Páginas

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Das luz ou das trevas?

1 Tessalonicenses 5: 8 “Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraça da fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação”.

Existem pessoas que são das trevas. Existem pessoas que, literalmente, são do mal. Existem pessoas que acham que vão resolver seus problemas, prejudicando os outros.

Eu vou dar alguns exemplos. Existem mulheres que miram em quem está casado e acham que vão resolver sua vida, tirando o marido da outra.

Existem pessoas que acham que vão resolver suas vidas, dando um golpe em outras.

Existem pessoas que acham que vão resolver suas vidas, se valendo da fraqueza dos outros.

Agora, você que é do dia, seja sóbrio! É o que a Palavra de Deus nos ensina.

Sabe o que é ser sóbrio? É ser uma pessoa que não se deixa levar pelo desespero.

Você realmente acha que essa síndrome do pânico solucionar a sua vida? Você acha mesmo que se enxergar dentro do mal vai te ajudar?

Você ainda não percebeu que o desespero, o medo e a loucura fazem com que você jogue o que você tem de melhor no lixo?

Quantas vezes nós já ouvimos pessoas dizerem: “No desespero, eu joguei fora!”,  “No desespero, coloquei tudo a perder!”, No desespero, fiz uma loucura!”.

Seja sóbrio! Como? Chegando com um coração sincero na presença de Deus! Ore: “Senhor, tenha misericórdia de mim! Eu estou passando por essa situação! Eu estou me sentindo dessa forma!”.

Ore com sinceridade! “Ah, Bispa. A senhora quer que eu fale com o vento?”. Você vai falar, de repente, com que você nunca falou! “Ah, então, eu vou virar crente!”

Desde quando, religião muda a pessoa? O que munda é quem mudou a história. E quem mudou a história tem um nome: Jesus Cristo!

Ele não dividiu a história, porque era rico, porque Ele tinha poder humano, mas porque Ele tinha o poder de Deus. Jesus se entregou como uma oferta, mas ressuscitou.

É Ele quem vai mudar a sua história!

Fale com Jesus. Ele é o mesmo ontem, hoje e sempre será! Ele não está na cruz! Ele está vivo. E todo aquele que O buscar O encontrará.

Nós conquistamos a sobriedade quando estamos conectados com Deus. Quando estamos sóbrios, os comentários já não nos perturbam mais, as pressões já não nos desesperam mais!

Hoje, eu quero te fazer um convite!

Venha renascer em Cristo! Venha para a igreja. Você vai receber uma oração. Você vai sair revestido com a couraça da fé. Esta fé te fará ter a atitude de buscar mais a Deus.

Você vai vestir o capacete da esperança da salvação. Blinde sua cabeça com os pensamentos que vêm do alto.

Se você fizer deste versículo a tua verdade, você terá o melhor final de ano da sua vida e vai ter um 2016 abençoadíssimo.


Pense nisso!

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Você realmente conhece Jesus?


Lucas 8: 22 a 25 “Aconteceu que, num daqueles dias, entrou ele num barco em companhia dos seus discípulos e disse-lhes: Passemos para a outra margem do lago; e partiram. Enquanto navegavam, ele adormeceu. E sobreveio uma tempestade de vento no lago, correndo eles o perigo de soçobrar. Chegando-se a ele, despertaram-no dizendo: Mestre, Mestre, estamos perecendo! Despertando-se Jesus, repreendeu o vento e a fúria da água. Tudo cessou, e veio a bonança. Então, lhes disse: Onde está a vossa fé? Eles, possuídos de temor e admiração, diziam uns aos outros: Quem é este que até aos ventos e às ondas repreende, e lhe obedecem?”

Hoje, eu quero te perguntar: Você realmente conhece Jesus Cristo?

Aqueles discípulos estavam no mesmo barco que Jesus estava, se alimentaram do mesmo pão, foram ministrados, presenciaram milagres, mas não sabiam quem era Ele. Isso é muito comum nesta época do ano.

Muitas pessoas não comemoram o Natal, pois não há nada que comprove que Jesus tenha nascido no dia 25 de dezembro.

Pelo amor de Deus! Vamos parar de complicar as coisas?! Sabe, em algum dia do ano, nós temos que celebrar o nascimento daquele que nos salvou. Chega de religiosidade!

Sabe, existem pessoas que possuem um lindo discurso. Podem até escrever um livro para falar sobre Jesus Cristo, mas não perdoam o próprio filho que está dentro de casa, não aceitam pessoas diferentes, não são capazes de ter um gesto de carinho. Pessoas assim se esquecem de que a base do evangelho é o amor.

Você, que fala tanto do Messias no Natal, conhece aquele que acalma o vento e repreende a tempestade? Você conhece o Príncipe da Paz? Você conhece aquele que é o grande presente de Deus para nós? Conhece aquele que é a alegria do nosso coração?

Conhece aquele que nos traz a esperança verdadeira e transformadora? Sabe aquela esperança que é assinada pela fé? É uma convicção tão grande.

Diante desta fé, que nos faz ter autoridade, os dias ruins se acalmam, e nós descansamos na certeza de que aquele que vem vira, e não tardará.

Essa fé nos torna inabaláveis, porque nós sabemos quem foi aquele que tocou em nossas vidas! Nós sabemos quem foi aquele que disse: “Eu sou o seu pastor, e nada te faltará!”.

“Mas, Bispa, está faltando tantas coisas para nossa ceia de Natal. Nem peru nós temos!”. Nossa! Como se alimentar de um prato natalino pudesse transformar sua família. Somente Jesus nos completa.

Sabe, queridos,  passar a ceia na casa de Deus é nos alimenta do pão da vida! É uma alegria que se renova em forças.

Eu sei do que estou falando. Não estou falando sobre religião, estou falando sobre vida, sobre a minha vida, sobre a paz que está no meu coração.  Jesus é o meu refúgio e minha fortaleza.

Faça d’Ele o seu abrigo. Deixe Jesus Cristo entrar no barco da sua vida! Desta forma, não importa a tempestade, você chegará ao seu destino e passará por lugares que ninguém passaria.

Quem é este que até aos ventos e às ondas repreende, e lhe obedecem? Este é o Filho de Deus! Este é aquele que foi enviado para nos salvar.

Ainda que sua vida esteja em uma miséria de sentimentos, Jesus vem e traz os tesouros dos reis da terra para dentro de você, traz o canto dos anjos e o agasalho do pastor, que não dorme nem de noite e nem de dia.

Jesus te fala hoje: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo!”.

Jesus é o verdadeiro Natal!

Pense nisso!

Ore e jejue

Ester 8: 11 a 17

“Nestas cartas o rei concedia aos judeus que havia em cada cidade que se reunissem e se dispusessem para defenderem as suas vidas, e para destruírem, matarem e exterminassem todas as forças do povo e da província que os quisessem assaltar, juntamente com os seus pequeninos e as suas mulheres, e que saqueassem os seus bens, num mesmo dia, em todas as províncias do rei Assuero, do dia treze do duodécimo mês, que é o mês de adar. E uma cópia da carta, que seria divulgada como decreto em todas as províncias, foi publicada entre todos os povos, para que os judeus estivessem preparados para aquele dia, a fim de se vingarem de seus inimigos. Partiram, pois, os correios montados em ginetes que se usavam no serviço real, apressados e impelidos pela ordem do rei; e foi proclamado o decreto em Susã, a capital. Então Mardoqueu saiu da presença do rei, vestido de um traje real azul celeste e branco, trazendo uma grande coroa de ouro, e um manto de linho fino e de púrpura, e a cidade de Susã exultou e se alegrou. E para os judeus houve luz e alegria, gozo e honra. Também em toda a província, e em toda cidade, aonde chegava a ordem do rei ao seu decreto, havia entre os judeus alegria e gozo, banquetes e festas; e muitos, dentre os povos da terra, se fizeram judeus, pois o medo dos judeus tinha caído sobre eles”.

O Mês de dezembro e chamado de mês de adar no calendário hebraico, e o que caracteriza esse mês de adar? Esse mês caracteriza pela condição que você ganha, o direito de lutar, pela sua vida, pela sua casa, e pela sua família.

Quando o povo de Israel foi levado cativo para a Babilônia, se levantou um homem mal chamado Hamã, para fazer uma lei onde no mês de adar, mais especifico no décimo terceiro dia do mês de adar, todos se levantassem, que fosse inimigos dos Judeus, e os matassem, mas o que ele não sabia, é que a rainha Ester era judia, e ele convenceu o rei assinar essa lei. O tio de Ester chamado Mardoqueu, orientou que Ester entrasse em jejum, e ela foi e se colocou em um pátio, onde se o Rei estivesse bêbado ou não a reconhecesse e não estendesse o cetro de ouro para ela, Ester poderia morrer. Só que pela força da igreja ela deu a vida dela e Deus deu a vida dela de volta, já começou ali o primeiro milagre.

Ester foi lutar, pois ela sabia que aquela lei não podia ser revogada, tinha que se cumprir, então ela foi lá e se colocou, e Deus deu estratégias para ela, como: dar banquetes para seu marido e para Hamã. Logo quando terminou o primeiro banquete, o rei perguntou o que Ester queria, e ela disse que queria dar outro banquete. No segundo banquete Ester pediu a sua vida, o Rei sem entender pediu para que Ester esclarecesse, pois o mesmo não entendia, e Ester disse que Hamã havia feito uma lei para matar os judeus, e ela era uma judia. 

O rei ficou revoltado, e foi para a varanda, enquanto isso Hamã foi pedir misericórdia a Ester, e nesse momento ele tropeça e caiu em cima de Ester, o Rei que já estava revoltado, ficou extremamente nervoso e mandou matar Hamã. 

Mas e a lei? O Rei mandou chamar o tio de Ester e mandou que escrevesse uma nova lei, onde o Rei concedia aos Judeus de cada cidade, que se reunisse e se dispusessem para defender e aniquilar de vez toda e qualquer força armada que viesse contra eles. 

Jesus veio ao mundo para nos salvar das leis, contra essas leis existe oração e jejum, você vai se levantar e vai lutar, e o Senhor vai te dar a multiplicação, o Senhor vai liberar promessas e benções que você ainda não recebeu mais que estava lutando por elas. Não murmure, ore por tudo que esta ruim, que Deus vai te honrar no teu posicionamento. Se você for cheio do espírito Santo, aquela lei que veio para te derrubar, vai te dar uma liberação e uma grande vitória para sua vida.

Receba essa palavra e pense nisso! 

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

O que você tem escutado?

João 10.27 e 28:
O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.

O que você tem escutado? O que você tem absorvido? Já perdi a conta, de quantas vezes escutei o inimigo tentando fazer a cabeça de pessoas que precisavam de ajuda, mais ao invés disso, fazia a pessoa se virar contra a família, o casamento, o trabalho. Essas vozes vem para te atormentar, entra na sua cabeça para semear o desespero, a loucura.

O que você tem escutado? Em Apocalipse diz “Aquele que tem ouvidos para ouvir, que ouça!”. Se você tem ouvido para ouvir a palavra de Deus, não desista da sua, família, de você, não escute a voz do medo, não seda as vozes que te transformam em um canal de destruição, entregue hoje seu caminho para Deus, porque aquele que busca a Deus vai achar. Não abra mão do plano de Deus para sua vida, que é de te fazer uma pessoa realizada, com você mesmo e com a sua vida, porque esse é o plano de Deus para sua vida, para que você possa viver com autoridade.    

Pense nisso!   

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Tenha um aliança com Deus

Mateus 25: 1 a 13

“Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do noivo. Cinco delas eram insensatas, e cinco prudentes. Ora, as insensatas, tomando as lâmpadas, não levaram azeite consigo. As prudentes, porém, levaram azeite em suas vasilhas, juntamente com as lâmpadas. E tardando o noivo, cochilaram todas, e dormiram. Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro! Então todas aquelas virgens se levantaram, e prepararam as suas lâmpadas. E as insensatas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão se apagando. Mas as prudentes responderam: não; pois de certo não chegaria para nós e para vós; ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós. E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o noivo; e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta. Depois vieram também as outras virgens, e disseram: Senhor, Senhor, abre-nos a porta. Ele, porém, respondeu: Em verdade vos digo, não vos conheço. Vigiai pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora”.

Qual a diferença das portas as abertas de quem ora e procura a Deus, e de quem só o procura quando quer algo? Você tem tido tempo para Deus? Se você escutasse suas próprias orações, se você estivesse no lugar de Deus você entenderia o que é buscar a Deus? Sua oração te convence?

Busque, ore, agradeça, entre no altar de Deus para ser ouvido, entre no altar de Deus para abrir seu coração.

Tem pessoas que possuem uma aliança com o problema, não crie problemas, tenha uma aliança com Deus, se comprometa para receber os milagres, seja perseverante, pois isso vai abrir as portas do céu, por que o dia que você clamar Deus vai ouvir. E Deus te atenderá. Faça sua parte, ande pela fé que Deus irá te suprir.

Recebe essa palavra e Pense nisso!

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Lutas ou oportunidades?

1 Samuel 18: 17 a 30 “Disse Saul a Davi: Eis aqui Merabe, minha filha mais velha, que te darei por mulher; sê-me somente filho valente e guerreia as guerras do SENHOR; porque Saul dizia consigo: Não seja contra ele a minha mão, e sim a dos filisteus. Respondeu Davi a Saul: Quem sou eu, e qual é a minha vida e a família de meu pai em Israel, para vir a ser eu genro do rei?

Sucedeu, porém, que, ao tempo em que Merabe, filha de Saul, devia ser dada a Davi, foi dada por mulher a Adriel, meolatita. Mas Mical, a outra filha de Saul, amava a Davi. Contaram-no a Saul, e isso lhe agradou. Disse Saul: Eu lha darei, para que ela lhe sirva de laço e para que a mão dos filisteus venha a ser contra ele. Pelo que Saul disse a Davi: Com esta segunda serás, hoje, meu genro. Ordenou Saul aos seus servos: Falai confidencialmente a Davi, dizendo: Eis que o rei tem afeição por ti, e todos os seus servos te amam; consente, pois, em ser genro do rei.

Os servos de Saul falaram estas palavras a Davi, o qual respondeu: Parece-vos coisa de somenos ser genro do rei, sendo eu homem pobre e de humilde condição? Os servos de Saul lhe referiram isto, dizendo: Tais foram as palavras que falou Davi. Então, disse Saul: Assim direis a Davi: O rei não deseja dote algum, mas cem prepúcios de filisteus, para tomar vingança dos inimigos do rei. Porquanto Saul tentava fazer cair a Davi pelas mãos dos filisteus.

Tendo os servos de Saul referido estas palavras a Davi, agradou-se este de que viesse a ser genro do rei. Antes de vencido o prazo, dispôs-se Davi e partiu com os seus homens, e feriram dentre os filisteus duzentos homens; trouxe os seus prepúcios e os entregou todos ao rei, para que lhe fosse genro. Então, Saul lhe deu por mulher a sua filha Mical. Viu Saul e reconheceu que o SENHOR era com Davi; e Mical, filha de Saul, o amava. Então, Saul temeu ainda mais a Davi e continuamente foi seu inimigo. Cada vez que os príncipes dos filisteus saíam à batalha, Davi lograva mais êxito do que todos os servos de Saul; portanto, o seu nome se tornou muito estimado.”


Saul havia prometido que daria sua filha, Merabe, como recompensa a Davi. Só que, na hora de receber aquela mulher como sua esposa, Saul já havia concedido a mão dela para outro rapaz.

Por conta disso, Davi acabou perdendo todas as esperanças de fazer parte da família do rei, mas Deus tinha uma promessa de que, além de compor a família real, Davi também seria rei.

Para que este propósito se manifestasse, o Senhor preparou outro caminho para o seu eleito. Ele colocou amor na outra filha de Saul por Davi. Mical, que já estava completamente apaixonada por ele, procurou o pai e abriu o seu coração.

Saul, por sua vez, percebeu que poderia tirar vantagem da situação e armou um plano para matar Davi.

Por meio de seus conselheiros, ele enviou o seguinte recado: “Saul não deseja dote algum, mas cem prepúcios de filisteus, para tomar vingança dos inimigos do rei!”.

Ao ficar sabendo da “proposta assassina”, Davi teve uma reação surpreendente! Em vez de se acovardar e desistir, ele foi à luta!

Antes do prazo estipulado, ele voltou com o dobro do que foi solicitado, ou seja, com 200 prepúcios.

Davi era um homem segundo o coração de Deus. Ele enxergou, nesta proposta, um caminho do Senhor para ele ter aquilo que nunca poderia ter.

Talvez, a sua realidade seja tão desesperadora e amedrontadora como a de Davi.

Talvez, você esteja no hospital com uma sentença. De acordo com os médicos, você só tenha mais um mês de vida, mais três meses, mais quatro dias, mais duas horas... não sei!

O que você vai fazer com este tempo? Entregá-lo para a morte ou entregá-lo para a vida?

Você tem a oportunidade, nem que seja por algumas horas, de lutar, de se colocar e de viver um grande milagre, como aconteceu com muitas pessoas que eu conheci, ou se entregar e se arrebentar.

Talvez, o seu problema seja na área sentimental. Você está casada com um viciado em drogas.

Talvez, o seu problema seja os seus filhos, que estão no caminho das trevas.

Você pode entregar os pontos ou se levantar, em jejum, em oração, em votos no altar, resistir e ver o milagre de Deus na sua família.

A guerra é oportunidade que Deus te dá para ter o que você nunca poderia ter com suas próprias forças. É a porta que Deus abriu onde não existia saída. É a brecha que você tem para viver a vitória sobrenatural que quem vai ter não é você, mas a tua fé no Senhor, que traz as hostes celestiais para lutar, para batalhar e para te dar livramentos e conquistas sobrenaturais.


Pense nisso! 

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Vencendo o medo

Salmo 56 3, 4 e 9 “Em me vindo o temor, hei de confiar em Ti. Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei. Que me pode fazer um mortal? No dia em que eu te invocar, baterão em retirada os meus inimigos; bem sei isto: que Deus é por mim.”

Sabe, muitas vezes, você já começa o dia apavorado. Realmente, estamos vivendo tempos difíceis. O medo se faz presente, não só da violência, mas das loucuras que pairam na sociedade. Pode ser o medo de perder o emprego, medo de ser mal compreendido, medo de ficar sozinho...

O medo foi o primeiro sentimento que veio do inferno para atacar o homem. É isso mesmo! O medo tem origem espiritual. Em 2 Timóteo, está escrito que Deus não nos dá espírito de medo, mas de amor, moderação e poder.

Se o medo é um espírito maligno, temos que lidar com ele espiritualmente.

Quando vier aquela angustia, aquela insegurança, aquela incerteza, dobre o seus joelhos e pratique o que está escrito no Salmo que acabamos de ler: “E, vindo o temor, eu ei de confiar em Ti!”.

Invoque ao Senhor, abra o seu coração e fale do que você tem medo. Coloque esta situação diante daquele que está acima de tudo: “Senhor, eu sei que Tu és maior do que esta situação. Eu sei que Tu és poderoso para mudar isso. Tire este medo do meu coração! Ensina-me a enfrentar esta luta”.

Não se entregue mais ao medo. Não deixe que ele seja seu deus. O medo é um sentimento que veio para escravizar o homem, e não para protegê-lo.

Quando nos deixamos tomar pelo medo, ficamos cada dia mais enfermos do corpo, alma e espírito.

No Renascer Praise 19, que é o CD que nós vamos gravar no dia 2 de novembro, no Citibank Hall, há um louvor que o Espírito Santo me deu. O coro é assim: “Espírito, me toma e não devolva. Tua vontade eu quero ser!”.

Peça para que Espírito Santo te tome e não te devolva mais para o medo. Clame: “Senhor Jesus, eu quero sentir a Tua presença. Eu quero sentir o Teu amor!”.

É assim que a gente enfrenta o dia mau, o dia da ameaça. Quando você clama a Deus, vem uma segurança no seu coração e uma ousadia, que só Deus pode te dar. 

A certeza de que o Senhor está com você está acima de tudo. Só vai acontecer o que Ele permitir. E Ele sempre tem o melhor.

Deus é por você!


Pense nisso!

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Quando nossa vida está desgovernada!

Atos 16: 16 a 26 “Aconteceu que, indo nós para o lugar de oração, nos saiu ao encontro uma jovem possessa de espírito adivinhador, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores. Seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: Estes homens são servos do Deus Altíssimo e vos anunciam o caminho da salvação. Isto se repetia por muitos dias. Então, Paulo, já indignado, voltando-se, disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, eu te mando: retira-te dela. E ele, na mesma hora, saiu.

Vendo os seus senhores que se lhes desfizera a esperança do lucro, agarrando em Paulo e Silas, os arrastaram para a praça, à presença das autoridades; e, levando-os aos pretores, disseram: Estes homens, sendo judeus, perturbam a nossa cidade, propagando costumes que não podemos receber, nem praticar, porque somos romanos.

Levantou-se a multidão, unida contra eles, e os pretores, rasgando-lhes as vestes, mandaram açoitá-los com varas. E, depois de lhes darem muitos açoites, os lançaram no cárcere, ordenando ao carcereiro que os guardasse com toda a segurança. Este, recebendo tal ordem, levou-os para o cárcere interior e lhes prendeu os pés no tronco. Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos.”

Há momentos em que parece que a gente perdeu o controle da vida. Parece que tudo está ladeira abaixo. E a gente vai se arrastando junto. Parece que está tudo indo de mal a pior.

Aqueles homens simplesmente estavam indo orar, e aquela mulher possessa por um espírito de adivinhação começou a atormentá-los. Paulo, então, expulsou aquele demônio, deixando aqueles homens, que lucravam com aquela malignidade, furiosos.

Por causa disso, Paulo e Silas foram açoitados e lançados em um cárcere. Parecia que a vida deles estava desgovernada.

Se sua vida está desgovernada e as dores, as aflições, as loucuras fazem de você gato e sapato, te machucam e te colocam em uma condição de humilhação, de indignidade, há um caminho para você.

Através de Paulo e Silas, podemos aprender como recuperar o controle da nossa vida.

O primeiro passo é tirar o inimigo, este problema, esta perda, este cansaço, esta dor e esta enfermidade do controle da sua vida.

O segundo passo é entregar esta situação nas mãos de Jesus Cristo. Como? Use o louvor! Eu costumo dizer que o louvor é a bussola do cristão. O som do louvor devolve sua vida no controle das mãos de Deus.

No cárcere, Paulo e Silas começaram a louvar. Mesmo machucados, sangrando e sofrendo uma injustiça, eles não deixaram de crer que suas vidas estavam no controle do Senhor. Eles resolveram não dar importância para a dor, mas buscaram a cura. Em nenhum momento, eles questionaram ao Senhor, pelo contrário, clamaram por Ele, pela justiça d’Ele.

Sabe o que aconteceu depois? A fé deles não foi envergonhada! Aquele louvor subiu aos céus, e todas as portas se abriram.

Quando você resolve dar um basta nesta loucura e clamar pelo Senhor, o sobrenatural acontece.

Aquela situação foi uma loucura tão grande, que o carcereiro pensou em se matar, mas Paulo o ministrou e explicou que ninguém havia escapado. Aquele homem, então, liberou Paulo e Silas e tratou de suas feridas. Eu imagino que aquele carcereiro deveria ter pensado: “Que som é este que quebra as cadeias?”.

Hoje, eu quero te perguntar: Qual é o som que tem saído da sua boca? É um som que te deixa mais amarrado ainda ao ódio, à inveja, à magoa, ou é o som que liberta e traz o milagre para a terra?

Paulo falou do amor de Cristo para o carcereiro e para a família dele. Todos aceitaram Jesus e foram batizados.

No outro dia, a história mudou, porque descobriram que Paulo era um cidadão romano. Ele jamais poderia ter passado por aquela situação.

Aqueles homens que prenderam Paulo e Silas se humilharam diante deles e pediram perdão.

Deus vai virar o jogo ao teu favor, assim como aconteceu com Paulo e Silas. Quando? Quando você decidir tirar o controle da tua vida das mãos do inimigo, quando este problema deixar de ser o teu deus, quando esta enfermidade não for mais o teu deus, quando a inveja não for mais o teu deus, quando o ódio não for mais o teu deus.

Quando você clamar pela presença de Deus, as portas impossíveis se abrirão, a cura vai brotar na sua vida, e aqueles que te ofenderam vão pedir o teu favor.  



Pense nisso!

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Onde está o teu tesouro?

Mateus 6: 21 “porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.”.

Preste bem atenção, porque esta escolha determinará se você será uma pessoa livre ou uma pessoa escrava. Esta escolha determinará se você será uma pessoa feliz ou infeliz nos seus relacionamentos. Esta escolha determinará se você terá paz ou se você será uma pessoa atormentada. Esta escolha determinará se você será amado ou dispensável.

Onde está o teu tesourou?

Existem pessoas que tem como o seu tesouro os bens materiais. Existem mulheres que ficam desesperadas, porque a cunhada tem uma bolsa da moda, e elas não. Porque a amiga tem o carro do ano, e elas andam de ônibus. Porque a vizinha viajou, e elas passaram as férias em casa. O tesouro delas está nas coisas que elas podem ter. Sabe qual é a consequência desta escolha? Um inferno nos relacionamentos, principalmente familiares.

O marido, de repente, já não presta. Não importa se ele é trabalhador, se ele é fiel, se ele é uma pessoa honesta... O que importa é o que ele pode dar!

A esposa briga todo o dia, fica de cara feia, porque o tesouro dela está naquilo que ela pode mostrar para os outros. Ela quer mostrar para todo mundo o quanto está bem! De repente, o status ficou mais importante que a realidade.

Sabe de uma coisa? Eu nunca vi alguém ser curado por causa de um bem material. Eu nunca vi alguém, por exemplo, ganhar um carro e depois ser curado de um câncer. Eu nunca vi alguém comprar uma bolsa e, com ela, ganhar um marido.

Onde está o teu tesouro?

Existem pessoas que fazem do trabalho o seu tesouro. A pessoa trabalha tanto que nem tem tempo de usufruir de suas conquistas. Trabalha tanto que não tem nem tempo para a família. É uma escrava.

Existem pessoas que fazem da família o seu tesouro. Quantas mulheres eu vejo que, após os filhos casaram, simplesmente perdem o sentido da vida! Ter filho é maravilhoso, mas não pode ser nossa única razão de viver.

Quando Jesus fala para colocarmos o Reino de Deus em primeiro lugar, Ele quis dizer: “Se você me colocar em primeiro ligar, todas as outras coisas vão para o lugar certo.”.

Restabeleça suas prioridades

Quando eu coloco Deus em primeiro lugar, eu organizo a minha vida! Antes de começar qualquer atividade pergunte-se: “O que o Senhor espera de mim? O que é melhor para Ele?”.

Quando você prioriza o seu relacionamento com o Senhor, você recebe paz na família, sabedoria para lidar com as questões financeiras, luz para aproveitar cada fase da minha vida e força para conquistar.

Veja bem onde você está colando a sua prioridade, para você não jogar sua vida fora e não ficar sozinho.

Veja bem o que você está fazendo com cada dia de vida que o Senhor te deu.


Coloque o Senhor em primeiro lugar, e as outras coisas serão acrescentadas. 

Pense nisso!

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Em quem você confia?

Salmos 1: 1 a 3 “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. 

Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. 

Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem-sucedido.”

Nesta passagem, está um segredo espiritual. Nós estamos vivendo dias de loucura, dias de crise, dias em que as pessoas mentem, traem e agem de forma leviana.

Por isso, tome cuidado para você não caminhar de acordo com o conselho daqueles que não são amigos de Deus, daqueles que não têm Deus como seu grande valor. Estes são os ímpios! São pessoas que colocam tudo acima do Senhor, inclusive elas mesmas!

Existem pessoas que colocam, por exemplo, o dinheiro acima de tudo. Você realmente vai procurar conselhos de pessoas assim? De pessoas que estão aparentemente bem? Isso pode te levar para um abismo.

Existem pessoas que seguem os modismos impostos pela mídia, em vez de buscar um caminho em Deus. Sabe o que aconteceu depois? Muitas perderam seus casamentos, muitas perderam sua saúde – por causa de cirurgias inconsequentes –, muitas perderam seus empregos... Por quê? Porque seguiram conselhos de quem não tem Deus em primeiro lugar!

Bem-aventurado é aquele que busca conselho em Deus. Este, sim, será bem-sucedido.

Bem-aventurado é aquele que tem sua vida alicerçada na Palavra de Deus! Este será como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha.

Feche os ouvidos para aquilo que traz destruição, medo e para aquilo que te afaste de Deus.

Faça do senhor seu abrigo, seu refugio e sua verdade.


Pense nisso!

terça-feira, 8 de setembro de 2015

A entrega de Ana

1 Samuel 1: 1 a 5, 9 e 10 “Houve um homem de Ramataim-Zofim, da região montanhosa de Efraim, cujo nome era Elcana, filho de Jeroão, filho de Eliú, filho de Toú, filho de Zufe, efraimita. Tinha ele duas mulheres: uma se chamava Ana, e a outra, Penina; Penina tinha filhos; Ana, porém, não os tinha. Este homem subia da sua cidade de ano em ano a adorar e a sacrificar ao Senhor dos Exércitos, em Siló. Estavam ali os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, como sacerdotes do Senhor.

No dia em que Elcana oferecia o seu sacrifício, dava ele porções deste a Penina, sua mulher, e a todos os seus filhos e filhas. A Ana, porém, dava porção dupla, porque ele a amava, ainda mesmo que o Senhor a houvesse deixado estéril.

Após terem comido e bebido em Siló, estando Eli, o sacerdote, assentado numa cadeira, junto a um pilar do templo do Senhor, levantou-se Ana, e, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente.”

Apesar de ser muito amada pelo esposo, Ana chorou o choro de uma vida inteira de humilhações por ser estéril  e fez um voto: “Senhor dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao Senhor o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha.”.

Naquele desespero e naquela angustia, o sacerdote perguntou se Ana estava embriagada, mas ela explicou que estava angustiada. Ao ouvi-la, o sacerdote disse: “Vá para casa, porque o Senhor ouviu sua oração!”.

A esterilidade de Ana foi quebrada, porque ela deixou de olhar para si! Este é o segredo!

Para nossa esterilidade ser quebrada, precisamos colocar a vontade do Senhor acima da nossa! Ana sabia que Deus precisava de um sacerdote, já que os filhos de Eli eram profanos.

Ana mudou seus pensamentos: “Eu quis muito este filho para mim. Agora, eu quero para o Senhor!”.

Dê um voto de confiança para Deus! Confie n’Ele e nos seus propósitos.

Ana optou em seguir este caminho e viveu um grande milagre! Ela não teve só um filho, mas teve sete!


 Pense nisso!

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Do sofrimento, uma nova vida!

Romanos 8: 17 “Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo; se com ele sofremos, também com ele seremos glorificados.”

Como ser co-herdeiro com Cristo? Como desfrutar da herança que Jesus nos deixou de poder sobre a tempestade, de autoridade sobre todas as enfermidades, de autoridade sobre crises financeiras, de autoridade contra as forças do mal?

A resposta está neste versículo que acabamos de ler: “Se com Ele sofremos, também com Ele seremos glorificados.”.

Nós estamos vivendo uma época em que as pessoas não querem pagar um preço! Se você fala: “Olha, não tem jeito! Você precisa estudar!”. O outro retruca: “Estudar, não! Eu só quero o diploma!”.

Ou então: “Você vai ganhar tal salário!”. E a pessoa já vem com impedimentos: “O que eu tenho que fazer? Ah, não! Eu não quero trabalhar, só quero o salário!”.

Ou até mesmo: “Ah, você vai casar, né? Olha, tem tantas responsabilidades. Tem conta de luz, água, telefone...”. Aí, a pessoa já vem e fala: “Ah!!! Responsabilidades? Não! Eu quero ter os mesmos privilégios de quando eu era solteira, mas com as coisas boas do casamento!”.

Precisamos entender que só surge uma nova vida através da dor! Por mais que tentem inventar anestesia, cesariana, inevitavelmente, haverá dor!

Uma nova vida só surge quando você vence todo o sofrimento! Isso é tão verdade, que a pessoa esquece todo aquele sofrimento e pensa logo em ter outro filho. Por quê? Compensa tanto ter um filho que a pessoa quer outro! É tanta alegria, que a pessoa quer outro!

Da mesma forma, se você quiser ter vitória sobre uma situação, você precisa entender que o seu sofrimento vai te levar a ter autoridade. Se você segurar firme, se você não entrar em loucura, se você descartar tudo o que não te ajuda, você sairá desta luta ileso!

Em vez de correr atrás do culpado para os seus problemas, busque solução! A tua solução está no Senhor!

Não abra mão do seu casamento, dos seus sonhos, de ser uma pessoa bem sucedida nesta empresa que você está.

Assim como está na Palavra, quando você sofre com Cristo, você vive com Ele a vitória!

Então, quando você passa seu sofrimento com Jesus Cristo, você tem o entendimento de que aquilo está gerando uma nova vida em você. Normalmente, quando as pessoas passam pelo sofrimento, elas se tornam melhores.

Uma pessoa que nunca sofreu nada, que nunca passou por nada, é uma mimada e deformada! Desculpem-me o termo, mas é verdade! Ela se torna uma pessoa insensível, egoísta e “dona da verdade”.

É uma pessoa que não sabe o que é ter fome, não sabe o que é precisar trabalhar, não sabe o que é não ter dinheiro pra pagar uma conta, não sabe o que é passar por uma humilhação, não sabe o que é ter vontade de comer algo que o outro está jogando fora, não sabe o que é não poder chorar depois que perdeu alguém que amava muito, não sabe o que é ter que seguir em frente a pesar do sofrimento, não sabe o que é ser injustiçado, não sabe o que é ter dor no corpo e, mesmo assim, ter que trabalhar...

Mas quem passou pelo dia da dificuldade, pelo dia do sofrimento, valoriza a vida, valoriza o que tem, é mais humano, é mais próximo de Deus.

O sofrimento vem para nos deixar muito melhores. O sofrimento vem também para nos libertar do medo, porque, às vezes, você acha que não vai suportar, mas suporta e sai mais forte! Às vezes, você acha que não vai conseguir, mais consegue! Às vezes, você acha que é o fim da linha, mas Deus tem muito mais para você.

Quando você passa pelo sofrimento com Jesus, Ele te mostra que aquilo realmente é necessário para te deixar uma pessoa melhor, para te fazer conhecer sua verdadeira força, para te libertar dos medos, das tuas fraquezas, das tuas debilidades e te colocar em força, em vitória e autoridade.

Quando você sofre junto com Jesus, você também vence aquele mal que veio para te destruir.

Você recebe autoridade e é reconhecido, porque venceu!


Pense nisso! 

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Morte na panela!

2 Reis 4: 38 a 44 “Voltou Eliseu para Gilgal. Havia fome naquela terra, e, estando os discípulos dos profetas assentados diante dele, disse ao seu moço: Põe a panela grande ao lume e faze um cozinhado para os discípulos dos profetas. Então, saiu um ao campo a apanhar ervas e achou uma trepadeira silvestre; e, colhendo dela, encheu a sua capa de colocíntidas; voltou e cortou-as em pedaços, pondo-os na panela, visto que não as conheciam.

Depois, deram de comer aos homens. Enquanto comiam do cozinhado, exclamaram: Morte na panela, ó homem de Deus! E não puderam comer. Porém ele disse: Trazei farinha. Ele a deitou na panela e disse: Tira de comer para o povo. E já não havia mal nenhum na panela.
Veio um homem de Baal-Salisa e trouxe ao homem de Deus pães das primícias, vinte pães de cevada, e espigas verdes no seu alforje. Disse Eliseu: Dá ao povo para que coma.

Porém seu servo lhe disse: Como hei de eu pôr isto diante de cem homens? Ele tornou a dizer: Dá-o ao povo, para que coma; porque assim diz o SENHOR: Comerão, e sobejará.
Então, lhos pôs diante; comeram, e ainda sobrou, conforme a palavra do SENHOR.

Qual palavra você tem escutado? Qual é o som que tem dirigido sua vida?

A passagem que acabamos de ler mostra uma situação de crise. O profeta Eliseu, chegando no acampamento de 100 homens, viu que eles não tinham nada para comer. A situação era de muita miséria.

Então, Eliseu disse: “Coloque a panela no fogo e faça um cozinhado!”.  Em vez de pegar aquilo que eles já tinham – porque achavam que, no futuro, faria falta –, eles saíram procurando e trouxeram qualquer coisa para o profeta.

Sabe, é como algumas pessoas que dizem: “Olha, eu acredito em Deus!”, mas não oram, não têm tempo nem tempo para ler um Salmo por dia, não vão à igreja...

São pessoas relaxadas e que não têm compromisso nenhum com aquilo que acreditam.

Ao colocar os ingredientes na panela, aqueles homens começaram a gritar: “Morte na panela!”.

Sabe, queridos, desta história, podemos tirar grandes lições.

1ª lição: Quando você entrega qualquer coisa para o Senhor, a morte entra na tua panela, porque o que repreende a morte são os dízimos e as ofertas.

É o que está escrito em Malaquias 3: 10 e 11:  “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”.

Entregue um tempo do seu dia a Deus, vá à igreja, experimente orar nem que seja cinco minutos por dia! Você vai ver a diferença que isso pode trazer para sua vida.

Nos seus momentos de oração, ajoelhe-se, desligue-se de tudo a sua volta e abra o seu coração. Como você quer que o Senhor fale com você, se você não O busca?

Experimente ler um Salmo por dia, isso vai iluminar o seu dia, vai te motivar, te edificar e te curar!

Depois que gritaram “Morte na panela!, Eliseu disse: “Trazei farinha”. Depois de recebê-la, ele a colocou na panela.

Sabe, queridos, depois que aquele oferta foi entregue já não havia nenhum mal naquela panela!

Faça esta experiência, e, na sua casa, vai começar a jorrar bênçãos de Deus. No lugar das brigas, das loucuras, virá um tempo de paz e harmonia. Em vez de cooperar para a destruição, você fará da sua casa um ambiente de louvor.

2ª lição: Quando andamos embaixo da direção de Deus, vem a multiplicação!

Foi o que aconteceu em 2 Reis. Eles estavam precisando de suprimento. Veio, então, um homem de Baal-Salisa e trouxe ao profeta pães das primícias.

Aqueles pães não eram suficientes para alimentar aqueles cem homens, mas, debaixo de uma palavra profética, sobejaram.

É assim que a gente vive multiplicação nos dias de crise: com jejum, oração e buscando a Deus!

Deus tem um plano para sua vida, e Ele vai começar tirando a morte da tua panela.


 Pense nisso!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Não desista dos seus sonhos!

Salmo 23: 1 “O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará”.

Estamos correndo atrás da realização dos nossos sonhos. Só que, no meio do caminho, aparecem aquelas situações da nossa realidade que nos deixam desesperadas. A questão é: Como lidar com elas?

“Ah, meu Deus, que muralha é essa na minha frente bem agora?”; “Que notícia doida é essa que me aparece assim, do nada, sem motivo?”; “Como vou perdoar esta traição?”; Como faço para orar, se a minha cabeça não para?”.

Queridos, seja qual for a situação, não entregue os pontos! Não desista, não retroceda. Seja forte! Não pare de andar, mesmo quebrado, mesmo machucado! Busque a Deus e renove-se na força de Seu poder, revestindo-se de toda a armadura do Senhor, para poder ficar firme contra as ciladas do diabo (Efésios 6: 10 e 11).

Tomar posição e invocar as promessas de Deus, que estão em Sua Palavra, é a espada que irá acabar com o inimigo! Acredite! A certeza da promessa e da vitória vai te alimentar. Está na hora de você entender certas coisas. Está na cara que Deus vai te dar um emprego, um ministério, uma família...

Claro que vai! Está na cara que Deus vai te dar roupa. Está na cara que Deus vai te prosperar. Está na cara que você vai casar, só você mesmo não enxerga! Não tem espelho espiritual na sua casa? Você não tem Bíblia, não? Não tem o Salmo 23 na tua Bíblia para você enxergar que o Senhor é o teu pastor, e nada te faltará? 

Agora, vai ter que passar pelo desafio, derrubar a muralha, vencer o gigante, destruir o ‘cananeu canibal’, antes que ele te devore. Quer um conselho? Eu passaria por isso em jejum, orando, porque, em situações como estas, o melhor é deixar a carne para lá e deixar que o Espírito te conduza. 

Por isso é que o Senhor fala para não olharmos nem para a direita e nem para a esquerda. Ele também disse: “Escreva a minha Palavra no meio da testa. Deixe-a na tua boca, guarde-a no teu braço, coloque-a na tua mão, amarre-a com uns cordõezinhos na tua roupa para, quando for andando, lembrar!”.

Quando você esticar a mão, vai lembrar que o Senhor é o teu pastor, e que nada te faltará, entendeu? Quando for para o trabalho, você vai lembrar de novo: “O Senhor é meu pastor, e nada me faltará!”. Quando ouvir um desaforo…. “O Senhor é meu pastor, e nada me faltará!”. Isso é andar pela fé!

Andar pela fé é ter experiências com Deus. A fé traz experiências, sabe por quê? Porque ela desafia os teus limites e faz você realizar o que não conseguiria normalmente. Ela faz você enfrentar o que você morre de medo. “Mas, Senhor… logo isso o Senhor foi me pedir para fazer? Senhor, eu sou mulher.”. E o Senhor vai falar: “Ah, é? E, desde quando, eu faço acepção de pessoas? Você acha mesmo que só porque é mulher, não vai acontecer nada? Ah, você se enganou, viu?”.

Esta na hora de você entender que vai precisar batalhar pela tua fé, batalhar por aquilo que você crê, batalhar por aquilo que você sonha. Este entendimento te liberta das frustrações e medos que você tem em relação a Deus, por causa de todas as orações, votos e jejuns que você fez, e Ele não atendeu do jeito que você queria.

Batalhar pela fé quer dizer, em suma, não se arruinar ou se esconder atrás de desculpas antes de olhar para o sacrifício de Jesus na cruz feito por amor a nós e se animar, acreditando na Palavra de Romanos 8: 32 “Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas O entregou por todos nós, como não dará juntamente com Ele, e de graça, todas as coisas?”.

Não tire conclusões precipitadas! O fato de você passar um tempo de perdas não significa que Deus não te ama mais ou não se importa com você. Antes, neste tempo, comece a semear seu futuro com atitudes de fé.


Pense nisso!

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Com quem você tem comunhão?

Romanos 8: 6 a 8 “Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.”

O segredo para viver de bem com a vida em toda e qualquer situação está na sua comunhão com Deus.

Quando você não está conectado com Deus, você perde o brilho e se torna uma pessoa amarga, frustrada, dura, incrédula e debochada!

O que adianta ser debochado se isso não traz solução para sua vida? Criticar a fé dos outros não te torna uma pessoa bem-resolvida!

Sabe por que você está debochando? Porque, de alguma forma, você foi machucado, foi magoado... Ou, então, você é uma pessoa infantil, não tem noção das coisas. Fala e age sem pensar! Desta forma, você está eliminando o único caminho que te leva a Deus! Ou você acha que todas as estradas levam para o mesmo lugar?

O único caminho que nos leva a Deus é Jesus Cristo. E a nossa comunhão com Deus nos fortalece, nos restaura, nos edifica.

O que é comunhão? É o que há em comunhão entre duas ou mais pessoas. É o ato de realizar ou desenvolver alguma coisa em conjunto!

O que você tem em comum com Deus?

Você sabe qual música que Ele gosta?

Sabe, o nosso relacionamento com Deus é igual ao de um marido com sua esposa! Eu sei qual é a música favorita do meu marido, por exemplo!

Você tem um tempo que é só seu e de Deus?  Você sente falta d’Ele? Você vai aos locais que Ele gosta?

O que você faz em conjunto com Deus? Eu faço a obra!

Ou será que você tem tudo a ver com pensamentos que te destroem? Ou tudo a ver com sentimentos que te matam? Ou tudo a ver com palavras que roubam a paz de quem ouve?

Na Bíblia, está escrito que quem rouba, mata e destrói é o diabo.

Se você está agasalhando estes sentimentos assassinos, estas atitudes destrutivas e estas palavras que destroem o dia de quem as ouve, então, você está cooperando para que as forças do mal arrebentem com sua vida e com a vida dos outros.

Nas redes sociais, o que eu mais vejo são pessoas destruindo a vida dos outros. Julgam, criticam, fazem comentários maldosos. Como se elas não precisassem também da misericórdia de Deus. Elas se esquecem de que, com a mesma medida que elas medem os outros, elas serão medidas também. 

Vamos supor que você não tenha cometido o erro daquela pessoa que foi alvo dos seus julgamentos, mas você comete outros pecados, como, por exemplo, a mentira! Imagine se você julgado com o mesmo peso? Por isso que sua vida não vai pra frente! Você coopera para que o mal se manifeste, e não para que o bem prevaleça!

A partir de hoje, você vai deixar de ter tudo em comum com o que rouba a paz, destrói a vida de alguém, com o que mata o seu futuro e a sua esperança.

Clame para que o Senhor mude sua história e para que você tenha uma nova maneira de caminhar.

Se você fizer isso, o mesmo espírito de vida, que ressuscitou Jesus dentre os mortos, vai te tirar desta morte, desta destruição, e te dar uma vida plena com Deus.


Pense nisso!

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Deixe que o seu trabalho fale por você!

O Pensamento do dia de Hoje está em Eclesiastes 5:2 e 3O contexto desta passagem diz assim: Economize nas palavras, porque dos muitos trabalhos, vêm os sonhos, e do muito falar, as palavras tolas.

Talvez, você esteja sofrendo algumas injustiças no seu trabalho. Talvez seja a falta de reconhecimento e de valorização por parte dos seus chefes.

O que fazer em situações como essas? A melhor alternativa é caminhar na contramão da ação que vem para te destruir. Em vez de ficar desmotivado e entregar os piores resultados, você vai fazer o melhor! Vai fazer com que o seu trabalho apareça. Desta forma, você denunciará a mediocridade e o relaxo das pessoas que estão a sua volta ou acima de você.

Desta forma, você chamará a atenção daqueles que te lideram. Eles te darão mais responsabilidades, porque você vai se apresentou como uma pessoa digna de confiança e disposta a trabalhar.

“E se eu nunca for reconhecido, Bispa?” Sabe, queridos, aquele que trabalha com toda sua força, com todo o seu coração, ainda que não seja reconhecido pelo chefe, será reconhecido pelos colegas de trabalho. Um bom profissional nunca passará despercebido.

Olha, eu já perdi a conta de quantos testemunhos eu recebi de pessoas que estavam procurando emprego e que, pelo grande profissionalismo que tinham nas outras empresas, foram lembradas pelos antigos colegas de trabalho. E estes mesmos colegas as indicaram para cargos melhores!

O que eu tenho pra te dizer hoje é que vale a pena semear! Vale a apena pagar o preço!

Não é só por que você está em um ambiente de comodismo que você vai agir da mesma forma! Seja produtivo, aja diferente, mas sem falar! Deixe que seu trabalho fale por você. Pessoas que tumultuam, criam escândalos e que reclamam são mal vistas. Este movimento gera rejeição. Mas, se você for participativo, produtivo e apresentar novas ideias, você será reconhecido!

Faça do seu trabalho o seu argumento.


Pense nisso! 

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Quando chega o dia da despedida...

João 14: 16 a 18 “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós. Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros.”

Sabe, queridos, há dias de despedida, eu costumo dizer que são dias de “até breve”. Eu aprendi que quem teve que se despedir de alguém, na verdade, não perdeu esta pessoa para sempre! O que a vida juntou a morte não tira!

O som da risada daquela pessoa, aquela luz que aquela pessoa tinha... ficarão dentro de você. O que acontece é que você não vai mais conviver com aquela pessoa, porque ela já completou sua missão aqui na terra.

Deus sabe que, junto com as lembranças, fica uma dor inexplicável, uma dor que parece ser incurável. A questão é: como conviver com isso?

Sabe, Satanás é oportunista. Quer fazer desta situação de despedida o seu deus. Ele quer que a pessoa que foi o motivo da sua alegria seja o motiva da sua dor, da sua enfermidade, da sua loucura... Não deixe isso acontecer!

Clame por Jesus Cristo. Ele é o Salvador! Ele vai te salvar do poder da morte, do poder destruidor de uma separação!

Não permita que aquilo que te abençoou tanto e te deu tantos momentos de felicidade, que era a luz nos seus olhos, venha a ser trevas na sua vida. Não deixe que Satanás transforme aquela alegria em uma desgraça!

Entregue sua vida para Jesus! Ele vai te ensinar a caminhar sem esta pessoa, vai Te ensinar a ter novas alegrias, vai Te ensinar a viver este novo tempo da melhor maneira possível.

Invoque pelo Espírito Santo, o nosso consolador! Abra seu coração para receber este consolo!

O Senhor vai derramar o espírito de ressurreição vida (Romanos 8). Este espírito não é para quem deu um “até breve”, porque esta pessoa já está nos braços do Pai. Mas este espírito é para quem ficou!

Venha renascer em Cristo! Entregue está situação ao Senhor, e você receberá a paz que excede todo o entendimento e forças para seguir em frente.


Pense nisso!