Páginas

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Sempre existirá um caminho


João 11.34 a 42: “E perguntou: Onde o sepultastes? Eles lhe responderam: Senhor, vem e vê! Jesus chorou. Então, disseram os judeus: Vede quanto o amava. 

Mas alguns objetaram: Não podia ele, que abriu os olhos ao cego, fazer que este não morresse? Jesus, agitando-se novamente em si mesmo, encaminhou-se para o túmulo; era este uma gruta a cuja entrada tinham posto uma pedra.

Então, ordenou Jesus: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. Respondeu-lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus? Tiraram, então, a pedra.

E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste.  Aliás, eu sabia que sempre me ouves, mas assim falei por causa da multidão presente, para que creiam que tu me enviaste. E, tendo dito isto, clamou em alta voz: Lázaro, vem para fora!

Saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o e deixai-o ir.”

Essa é a palavra que eu quero repartir com você hoje: Está na hora de remover a pedra desta sepultura! Está na hora de tirar a pedra do seu coração. Está na hora de tirar a pedra dos teus sonhos! Está na hora de tirar a pedra que te separa da ressurreição.

Talvez, ao ler este texto, você esteja pensando: “Bispa, não existe mais vida no meu casamento!”. Infelizmente, isso é muito comum. Você tem vida para a farra, para o ódio, para a mágoa, para a decepção, mas, para o seu relacionamento, não! Só sobraram a cinzas e as lembranças de um tempo distante.

Talvez, a morte tenha se manifestado na área espiritual. Você ia à igreja quase todos os dias, meditava na Palavra de Deus, tinha um ministério, colocava louvores em sua casa, tinha momentos de oração, mas, hoje, o que você tem? Uma tristeza profunda e muito rancor.

Você trilhou um caminho de inconsequência, loucuras e perdição. Agora, na sua opinião, não existe mais um caminho de volra. Você matou o seu chamado e colocou uma pedra encima. Quantas pessoas me procuram diariamente e falam: “Bispa, eu cometi tantos erros. Eu aprontei demais. Agora, não existe mais vida dentro de mim. Estou perdido!”.

Talvez, a morte que você enfrentou seja na área profissional. Por causa de uma atitude precipitada, você jogou uma grande oportunidade no lixo.

Sabe qual é o problema? Ter vida para as situações do passado, mas não ter vida para o novo.

Não importa a situação pela qual você esteja passando. No Senhor, existe, sim, um caminho de vida!

Para ressuscitar o que estava morto dentro de você, é necessário:

Em primeiro lugar, levar Jesus Cristo para o local que você transformou em uma sepultura.

Leve Jesus Cristo para o dia daquela discussão. Leve Jesus Cristo para o dia daquela traição. Leve Jesus Cristo para o dia daquela humilhação. Leve Jesus Cristo para aquele dia em que você, cheio de ingratidão, falou contra o lugar que te abençoo, te trouxe cura e mudou sua história. Você fez da igreja, que é um lugar de salvação, o seu cemitério.

Em segundo lugar, abra-se para viver os milagres de Deus, mesmo que, para você, não tenha mais jeito.

Para Maria e Marta, Jesus poderia ter curado Lázaro antes. Para elas, Jesus havia chegado tarde demais. Mas elas não contaram com o poder da ressurreição.

Para Deus, não há impossíveis, não há limites!

Em terceiro lugar, queira ser consolado!

Tire esta pedra, tire está dureza do seu coração! Deixe o som da ressurreição entrar! 

Pense nisso!