo das armadilhas que o inimigo preparou! Deus é fiel e não permite que a mentira e a injustiça prevaleçam!

Zele para que suas atitudes e o seu discurso estejam de acordo com a sua fé! 

Pense nisso!

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Fé é atitude!


2 Reis 4.38 a 44: “Voltou Eliseu para Gilgal. Havia fome naquela terra, e, estando os discípulos dos profetas assentados diante dele, disse ao seu moço: Põe a panela grande ao lume e faze um cozinhado para os discípulos dos profetas.

Então, saiu um ao campo a apanhar ervas e achou uma trepadeira silvestre; e, colhendo dela, encheu a sua capa de colocíntidas; voltou e cortou-as em pedaços, pondo-os na panela, visto que não as conheciam.

Depois, deram de comer aos homens. Enquanto comiam do cozinhado, exclamaram: Morte na panela, ó homem de Deus! E não puderam comer. Porém ele disse: Trazei farinha. Ele a deitou na panela e disse: Tira de comer para o povo. E já não havia mal nenhum na panela.

Veio um homem de Baal-Salisa e trouxe ao homem de Deus pães das primícias, vinte pães de cevada, e espigas verdes no seu alforje. Disse Eliseu: Dá ao povo para que coma.

Porém seu servo lhe disse: Como hei de eu pôr isto diante de cem homens? Ele tornou a dizer: Dá-o ao povo, para que coma; porque assim diz o SENHOR: Comerão, e sobejará.

Então, lhos pôs diante; comeram, e ainda sobrou, conforme a palavra do SENHOR.

Qual palavra você tem escutado? Qual é o som que tem dirigido sua vida?

A passagem que acabamos de ler mostra uma situação de crise. O profeta Eliseu, chegando ao acampamento de 100 homens, viu que eles não tinham nada para comer. A situação era de muita miséria.

Então, Eliseu disse: “Coloque a panela no fogo e faça um cozinhado!”.  Em vez de pegar aquilo que eles já tinham – porque achavam que, no futuro, faria falta –, eles saíram procurando e trouxeram qualquer coisa para o profeta.

Sabe, é como algumas pessoas que dizem: “Olha, eu acredito em Deus!”, mas não oram, não separam nem um tempo para ler um Salmo por dia, não vão à igreja...

Muitas pessoas têm sido roubadas em seus relacionamentos espirituais, porque não se comprometem com o que acreditam. 

Ao colocar os ingredientes na panela, aqueles homens começaram a gritar: “Morte na panela!”.

Sabe, queridos, desta história, podemos tirar grandes lições.

1ª lição: Quando você entrega qualquer coisa para o Senhor, a morte entra na tua panela, porque o que repreende a morte são os dízimos e as ofertas.

É o que está escrito em Malaquias 3.10 e 11:  “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”.

Entregue um tempo do seu dia a Deus, vá à igreja, experimente orar nem que seja cinco minutos por dia! Você vai ver a diferença que isso pode trazer para a sua vida.

Nos seus momentos de oração, ajoelhe-se, desligue-se de tudo a sua volta e abra o seu coração. Como você quer que o Senhor fale com você, se você não O busca?

Experimente ler um Salmo por dia, isso vai iluminar o seu dia, vai te motivar, te edificar e te curar!

Depois que gritaram “Morte na panela!, Eliseu disse: “Trazei farinha”. Depois de recebê-la, ele a colocou na panela.

Sabe, queridos, depois que aquele oferta foi entregue, já não havia nenhum mal naquela panela!

Faça esta experiência, e, na sua casa, vai começar a jorrar as bênçãos de Deus. No lugar das brigas, das loucuras, virá um tempo de paz e harmonia. Em vez de cooperar para a destruição, você fará da sua casa um ambiente de louvor.

2ª lição: Quando andamos embaixo da direção de Deus, vem a multiplicação!

Foi o que aconteceu em 2 Reis. Eles estavam precisando de suprimento. Veio, então, um homem de Baal-Salisa e trouxe ao profeta pães das primícias.

Aqueles pães não eram suficientes para alimentar aqueles cem homens, mas, debaixo de uma palavra profética, sobejaram.

É assim que a gente vive multiplicação nos dias de crise: com jejum, oração, buscando a Deus e confiando em Seus Profetas! 2 Crônicas 20.20: "Credes no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros; credes em seus profetas, e prosperareis."

Deus tem um plano para sua vida, e Ele vai começar tirando a morte da tua panela. Mas, para isso, é necessário que você pratique sua fé em Jesus Cristo, colocando sobre a área da sua necessidade o melhor do seu tempo, do seu louvor, o melhor do que você tem. 

Também é necessário que você creia e pratique a Palavra que vem de autoridades espirituais, e o Senhor te prosperará com multiplicação. 

Pense nisso!

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Sempre existirá um caminho


João 11.34 a 42: “E perguntou: Onde o sepultastes? Eles lhe responderam: Senhor, vem e vê! Jesus chorou. Então, disseram os judeus: Vede quanto o amava. 

Mas alguns objetaram: Não podia ele, que abriu os olhos ao cego, fazer que este não morresse? Jesus, agitando-se novamente em si mesmo, encaminhou-se para o túmulo; era este uma gruta a cuja entrada tinham posto uma pedra.

Então, ordenou Jesus: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. Respondeu-lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus? Tiraram, então, a pedra.

E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste.  Aliás, eu sabia que sempre me ouves, mas assim falei por causa da multidão presente, para que creiam que tu me enviaste. E, tendo dito isto, clamou em alta voz: Lázaro, vem para fora!

Saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o e deixai-o ir.”

Essa é a palavra que eu quero repartir com você hoje: Está na hora de remover a pedra desta sepultura! Está na hora de tirar a pedra do seu coração. Está na hora de tirar a pedra dos teus sonhos! Está na hora de tirar a pedra que te separa da ressurreição.

Talvez, ao ler este texto, você esteja pensando: “Bispa, não existe mais vida no meu casamento!”. Infelizmente, isso é muito comum. Você tem vida para a farra, para o ódio, para a mágoa, para a decepção, mas, para o seu relacionamento, não! Só sobraram a cinzas e as lembranças de um tempo distante.

Talvez, a morte tenha se manifestado na área espiritual. Você ia à igreja quase todos os dias, meditava na Palavra de Deus, tinha um ministério, colocava louvores em sua casa, tinha momentos de oração, mas, hoje, o que você tem? Uma tristeza profunda e muito rancor.

Você trilhou um caminho de inconsequência, loucuras e perdição. Agora, na sua opinião, não existe mais um caminho de volra. Você matou o seu chamado e colocou uma pedra encima. Quantas pessoas me procuram diariamente e falam: “Bispa, eu cometi tantos erros. Eu aprontei demais. Agora, não existe mais vida dentro de mim. Estou perdido!”.

Talvez, a morte que você enfrentou seja na área profissional. Por causa de uma atitude precipitada, você jogou uma grande oportunidade no lixo.

Sabe qual é o problema? Ter vida para as situações do passado, mas não ter vida para o novo.

Não importa a situação pela qual você esteja passando. No Senhor, existe, sim, um caminho de vida!

Para ressuscitar o que estava morto dentro de você, é necessário:

Em primeiro lugar, levar Jesus Cristo para o local que você transformou em uma sepultura.

Leve Jesus Cristo para o dia daquela discussão. Leve Jesus Cristo para o dia daquela traição. Leve Jesus Cristo para o dia daquela humilhação. Leve Jesus Cristo para aquele dia em que você, cheio de ingratidão, falou contra o lugar que te abençoo, te trouxe cura e mudou sua história. Você fez da igreja, que é um lugar de salvação, o seu cemitério.

Em segundo lugar, abra-se para viver os milagres de Deus, mesmo que, para você, não tenha mais jeito.

Para Maria e Marta, Jesus poderia ter curado Lázaro antes. Para elas, Jesus havia chegado tarde demais. Mas elas não contaram com o poder da ressurreição.

Para Deus, não há impossíveis, não há limites!

Em terceiro lugar, queira ser consolado!

Tire esta pedra, tire está dureza do seu coração! Deixe o som da ressurreição entrar! 

Pense nisso!

terça-feira, 5 de junho de 2018

Uma fé inabalável!


O Pensamento do Dia está em 1 Coríntios 11.

Paulo diz: “Sejam meus imitadores, como sou de Cristo”. Isso não significa que seremos como aqueles humoristas que imitam as expressões, as vozes de pessoas famosas e até nos divertem com isso.

Na verdade, ele quis dizer: “Seja meu imitador nas minhas atitudes, na minha postura, nas minhas reações, nas minhas decisões, na minha maneira de viver, assim como eu sou de Jesus Cristo.”.

Vou pegar um fato isolado, para usar como exemplo. Quando Paulo estava no seu local de oração, apareceu uma moça possuída por um espírito de adivinhação. Ela começou a perturbá-lo todos os dias, atrapalhando aquele momento de consagração.

Essa situação durou por muito tempo; até que Paulo e Silas decidem tomar uma atitude e expulsam aquele demônio. Só que aquele espírito maligno era uma espécie de fonte de renda para aquela mulher. Ela era muito procurada para fazer adivinhações, e, por consequência, seus donos enriqueciam.

Por conta disso, Paulo e Silas foram acusados de forma injusta. O que eles fizeram de errado? Nada! Eles só estavam fazendo uma oração e libertando aquela mulher daquele espírito opressor.

Depois de serem açoitados, Paulo e Silas foram jogados em um cárcere. Qual seria a reação natural? Eles tinham todos os motivos para ficarem revoltados contra aquelas pessoas e, até mesmo, contra Deus. Mas, mesmo acorrentados, no fundo do calabouço, começaram a louvar.

A adoração deles foi algo tão forte, que tomou conta de todo o ambiente. Por volta da meia-noite, todos os grilhões foram rompidos sobrenaturalmente, e as portas do calabouço se abriram. O carcereiro ficou transtornado ao ver todos os prisioneiros livres e, por desespero, quis tirar sua própria vida. Mas Paulo o ministrou.

Que poder e autoridade são esses? Eles louvaram com todas as suas forças e trouxeram o milagre à existência! Eles foram injustiçados, humilhados, agredidos, mas guardaram a fé e fizeram dela o seu escudo!

É sobre isso que eu quero falar com você, querido internauta. Nos momentos de extrema pressão, nós revelamos nossas verdadeiras motivações e convicções. Esta história serve para fortalecer a igreja e aqueles que, por qualquer crítica, negam sua fé!

Por que algumas pessoas que falam que amam Jesus se perdem tão facilmente? Isso acontece, porque elas não têm autoridade! Sabe, em vez de só falarmos dos nossos problemas, precisamos falar mais sobre Deus!

Hoje é dia de você restaurar sua relação com o Senhor e zelar por ela. Jesus veio para nos salvar, nos dar poder e autoridade!

Se hoje você está vivendo “um dia daqueles”, está com um parente no hospital, cheio de contas para pagar, com uma sentença de morte, tenha a certeza de que Deus te dá poder e autoridade para você enfrentar qualquer situação.

O seu clamor, o seu louvor, o seu jejum, os seus votos no altar e a tua comunhão com a igreja fazem com que as portas do inferno não prevalecem contra a sua vida!

Foi assim que aconteceu com Paulo e Silas. Para sermos seus imitadores, precisamos resistir até as últimas consequências! Precisamos ser incorruptíveis e inabaláveis.

Sabe, a gente busca dinheiro, casamento, descanso, mas não buscamos ter autoridade em Jesus Cristo. Sabe por que precisamos dela?

Porque no Salmo 34.19 está escrito: “Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas!”. Isso quer dizer que Deus não nos livra da luta, mas no livra na luta! 

Não entregue os pontos! Aquele que te enviou é o mesmo que vai te direcionar, te proteger e trazer o livramento!

Se você está passando por uma adversidade, faça como Paulo e Silas: louve e clame ao Senhor. Não desista e, muito menos, se precipite. Porque Ele fez, Ele faz, e Ele fará!

Pense nisso!

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Cada dia é um dia a menos...


Salmo 30.5 “Para a sua ira durar só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã."

O salmista garante que o nosso choro não é permanente. Deus promete enxugar nossas lágrimas. Toda dor que estiver assolando a nossa vida, Ele a transformará em alegria.

A Palavra de Deus é um verdadeiro refrigério para nossa alma. Em Romanos 8.18, está escrito que as aflições deste tempo não podem ser comparadas, de modo nenhum, com a glória que nos será revelada, no futuro.

Não desista! Mantenha os olhos focados em Jesus Cristo. Ele é nosso escudo, nossa fortaleza e o nosso socorro bem presente, nos momentos de angustia e aflição.

Quando a Palavra de Deus deixa de ser um texto que lemos, para ser a verdade que praticamos, vivemos, em toda e qualquer situação, o Seu sobrenatural.

Ainda que esta noite de choro dure uma semana, um mês, um ano, a nossa certeza é que cada dia é um dia a menos. Cada hora é uma hora a menos.... Estamos cada vez mais próximos do amanhecer de Deus em nossas vidas. E toda a alegria, que este amanhecer  vai trazer, faz com que renovemos nossas forças e enxuguemos nossas lágrimas. Até porque, em tempo de guerra, não se chora, se luta! Sabemos que a alegria vem, a vitória vem!

Tenha certeza, em seu coração, de que luta tem dia para começar e para acabar. O que nunca acaba é a bênção de Deus em nossas vidas!

Hoje, quero te pedir uma coisa: mais do que ficar só pensando desta forma, viva desta maneira! Renove suas forças! Espere em Deus. Creia e ande por esta fé!

Quero finalizar o post de hoje com Isaías 40.1 e 10: “Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus. Eis que o Senhor virá com poder, e o seu braço dominará, eis que o nosso garladão está com Ele, e diante dele, a sua recompensa.”.


Pense nisso!

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Quem procura culpados não encontra solução


Lamentação 3.21: “Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.”

Sabe, eu tenho uma experiência muito forte com este versículo. Era uma situação em que eu estava enfrentando de muita angústia, amargura e depressão. Aparentemente, não tinha justificativa para eu estar assim. Minha família estava muito bem, meus filhos cheios de saúde, eu vivia, alias, vivo até hoje com o homem que eu amo!

Busquei de diversas formas entender a origem daquela dor. Até que decidi buscar respostas no Senhor. Orei, clamei e tive uma experiência muito forte com a Palavra de Deus, que transformou a minha forma de pensar e, por consequência, meus sentimentos.

Hoje, eu quero te perguntar: Será que estes pensamentos que você está nutrindo podem te ajudar?

Sabe, foi esta a chave que eu encontrei em Deus. De só pensar naquilo que pode me ajudar e me fortalecer.

Aqueles pensamentos que não te ajudam, deleta! Pense em solução, não nos problemas!

Quando você viver alguma situação difícil, lembre-se do quanto Deus já te abençoou, das orações atendidas, dos livramentos, de todas as vezes que você achou que não daria certo, mas deu!

Sabe qual é a origem da amargura? As lembranças ruins que, sem perceber, nós nos condicionamos a reviver. Acabamos nos sentindo do mesmo jeito! É daí que vem o ressentimento.

Vou citar um exemplo! Quando alguém te trai, você “perdoa”, aceita aquela pessoa de volta, os anos passam, mas dentro de você nada mudou! Fale a verdade: parece que você está sendo traído todos os dias. Aquela dor te consome e você não consegue se conter... Daí, vêm as brigas, as indiretas... A desconfiança é maior que o perdão. Você nem dá oportunidade da pessoa mostrar que está arrependida.

Sabe, isso é uma prisão emocional! O inimigo se aproveita disso e começa a colocar situações que te deixam mais atormentado ainda. Em nome de Jesus, isso está quebrado na sua vida! Você é livre para ser feliz, para amar e ser amado!

Quero deixar outro conselho para você! Procure uma igreja. Em Mateus 16.18, está escrito que contra a igreja as portas do inferno não prevalecem.

A igreja é um ambiente de fé, em que todos buscam o mesmo propósito. Não importa se é gordo, magro, alto, baixo, criança, adulto, rico, pobre... todos têm o mesmo objetivo: alcançar, pela fé, e se encher da graça de Deus.

Saia dos ambientes de acusação! Busque ambientes favoráveis ao milagre.

Quero voltar à questão do ressentimento. Sabe o livro de Lamentações? Foi escrito pelo profeta Jeremias, em um momento de muita dor e, ao mesmo tempo, com a preocupação de cuidar do restante do povo, que sobreviveu à destruição de Judá, por Nabucodonosor, rei da Babilônia.

Jeremias estava arrasado com a invasão de Nabucodonosor, rei da Babilônia, mas o Senhor disse-lhe: Traga à lembrança aquilo que te dá esperança.

Hoje, você vai tomar uma posição! Vai dar um basta nestes sentimentos e pensamentos destrutivos.

Curtir e cultivar essa amargura só vai trazer enfermidade para sua vida. Você sabia que a mágoa pode provocar câncer? Isso é cientificamente comprovado!

Você não será mais uma pessoa doente, pelo contrário, vai reavivar sua fé, sabendo que Deus vai te justificar!

Em vez de lamentações, você terá em seus lábios cânticos de alegria! Em vez de procurar culpados, você vai buscar a solução, que está em Jesus Cristo.


Pense nisso!