Páginas

sexta-feira, 6 de julho de 2018

A superação de Rute e Noemi


Rute 4: 13 a 22 “Assim, tomou Boaz a Rute, e ela passou a ser sua mulher; coabitou com ela, e o SENHOR lhe concedeu que concebesse, e teve um filho.  Então, as mulheres disseram a Noemi: Seja o SENHOR bendito, que não deixou, hoje, de te dar um neto que será teu resgatador, e seja afamado em Israel o nome deste. Ele será restaurador da tua vida e consolador da tua velhice, pois tua nora, que te ama, o deu à luz, e ela te é melhor do que sete filhos.

Noemi tomou o menino, e o pôs no regaço, e entrou a cuidar dele. As vizinhas lhe deram nome, dizendo: A Noemi nasceu um filho. E lhe chamaram Obede. Este é o pai de Jessé, pai de Davi.  São estas, pois, as gerações de Perez: Perez gerou a Esrom,  Esrom gerou a Rão, Rão gerou a Aminadabe, Aminadabe gerou a Naassom, Naassom gerou a Salmom, Salmom gerou a Boaz, Boaz gerou a Obede,  Obede gerou a Jessé, e Jessé gerou a Davi.

Esta passagem narra uma crise terrível que afetou Israel. 

Pressionado com aquela situação de calamidade, o marido de Noemi achou que a melhor alternativa seria fugir dali, assim como existem muitas pessoas que saem do Brasil em busca de novas perspectivas e oportunidades.

Ele e a família, então, se mudaram para outra região, mas o mal que aquele homem tanto temia o alcançou. Ele perdeu tudo o que tinha e morreu. Seus filhos também morreram, deixando suas mulheres – Rute e Orfa – em uma situação de vulnerabilidade. Por esse motivo, Noemi achou melhor que cada uma seguisse seu próprio rumo. 

De acordo com as leis daquela época, quando a mulher ficasse viúva, ela poderia se casar com o irmão do marido que morreu. Desta forma, as gerações se perpetuavam, mas Noemi não tinha mais filhos.

Voltando à história...

O que aconteceu depois? Realmente uma das noras, Orfa, seguiu o conselho de Noemi e foi embora, mas Rute decidiu permanecer, porque, independente das perdas, era fiel à família: “Onde você for, eu vou. O teu Deus é o meu Deus. O teu povo é o meu povo!”.  

As duas, então, decidem voltar para Belém, onde viveram, literalmente, como mendigas. Elas viviam das sobras das colheitas de outras pessoas. Mas, como os planos de Deus são surpreendentes, Rute foi parar no campo de Boaz, um homem muito rico. E, então, sua sorte começou a mudar. 

Aquele home enxergou todas as virtudes de Rute e decidiu abençoá-la. 

Chegando em casa, ela contou as boas novas para Noemi, que teve uma excelente ideia: “Aquele homem pode ser o nosso resgatador, porque ele é o nosso parente próximo. Eu não tenho mais filhos, mas ele pode resgatar. E o seu filho pode, inclusive ser meu neto!”. 

Rute, com sua fidelidade e dedicação, conquistou o coração de Boaz. Além de se casar com ela, Boaz conquistou o direito de ser seu resgatador. 

O primeiro filho do casal foi entregue para Noemi. Olha que deseixo emocionante esta história teve: A sogra sem filhos teve um neto através da nora!

Que maneira incrível que Deus escolheu para restituir Rute e Noemi. Depois de conhecer esta história, não tem como duvidar das promessas do Senhor.

Sabe, aquele neto veio para restaurar tudo o que estava perdido. Aquela que Noemi não gerou deu-lhe um neto. E aquele neto foi avô de Davi, o maior rei da história de Israel, e, consequentemente, entrou para a genealogia de Jesus. 

Hoje, com base nesta história, eu quero deixar uma palavra para você!

Entregue seu caminho ao Senhor e confie, porque o fim da sua história não será a calamidade, não será esta perda ou a solidão, mas será um futuro glorioso, para você e para toda a sua família.

Pense nisso!