Páginas

sexta-feira, 5 de junho de 2020

Não olhe para os lados. Olhe para o alto!


Hoje, eu quero falar sobre uma situação que, além de desgastar, te paralisa e te impede de se recuperar. É uma situação que o próprio rei Davi passou.

Está no Salmo 73.2 a 25: “Quanto a mim, porém, quase me resvalaram os pés; pouco faltou para que se desviassem os meus passos. Pois eu invejava os arrogantes, ao ver a prosperidade dos perversos. Para eles não há preocupações, o seu corpo é sadio e nédio. Não partilham das canseiras dos mortais, nem são afligidos como os outros homens.

Daí, a soberba que os cinge como um colar, e a violência que os envolve como manto. Os olhos saltam-lhes da gordura; do coração brotam-lhes fantasias. Motejam e falam maliciosamente; da opressão falam com altivez.

Contra os céus desandam a boca, e a sua língua percorre a terra. Por isso, o seu povo se volta para eles e os tem por fonte de que bebe a largos sorvos. E diz: Como sabe Deus? Acaso, há conhecimento no Altíssimo? Eis que são estes os ímpios; e, sempre tranqüilos, aumentam suas riquezas.

Com efeito, inutilmente conservei puro o coração e lavei as mãos na inocência. Pois de contínuo sou afligido e cada manhã, castigado. Se eu pensara em falar tais palavras, já aí teria traído a geração de teus filhos. Em só refletir para compreender isso, achei mui pesada tarefa para mim; até que entrei no santuário de Deus e atinei com o fim deles.

Tu certamente os pões em lugares escorregadios e os fazes cair na destruição. Como ficam de súbito assolados, totalmente aniquilados de terror! Como ao sonho, quando se acorda, assim, ó Senhor, ao despertares, desprezarás a imagem deles. Quando o coração se me amargou e as entranhas se me comoveram, eu estava embrutecido e ignorante; era como um irracional à tua presença.

Todavia, estou sempre contigo, tu me seguras pela minha mão direita. Tu me guias com o teu conselho e depois me recebes na glória. Quem mais tenho eu no céu? Não há outro em quem eu me compraza na terra.”

Esse Salmo parece até uma oração sua, não é mesmo? É como se sua missão na terra fosse viver fracasso atrás de fracasso.

E o que você faz? Começa a se comparar aos outros. Você olha para o lado e vê gente ruim, gente mentirosa, gente corrupta, gente que trai e gente que não se importa com Deus se dando muito bem! São felizes, cheios de amigos e, aparentemente, bem-sucedidos!

Agora, se existe alguém que deu errado, esse alguém é você! Logo, vêm aqueles pensamentos que te deixam ainda mais para baixo: “Olha sua situação financeira!”, “Você tem 40 anos e ainda não casou!”, “Seu chefe te trata como lixo!”, “Você é horrível, por isso, ninguém te quer!”...

E, para ajudar – ou piorar ainda mais a situação –, vem aquele parente que nunca fala com você, mas faz questão de tocar na ferida e, ainda, tirar sarro da sua fé: “Pelo jeito, ir para a igreja não está dando muito certo para você, né? Acho que seu Deus está de férias, e férias prolongadas!”.

Talvez, você até esteja dependendo de pessoas assim: “Já que seu Deus não te ajudou, eu vou te ajudar!”.

Eu sei que você está desgastado, confuso, indignado... mas não se deixe abater. Tudo isso acontece para você se afastar de Deus.

O diabo não quer o seu dinheiro, ele quer seu coração, quer sua adoração, quer sua vida! A guerra espiritual também é uma guerra por territórios. E, caso você ainda não tenha percebido, o território que Satanás e seus demônios querem ocupar é você mesmo. Por quê? Porque eles são espíritos. Eles precisam de um corpo para se manifestarem aqui na terra.

Eles pressionam, rodeiam e querem te fazer acreditar que seu trabalho no Senhor é em vão.

Sabe, o ouro só tem valor quando ele é purificado. A prata e as pedras preciosas, quando são lapidadas. Os valores das pessoas estão em superar, em vencer e em não se abandonarem.

Toda essa situação vem para que você se convença de que você é um derrotado, de que você não tem jeito, e que nada, absolutamente nada, vai dar certo. Esses espíritos malignos querem que você acredite que estar com Deus só piora a sua vida!

Hoje, eu quero deixar um conselho: Não procure em Deus explicações para suas calamidades, busque a solução!

Davi estava todo atrapalhado! Ele olhou para os lado, e sabe o que viu? Reis, príncipes e servos maus felizes e prósperos!

Sabe, ficar olhando para o lado não te ajuda! Olhe para cima, o seu socorro vem de lá! Olhar para o Senhor nos traz paz e descanso. Essas pessoas que estão se “dando bem”, na verdade, estão em um local escorregadio.

Se você não consegue acreditar nisso, olhe para a situação do Brasil. Meu Deus do céu! Pessoas que foram consideradas milionárias e poderosas, hoje, estão presas ou falidas.

Não viva mais em função dos outros. Viva para o Senhor! Faça d’Ele o Seu foco, o Seu apoio, a Sua vida! Assim como fez com Davi, Ele vai renovar suas forças!

Não se contamine com falatórios. Sabe, o que as pessoas falam mal de você tem mais a ver com elas do que com você! Deus não te criou para ser um derrotado, porque Ele não é derrotado. Nós fomos criados à imagem e semelhança de Deus.

Busque ao Senhor, faça um voto, vá à igreja e clame para que Ele te tire dessa morte, dessa cova, dessa fornalha de pensamentos, desse furacão de opiniões e desse clima pesado.

Na Casa do Senhor, você vai receber o poder libertador de Cristo. Ele veio para trazer um alívio aos corações e anunciar um tempo de justiça.

Se você entregar sua vida para Jesus, você vai encontrar forças para passar pelo dia mau, sem perder a alegria, a fé, a saúde e a esperança.



 Pense nisso!

quinta-feira, 4 de junho de 2020

12 dicas para uma vida melhor


Hoje, eu gostaria de compartilhar com vocês alguns ensinamentos que eu recebi do Espírito Santo. Tenho certeza de que eles vão edificar sua vida:

1- Seja sempre verdadeiro com Deus, mesmo que suas verdades sejam horrorosas. Faça d’Ele o seu melhor amigo e a sua solução.



2- Seja uma bênção para você. Não seja seu pior inimigo! Cante o louvor que te faz bem. Ame-se mais. Assim, você será uma bênção também para outras pessoas.



3- Tenha sempre um louvor nos seus lábios, mesmo que seja com gemido de dor, porque Deus habita no meio dos louvores.



4- Confie que o jeito de Deus é o melhor, ainda que você não o entenda! Medite todos os dias em Sua palavra e coloque-a em prática, porque vai dar certo!



5- Nunca compare sua luta com a de ninguém. Cada pessoa tem uma missão aqui na terra.



6- Na guerra, não chore! Ninguém respeita fraqueza!



7- Não seja nem precipitado, nem ansioso, para deixar cair ou recair. Viva intensamente cada dia, mas viva um dia de cada vez.



8- Mantenha sempre seu coração limpo. Desta forma, suas palavras e atitudes sempre vão edificar e abençoar aqueles que estão em sua volta.



9- Seja membro do corpo de Cristo, não seja um assessório. Tua resposta e tua cura estão no altar. Contra a igreja, as portas do inferno não prevalecem.



10- Encha-se do Espírito Santo, porque, n’Ele, há liberdade!



11- Sempre coloque uma pitada de humor em cada coisa. O Espírito Santo nos torna leves.



12- Persevere! Nunca desista das promessas de Deus, mesmo que elas contrariem seus planos.


Pense nisso! 

quarta-feira, 3 de junho de 2020

Quem disse que a solução está distante?


João 5. 1 a 9: “Passadas estas coisas, havia uma festa dos judeus, e Jesus subiu para Jerusalém. Ora, existe ali, junto à Porta das Ovelhas, um tanque, chamado em hebraico Betesda, o qual tem cinco pavilhões. 

Nestes, jazia uma multidão de enfermos, cegos, coxos, paralíticos [esperando que se movesse a água. Porquanto um anjo descia em certo tempo, agitando-a; e o primeiro que entrava no tanque, uma vez agitada a água, sarava de qualquer doença que tivesse].

Estava ali um homem enfermo havia trinta e oito anos. Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim há muito tempo, perguntou-lhe: Queres ser curado? Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada; pois, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. 

Então, lhe disse Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda. Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar. E aquele dia era sábado.”

Mesmo estando próximo ao local da cura – o tanque de Betesda –, aquele homem ficou, durante 38 anos, paralítico, ou seja, tempo o suficiente para desistir. Talvez, você que está lendo este post nem tenha essa idade, mas está se identificando com a passagem bíblica, porque está enfrentando alguma enfermidade. Quem sabe até uma depressão. Pois é! Este texto é mesmo para você!

Para aquele moço ser curado, ele precisava ser liberto, em primeiro lugar, das mágoas do passado e do espírito de depressão. Ele precisava, antes de tudo, ser curado em sua alma.

Quando Jesus Cristo perguntou se ele queria ser curado, em vez de dizer “sim” ou “não”, ele respondeu: “Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada!”.

Sabe, com tantos anos de experiência, eu cheguei à conclusão de que, geralmente, as pessoas que estão com depressão não estão abertas a ouvir ninguém, muito menos a voz da solução. A tristeza, o abandono, as mágoas, a falta de perspectivas em relação ao futuro, simplesmente, bloquearam seus pensamentos. Elas não conseguem enxergar um caminho. O que elas têm são as respostas que a depressão preparou, não importa qual seja a pergunta.

Hoje, você vai deixar a “cartilha da depressão” para trás e vai responder a seguinte pergunta: Você quer ser liberto desta depressão? “Ah, Bispa! Como ser liberto, se eu já tentei de tudo?”. Querido, essa não foi a pergunta que eu fiz! Você quer ou não quer ser curado? “Mas, Bispa! Como ser curado, se eu nem tenho plano de saúde?”. Você não entendeu a minha pergunta. Você quer ser curado? “Bispa, como posso ser curado, se eu não tenho mais ninguém!”.

Se você não consegue responder “sim” ou “não”, com certeza, sua mente está bloqueada pelas mágoas, pela falta de perdão. Quem quer ser liberto encontra um caminho. Quem não quer encontra uma desculpa. Vou perguntar de novo: Você quer ou não quer ser curado? “Quero, Bispa!”. Então, hoje mesmo, coloque-se na presença do Senhor e clame até que a paz d'Ele invada completamente seu coração. 

No começo do ano, eu aconselhei uma pessoa que estava com depressão, quando eu disse para ela procurar uma igreja, ela respondeu: “Se eu tiver forças, eu vou!”. Sabe o que eu disse depois? Eu disse: “Você não vai porque tem forças, você vai porque você crê. Você vai, porque precisa e ponto final!”. 

Claro que, nesta fase de pandemia, não podemos estar fisicamente na igreja, mas temos para onde correr... Por meio das redes sociais, podemos oferecer um acompanhamento pastoral.

Para ser liberto, você precisa tomar uma posição, ou seja, não espere que as pessoas te carreguem! O mais interessado na sua libertação precisa ser você.

Talvez, você não tenha ninguém que seja por você, assim como aquele rapaz não tinha. Mas Jesus estava ali, e Ele também está com você.

Romanos 8.31: “... Se Deus é por nós, quem será contra nós?”.

Sabe, aquele homem esperava receber ajuda e um lugar onde só havia pessoas doentes. Todos, ali, tinham alguma necessidade. Às vezes, agimos da mesma forma. Estamos buscando apoio de quem também precisa de ajuda – talvez, até mais do que nós –. Eu aprendi, na minha caminhada, que ninguém pode dar aquilo que não tem.

“Mas, Bispa, a senhora não entende. Eu tenho um tio muito rico. Ele pode, sim, ajudar no meu tratamento. Não vai custar nada para ele.”. Você já parou para pensar que ele também está enfermo? Está, porque o deus dele é o dinheiro. A enfermidade dele é a avareza e a falta de compaixão. Como ele pode te ajudar, se ele também precisa de libertação? Mas o dono de toda a prata e todo o ouro e o Médico dos médicos, te fala hoje: “Eu posso te ajudar? Quer ser curado?”.

Depois de curar aquele homem, Jesus disse: “Tome o seu leito e ande!”. Você precisa fazer o mesmo! Você precisa se movimentar e tomar uma decisão! Em vez de se lamentar, você vai profetizar a sua cura. Desta forma, você será liberto de toda a depressão!

A Palavra de Deus vai te ensinar a viver! Jesus não é um ponto, é um caminho. Andando por Ele, você jamais será confundido.


Pense nisso!