Páginas

terça-feira, 1 de março de 2016

Uma mensagem especial diretamente da Galileia


Hoje, eu quero compartilhar com vocês uma ministração que o Apóstolo Estevam realizou em um monte, na Galileia:

João 6: 1 a 14 “Depois destas coisas, atravessou Jesus o mar da Galileia, que é o de Tiberíades. Seguia-o numerosa multidão, porque tinham visto os sinais que ele fazia na cura dos enfermos. Então, subiu Jesus ao monte e assentou-se ali com os seus discípulos. Ora, a Páscoa, festa dos judeus, estava próxima.

Então, Jesus, erguendo os olhos e vendo que grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos pães para lhes dar a comer? Mas dizia isto para o experimentar; porque ele bem sabia o que estava para fazer. Respondeu-lhe Filipe: Não lhes bastariam duzentos denários de pão, para receber cada um o seu pedaço. Um de seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, informou a Jesus: Está aí um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas isto que é para tanta gente?

Disse Jesus: Fazei o povo assentar-se; pois havia naquele lugar muita relva. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil. Então, Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, quanto queriam. E, quando já estavam fartos, disse Jesus aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca. Assim, pois, o fizeram e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobraram aos que haviam comido. Vendo, pois, os homens o sinal que Jesus fizera, disseram: Este é, verdadeiramente, o profeta que devia vir ao mundo.”

Aquela multidão que seguia a Cristo foi ao Monte das Bem-Aventuranças, onde o Senhor opera um grande milagre.

Todos estavam famintos, e Jesus sente a dor deles. Ele olha para os discípulos e pergunta: “Onde compraremos pães para lhes dar a comer?”. Eles, então, responderam: “Não lhes bastariam duzentos denários de pão, para receber cada um o seu pedaço.”.

Ainda que houvesse dinheiro, não teria onde eles comprarem pão para alimentar todas aquelas pessoas, mas Deus, desde o começo, já tinha um plano.

Antes mesmo de você sair de casa, Deus já tinha um plano na sua vida. O Senhor traz à existência o que não existe.

De repente, aparece um jovem com apenas cinco pães e dois peixes. Aos olhos humanos, aquilo não era o suficiente, mas, para Deus, era o bastante para uma grande multiplicação. 

Talvez, você tenha saído de casa com pouca fé, poucas perspectivas, mas Jesus tem uma grande multiplicação para a sua vida. Ele está desfazendo todas as impossibilidades.

Jesus mandou distribuírem o que Ele avia multiplicado, e aquele povo se alimentou daquele milagre. Hoje, eu quero profetizar que você se alimentará de um grande milagre!

Depois daquela multiplicação, ainda sobraram 12 cestos cheios. Isso significa que Deus tem um suprimento para todos os meses desse ano. Será um tempo de livramentos.


Pense nisso!