Páginas

terça-feira, 28 de março de 2017

Mantendo o equilíbrio...


Timóteo 1.7: “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.”

Uma das coisas que me marcaram muito é o fato de Calebe ter esperado 45 anos. Posso concluir que ele tinha um espírito de moderação. Só alguém muito equilibrado consegue suportar todo este tempo no deserto, sem perder a fé e a alegria.

Sinceramente, equilíbrio é o que mais tem faltado ultimamente. Nunca vivi em uma época de pessoas tão inconstantes! Um dia, amam... No outro, odeiam, a ponto de matar! No domingo, estão louvando a Deus na igreja... Na segunda, não acreditam em mais nada!

Da mesma fonte, não podem proceder coisas boas e coisas ruins. Isso é sinal de contaminação.

Se você está assim é tempo de se purificar. O que está contaminando o seu coração?

 A gente se livra do mal que habita em nós, confessando para Deus o nosso pecado. Temos que expor nossas vulnerabilidades e nossas falhas.

Hoje, você vai tirar toda a sujeira de debaixo do tapete. Sabe aquelas pessoas que limpam a casa superficialmente? Mais cedo ou mais tarde, o pó que estava debaixo da cama, debaixo dos armários, da mesa... vai se manifestar. Pode ser através de uma alergia respiratória ou através de uma visita que deixa cair o brinco no chão e, ao se abaixar, vê toda aquela sujeira de baixo do sofá! Meu Deus, que vergonha!

Quem está sujo não consegue disfarçar por muito tempo! Por isso, limpe-se, humilhe-se diante do Senhor.

Sabe, em Ezequiel 21, está escrito que aqueles que se humilham diante do Senhor serão exaltados.

Além da moderação, Deus nos deu o amor! Quando você tem convicção no amor, o medo desaparece! Em 1 João 4, está escrito que o amor lança fora o temor.

Que, a partir de hoje, você se sinta agasalhado pelo amor de Deus. Olha, só vai acontecer o que Ele permitir. Não cai uma folha da árvore, sem que seja da vontade d´Ele.

E essa guerra que estou vivendo, bispa?

Guerra é disputa de território! O inimigo quer conquistar um território que te pertence, e você está na posição de defesa, lutando para manter o que você ama. É uma zona de conflito!

Para vencer, você precisa se armar com a Palavra de Deus, se fortalecer em jejum e oração. Você também precisa resistir!

Peça para que o Senhor te fortaleça e te dê sabedoria para você lidar com as situações da melhor maneira possível e de forma equilibrada.

Murmuração atrai o exterminador, mas a humildade atrai a graça de Deus!

Aquele que tem suas misericórdias renovadas, a cada manhã, vai te conduzir em triunfo e te mostrar o amor que tem por você. Você não é uma simples criatura, você é filho amado do Senhor!

Ainda em relação às guerras, quero falar um pouco mais sobre Calebe. Ele esperou 45 anos para viver a promessa! Ao entrar na Terra Prometida, ele poderia ter falado para Josué: “Olha, eu já suportei tudo o que eu podia, já esperei demais... Por favor, coloque outro para lutar no meu lugar!”.  Mas ele pediu para guerrear! Era ousado! Está é outra marca que Deus deixou em nós!

Aquele que te enviou te fará mais que vencedor. Sua esperança no Senhor não será envergonhada!

Pense nisso!

segunda-feira, 27 de março de 2017

O perdão é o caminho para a liberdade!


Mateus 18.23 a 35: “Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga.  Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei.

E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves. Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei. Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida.

Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao seu senhor tudo que acontecera. Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti?  E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida. Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão.”

Sabe, muitas coisas na sua vida não vão para frente e estão retidas, porque o lugar da bênção está sendo ocupado pelo ódio, pela mágoa e pela falta de perdão.

É complicado e muito difícil perdoar quem nos fez mal ou quem prejudicou alguém que amamos. É triste ser vítima de atos de ingratidão e de injustiça.

É triste ver aquele relacionamento que você tanto investiu acabar, porque, para aquela pessoa, não é mais conveniente estar ao seu lado.

Eu não sei o que aconteceu com você.  O que eu sei que é que você pode até ter razão para não querer perdoar, mas você precisa ter um motivo maior para sair de tudo isso! Um deles é a sua liberdade! Talvez a pessoa que te prejudicou não mereça perdão, mas você merece ficar livre deste tormento.  Você sabia que a falta de perdão nos deixa nas mãos dos atormentadores?

Na Bíblia, há um exemplo clássico deste tormento. Em Hebreus 12, nós vemos a história de Jacó e Esaú. Eles eram irmãos gêmeos. Esaú nasceu primeiro e teria que, teoricamente, receber o direito de primogenitura, mas Deus havia escolhido Jacó.

Esaú ficou tão descompensado que não conseguiu usufruir as bênçãos que já havia recebido de Deus, e eram muitas! Ele ficou enlouquecido e tomado pelo ódio!

Ele buscou o lugar do arrependimento, mas não encontrou, porque, no fundo, nunca conseguiu perdoar o irmão.

Sabe, não podemos esquecer de que o trabalho do diabo é matar, roubar, destruir e te amarrar em sentimentos e situações que te impedem de viver o grande do Senhor, são verdadeiras cordas infernais.

Sabe, além da falta de perdão, existem outras situações que nos mantém acorrentados:

1ª) Procurar um culpado.

Quem procura culpados não encontra solução! Em vez disso, deseje perdoar!

2ª) A acusação.

Isso ocorre quando não nos sentimos dignos de progredir, por causa dos erros do passado!

Hoje, você vai quebrar estas cordas infernais! Chegou a hora do basta!

Saia desta situação e venha renascer em Cristo. Entregue sua vida a Ele. Ele vai te salvar deste ódio, desta amargura, desta acusação, deste tormento... e te dará um novo caminho. 

Pense nisso!

sexta-feira, 24 de março de 2017

Apenas, confie!


Sabe, estive pensado... Do que adianta tentar resolver todos os problemas sozinho? Buscar ter o controle de tudo tem te levado para onde? Do que adianta ficar se lamentando de todas as oportunidades perdidas?

Hoje, você tem a oportunidade de tomar uma atitude que pode mudar a sua história! Você pode começar praticando o que está escrito no Salmo 37.5: “Entregue o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais Ele fará.”.

Ficar com medo do que vai acontecer não resolve, pelo contrário, só traz desespero! Ficar revoltado com a situação que você está vivendo não resolve, pelo contrário, gera mais problemas, porque, além de amargar sua alma, você acaba com o clima de todo mundo!

Ficar procurando culpado não resolve, só traz mágoa e angustia! Mas entregar seus caminhos ao Senhor é garantia de paz.

Isso é algo tão simples de fazer! Basta uma oração sincera: “Senhor, é isso que estou sentindo, ajuda-me! Tire este peso da minha alma! Interfira nesta situação! Jesus, seja o Senhor da minha vida!”.

Enquanto o problema for o senhor da sua vida, ele te levará a um lugar de dor e sofrimento!

Quando Jesus for o Senhor da sua vida, você finalmente será livre, porque, onde está o Espírito Santo de Deus, há liberdade!

Você pode estar passando pela pior dor do mundo, mas o Senhor vai te dar graça, vai renovar suas forças e vai à frente para te dar vitória!

Tenha certeza do que está escrito em Provérbios 23.18: “Porque deveras haverá bom futuro; não será frustrada a sua esperança.”.


Pense nisso! 

quinta-feira, 23 de março de 2017

Vencendo o mal com o bem


1 Samuel 24. 1 a 10: “Tendo Saul voltado de perseguir os filisteus, foi-lhe dito: Eis que Davi está no deserto de En-Gedi. Tomou, então, Saul três mil homens, escolhidos dentre todo o Israel, e foi ao encalço de Davi e dos seus homens, nas faldas das penhas das cabras monteses.

Chegou a uns currais de ovelhas no caminho, onde havia uma caverna; entrou nela Saul, a aliviar o ventre. Ora, Davi e os seus homens estavam assentados no mais interior da mesma.

Então, os homens de Davi lhe disseram: Hoje é o dia do qual o SENHOR te disse: Eis que te entrego nas mãos o teu inimigo, e far-lhe-ás o que bem te parecer. Levantou-se Davi e, furtivamente, cortou a orla do manto de Saul. Sucedeu, porém, que, depois, sentiu Davi bater-lhe o coração, por ter cortado a orla do manto de Saul; e disse aos seus homens: O SENHOR me guarde de que eu faça tal coisa ao meu senhor, isto é, que eu estenda a mão contra ele, pois é o ungido do SENHOR.

Com estas palavras, Davi conteve os seus homens e não lhes permitiu que se levantassem contra Saul; retirando-se Saul da caverna, prosseguiu o seu caminho. Depois, também Davi se levantou e, saindo da caverna, gritou a Saul, dizendo: Ó rei, meu senhor! Olhando Saul para trás, inclinou-se Davi e fez-lhe reverência, com o rosto em terra. 

Disse Davi a Saul: Por que dás tu ouvidos às palavras dos homens que dizem: Davi procura fazer-te mal? Os teus próprios olhos viram, hoje, que o SENHOR te pôs em minhas mãos nesta caverna, e alguns disseram que eu te matasse; porém a minha mão te poupou; porque disse: Não estenderei a mão contra o meu senhor, pois é o ungido de Deus.”

Saul era um rei rico, poderoso e que tinha à disposição um exército vencedor. Ele estava perseguindo Davi, que, na época, contava apenas com o apoio de homens endividados, angustiados e que corriam perigo.

Quem era Davi perto do grande rei Saul? O que Davi tinha que justificasse tanto ódio?

Saul sabia que Davi tinha algo que ele não tinha; alias, que tinha, mas acabou perdendo. Eu estou falando da bênção de Deus. Isso foi o suficiente para despertar uma inveja mortal.

Sabe, você pode ter o casamento perfeito aos olhos humanos. Sua esposa e você podem ser saudáveis e ter o emprego dos sonhos. Seus filhos podem ser os mais inteligentes e os mais lindos, mas, se sua família não tiver a bênção de Deus, o destino de vocês será a ruína.

Apesar de todos os aspectos humanos, nada garantiria que o reinado de Saul seria inabalável. Ele, então, foi tomando por aquele espírito de inveja e dedicou sua vida a destruir Davi.

O jogo virou...

Depois de tantos anos fugindo da ira do rei, o jogo, simplesmente, virou! Certo dia, Saul entrou exatamente na caverna em que Davi e seus homens estavam, para aliviar o ventre. Era a oportunidade perfeita de Davi acabar, de uma vez por todas, com aquela perseguição. Até torcida ele tinha: “Finalmente, Davi! Você será livre! Mate-o! Aproveite a oportunidade!”.

Sabe, pior do que sofrer na mão de um invejoso é ter a mesma atitude que ele teria. Matando Saul, Davi se igualaria a ele.

Quando agimos como os invejosos, abrimos um espaço espiritual para que aquele mesmo espírito que está agindo neles entre nas nossas vidas.

Ao fazer a justiça com as próprias mãos, nos machucamos duas vezes, porque, além de sermos agredidos pelas atitudes dos outros, acabamos traindo os valores que nós tanto defendemos. É o mesmo que se auto-sabotar.

Ao se igualar a eles, você se degrada de tal forma, que acaba matando todas as promessas de Deus, porque quem é tomado por um espírito maligno não tem limites para o mal!

Davi tinha consciência de que matar Saul não o colocaria na rota do reinado: “Não vou matar Saul porque ele é ungido de Deus. O Senhor tinha um propósito para ele. Se eu matá-lo assim como ele quer me matar, eu nunca chegarei ao reinado. Matá-lo seria o mesmo que abrir as portas para aquela malignidade que o encheu de ódio entrar na minha vida. Se eu matá-lo, vou perder a bênção de Deus e o lugar que Ele tem para mim!”.

Sabe qual foi a escolha de Davi? Vencer o mal com o bem e não ceder às pressões!

Quando vencemos o mal com o mal, nos traímos: “O que eu virei? Não aguentei a pressão da perseguição! Não aguentei a pressão daqueles que estavam ao meu redor! E agora? O que vai sobrar pra mim?”.

Davi confiou naquele que o ungiu. Sabe o que você vai fazer no meio desta perseguição? O que está no Salmos 37.5: “Entrega o Teu caminho ao Senhor; confia n’Ele, e o mais, Ele fará!”.

Quem disse que Davi não saiu daquela situação vitorioso? Ele mostrou, na frente de todos, o pedaço do manto de Saul e disse: “Olha! Eu poderia tê-lo matado, mas não o fiz!”. Todos viram que Davi era mais nobre do que o rei Saul!

Este era o caminho da soberania que Deus tinha preparado para Davi. 

Sua nobreza e fé sempre vão te colocar em honra! A tua escolha de agradar ao Senhor e não ceder às pressões é o que vai garantir a tua vitória. A tua escolha de vencer o mal com o bem não te frustrará!

No tempo certo, Davi assumiu o reinado, e Saul teve o fim que ele mesmo semeou.


Pense nisso!

quarta-feira, 22 de março de 2017

Minha homenagem ao amor da minha vida!


Hoje, eu quero deixar uma mensagem especial ao meu primeiro e único namorado, Apóstolo Estevam.

Hoje é mais especialmente o seu dia, porque comemoro e celebro sua vida todos os dias! Como é bom terminar o dia abraçada com você. E assim também iniciar cada dia!

Casei te amando, e, hoje, não vivo sem você! Para você, amado guerreiro, homem íntegro, sábio, brilhante, realizador, justo, vencedor, ungido de Deus, pasto, pai, marido, filho e, em tudo, exemplar, desejo mais do que o melhor!

Desejo que Deus te dê muitos anos. E que estes anos sejam coroados com muito além do que você sonhou.


Te amo para sempre!

terça-feira, 21 de março de 2017

O amor na medida certa!


Mateus 22.34 a 46: “Ouvindo isto, as multidões se maravilhavam da sua doutrina. Entretanto, os fariseus, sabendo que ele fizera calar os saduceus, reuniram-se em conselho. E um deles, intérprete da Lei, experimentando-o, lhe perguntou: Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? 

Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.”

Nesta passagem, vemos alguns religiosos ‘testando’ os conhecimentos de Jesus! Eles queriam saber se o Messias realmente dominava as Escrituras Sagrada. Nem preciso dizer que eles tomaram um baile!

Um deles perguntou: “Jesus, qual é o principal mandamento?”. E Jesus respondeu: “Tudo, absolutamente tudo, na sua vida irá bem, se você colocar Deus em primeiro lugar!”.

Esse é um grande segredo espiritual! Amar a Deus sobre todas as coisas é deixar a vida mais leve. De repente, tudo faz sentido! Nas mais terríveis tempestades, ficamos tranquilos!

“E o segundo mandamento, Jesus?”, voltou a questionar o religioso. Jesus, então, disse: “Para você dar certo no seu relacionamento, na sua casa, na sua família, ame ao próximo como a ti mesmo!”.

Essa é a medida: nem mais, nem menos!

Hoje, eu quero falar sobre amar demais!  Há pessoas que, na sua carência, amam os filhos além da medida! Acabam se despersonalizando, deixando de ser pai, de ser mãe, de corrigir, de educar, de instruir... e acabam criando uma pessoa desrespeitosa!

Você achou que não corrigindo seu filho, ele te amaria mais? Você achou que não ensinando seu filho, ele te amaria mais? Você achou que deixar seu filho fazer tudo o que ele quis, realmente te tornaria mais amado por ele? Não, não e não!

Você está cometendo um grande erro! “Sufocar” os filhos é grave! Ser omisso, é gravíssimo! Você está abrindo uma porta para a internet, para os amigos e para programas de TV educarem seu filho! O risco de ele trilhar um caminho destruição é muito grande. 

Você achou que não levar seu filho para a Casa do Senhor foi a melhor escolha? “Mas. Bispa, quando ele for grande, ele decide!”.

Em Provérbios 22.6, está escrito: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.”.

Quando você é omisso, acaba criando uma pessoa aberta para forças demoníacas, aberta para toda a sorte de espíritos malignos! Entenda, de uma vez por todas, que a formação do caráter dos seus filhos também é responsabilidade sua! Não se anule mais!

Para você amar alguém da forma correta, ame-a da mesma forma que você se ama! Não ame menos, sendo uma pessoa egoísta, arrogante, intratável e a dona da verdade! E não a ame além da medida.

Cuidado! Se você não for equilibrada, vai acabar perdendo seu marido! Uma mulher sem personalidade constrói sua própria ruína. Um marido que faz tudo o que a mulher quer coloca seu lar em desiquilíbrio!

Isso vale também para os namorados!  Ela dá chilique, briga, te humilha, e o que você faz? Se rasteja diante dela! Sabe o que vai acontecer? Você nunca será valorizado! “Bispa, a senhora não entende. Eu amo muito minha namorada! Tenho medo de perdê-la!”. Se você continuar neste caminho, vai perder mesmo!  Você corre um grande risco de ser trocado por outro! Relacionamento envolve amor, respeito, cumplicidade e reciprocidade!

“Bispa, essa palavra nem é pra mim! Nem faço parte do time dos casados e dos namorados!”.  Essa palavra é para todos! Todos nós cometemos excessos! Existem pessoas, por exemplo, que são engraçadinhas além da conta! Sabe como elas são conhecidas? Como inconvenientes! E quem é bonzinho demais? Meu Deus! Dá uma aflição! A pessoa vive em função dos outros. É humilhado, explorado... e acha que está tudo bem! Não está! Isso é falta de amor próprio!

Queridos, tudo o que passa da medida está errado! Acaba sendo desprezado. Por exemplo, quando a fruta está verde, ela causa um mal estar, mas, se ela está passada, pode nos deixar doentes! O “a amais” é extremamente prejudicial.

Aproveite este início de semana para você rever seus conceitos! Para você refletir nas suas atitudes! Busque equilíbrio no Senhor!

De repente, o problema está em sua baixa-autoestima, que tem te colocando em situações que você não merece! Sabe, queridos, só é respeitado quem se respeita!

Jesus deixou bem claro: “Desses dois mandamentos, depende tudo, inclusive, a lei e os profetas!”.

Quando você não se ama, você também não ama a Deus, porque foi Ele quem te criou! Sua vida tem valor! O Senhor não entregaria seu único filho por um nada!

Não se compare aos outros. Todas as pessoas nasceram com dons e com uma missão na terra!
  

As leis do Senhor não são proibitivas, elas nos habilitam a viver o melhor!

Pense nisso! 

segunda-feira, 20 de março de 2017

Quatro motivos para esperar em Deus


Romanos 15.13: “E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo.”

Quando sua esperança está firmada em uma promessa que vem do Senhor e você tem consciência de que o ciclo d’Ele será concluído, você passa a habitar em moradas de paz.

Talvez, você esteja achando que não dá mais tempo de viver o milagre, que, para você, tudo acabou, que o Senhor te esqueceu... Talvez, você esteja magoado, porque o Senhor não fez as coisas do seu jeito, ou no seu tempo. Mas, quando sua esperança está no Senhor, ela, de maneira nenhuma, será frustrada. Não aconteceu do seu jeito, porque o Senhor tem caminhos e pensamentos mais altos.

Não abra mão dos seus sonhos, mas procure, através de uma vida de oração, encher o seu coração de fé.

Muitas pessoas acabam se frustrando, pois, inconscientemente, respondem suas próprias orações. Elas acham que seus sentimentos, na verdade, são uma resposta de Deus. A resultante deste engano é o fracasso. Você acha que Deus errou, mas, na verdade, você criou expectativas sem fundamentos.

Queridos, a melhor opção é confiar no Senhor, independente do que aconteça. Ele vai encher seu coração de paz e de alegra, para que você tenha forças.

Sabe, eu aprendi que os maiores milagres acontecem no período da espera, mas isso quando a gente sabe esperar.

Quando você sabe esperar, você se alegra com aquilo que você sabe que você vai viver. Você olha para aquela cura, mesmo estando enfermo, e já se alegra, porque a fé enxerga. A esperança em Deus nos faz enxergar a manifestação do milagre. Vai ser tão forte e tão sério, que você vai esquecer todos os momentos de choro!

Vale a pena esperar

Certo dia, no final do culto, o Apóstolo Estevam e eu fomos procurados por uma mãe querida. O filho dela, infelizmente, perdeu parte de sua vida no vício das drogas. Ele chegou a ficar um ano sem consumir nada, mas, com o tempo, começou a dar algumas derrapadas. Ele ficou desesperado porque já não conseguia mais resistir. Por esse motivo, ele e a mãe nos procuraram.

Depois de orar por ele, o Apóstolo disse: “Vamos te encaminhar para o centro de recuperação da nossa igreja. Você vai ficar lá até se fortalecer. Em nome de Jesus, você já está liberto, mas precisa sair dos ambientes que te deixam mais vulnerável. Você precisa se fortalecer para conseguir resistir às tentações!”. Ele e a família teriam que passar por um período de espera. Espera que os levaria para um novo tempo.

Queridos, em todos estes anos de ministério, eu aprendi que:

Em primeiro lugar, a espera nos fortalece.

Quanto mais esperamos, mais resistentes ficamos.

Em segundo lugar, a espera nos prepara.

Existem muitas pessoas que querem casar, mas não estão preparadas para isso. Não estão preparadas para assumir uma casa, uma família, as responsabilidades do lar... Sabe o que acontece quando você não está preparado para receber algo? Você acaba abortando e matando a promessa de Deus.

Se você está esperando no Senhor, aproveite este tempo para se preparar. Desta forma, quando a promessa vier, você poderá aproveitá-la 100%.

Em terceiro lugar, a espera mostra a glória de Deus.

Ao verem suas atitudes de fé, as pessoas que estão ao seu redor vão reconhecer que Deus habita em você: “Como é que, mesmo passando por isso, ele não deixou de crer?”, “Que fé é essa?”, “Como ele consegue passar por isso sem perder a paz e a alegria?”. Isso, no final, será uma linda pregação, porque ela vai transmitir o amor de Deus. Nossas lutas acabam pregando muito mais do que nossos períodos de calmaria.

Deus quer te usar para que você seja luz do mundo e sal da terra.

Em quarto lugar, a espera prova a nossa fé.

Queridos, depois de provada, a nossa fé traz aprovação, derruba todas as barreiras do inferno e te leva a viver além do que você pensou ou imaginou. É isso o que Deus tem para a sua vida!


Receba esta palavra, renove suas forças, porque aquele que vem virá e não tardará. Que o teu crer seja cheio de paz e de alegria, em nome de Jesus. Pense nisso!