Páginas

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Escolhas e consequências


No livro de Rute, logo no primeiro capítulo, há um relato sobre a história de um homem que, para fugir da escassez, decidiu procurar um lugar melhor para sua família morar. Detalhe: Ele esteva completamente desesperado.

Vamos entender melhor a situação dele, lendo o Rute 1.1 a 5: “Nos dias em que julgavam os juízes, houve fome na terra; e um homem de Belém de Judá saiu a habitar na terra de Moabe, com sua mulher e seus dois filhos. Este homem se chamava Elimeleque, e sua mulher, Noemi; os filhos se chamavam Malom e Quiliom, efrateus, de Belém de Judá; vieram à terra de Moabe e ficaram ali. Morreu Elimeleque, marido de Noemi; e ficou ela com seus dois filhos, os quais casaram com mulheres moabitas; era o nome de uma Orfa, e o nome da outra, Rute; e ficaram ali quase dez anos. Morreram também ambos, Malom e Quiliom, ficando, assim, a mulher desamparada de seus dois filhos e de seu marido.”.

Elimeleque saiu da terra que habitava, debaixo de pressão e estresse. Talvez, você não esteja vivendo uma situação de calamidade, mas, está cansado do lugar que você mora.

Existem muitas pessoas que me procuram e já vêm com aquele discurso carregado de imaturidade: “Eu vou morar em outro país. Não aguento mais!”, “Bispa, eu não aguento mais o meu chefe, vou largar tudo! Pensando bem, vou mudar de carreira!”, “Bispa, eu decidi sair de casa, não aguento mais minha família”...

Talvez, você tenha começado o dia com esses pensamentos. Mas sabe de uma coisa? Antes de tomar qualquer decisão, pergunte-se: Na hora do estresse, onde eu tenho depositado minhas sementes? Qual é a base da minha vida?

Elimeleque saiu com a esposa e filhos, vendeu tudo o que tinha e investiu todos os seus recursos em uma terra que ele considerava próspera, uma terra em que ele via todo mundo dando certo, todo mundo prosperando e evoluindo.

Ele achou que havia fugido da seca, das dificuldades financeiras e que havia encontrado o paraíso. Mas, sabe o que aconteceu? Ele e os dois filhos morreram, e a família ficou na miséria! Restaram somente três mulheres viúvas.

Mas, Bispa, qual foi o erro de Elimeleque? Ele deduziu que aquele seria o melhor caminho! Ele caminhou de acordo com o que ele via, ou seja, não buscou uma direção do Senhor!

Da tragédia, uma trajetória!

No meio de toda aquela loucura e tristeza, Noemi, viúva de Elimeleque, conversou com suas noras a as aconselhou a voltarem para suas terras. Orfa chorou, mas decidiu seguir o conselho da sogra! Rute, por outo lado, decidiu ficar. Ela não agiu de acordo com os seus interesses, mas de acordo com aquilo que recebera de Deus.

Rute era fiel e leal! Mesmo com a morte do marido, não entregou os pontos. Muitos, no lugar dela, teriam ido embora sem titubear. Assim como existem pessoas que te caçoam, porque você vai à igreja. Talvez, no seu grupo de amigos, você seja o único cristão.

E daí que você é minoria? Essas pessoas que zombam da sua fé podem resolver todos os seus problemas? Com certeza, não!

Honre sua aliança com Deus, assim como Rute fez! Ela honrou também a aliança que tinha com a sogra e com o marido, que, ainda por cima, estava morto! Investiu toda a sua vida em uma senhora viúva e pobre. Não foi nada fácil! Rute teve que desdobrar para sustentar a casa!

Sabe como termina esta história? Com a restituição de Rute e Noemi! Elas voltaram para Israel, e Rute casou-se com Boaz um homem integro e, por coincidência, o mais rico da terra.

Tem um detalhe nesta história, que, com certeza, vai te emocionar! Naquela época, o primeiro filho, de alguém que era viúva, levava o nome do marido que morreu! O que isso quer dizer? Noemi teve um neto! Rute teve mais filhos e entrou na genealogia de Jesus!

Quem você quer ser nesta história: Elimeleque (o estressado), Orfa (a precipitada) ou Rute (a fiel)?

Você tem certeza de que essa atitude que você está prestes a tomar é a direção que Deus tem para sua vida?

Muitos podem questionar o seu envolvimento na igreja ou sua aliança com Deus, dizendo que você está perdendo tempo! Será que está perdendo mesmo?

Será que você não está sendo roubado pelo seu imediatismo. “Ah, Bispa! Todo mundo está se dando bem lá, então, eu vou também!”.Tá certo! Mas vai quebrar a cara igual a todo mundo também! 

Busque Deus em primeiro lugar! Quero terminar este post com Salmos 37.5: "Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n´Ele, e o mais Ele fará.".

Pense nisso!

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Casamento, um lugar de transformação


João 2: 1 a 11: "Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, achando-se ali a mãe de Jesus.  Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento.  

Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho.  Mas Jesus lhe disse: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. Então, ela falou aos serventes: Fazei tudo o que ele vos disser.  Estavam ali seis talhas de pedra, que os judeus usavam para as purificações, e cada uma levava duas ou três metretas. Enchei de água as talhas. 

E eles as encheram totalmente.  Então, lhes determinou: Tirai agora e levai ao mestre-sala. Eles o fizeram. Tendo o mestre-sala provado a água transformada em vinho (não sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que haviam tirado a água), chamou o noivo  e lhe disse: Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora".

Na Bíblia da Mulher +QV, eu me refiro ao casamento como um lugar de transformação. Foi exatamente isso que aconteceu em Caná da Galileia.

Sabe, muitas pessoas acham que a felicidade está restrita ao dia do casamento e à lua de mel, mas isso é uma grande mentira.

Eu sou prova viva de que o casamento é um lugar de transformação, porque eu me tornei uma pessoa melhor, depois que eu me casei com o Apóstolo. Eu até me sinto mais bonita, porque estar com ele me faz tão bem.... O mais importante de tudo é que nós buscamos ao Senhor, juntos!

Sabe, talvez você tenha ao seu lado uma pessoa que é uma bênção, alguém que ora por você, que te promove, que trabalha para você ter o melhor... mas o inimigo coloca intrigas e situações desgastantes que te fazem duvidar do amor que você sente. Isso está quebrado, em nome de Jesus!

Essas confusões só acontecem, quando abrimos uma brecha. O que eu vejo naquele casamento, que nós acabamos ler, é que os noivos não abriram nenhuma brecha, eles não ficaram procurando culpados para aquela situação de crise, pelo contrário, eles correram atrás da solução!

Está é a primeira atitude que você precisa tomar! Quando você corre atrás da solução, sabe quem você encontra? Jesus! Quando você procura culpados? Sabe o que você encontra? Mais confusão!

Em segundo lugar, deixe Jesus interferir no seu casamento! Deixe que Ele te conduza, não os seus sentimentos, suas mágoas ou suas frustrações.

Jesus fez um grande milagre naquele casamento. Os noivos não foram envergonhados! Sua esperança nesta união não será envergonhada.

Quando existe verdade, honestidade e disposição, para que os problemas sejam resolvidos, não há fracasso!

Quando você entregar o seu casamento para Jesus, sabe o que vai acontecer? Não faltará nada, porque, quando fazemos do Senhor o nosso pastor, ele nos supre em todas as áreas.

Pense nisso!

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Deus te deu autoridade!


O Pensamento do Dia está em 1 Coríntios 11.

Paulo diz: “Sejam meus imitadores, como sou de Cristo”. Isso não significa que seremos como aqueles humoristas que imitam as expressões, as vozes de pessoas famosas e até nos divertem com isso.

Na verdade, ele quis dizer: “Seja meu imitador, nas minhas atitudes, na minha postura, nas minhas reações, nas minhas decisões, na minha maneira de viver, assim como eu sou de Jesus Cristo.”.

Vou pegar um fato isolado, para usar como exemplo: Quando Paulo estava no seu local de oração, apareceu uma moça endemoninhada, possuída por um espírito de adivinhão. Ela começou a perturbá-lo todos os dias, atrapalhando aquele momento de consagração.

Essa situação durou muito tempo; até que Paulo e Silas levantaram-se e expulsaram aquele demônio. Só que aquele espirito maligno era uma espécie de fonte de renda para aquela mulher. Ela era muito procurada, para fazer adivinhações e, por consequência, seus donos enriqueciam.

Por conta disso, Paulo e Silas foram acusados, de forma injusta. O que eles fizeram de errado? Nada! Eles só estavam orando e expulsaram o demônio.

Depois de serem açoitados, foram jogados em um cárcere. Qual seria a reação natural? Eles tinham todos os motivos para ficarem revoltados contra aquelas pessoas e, até mesmo, contra Deus. Mas Paulo e Silas, mesmo acorrentados, no fundo do calabouço, começaram a louvar.

A adoração deles foi algo tão forte, que tomou conta de todo o ambiente. Por volta da meia noite, todos os grilhões foram rompidos sobrenaturalmente e as portas do calabouço se abriram. O carcereiro ficou transtornado ao ver todos os prisioneiros livres e, por desespero, quis tirar sua própria vida. Mas Paulo o ministrou.

Que poder e autoridade são esses? Eles louvaram com todas as suas forças e trouxeram o milagre! Eles foram injustiçados, humilhados, agredidos, mas guardaram a fé e fizeram dela o seu escudo!

É sobre isso que eu quero falar com você. Nos momentos de extrema pressão, nós revelamos nossas verdadeiras motivações. Esta história serve para fortalecer a igreja e aqueles que, por qualquer crítica, negam sua fé!

Por que algumas pessoas que falam que amam a Jesus se perdem tão fácil? Isso acontece, porque elas não têm autoridade! Sabe, em vez de só falarmos dos nossos problemas, precisamos falar mais sobre Deus!

Hoje é dia de você restaurar sua relação com o Senhor e zelar por ela. Jesus veio para nos salvar, nos dar poder e autoridade!

Se hoje você está vivendo “um dia daqueles”... Está com um parente no hospital, cheio de contas para pagar, com uma sentença de morte.... tenha a certeza de que Deus te dá poder e autoridade para você enfrentar qualquer situação.

O seu clamor, o seu louvor, o seu jejum, os seus votos no altar e a tua comunhão com a igreja fazem com que as portas do inferno não prevalecem contra a sua vida!

Foi assim que aconteceu com Paulo e Silas. Para sermos seus imitadores, precisamos resistir até as últimas consequências! Precisamos ser incorruptíveis.

Sabe, a gente busca dinheiro, casamento, descanso, mas não clamamos por autoridade. E sabe por que precisamos dela?

Porque está escrito em Salmo 34.19: “Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas!” Isso quer dizer que Deus não nos livra da luta, mas no livra na luta! Não entregue os pontos! Aquele que te enviou é o mesmo que vai te direcionar, te proteger e trazer o livramento!

Se você está passando por uma adversidade, faça como Paulo e Silas, louve e clame ao Senhor. Não desista e, muito menos, se precipite.


Pense nisso!

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Quais foram os diferenciais de Ester?


O Pensamento do Dia de hoje está no livro de Ester 2. Uma dica! Medite no livro todo. É um manual de sabedoria! Faça um propósito de ler pelo menos um capítulo por dia!

Vamos falar hoje sobre duas mulheres totalmente diferentes, mas que tiveram a mesma oportunidade! Qual delas é você?

O rei Assuero, também conhecido como Artaxerxes, era extremamente rico e muito poderoso. Na época, ele "dominava" o mundo.

Como era de costume, ele deu um banquete para todos os príncipes e nobres. A festa real durou dias, porque, além dos quitutes, o rei mostrava aos representantes dos outros reinos todas as suas conquistas e seus exércitos.

Para o final do banquete, Assuero quis mostrar o que ele tinha de mais valioso, sua esposa Vasti, que além de linda, era com certeza filha de algum rei porque, naquela época, os casamentos eram constituídos por alianças entre reinados, com a finalidade de fortalecê-los. Apesar da boa intenção, Vasti simplesmente recusou o convite de seu marido. 

A rebeldia tem um preço

Não sei o que Vasti pensou antes de tomar aquela atitude, mas foi algo que arrebentou, literalmente, com sua vida. Muitas vezes, você precisa discernir se é a hora certa de empinar essa carroça, sabe por quê? Porque ela pode voltar e passar por cima da sua cabeça.

Com os seus chiliques, com as suas loucuras, com o seu orgulho e com sua rebeldia, você está plantando sua própria destruição. Em meio aquela situação, no mínimo vexatória, os nobres e os príncipes vieram ao rei e disseram: “Um homem poderoso como o senhor não pode passar por esse tipo de situação. Se deixarmos assim, isso vai se espalhar, de tal forma que todas as mulheres se sentirão no direito de ter a mesma postura de rebelião. É o seguinte: que ela nunca mais entre na sua presença. Nem que ela fique o resto da vida trancada. O reinado para ela acabou.” O rei, obviamente, concordou com a proposta e instituiu uma lei.

Não existe lógica humana nos propósitos do Senhor

O tempo passou e o rei Assuero estava extremamente carente de uma esposa. Apesar de ter diversas mulheres à sua disposição, faltou a oficial, a rainha. Para solucionar a crise sentimental do rei, os conselheiros decidiram criar uma espécie de concurso de beleza entre as mulheres virgens dos reinados.

Neste concurso, todas se apresentavam ao rei. Mas tem um detalhe, se Assuero não se agradece, ela estava perdida. Como ela tinha passado uma noite com o rei, ela teria que ficar jogada na casa das mulheres para o resto de sua vida. Ester, nossa personagem principal de hoje, não foi a esse concurso por opção, ela era uma das virgens, ou seja, foi praticamente obrigada. Ela era escrava, órfã... Sabe, humanamente falando, como ela poderia competir com a filha de um rei, linda e nobre como Vasti?

Ester poderia ter sua vida acabada, assim como outras mulheres. Mas seu tio, um homem muito sábio, que a havia adotado, orou por ela e a enviou, porque ele sabia que maior do que toda beleza, toda fortuna, toda educação, toda etiqueta, todo o dote do mundo, era a graça de Deus sobre a vida de Ester.

Sabe o que é graça? É favor imerecido! Debaixo daquela palavra, Ester se preparou durante um ano, na casa das mulheres, para se apresentar diante do rei. Ela alcançou favor de todos os organizadores daquela casa, não porque era “a famosa”, “a rica”, “a educada”, “a formada”, aquela que falava dez línguas, a que tinha PHD... não... porque ela tinha a presença de Deus.

Humildade traz honra e justiça

No dia em que ela foi sorteada para passar a noite com Assuero, ela pediu conselhos sobre a roupa e a postura que deveria ter. Ester, com muita humildade, aceitou todos eles. Quem respeita as autoridades que estão sobre si e as obedece com humildade, Deus a abençoa.

Deus exalta o humilde, mas resiste aos soberbos. Isso é tão verdadeiro, que na Bíblia está escrito que, quando Ester apresentou ao Rei, ele a amou mais do que todas as mulheres. Ela alcançou, perante ele, favor e benevolência. Dá para explicar o amor?

O amor faz com que a pessoa tenha uma beleza, um favor e uma graça de Deus insuperáveis. Faz com que a pessoa seja desejada. Tem gente que, ao estabelecer uma aliança com Deus, fica mais linda ainda.

Você não precisa de artifícios para ser reconhecida

Muitas vezes, você acha que não consegue as coisas, por não possuir determinados artifícios. Em nome de Jesus, busque a Deus, peça para que Ele te dê graça e favor para que você trabalhe naquela empresa que você deseja, para que você desperte desejo nas pessoas de estar com você, de andar com você.

Quando a gente tem o Espírito Santo de Deus, a gente se torna agradável, amada e insubstituível. Dizem que não existe ninguém insubstituível. Quem é esse mentiroso? As suas funções, muita gente pode até substituir, mas o espaço no coração de quem te ama, não.

Virtudes são mais importantes do que a beleza

O rei Assuero conheceu a verdadeira esposa. Ester foi uma grande bênção para a vida dele, o livrou de pessoas mal intencionadas e fez dele um rei, que até hoje, é conhecido e estimado. Isso ficou registrado na história do povo de Deus.

Ester foi amada, honrada, ela não tinha somente um titulo de rainha, ela, de fato, reinou em vida, porque a graça e o favor de Deus superabundaram, capacitando, ajudando e a abençoando. Sabe qual era o segredo dela? Ester buscava a Deus e honrava suas autoridades.

Você pode até ter pouco, humanamente falando, mas nas mãos de Deus, haverá uma multiplicação abundante, e você viverá muito além dos teus sonhos.

Não desista de você, não se conforme, levante-se, busque ao Senhor, e você saberá o que é ter sua vida transformada, como foi com Ester, que de escrava se tornou rainha e uma mulher mais que vencedora!

Pense nisso!

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Nele, você pode todas as coisas!


Filipenses 4.13 “Tudo posso naquele que me fortalece”.

Se sua bateria descarregou no meio da batalha, é por que sua fonte de energia é fraca!

Existem pessoas buscam renovar suas forças em remédios para depressão, em drogas, no álcool, no cigarro, nas compras... O que elas encontram no final? Mais motivos para chorar!

Muitas até desistiram de lutar, porque deixaram traumas que viveram ditarem as regras do jogo. Se o relacionamento passado não deu certo, decidiu que a solidão é a melhor companhia... Se foi demitido, achou melhor desistir da área... Se não acompanhou o ritmo da faculdade e ficou de recuperação em várias matérias, achou melhor abandonar o curso...

Sabe o que está acontecendo? Você não está sabendo viver! É tão incrível! A gente passa anos na escola, em uma universidade... aprende a conjugar os verbos, decora a tabela periódica, conhece a história do nosso país... mas não aprende a viver!

O único que pode nos ensinar é Jesus Cristo, pois Ele é o caminho.

Entregue sua vida para Ele! Como? Orando, com sinceridade: “Senhor, eu realmente não estou conseguindo dirigir a minha vida. Eu estou deixando minha vida ser dirigida por comentários, pelos meus traumas, pelas minhas frustrações, pela minha condição financeira, pelos meus complexo... Eu sempre acho que não vou ter condições! Mas, hoje, eu quero entregar a minha vida nas tuas mães, para que o Senhor a dirija. Jesus, seja o meu Senhor e o meu Salvador. Eu não quero mais ser refém dessas situações! Eu quero ser transformada pelo Teu amor! Preciso que o Senhor me fortaleça! Eu não quero mais interagir com as minhas deformações e ter atitudes destrutivas, cheias de ódio. Mas eu quero interagir com o Seu poder e ter paz, atitudes ousadas, alegria e fé!”.

Busque forças no Senhor! Nele, você pode todas as coisas! Você pode realizar, sem ter recursos; você pode conquistar, sem ter todo o conhecimento do mundo; você pode ser feliz, sem ser a pessoa mais linda do mundo; você pode ser prospero, sem ser rico; você pode ser ungido e cheio do Espírito Santo!

Experimente ter essa experiência! O efeito é garantido, não tem contraindicações, não vai destruir sua mente, sua saúda e seus valores.

Quando você deixa Deus ser o Senhor da sua vida, os desafios que se levantam, no meio do caminho, ficam pequenas perto da força e do poder de Jesus Cristo dentro de você!


Pense nisso!

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Filhos, nosso maior legado!


Olá, queridos internautas que sempre acompanham o meu site. Hoje, eu quero compartilhar um dos estudos da “Bíblia da Mulher +QV”, nossa melhor amiga.

Vamos falar sobre filhos, nosso legado aqui na Terra! Vamos começar nosso estudo, meditando em Êxodo 2: 1 a 10.

Ter filhos é indiscutivelmente uma grande benção, mas educá-los e, principalmente, ensiná-los no caminho em que devem andar é um grande desafio! Uma das mulheres da Bíblia que eu tenho como referencial nesta área é Joquebede, a mãe não só de Moisés, mas também de Miriã e Arão.

Joquebede viveu no Egito em um período muito crítico para o povo hebreu. Um período de escravidão e morte! Todos os filhos dos hebreus (do sexo masculino), logo após o nascimento, eram afogados no Rio Nilo.

Aquela escravidão do povo judeu no Egito já durava mais de 400 anos e, mesmo assim, a fé de Joquebede não foi abalada. Quando o decreto, no mínimo sanguinário, do Faraó entrou em ação, ela estava grávida de um menino. Ao contrário de todas as mães, ela não o entregou à morte, antes o consagrou a Deus, como uma oferta, crendo no livramento do Todo-Poderoso, que honrou sua fé e lhe deu sabedoria e estratégia para preservar seu filho.

A fé e confiança de Joquebede não consistiam em palavras e nem em broncas, cobrando seus filhos de “irem à igreja”, antes, sua fé mostrava o caminho e levou seus filhos a terem experiências com Deus, como foi o caso de Miriã, a quem ela enviou para acompanhar o trajeto, no Rio Nilo, do cestinho onde estava o bebê Moisés. Foi assim que Miriã percebeu que a filha do Faraó veria o menino e se compadeceria dele.

Eu até consigo imaginar o que Joquebede havia dito à Miriã: “Vá, querida! Não tenha medo. Ninguém vai te pegar no meio do caminho! O mesmo Deus que me deu este filho e, que nos tem ajudado a mantê-lo vivo, é contigo! Este Deus te dará bom êxito  para alcançar graça, diante da filha de Faraó!”.

E foi assim: Joquebede profetizou e aconteceu! Não só Moisés alcançou graça diante da filha de Faraó, mas também Miriã, que voltou com seu irmão para casa, mas, desta vez, escoltada. Por causa da oferta de Joquebede, toda a família foi preservada e abençoada! A obediência de Miriã também foi essencial. O mais lindo desta história é que ela sugeriu para a filha de Faraó, que adotou Moisés, que sua própria mãe fosse a babá do menino. No final das contas, Joquebede acompanhou o crescimento de todos os seus filhos, com a proteção egípcia! Nossa entrega a Deus transforma maldição em bênção!

Precisamos aprender que nossos filhos seguem mais o nosso exemplo do que nossas palavras! Nossas atitudes ensinam de tal forma que mesmo quando eles forem adultos não se esquecerão!

O que sua postura e atitude têm ensinado aos seus filhos? Como está escrito em Tiago 2.18: “Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé.”.

Que, em sua casa, a sua fé em Jesus possa estimular os outros a andarem pelo mesmo caminho!


Pense nisso!

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Uma mulher +QV sabe reconhecer o seu valor!


Sabe, tem dias em que parece que todo o amor do mundo desapareceu. Você fica triste, desconectada dos outros, de si mesma e até de Deus. Parece que que tudo o que você viveu foi uma piada, uma grande mentira, que nunca ninguém ligou para você e, agora, a fonte do amor, que existia dentro de você, secou.

É como se tivessem te colocado no fundo de um poço, um lugar onde nada faz sentido e a única saída é a morte!

Mas, espere um pouco! Você não vai cair nessa, não é? Você está entrando em uma “pegadinha” do inferno. Pare agora e comece a clamar pelo amor de Jesus! Faça como aquele cego no caminho de Jericó. Mesmo que haja uma multidão de sentimentos e situações que queiram te separar do amor de Deus, não deixe de clamar, para que Ele te cure, para que abra os seus olhos e você consiga enxergar o que realmente Ele tem para você.

Em Oseias 4.6, o Senhor fala que seu povo perece, por falta de conhecimento – conhecimento de Deus e de Sua Palavra. Quem realmente conhece Deus e Sua Palavra sabe que não está largada no mundo, tem consciência do valor que possui.

Agora, eu vou mostrar para você, na Palavra de Deus, como Ele nos ama. E, se Ele nos ama, só pode vir do inimigo essa sensação de solidão. São sentimentos malignos que vêm para nos roubar e nos destruir.

Você sabia que desmerecer o que Deus valoriza também é pecado? Se você abrir seu coração, para que esta palavra frutifique, em nome de Jesus, você vai viver uma grande libertação.

Nas passagens bíblicas a seguir, vou te mostrar o que Deus pensa sobre você. São sete bons motivos para você se amar mais.

1) Deus te criou à sua imagem e semelhança (Gênesis 1.26; 5: 1 e 2 )

Você acha pouco? Ele não fez isso nem com os anjos.

2) Jesus te ama e deu a vida por você (João 6.51)

Não existe prova maior de amor. Com esta atitude, Ele mostrou que sua vida vale mais do que qualquer frustração.

3) Deus te criou para que você domine e reine (Gênesis 1.28)

Então, peça para o Espírito Santo visão e força para que, em nome de Jesus, você domine e não seja dominada por nenhuma situação. Deus te dará condições para que você administre todas as situações e que, como rainha, você possa usufruir de suas conquistas, ao lado de quem você ama.

4) Jesus nos deixou seu Espírito Santo para que, do nosso interior, fluíssem rios de água viva. (João 4:26 e Atos 1.8)

O Espírito Santo ficou conosco para que aprendêssemos a nos amar, amar a Deus e a todos.

5) Deus trabalha em nós, pois deseja que sejamos embaixadoras do Céu na Terra (2 Corintios 5.20)

6) Se Deus já entregou seu próprio filho, nos dará todo o resto (Romanos 8.32)

7) Deus nos garantiu proteção:

O Senhor dá ordem aos anjos ao nosso respeito (Salmo 91.11 e 12). Quando fazemos d´Ele a nossa segurança, mil cairão ao nosso lado, 10 mil à nossa direita, e nada nos atingirá (Salmo 9.7)

Ele nos entregou também: vestas da verdade, a couraça da justiça, os sapatos que nos levam a Cristo, o escudo da fé, o capacete da salvação, e a espada do Espírito (Efésios 6.14 a 18).

Esta é a verdade ao nosso respeito! Será que não está na hora de fazer uma reavaliação? Em Jesus Cristo, a despeito de todas as dificuldades que se levantam na nossa caminhada, somos mais que vencedoras.

 Pense nisso!