Páginas

quinta-feira, 22 de março de 2018

Deixe que o seu trabalho fale por você!


O Pensamento do dia de Hoje está em Eclesiastes 5:2 e 3. O contexto desta passagem diz assim: Economize nas palavras porque, dos muitos trabalhos, vêm os sonhos, e, do muito falar, as palavras tolas.

Talvez, você esteja sofrendo algumas injustiças no seu trabalho. Talvez seja a falta de reconhecimento e de valorização por parte dos seus chefes.

O que fazer em situações como essas? A melhor alternativa é caminhar na contramão da ação que vem para te destruir. Em vez de ficar desmotivado e entregar os piores resultados, você vai fazer o melhor! Vai fazer com que o seu trabalho apareça. Desta forma, você denunciará a mediocridade e o relaxo das pessoas que estão em sua volta ou em patamares superiores.

Desta forma, você chamará a atenção daqueles que te lideram. Eles te darão mais responsabilidades, porque você vai se apresentou como uma pessoa digna de confiança e disposta a trabalhar.

“E se eu nunca for reconhecido, Bispa?” Sabe, queridos, aquele que trabalha com toda sua força, com todo o seu coração, ainda que não seja reconhecido pelo próprio chefe, será reconhecido pelos colegas de trabalho. Um bom profissional nunca passará despercebido.

Olha, eu já perdi a conta de quantos testemunhos eu recebi de pessoas que estavam procurando emprego e que, pelo grande profissionalismo que tinham nas outras empresas, foram lembradas pelos antigos colegas de trabalho. E estes mesmos colegas as indicaram para cargos melhores!

O que eu tenho pra te dizer hoje é que vale a pena semear! Vale a apena pagar o preço!

Não é só por que você está em um ambiente de comodismo que você vai agir da mesma forma! Seja produtivo, aja diferente, mas sem falar! Deixe que seu trabalho fale por você. Pessoas que tumultuam, criam escândalos e que reclamam são mal vistas. Este movimento gera rejeição. Mas, se você for participativo, produtivo e apresentar novas ideias, você será reconhecido!

Faça do seu trabalho o seu argumento.


Pense nisso! 

Clique aqui para acompanhar o áudio desta ministração.